conecte-se conosco


Esportes

Chegada de Griezmann no PSG facilitaria ida de Neymar ao Real; Zidane não aprova

Publicado

Lance


Neymar
Divulgação

Com a chegada de Griezmann, Neymar pode ter sua saída do PSG facilitada

O Real Madrid segue com interesse na contratação de Neymar. Uma possível chegada de Griezmann no PSG pode alavancar a saída do atacante. Algumas razões, porém, impedem a ida do brasileiro a um dos principais clubes do mundo, como o alto salário, a influência no vestiário e o aval de Zidane.

Segundo o jornal ‘Le Parisiense’, o PSG cogita gastar 210 milhões de euros (R$ 942 milhões) por Kroos, Isco e Bale, todos do Real Madrid . Essa cifra seria somada ao valor de Griezmann , avaliado em 120 milhões de euros (R$ 538 milhões). Com isso, o clube francês gastaria 330 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão). Ainda de acordo com a publicação, esse seria exatamente o valor que o PSG quer para vender Neymar ao Real Madrid.

Leia também: Acabou o amor? Galvão Bueno critica Neymar por agressão: “Nada que justifique”

NEYMAR NÃO TEM AVAL DE ZIDANE


Zidane
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague

Zidane não deu o aval para chegada de Neymar

Segundo o jornal espanhol ‘As’, Neymar não tem o aval de Zidane . O treinador prefere gastar dinheiro na formação de um time mais equilibrado. Por isso, aposta nas contratação de uma peça por setor. Hazard (ponta), Jovic (central), Pogba (meia), Eriksen (volante) e Ndombele (volante).

Veja Também:  Alan Ruschel desabafa em saída da Chape: “Não dependo da piedade de ninguém”

Leia também: Luxemburgo critica Neymar: “Está esquecendo que é jogador de futebol”

SALÁRIO ALTO


Neymar
Divulgação/PSG

Salário de Neymar é outro problema

Um dos jogadores mais rentáveis do planeta, Neymar cobra 37 milhões de euros (R$ 166 milhões) por temporada. Esse seria um salário que romperia as estruturas do Real Madrid, tendo em vista que o jogador mais bem pago do elenco é Bale, que recebe 14,5 milhões de euros (R$ 65 milhões).

Leia também: Torcedor agredido quer se encontrar com Neymar para ‘acertar as coisas’

PROBLEMAS


Neymar
L’Equipe / Reprodução

Neymar agrediu torcedor ao subir nas arquibancadas para pegar medalha de vice-campeão

Neymar não vive boa fase no PSG. São problemas no vestiário, críticas aos jogadores, privilégios que incomodam e até uma relação ruim com a diretoria. O desempenho dentro de campo também não é tão positivo. Com isso, Zizou teme a influência que o atacante pode ter nos jovens jogadores, principalmente em Vinícius Júnior e Rodrygo.

Fonte: IG Esportes
Veja Também:  Philippe Coutinho é apresentado pelo Bayern de Munique com a camisa 10
publicidade

Esportes

Serena Williams e Sharapova vão se enfrentar na primeira rodada do US Open

Publicado

Maria Sharapova arrow-options
Divulgação

Maria Sharapova

O US Open deste ano reservará um grande confronto logo na primeira rodada. A americana Serena Williams enfrentará a russa Maria Sharapova no Grand Slam, que começa na próxima segunda-feira (26). E, a julgar pela rivalidade do embate, o público poderá esperar um grande jogo no piso rápido do complexo de Flushing Meadows, em Nova Iorque.

Leia mais: Rafael Nadal compra iate de aproximadamente R$ 22 milhões

Duas das atletas mais vitoriosas do tênis, Serena e Sharapova irão escrever no US Open mais um capítulo na rivalidade que já conta com 20 duelos. Porém, a vantagem da americana é grande: 18 vitórias contra apenas duas da russa.

Já entre os homens, o destaque fica por conta da projeção de um encontro entre Roger Federer e Novak Djokovic , que estão do mesmo lado da chave e podem se enfrentar na fase semifinal.

Único brasileiro confirmado no US Open até aqui, Thiago Monteiro enfrentará na primeira rodada o americano Bradley Klahn. Caso avance, Thiago terá pela frente o japonês Kei Nishikori.

Veja Também:  São Paulo segura pressão, bate Athletico-PR fora e cola na ponta  do Brasileirão

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Da várzea a herói do Flamengo: em 7 anos, Bruno Henrique cumpre profecia do avô

Publicado

Bruno Henrique%2C há 10 anos%2C defendia o Inconfidência arrow-options
Arquivo pessoal

Bruno Henrique, há 10 anos, defendia o Inconfidência

Maracanã, Rio de Janeiro. Bruno Henrique arranca e bate cruzado para marcar o segundo gol do Flamengo contra o Internacional , pelas quartas de final da Copa Libertadores. A 450km dali, o bairro de Concórdia, em Belo Horizonte, também vibra ao ver uma de suas crias brilhando no futebol brasileiro. Foi nos campos de terra da várzea mineira que o camisa 27 deu seus primeiros passos.

Leia também: Bruno Henrique brilha e Flamengo sai na frente do Inter nas quartas da Liberta

Essa história começa em 2009, quando Bruno Henrique era apenas “Bruninho” ou “mosquito”, apelido que ganhou na infância pois passava voando pelos zagueiros. Vindo de uma família humilde, precisou conciliar a rotina de estudos, trabalhos informais e de treinos na equipe de futebol amador do bairro: o Inconfidência Futebol Clube .

“Nessa época, ele já trabalhava como office boy. Ganhava dinheiro durante a semana e jogava aos domingos. Com 16 anos, nós víamos que ele tinha talento quando jogava contra os adultos. Foi no futebol amador que ele teve suas primeiras oportunidades”, conta Ronnie Hudson, de 36 anos, o primeiro técnico do atacante.

Antes do sucesso, Bruninho precisou ouvir diversos “nãos”. No início da carreira, foi recusado em peneiras do Atlético-MG e do América-MG e, por isso, não teve formação em categorias de base. Descoberto por Ronnie, passou a disputar a Copa Itatiaia, torneio promovido por uma rádio do estado, e lá chamou atenção.

Veja Também:  Philippe Coutinho é apresentado pelo Bayern de Munique com a camisa 10

“Ele entrava e todo mundo já dava para ver que ele era acima da média. Tinha velocidade para conduzir a bola nos campos de terra. Ele foi se destacando, ganhando popularidade”, conta o treinador.

Bruno Henrique marcou os dois gols do Flamengo contra o Inter arrow-options
Libertadores / Twitter / Reprodução

Bruno Henrique marcou os dois gols do Flamengo contra o Inter

Em 2012, o Independência conquistou o título da Copa Itatiaia e Bruno Henrique foi eleito o craque e o artilheiro da competição. Despertou interesse do olheiro do Cruzeiro , que convidou a ele e ao seu irmão Vander Nunes, quatro anos mais velho, para um período de testes na Toca da Raposa.

Foi também onde seu Genésio faria uma profecia para o neto: um dia veria o garoto vestindo a camisa da seleção brasileira – o que se tornará realidade no mês de setembro. Na última sexta-feira,  o atacante foi convocado pela primeira vez pelo técnico Tite para participar de dois amistosos nos Estados Unidos.

“É muito gratificante e prazeroso para todos daqui de Concórdia. Nós que começamos com ele, vimos surgindo no futebol. Não tem felicidade maior que essa. Parece que estamos vivendo um sonho, ele estava aqui com a gente e vai vestir a camisa da seleção brasileira”, completa Ronnie.

Veja Também:  São Paulo segura pressão, bate Athletico-PR fora e cola na ponta  do Brasileirão

Junior Neymar, o irmão que era a aposta de craque

Bruno Henrique era uma das promessas do Concórdia, mas quem despertava mais expectativa era o irmão Vander. Na época de Inconfidência, ele era o camisa 10 da equipe e visto como “o mais certo para vingar” pelos treinadores. Não à toa, ganhou o apelido de “Juninho Neymar”.

“Eu me destacava mais, fazia mais gols do que o Bruno Henrique. Bruninho finalizava melhor, era talentoso, mas eu participava mais dos gols”, lembra Vander, ou Juninho, que aos 29 anos ainda atua no futebol amador da cidade.

No título conquistado em 2012, Juninho foi a revelação da competição. O topetinho louro, aliado ao talento com os pés, lhe rendeu o apelido de “Neymar”.

Bruno Henrique no Santos arrow-options
Twitter/Reprodução

Bruno Henrique no Santos

“Ele estava surgindo no Santos e tinha aquele cabelo. Por isso, eu ganhei o apelido aqui na várzea”, brincou.

Assim como o irmão, Juninho seguiu para o Cruzeiro e foi emprestado ao Uberlândia, também de Minas Gerais. No entanto, as diversas lesões atrapalharam a carreira até que ele decidiu voltar para a cidade natal. Hoje, comemora o sucesso do irmão e companheiro.

“Nossa convivencia é boa, a gente conversa todo dia. É uma felicidade imensa, né? Não só para mim, mas para a família toda. É um sonho de qualquer jogador vestir a camisa da seleção brasileira. Eu e todos nós da cidade ficamos orgulhosos com as conquistas dele”

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Corinthians posta escudo “pegando fogo” em protesto contra queimadas na Amazônia

Publicado

Lance

Escudo do Corinthians pegando fogo arrow-options
Twitter/Reprodução

Escudo do Corinthians pegando fogo

O Corinthians entrou nas manifestações contra o desmatamento e as queimadas na Amazônia . Pelas redes sociais, o clube paulista fez uma postagem com as hashtags #RezePelaAmazônia e #PrayForAmazonia. 

Saiba como assistir aos jogos do Corinthians na Copa Sul-Americana

No post, o  Corinthians publicou um vídeo em que mostra parte da silhueta do mapa do Brasil, que faz parte do escudo da equipe, em chamas. O símbolo aparece em preto e branco, quando, na verdade, os contornos do símbolo são nas cores vermelha. Uma espécie de fumaça também sai da bandeira do Brasil no escudo do Timão. 

Rapidamente, a mensagem viralizou e foi apoiada pela maior parte dos torcedores corintianos. 

Veja o tweet:

No início desta semana, a fumaça provocada por queimadas na Amazônia deixou a região sudeste do país encoberta no meio da tarde.

Confira mais notícias sobre o Corinthians no iG Esporte

Nesta quinta-feira (22), diversas personalidades do esporte também se solidarizaram com as queimadas florestais. Cristiano Ronaldo, Lewis Hamilton, Pau Gasol e Paulo Dybala foram alguns que prestaram condolências.

Fonte: IG Esportes
Veja Também:  Alan Ruschel desabafa em saída da Chape: “Não dependo da piedade de ninguém”
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana