conecte-se conosco


Agro News

CAFÉ/CEPEA: Boas floradas pressionam com força valores do arábica

Publicado

Cepea, 16/10/2019 – Os preços externos e internos do café arábica registraram forte queda nesta primeira quinzena de outubro, influenciados pela expectativa de oferta elevada depois da abertura da principal florada em importantes regiões produtoras do Brasil. Outro fator que pressionou as cotações foram as chuvas nos últimos dias, que devem auxiliar no pegamento das flores. Assim, de 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, registrou queda de 23,55 Reais por saca de 60 kg (ou 5,3%), passando de R$ 438,49/sc para R$ 414,94/sc. Para o robusta, segundo colaboradores do Cepea, as chuvas registradas no final de setembro também favoreceram a abertura de mais uma florada no Espírito Santo e em Rondônia, além de auxiliar no pegamento das flores abertas anteriormente. No entanto, esse cenário pressionou as cotações externas e internas neste início de outubro. Ainda assim, a desvalorização da variedade foi menos expressiva que a do arábica, especialmente devido à oferta restrita no Vietnã – que amenizou a queda dos futuros – e ao maior interesse comprador no Brasil. De 30 de setembro a 15 de outubro, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 apresentou queda de 6,36 Reais por saca de 60 kg (ou 2,1%). Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  MILHO/CEPEA: Demanda aquecida segue elevando preços no spot

Fonte: CEPEA
publicidade

Agro News

MILHO/CEPEA: Demanda aquecida segue elevando preços no spot

Publicado

Cepea, 18/11/2019 – As cotações do milho continuam em alta no mercado brasileiro, devido à demanda aquecida no físico, segundo pesquisadores do Cepea. Nessa quinta-feira, 14, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) fechou a R$ 44,09/saca de 60 kg, avanço de 2,68% frente à sexta anterior, 8. Muitos compradores, especialmente de regiões consumidoras, mostram dificuldades em encontrar novos lotes do cereal. Vendedores, por sua vez, postergam as negociações, à espera de preços maiores nas próximas semanas, fundamentados nas exportações ainda aquecidas. Nos portos, os valores também sobem, mas de forma menos intensa. Vale lembrar que os preços do milho no interior do País estão mais atrativos que os para exportação. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  Programa Agrosolidário atende 22 mil pessoas em 2019
Continue lendo

Agro News

SOJA/CEPEA: Preço no porto fecha acima de R$ 90/sc

Publicado

Cepea, 18/11/2019 – A saca de 60 kg da soja em grão voltou a ser negociada acima de R$ 90,00 no porto de Paranaguá (PR) na semana passada, segundo informações do Cepea. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) subiu 0,47% entre 8 e 14 de novembro, fechando a R$ 90,24/saca de 60 kg na quinta-feira, 14. O impulso veio da retração de grande parte dos sojicultores – que, diante das incertezas quanto à safra 2019/20, prefere segurar o remanescente de 2018/19 – e das firmes demandas de indústrias brasileiras e do mercado internacional. No campo, embora as recentes chuvas tenham amenizado a preocupação de parte dos agentes, há municípios que ainda registram déficit hídrico, especialmente em São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia e Maranhão. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  SOJA/CEPEA: Preço no porto fecha acima de R$ 90/sc
Continue lendo

Agro News

CITROS/CEPEA: Demanda diminui, mas menor oferta sustenta preços

Publicado

Cepea, 18/11/2019 – Devido ao feriado nacional da Proclamação da República, em 15 de novembro, a procura por laranja se retraiu no mercado de mesa na semana passada, segundo colaboradores do Cepea. Entretanto, a baixa oferta de frutas com qualidade e a redução da colheita de pera seguem sustentando as cotações. Entre 11 e 14 de novembro, a variedade foi negociada a R$ 28,72/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 2,5% em relação à semana anterior. Quanto à lima ácida tahiti, por sua vez, o volume já está aumentando no mercado de mesa paulista – ainda que a maior parte corresponda a frutas miúdas, que são negociadas a preços menores. A tendência, segundo agentes consultados pelo Cepea, é de que a elevação gradual da oferta pressione as cotações daqui em diante. A média da tahiti na semana passada foi de R$ 86,54/cx de 27 kg, colhida, queda de 11,4% em relação ao período anterior. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  IPPA/CEPEA: Pecuária e grãos elevam IPPA/Cepea em outubro
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana