conecte-se conosco


Esportes

Carille aceita proposta de time árabe e pode deixar Corinthians, diz jornalista

Publicado

Fábio Carille pode deixar o Corinthians arrow-options
Divulgação / Agência Corinthians

Fábio Carille pode deixar o Corinthians

Bastante contestado por torcedores, dirigentes e imprensa, o técnico Fábio Carille está pressionado no Corinthians . O time terminou a última rodada no G4 do Brasileirão, mas o futebol pobre e defensivo vem causando desconforto dentro do clube.

Leia também: Técnico português pode assumir o Corinthians em 2020, afirma jornal

Diante dessa insatisfação, Carille pode estar de saída do clube alvinegro. E, segundo informações do jornalista Mohammed Alnmri, bastante influente no Oriente Médio, o treinador já teria aceitado a proposta para trabalhar no  Al-Ahli , da Arábia Saudita.

Leia também: Fábio Carille e sua estratégia de jogo no Corinthians: não jogar

Ainda de acordo com o texto publicado por Mohammed no Twitter, a contratação do comandante só não foi anunciada porque o clube ainda negocia com outros treinadores. Mas Carille já deu o seu “sim” para fechar negócio.

O argentino Ramon Diaz e o suíço Christian Gross também estão negociando com o Al-Ahli.

Veja Também:  Bolsonaro almoça com seleção do Brasil sub-17, tetracampeã de futebol

Vem gringo por aí?

Se Fábio Carille realmente sair, o Corinthians já tem um nome preferido para assumir o time. De acordo com informações do jornal A Bola , o nome do português Leonardo Jardim ganha força para treinar a equipe em 2020.

Jardim, de 45 anos, está atualmente no comando do Monaco, onde também está com risco de ser demitido, já que o time está apenas na 16ª posição no Campeonato Francês – duas vitórias, três empates e quatro derrotas. Ele tem contrato até 30 de junho de 2021.

Leia também: No Brasileirão, Corinthians finaliza mais apenas do que CSA e Botafogo

Segundo o jornal, o nome do português surgiu nos bastidores do Corinthians através do empresário Fernando Garcia. O agente tem uma relação próxima com o italiano Federico Pastorello, que mora no Principado e trabalha como um dos procuradores de Leonardo Jardim.

O Corinthians espera por uma eventual demissão do treinador português para, em seguida, abrir negociações. Além de Leonardo Jardim, o nome de Sylvinho, que foi demitido do Lyon, também aparece como opção para vaga de Carille .

Veja Também:  Basquete feminino: Brasil inicia Pré-Olímpico das Américas com derrota

Fonte: IG Esportes
publicidade

Esportes

Coluna – Paradesporto militar: um resgate histórico

Publicado

source

Durante uma semana 19 militares, alguns reformados, mas outros ainda na ativa apesar de terem algum tipo de deficiência, participaram da terceira edição do acampamento militar paralímpico, em São Paulo. Em apenas uma semana, eles foram apresentados a 11 modalidades, descobrindo o potencial para a prática do esporte adaptado.

A atividade não se limita aos membros das Forças Armadas. Policiais militares e também guardas civis – incluídos pela primeira vez, tiveram a oportunidade de praticar diferentes esportes, além de trocarem experiências e receberem mais informações sobre o paradesporto.

A ligação entre o esporte paralímpico e os militares é histórica. Um dos pioneiros do paradesporto é o médico judeu Ludwing Guttmanm, que usou as atividades esportivas para recuperar pacientes que haviam sofrido mutilações durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1948, Guttmann realizou a primeira competição, com os pacientes dele, em um hospital na Inglaterra. Quatro anos depois, o embrião dos Jogos Paralímpicos já tinha ares internacionais, com mais de cem inscritos. Dali até a primeira edição dos Jogos Paralímpicos, em 1960, foi uma questão de tempo.

Veja Também:  Botafogo enfrenta Athletico-PR fora de casa

Dentre os vários pontos a se destacar do acampamento está a presença de técnicos e até mesmo de atletas paralímpicos que integram as seleções nacionais, nas oficinas das quais os militares fazem parte. E, vale lembrar, que o acampamento não fica apenas nas vivências práticas: há ainda momentos de diálogo e de apresentações teóricas, importantes para que a compreensão do paradesporto como fenômeno seja completa.

Um Centro de Treinamento de ponta, como é o caso da estrutura que o CPB mantém em São Paulo, tem como objetivo final a busca de medalhas em eventos internacionais e a evolução do esporte de alto rendimento. Mas iniciativas como o acampamento militar mostram que é possível ir além. É óbvio que dentre os participantes do acampamento pode surgir algum talento excepcional. Mas isso seria apenas uma consequência. O objetivo principal, ali, é mostrar aos militares que a prática esportiva, mesmo após adquirir uma deficiência física, é possível. 

#deolhonabase

A partir desta terça-feira (19) o Centro de Treinamento Paralímpico recebe as Paralimpíadas Escolares. Jovens de todos os estados do país estarão em ação, observados de perto por integrantes da elite do esporte nacional. Vale a pena acompanhar.

Edição: Verônica Dalcanal

Fonte: IG Esportes
Veja Também:  Brasil vence México de virada, com gol nos acréscimos do 2º tempo
Continue lendo

Esportes

Skatistas brasileiras brilham no STU Open e ficam perto de Tóquio 2020

Publicado

source

Duas skatistas brasileiras já largaram na frente na corrida por vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem. Neste domingo (17), a atual campeã mundial Pâmela Rosa, e Rayssa Leal, a Fadinha do skate, disputaram o título da modalidade street, do STU Open, realizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).  Após uma batalha acirrada, Pâmela, de 20 anos, levou a melhor nas últimas manobras e garantiu a medalha de ouro, com nota 18,49.  A maranhense Rayssa Leal, de apenas 11 anos, ficou em segundo lugar (nota 17,09) e faturou a prata. Na terceira posição, com o bronze, ficou com japonesa Aori Nishimura (15,60).  

O skate estreia ano que vem como esporte olímpico em Tóquio, no Japão. Pâmela lidera o ranking de classificação na modalidade street, com 140 mil pontos, seguida por Rayssa Leal, com 124 mil.  O STU Open, concluído ontem (17), fechou a temporada internacional de 2019, e abriu a segunda janela de classificação para a olimpíada, que vai até 31 de maio de 2020.  O ranking olímpico será divulgado no dia 1º de junho. O Brasil poderá contar com até 12 atletas (seis homens e seis mulheres), metade na categoria street (manobras em ambiente similar à paisagem urbana, com escadas, corrimões e bancos) e a outra metade na modalidade park (pista em formato de piscina com rampas de vários tamanhos).  

Veja Também:  Brasil vence México de virada, com gol nos acréscimos do 2º tempo

Na disputa masculina do street, no STU Open, o brasileiro Lucas Rabelo foi o terceiro melhor, com 34,39 pontos, ficando com o bronze. O vencedor foi o japonês Sora Shirai (35,34) e a prata ficou com o norte-americano Jake Ilardi (35,24). 

O Brasil foi representado ainda por outros cincos skatistas: Kelvin Hoether ficou em oitavo lugar no street masculino; Gabi Mazetto e Virgínia Fortes Águas terminaram em quinto e sexto lugares, respectivamente, no street feminino; Pedro Barros encerrou na sétima posição no park masculino; e Dora Varella terminou em sétimo lugar na competição do park feminino.  O vencedor no park masculino foi o norte-americano Cory Juneau; no feminino o ouro ficou com a japonesa Misugu Okamoto.

Edição: Guilherme Neto

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Bolsonaro almoça com seleção do Brasil sub-17, tetracampeã de futebol

Publicado

source

O presidente Jair Bolsonaro parabenizou hoje (18) a seleção do Brasil sub-17, que conquistou ontem (17),  em Brasília, o tetracampeonato do Mundial de Futebol da categoria. Bolsonaro almoçou com os atletas em um hotel na capital federal.

A equipe do técnico Guilherme Dalla Dea venceu a final contra o México, por 2 a 1, neste domingo, no Estádio Walmir Campelo Bezerra, conhecido como Bezerrão, no Gama, Distrito Federal.

A seleção sub-17 teve 100% de aproveitamento no Mundial: sete vitórias em sete jogos, marcou 19 gols e levou apenas seis. No caminho do título, venceu o Canadá (4 a 1), a Nova Zelândia (3 a 0), Angola (2 a 0), Chile (3 a 2), Itália (2 a 0), França (3 a 2) e a final contra o México: 2×1.

Vinte e quatro seleções disputaram a Copa do Mundo da Fifa Sub-17 que começou no dia 26 de outubro, no Bezerrão. O estádio sediou as partidas de abertura e o encerramento.

Os estádios Olímpico e da Serrinha, em Goiânia (GO), e o Estádio Kléber Andrade, em Vitória (ES), também receberam jogos desse mundial.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana