conecte-se conosco


Agro News

BOI/CEPEA: Preço do bezerro absorve aumento de produtividade

Publicado

Cepea, 11/07/2019 – Analisando-se a série de dados de bezerro do Cepea, iniciada em 2000, verifica-se que, naquele período, o peso médio do animal de desmame em Mato Grosso do Sul era de 180 kg. Nesse mesmo período, a diferença entre os valores mínimos e máximos pagos pelo animal de reposição no mesmo estado era de apenas 60 Reais/cabeça. Em 2019, o peso médio do bezerro está em 201 kg, ao passo que a diferença entre os preços mínimo e máximo de comercialização dos animais se ampliou, indo para 400 Reais/cabeça. Segundo pesquisadores do Cepea, o mercado tem acompanhado o crescimento na produtividade da pecuária nacional e, com isso, vem pagando mais por animais pesados e/ou valorizando justamente a precocidade. Já os bezerros mais leves acabando sendo “penalizados”, recebendo preços menores. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  MANDIOCA/CEPEA: Preço avança 5% na semana
publicidade

Agro News

CAFÉ/CEPEA: Boas floradas pressionam com força valores do arábica

Publicado

Cepea, 16/10/2019 – Os preços externos e internos do café arábica registraram forte queda nesta primeira quinzena de outubro, influenciados pela expectativa de oferta elevada depois da abertura da principal florada em importantes regiões produtoras do Brasil. Outro fator que pressionou as cotações foram as chuvas nos últimos dias, que devem auxiliar no pegamento das flores. Assim, de 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, registrou queda de 23,55 Reais por saca de 60 kg (ou 5,3%), passando de R$ 438,49/sc para R$ 414,94/sc. Para o robusta, segundo colaboradores do Cepea, as chuvas registradas no final de setembro também favoreceram a abertura de mais uma florada no Espírito Santo e em Rondônia, além de auxiliar no pegamento das flores abertas anteriormente. No entanto, esse cenário pressionou as cotações externas e internas neste início de outubro. Ainda assim, a desvalorização da variedade foi menos expressiva que a do arábica, especialmente devido à oferta restrita no Vietnã – que amenizou a queda dos futuros – e ao maior interesse comprador no Brasil. De 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 apresentou queda de 6,36 Reais por saca de 60 kg (ou 2,1%). Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  ALGODÃO/CEPEA: Vendedor firme e baixa oferta de pluma de qualidade elevam Indicador

Fonte: CEPEA
Continue lendo

Agro News

ALGODÃO/CEPEA: Vendedor firme e baixa oferta de pluma de qualidade elevam Indicador

Publicado

Cepea, 16/10/2019 – As cotações do algodão em pluma subiram nesta primeira quinzena de outubro. Entre 30 de setembro e 15 de outubro, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, aumentou 0,7%, fechando a R$ 2,4927/lp nessa terça-feira, 15. Segundo colaboradores do Cepea, vendedores estão mais firmes nos preços pedidos, atentos aos elevados patamares internacionais, aos embarques de lotes já contratados e ao beneficiamento. Além disso, a disponibilidade de pluma de qualidade está baixa, e cotonicultores indicam já ter comercializado a maior parte da produção. Do lado da demanda, indústrias tentam negociar a preços menores, enquanto trabalham com a matéria-prima estocada e/ou proveniente de contratos. Quando há urgência, especialmente por lotes de maior qualidade, compradores acabam pagando valores maiores. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  ETANOL/CEPEA: Com vendas elevadas nos postos, preço segue em alta no Centro Sul
Continue lendo

Agro News

ARROZ/CEPEA: Orizicultor segue focado no semeio e liquidez é baixa

Publicado

Cepea, 16/10/2019 – A comercialização de arroz em casca está lenta no Rio Grande do Sul. Com o clima favorável, orizicultores estão focados nas atividades de semeio – que avançam rapidamente no estado – e não têm demostrado interesse em negociar para “fazer caixa” – apenas aqueles com compromissos bancários estiveram ativos nos últimos dias. Além disso, segundo colaboradores do Cepea, parte dos agentes tem relatado preferência por utilizar estoques próprios. Entre 8 e 15 de outubro, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, que envolve a média ponderada para o estado, permaneceu praticamente estável (+0.1%), fechando a R$ 46,08/saca de 50 kg nessa terça-feira, 15. Diante de um cenário de baixa liquidez, inclusive do beneficiado, devido à dificuldade de repasse dos custos, o beneficiamento e as vendas de arroz no RS recuaram 4,1% de janeiro a setembro de 2019, no comparativo com o mesmo período do ano passado, somando 5,5 milhões de toneladas, segundo dados do Irga (Instituto Rio Grandense de Arroz). Na parcial do ano-safra (entre março e setembro), as negociações totalizaram 4,3 milhões de toneladas, 6,6% abaixo da quantidade registrada nos mesmos meses do ano passado. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  OVOS/CEPEA: Exportações recuam para menor patamar desde novembro de 2017

Fonte: CEPEA
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana