conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro pode migrar para partido criado pelo líder da “Bancada da Bala”

Publicado

source

IstoÉ

homem com faixa presidencial arrow-options
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 1.1.19

Bolsonaro pode procurar por outro partido

Não é de hoje que a família Bolsonaro prega a volta aos anos de chumbo da ditadura e o retorno dos militares ao poder, mas a fala do deputado Eduardo sobre o novo AI-5 é de arrepiar. Só quem viveu os anos de terror impostos pelo AI-5, implantado pelos militares em 1968, pode atestar o que ele significou para a liberdade de expressão, como a censura, prisões, mortes, tortura, exílio, cassação de mandatos de parlamentares e fechamento do Congresso. Eduardo não tinha nem nascido, mas seu pai já. O mais assustador é que ele defenda esse modelo, como os elogios que faz ao coronel Brilhante Ustra, o maior torturador da história brasileira. E ensinou aos filhos que isso foi bom. Não é à toa que seus moleques reverberam agora esse pensamento: criou filhotes da ditadura.

Só um cabo

E não adianta Eduardo pedir desculpas. É o que ele pensa mesmo. Tanto que recentemente o deputado disse que para fechar o STF bastava um cabo e um soldado. Querem sim a intervenção nas instituições democráticas, a volta da ditadura, o fim da liberdade de imprensa (vide as ameaças aos veículos de comunicação).

Cassação

Foi por isso que a sociedade reagiu à fala de Eduardo. Da direita à esquerda. Do DEM de Rodrigo Maia a integrantes do próprio PSL . Agora, deputados pedem a cassação do mandato do deputado, que, de bebê mimado, virou uma ameaça à democracia. Quem prega o fechamento do Congresso, como ele, não deve fazer parte da instituição. Simples assim.

Leia também: Bebianno diz que se filiou ao PSDB para evitar “ditadura bolsonarista”

“Declarações de Eduardo foram graves”

O destino do mandato de Eduardo Bolsonaro está nas mãos do deputado Juscelino Filho (DEM-MA), presidente da Comissão de Ética da Câmara. O garoto de Bolsonaro foi denunciado à comissão por ter atentado contra a democracia ao prever um novo AI-5. Juscelino disse que será isento, mas viu as declarações como “graves e contrárias à Constituição”. O “centrão”, que o clã sempre desprezou, pode salvá-lo.

Rápidas

* Paulo Guedes faz espuma, mas a economia não avança. A balança comercial de outubro foi a pior dos últimos cinco anos. O Brasil exportou US$ 18,23 bilhões, ou 20,4% a menos do que em outubro de 2018. O saldo da balança comercial foi 79,2% menor do que o do ano passado.

Veja Também:  Ação que pede impeachment do ministro Ricardo Salles chega ao STF

* O ex-governador e ex-candidato a presidente, Geraldo Alckmin ( PSDB ), pode vir a ser candidato a vereador de São Paulo em 2020. Foi o que lhe ofereceram, mas o tucano resiste: quer tirar o ano que vem para estudar.

Leia também: Eduardo e Carlos Bolsonaro criticam decisão do STF: “pobre dos brasileiros” 

* O PSL ligado à oposição aos Bolsonaros conseguiu retomar a validade jurídica do partido em São Paulo e tem tudo para tirar Eduardo da presidência do diretório estadual. A deputada Joice Hasselmann é cotada para o seu lugar.

* O PSL ligado à oposição aos Bolsonaros conseguiu retomar a validade jurídica do partido em São Paulo e tem tudo para tirar Eduardo da presidência do diretório estadual. A deputada Joice Hasselmann é cotada para o seu lugar.

Retrato falado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), líderes da oposição no Senado e na Câmara, acionarão o STF e a PGR contra Bolsonaro, acusando-o de ter cometido crime de obstrução de Justiça, pelo fato de ele ter “se apropriado de provas relacionadas às investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes”. Os dois parlamentares pedirão que a PGR determine que todo o conteúdo do material seja periciado.

Leia também: Bolsonaro libera plantio de cana-de-açúcar na Amazônia e no Pantanal

Birra

Que Bolsonaro não se comporta como estadista todos sabem, mas agora está levando suas posições ideológicas extremadas a criar embaraços à diplomacia. Isso já tornou-se uma constante. Transformou o relacionamento com a Argentina em birra pessoal. Depois de dizer que os argentinos tinham feito uma “péssima escolha” ao eleger Alberto Fernández como presidente, agora diz que não vai à sua posse. Pior: nem o cumprimentou pela vitória. Tudo porque ele queria que os argentinos tivessem reeleito Maurício Macri, e ainda porque considera Fernández e sua vice, Cristina Kirchner, como “esquerdistas”. Ora, o que Bolsonaro tem a ver com as decisões dos eleitores do país vizinho?

Pito

Por essa descompostura, Bolsonaro foi repreendido pelo chanceler Jorge Faurie, ministro do próprio presidente Macri, seu aliado, que enviou uma carta ao embaixador do Brasil em Buenos Aires, Sergio Danese, protestando contra as críticas do presidente brasileiro a Fernández. A bronca foi válida.

Veja Também:  CCJ do Senado conclui aprovação de prisão em segunda instância; PT deve recorrer

Toma lá dá cá

homem engravatado arrow-options
Wikimedia Commons

Ex-senador Flávio Arns


Flavio Arns, Senador (Rede-PR)

Como relator da PEC do Fundeb, o senhor acredita que o fundo pode se tornar permanente?
Sim. O Fundeb provou ser o maior instrumento de redistribuição de recursos, com resultados inegáveis na melhoria do ensino e diminuição das desigualdades educacionais.

Leia também: Advogados de Lula entram com pedido de soltura

De que forma podem ser destinados mais recursos para o fundo?
Ampliando a complementação da União. Para isso, estamos apontando na PEC novas fontes de financiamento ao Fundeb.

O senhor acha possível que a complementação da União ao Fundeb aumente dos atuais 10% para 40%?
Possível e necessário. Esse aumento será gradual: 2,5% por ano até chegar aos 40% em 10 anos, a partir de 2021. Hoje, o Fundeb é o principal instrumento para melhorar a educação.

Partido Militar

Cada vez mais sem espaço no PSL, Bolsonaro procura um partido para se acomodar, de olho em 2022. O destino mais provável é o Partido Militar Brasileiro, que está sendo criado pelo deputado Capitão Augusto (PL-SP). Esse novo partido já tem as 491,9 mil assinaturas necessárias para ser aprovado no TSE. Poderá ser o 36º partido brasileiro.

Leia também: Bolsonaro pede estudo sobre excludente de ilicitude para militares em missões

Bancada da bala

Capitão Augusto é coordenador da “bancada da bala” na Câmara, defensor do armamento em massa da população. Um dos emissários de Bolsonaro junto ao Capitão Augusto para pedir uma vaga no novo partido foi o ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF), ex-coordenador dessa bancada. Augusto já mandou dizer que o partido estará à disposição dos Bolsonaros.

Ministros do bem

O ministro Luís Roberto Barroso assumirá, em maio, a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, que vai reger as eleições municipais no lugar do ministro Luiz Fux, outro paladino da moralidade no STF. Os dois compõem a turma do bem do Supremo. Fux, aliás, assumirá a presidência do STF em outubro de 2020.

Fonte: IG Política
publicidade

Política Nacional

PSL expulsa Bia Kicis por fazer divulgação do Aliança Pelo Brasil

Publicado

source
Bia Kicis arrow-options
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Deputada foi expulsa por fazer divulgação de partido de Bolsonaro

O PSL decidiu expulsar nesta quinta-feira (12) a deputada federal Bia Kicis (DF) por fazer propaganda do Aliança Pelo Brasil, partido do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, uma notificação do presidente ad sigla, Luciano Bivar, a parlamentar cometeu “grave infração ética” e desrespeitou os princípios de fidelidade partidária estabelecidos no estatuto do PSL.

“É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado ‘Aliança’, e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente”, escreveu Bivar.

Leia também: Dias após Paraisópolis, Eduardo Bolsonaro replica mensagem ironizando baile funk

O documento assinado pelo líder da sigla diz que a conduta de Bia Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”.

Nesta quarta, a briga interna do PSL ganhou um novo capítulo. Com a suspensão de Eduardo Bolsonaro e mais 17 parlamentares do partido por decisão do diretório nacional da legenda, a deputada Joice Hasselmann (SP) eleita nova líder do governo na Câmara. 

Veja Também:  Carlos Bolsonaro reativa conta no Twitter, após quase um mês fora das redes

No meio da tarde, no entanto,  uma decisão da Justiça de Brasília suspendeu as punições dos 18 parlamentares.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Política Nacional

Deputado do PSB pede demissão de Weintraub ao Conselho de Ética

Publicado

source
Abraham Weintraub arrow-options
Agência Brasil

Ministro voltou a afirmar que há plantação de maconha em universidades

O deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) entrou nesta quinta-feira (12) com um pedido de demissão contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub , no Conselho de Ética da Presidência da República. O pedido foi feito pelo parlamentar após Weintraub reafirmar que “há plantação de maconha” e produção de “drogas sintéticas em laboratórios” nas universidades federais brasileiras.

Segundo o parlamentar, os exemplos dados pelo ministro citando a UnB e a UFMG não resultaram no envolvimento das instituições em ações criminosas. “As ofensas propaladas contra cidadãos, assim como a sistemática divulgação intencional de denúncias falsas,violam, de maneira patente, os princípios constitucionais da administração pública, as regras de conduta ética e caracterizam improbidade administrativa”, afirmou o deputado.

Leia também: “Sou contra drogas e acho sua gestão uma droga”, diz deputado a Weintraub

Na representação, Costa ainda cita outros casos em que Weintraub proferiu ofensas em ataques. Um deles foi quando o ministro respondeu uma seguidora no Twitter que o criticou por comentários contra a República. O caso aconteceu em 15 de novembro e a seguidora disse que, caso o Brasil voltasse a ser uma monarquia, o ministro seria o “bobo da corte”. Weintraub respondeu insultando a seguidora, chamando-a de “égua sarnenta”.

Veja Também:  CCJ do Senado conclui aprovação de prisão em segunda instância; PT deve recorrer

Leia também: “Traficantes encontram refúgios nas universidades”, diz Weintraub na Câmara

De acordo com o Código de Ética da Alta Administração Pública, “a dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia e a consciência dos princípios morais são primados maiores que devem nortear o servidor público”.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Política Nacional

Bolsonaro diz que colocará ministro envolvido em corrupção ‘no pau de arara’

Publicado

source
Jair Bolsonaro arrow-options
José Dias/PR

Declaração foi dada durante visita do presidente a Tocantins.

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quinta-feira, que vai colocar “no pau de arara ” o ministro que tiver o envolvimento em casos de corrupção comprovado. A declaração foi dada durante um discurso do presidente em uma viagem à Palmas, no Tocatins. A fala é uma referência a um dos instrumentos de tortura usados por agentes da ditadura militar que governou o Brasil de 1964 a 1985.

Leia também: Lula tem recurso negado no caso das propinas pagas pela Odebrecht 

Bolsonaro , que é declarado admirador do período militar, reconheceu que existe a possibilidade de haver casos de corrupção em seu governo , mas garantiu que eventuais irregularidades não serão toleradas.

“Pode ser que haja corrupção no meu governo? Sim, pode ser que haja. Pode ser que haja e o governo não saiba”, disse Bolsonaro ao criticar governos anteriores, aos quais acusou de corrupção.

O presidente fez, então, a menção ao instrumento de tortura:

Veja Também:  No país com mais gado do mundo, pobre não pode comer carne, dispara Lula

“Se aparecer, boto no pau de arara o ministro, se ele tiver responsabilidade, obviamente. Às vezes, lá na ponta da linha, está um assessor fazendo besteira sem a gente saber. Mas isso é obrigação nossa, é dever”.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana