conecte-se conosco


Economia

Copom reduz taxa básica de juros, a Selic, para 5,5%, a menor da série histórica

Publicado

source
juros caindo arrow-options
Marcos Santos/USP Imagens

Banco Central reduz juros que chegam a menor taxa da série histórica

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu nesta quarta-feira (18) reduzir a taxa básica de juros , a Selic, de 6% para 5,5% ao ano. O corte de 0,5 ponto percentual veio em linha com a expectativa do mercado, e o novo patamar é o menor da série histórica.

O último corte da taxa de juros havia sido anunciado em 31 de julho, quando o BC reduziu a Selic também em meio ponto percentual, de 6,5% para 6%, depois de dez reuniões optando pela manutenção da taxa.

Bancos ignoram realidade e tarifas seguem galopantes: é hora do digital crescer?

Na ocasião, o BC fez referência ao avanço das reformas no Congresso , em especial a da Previdência, e sinalizou que poderia continuar a afrouxar o ciclo de juros.

Em comunicado, o comitê avaliou que a inflação está num nível confortável, e colocou ainda que o contexto de desaceleração da economia global, aliado à baixa de juros nas principais economias, vem produzindo um ambiente relativamente favorável às economias emergentes, onde se encaixa o Brasil.

Veja Também:  Casa da Moeda é incluída em programa de privatizações do governo

O colegiado voltou a ressaltar a importância da continuidade das reformas econômicas , afirmando que a percepção de continuidade dessa agenda afeta as projeções para a economia:

“O processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas enfatiza que perseverar nesse processo é essencial para a queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia”, afirmou o comitê. 

O Copom ainda ressaltou que a percepção de continuidade da agenda de reformas afeta as expectativas e projeções macroeconômicas correntes. Em particular, o Comitê julga que avanços concretos nessa agenda são fundamentais para consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva.

Puxão de orelha? Alcolumbre cobra atuação maior do governo na reforma tributária

câmara dos deputados arrow-options
Fábio Pozzebom/ Agência Brasil

Copom reafirma necessidade de continuar reformas no Congresso Nacional


A definição se dá num cenário em que a economia continua enfraquecida, e o nível de desemprego ainda é alto. Entre abril e junho, o PIB avançou 0,4% em relação aos três primeiros meses do ano, acima das expectativas das expectativas do mercado.

Veja Também:  MP do Bolsa Família contraria anúncio do governo e só garante 13º neste ano

Os dados do Banco Central, porém, indicaram uma retração de 0,16% no nível de atividade econômica do país em julho.

Segundo a pesquisa Focus do Banco Central, que ouve mais de 100 instituições financeiras semanalmente, a previsão para o PIB de 2019 é de 0,87%. A projeção de crescimento calculada pelo ministério da Economia é semelhante, e foi ajustada de 0,81% para 0,85% na semana passada.

Especialistas questionam modelo atual de Previdência no Senado

O Copom também voltou a afirmar, no comunicado desta quarta-feira, que o balanço de riscos feito pela autoridade monetária possibilita “ajuste no grau de estímulo monetário”, ou seja, novas reduções na taxa de juros.

Fonte: IG Economia
publicidade

Economia

Networking Profissional: chave estratégica para atrair novos clientes

Publicado

source

Networking é uma palavra frequentemente usada por empreendedores e empresários para se referirem a geração de novas oportunidades de negócios para suas próprias empresas. Muitas vezes a definição dessa palavra não se faz clara para a maioria.

Para alguns trata-se de reunir um enorme banco de dados com nomes, e-mails e telefones; para outros é a oportunidade de estar com pessoas face-a-face e prospectar negócios. Há quem veja essa ação simplesmente como um bate-papo sem algum objetivo ou foco específico.

Há 34 anos um empresário se especializou no assunto e atualmente é reconhecido mundialmente como o mestre do Networking Profissional: Ivan Misner, após anos de estudo, definiu o assunto da seguinte forma:

Networking é o processo de desenvolvimento e ativação dos seus relacionamentos para aumentar seus negócios, ampliar seu conhecimento, expandir sua esfera de influência, ou servir sua comunidade.

Pequenos e médios empresários têm investido em reuniões de networking
BNI Rota

Empresários tem optado cada vez mais por reuniões de Networking no Brasil

É fato que pessoas que entendem essa definição e a utilizam de forma sistemática e constante apresentam resultados claramente substanciais para suas empresas e seus negócios.

Veja Também:  E por falar em valores cristãos…

Networking Profissional é uma mudança de paradigma. É trocar “contatos” por “relacionamentos”.

É deixar de ser só mais um caçador solitário na selva empresarial para se tornar um agricultor do seu terreno, e também ajudar a semear o terreno do “vizinho”. Networking profissional significa ajudar pessoas a terem mais negócios. Sim! Você entendeu corretamente! Quer ter mais sucesso? Ajude pessoas em seus negócios e a Lei da Reciprocidade se fará presente no seu dia a dia empresarial.

Entenda melhor

Para ser um agricultor, cultive relacionamentos verdadeiros, constantes, relevantes para ambas as partes. Seja autêntico em sua intenção de ajudar os outros. O fluxo passa a acontecer de forma consistente, como uma engrenagem que gira para todos os lados, alimentando uma máquina de forma sustentável. Ser um agricultor é abrir mão de investir tempo em prospecções frias, com pouca efetividade, para investir tempo nos relacionamentos que te ajudarão a crescer.

Em essência, Networking é parte do processo pela qual você passa para construir um negócio à base de referências qualificadas de negócios.

Veja Também:  iFood passa a oferecer seguro de acidente para seus entregadores

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Economia

Caixa estende horário de agências por liberação do FGTS para não correntistas

Publicado

source
Caixa arrow-options
José Cruz/Agência Brasil

Agências da Caixa têm horário de funcionamento estendido entre sexta (18) e terça (22) por conta dos saques do FGTS

As agências da Caixa Econômica Federal terão programação especial a partir desta sexta-feira (18), data de início dos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para não correntistas do banco público. Segundo a Caixa, serão cerca de 4,1 milhões de pessoas nesta etapa, com injeção de R$ 1,8 bilhão na economia.

Leia também: MP do Bolsa Família contraria anúncio do governo e só garante 13º neste ano

Nesse primeiro momento, serão contemplados os trabalhadores sem conta na Caixa nascidos em janeiro, além dos quem não registraram pedido para depósito em conta, mas têm saldo no Fundo. O cronograma de pagamentos vai até 6 de março de 2020, com liberações semanais às sextas-feiras de acordo com o mês de nascimento.

Quem tem conta poupança na Caixa recebe o dinheiro automaticamente. Se optar por não utilizar os recursos, será preciso realizar o  desfazimento , ou seja, entrar em contato com o banco público e solicitar que o dinheiro volte para a conta. Saiba como fazer isso aqui .

Confira o calendário de pagamentos da nova etapa do FGTS

calendário fgts arrow-options
Agência Brasil

Calendário de pagamentos do FGTS para não correntistas da Caixa vai até 6 de março de 2020


De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães , essa é a fase mais complexa dos pagamentos. “Até agora, os três primeiros pagamentos, como eram de clientes da Caixa, 82% dos 36 milhões de pessoas sacaram pelo celular. Os próximos 12 pagamentos utilizaremos, em especial, as lotéricas. Esperamos movimento grande e presencial”.

Segundo Guimarães, o banco terá gastos de R$ 1 bilhão com os pagamentos do FGTS , como com horas extras de funcionários e taxas para as lotéricas. Por isso não há como dar gratuidade nas tarifas de transferências para clientes com contas em outros bancos.

Veja Também:  Servidores públicos na mira do governo: entenda a reforma administrativa

De acordo com a Caixa, 40% dos 96 milhões de brasileiros com direito ao saque já receberam os valores referentes ao Saque Imediato . Desse total, 82% movimentaram o dinheiro pelo celular, sem precisar ir a agências.

Em um mês, mais de R$ 15 bilhões em crédito em conta foi feito para quase 37 milhões de trabalhadores. Quem tem conta-poupança na Caixa ou crédito em outro tipo de conta do banco recebeu o dinheiro automaticamente.

De acordo com as estimativas, os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 28 bilhões na economia. Para 2020, seriam mais R$ 12 bilhões.

Horário especial na Caixa busca facilitar saques do FGTS

saque fgts arrow-options
Gabriel Guedes/Brasil Econômico

Primeiro dia de saques do FGTS teve movimentação tranquila em agência da Caixa na Praça da Sé, em São Paulo

Para facilitar o atendimento, a Caixa vai abrir 2.302 agências em horário estendido na sexta (18), segunda (21) e terça-feira (22). As agências que abrem às 8h, terão o encerramento do atendimento 2 horas depois do horário normal de término. As que abrem às 9h, terão atendimento uma hora antes e uma hora depois. Aquelas que abrem às 10h, iniciam o atendimento com duas horas de antecedência. E as que abrem às 11h, também iniciam o atendimento duas horas antes do horário normal.

A lista das agências com horário especial de atendimento está no site da Caixa .

Essas agências também abrirão no sábado (19), das 9h às 15h (horário local), para fazer pagamentos, tirar dúvidas, fazer ajustes de cadastro dos trabalhadores e emitir senha do Cartão Cidadão.

Leia também: Mais de 125 mil já optaram pelo saque-aniversário do FGTS: vale a pena?

A Caixa destaca que o Saque Imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS , caso seja demitido sem justa causa ou em outras hipóteses previstas em lei. Essa modalidade de saque não significa que houve adesão ao  Saque Aniversário , que é uma nova opção oferecida ao trabalhador, em alternativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho. Por meio do Saque Aniversário, o trabalhador poderá retirar parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, de acordo com o mês de aniversário.

Veja Também:  Volkswagen comunica recall de modelo fabricado neste ano; Confira

Atendimento especial nas agências da Caixa

Os saques de até R$ 500 podem ser feitos nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento para quem possui senha do Cartão Cidadão . Quem tem o cartão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, ou em qualquer outro canal de atendimento.

No caso dos saques de até R$ 100, a orientação da Caixa é procurar casas lotéricas, com apresentação de documento de identificação original com foto. Segundo a Caixa, mais de 20 milhões de trabalhadores podem fazer o saque só com o documento de identificação nas lotéricas.

Quem não tem senha e cartão cidadão e vai sacar mais de R$ 100, deve procurar uma agência da Caixa.

Embora não seja obrigatório, a Caixa orienta ainda, para facilitar o atendimento, que o trabalhador leve também a carteira de trabalho para fazer o saque. Segundo o banco, a Carteira de Trabalho pode ser necessária para atualizar dados.

As dúvidas sobre valores e data do saque pode ser consultadas no aplicativo do FGTS (disponível para iOS e Android), pelo site ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas.

A data limite para saque é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os valores retornam para a conta do FGTS do trabalhador.

Leia também: O que fazer com os R$ 500 do FGTS: pagar dívida, deixar parado ou gastar?

Segurança reforçada

O vice-presidente de Distribuição da Caixa, Valter Nunes, afirmou que a Caixa tem um plano de segurança para esta etapa de saques, envolvendo a Polícia Federal e as polícias regionais, com sistema de rondas em locais de saque. Por se tratar de uma questão segurança, ele afirmou que não dará detalhes sobre o plano. Além disso, informou que há uma equipe de trabalho disponível para ocorrências relacionadas a segurança, reposição de numerário e outros problemas, até o fim dos pagamentos.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Economia

MP do Bolsa Família contraria anúncio do governo e só garante 13º neste ano

Publicado

source
Paulo Guedes e Jair Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro durante cerimônia de anúncio do 13º do Bolsa Família no Palácio do Planalto

O governo anunciou nesta terça-feira (15) a criação da 13ª parcela do Bolsa Família, que seria paga anualmente aos beneficiários do programa social. No entanto, a Medida Provisória Nº 889, publicada nesta quarta-feira (16) no Diário Oficial da União , prevê o pagamento da parcela somente em dezembro deste ano, contrariando o anúncio e a promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de garantir o pagamento anualmente.

Leia também: Mais da metade dos brasileiros sobrevivem com menos de um salário mínimo

A assinatura da MP foi feita nesta terça, durante cerimônia no Palácio do Planalto com os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Cidadania, Osmar Terra, mas o conteúdo do texto que incrementa o Bolsa Família só foi disponibilizado com a publicação no Diário Oficial .

Na MP, não há nenhuma referência ao pagamento do 13º do Bolsa Família nos próximos anos, apesar de o anúncio na cerimônia e a divulgação oficial no site da Presidência terem sido focados na garantia da 13ª parcela anual a todos os beneficiários. O texto só foi corrigido no site na manhã desta quarta, já após o conhecimento público da contradição entre o discurso e o conteúdo da medida.

Veja Também:  Reforma da Previdência dos PMs prevê maior tempo de trabalho na transição

O texto da MP diz expressamente que o pagamento do 13º está garantido somente em 2019: “Art. 2º-B. A parcela de benefício financeiro de que trata o art. 2º relativa ao mês de dezembro de 2019 será paga em dobro”.

Como todas as medidas provisórias, o ato do presidente já tem força de lei após a publicação no Diário Oficial , mas, para efetivação definitiva, a MP precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional em até 120 dias.

Leia também: Saque de R$ 500 do FGTS começa nesta sexta para quem não tem conta na Caixa

Para que o 13º do Bolsa Família realmente seja pago anualmente, os parlamentares teriam de alterar a medida assinada pelo governo durante a tramitação do texto. Segundo o Ministério da Cidadania, o pagamento do benefício em 2019 custará R$ 2,5 bilhões aos cofres públicos. A pasta diz que os recursos são originados do incremento de R$ 2,58 bilhões ao orçamento do ministério, feito em março deste ano.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana