conecte-se conosco


Mato Grosso

Crédito do Pronaf auxilia pecuarista na construção de curral e formação de pastagens

Publicado

Os técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) do município de Campo Verde (131 km ao Sul de Cuiabá) elaboraram, nos últimos nove meses, 19 projetos de crédito rural para custeio e investimento no valor total de R$ 1,3 milhão. O produtor rural José Mesquita, 63 anos, financiou pela primeira vez recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para construção de um curral e formação de pastagens numa área de três hectares.

No Sítio Descanso de Maria, localizado no Assentamento Rural Santo Antônio da Fartura, o pecuarista possui uma área de 23 hectares e financiou recursos na ordem de R$ 26.500,00. A atividade principal é a pecuária de leite e desde 2006, ou seja, há 13 anos, o produtor vem tentando construir um curral para facilitar o manejo do gado. Hoje o rebanho é formado por 28 animais da raça Girolanda com uma produção de 20 litros de leite por dia. O trabalho é realizado em conjunto com a sua esposa, a produtora Sueli Mesquita, que fabrica queijos e doces com a produção de leite.

Veja Também:  Nota MT distribui R$ 490 mil em prêmios para entidades de MT

O novo curral vai facilitar o manejo do gado leiteiro.

Os produtores também possuem criação de galinhas e suínos, e pomar com o cultivo de poncã e coco verde.  O produtor Mesquita fala que trabalhou como empregado em outras propriedades rurais, e agora que é dono de uma área, sente vontade de melhorar e crescer a cada dia. “Diante da facilidade do acesso ao crédito rural, fiquei empolgado e pretendo buscar novos recursos para melhorar ainda mais o nosso dia-a-dia. Hoje sei que é possível”, enfatiza.

De acordo com Ana Carla, para realização do projeto de crédito é verificada na propriedade a viabilidade técnica. Ela explica que a assistência técnica e extensão rural é uma atividade obrigatória nos projetos financiados pelo Pronaf. Esse tipo de linha de crédito é concedido as famílias beneficiárias do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA), Programa Cadastro de Terras e Regularização Fundiária (PCRF) e Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), enquadradas nos Grupos “A”.

De acordo com Vidotti, no Pronaf A o prazo para pagamento do financiamento pode chegar a até 10 anos, com até três anos de carência, de acordo com a atividade e com o projeto técnico. A taxa de juros é de 0,5 % ao ano, e com desconto de 43,39% sobre cada parcela quitada na data do vencimento.

Veja Também:  Final da Copa Verde é destaque da programação no Complexo Arena Pantanal

O município de Campo Verde tem aproximadamente 2.000 famílias de agricultores familiares que recebem assistência técnica da Empaer e da Secretaria Municipal de Agricultura.

Fonte: GOV MT
publicidade

Mato Grosso

Detran-MT orienta motoristas no Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito

Publicado

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), por meio da Gerência de Ações Educativas de Trânsito, realizou no último domingo (17.11) uma blitz educativa com inclusão do projeto “Amigo da Rodada”, na região do Trevo do Lagarto, em Cuiabá. A ação faz parte do Dia Mundial em Memórias as Vítimas de Trânsito, realizado todo terceiro domingo de novembro de cada ano.

A blitz teve 116 atendimentos, com o intuito de promover a sensibilização dos condutores com orientações sobre segurança no trânsito, além da distribuição de materiais educativos..

Do total, 60 condutores receberam um brinde pelo bom comportamento seguro no trânsito. A ação foi feita em conjunto com a Operação Lei Seca, em parceria com a Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da PMMT (BPMTRAN), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Segundo a gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran-MT, Rosane Pölzl, as ações buscam sensibilizar a população sobre a responsabilidade de cada um no trânsito. 

Veja Também:  PM apreende helicóptero com indício de adulteração em General Carneiro

“É dever de cada cidadão a transformação de um trânsito de qualidade. Devemos orientar incansavelmente para que tenhamos um trânsito seguro e um mundo de paz”, disse. 

Nesta segunda-feira (18.11), a Gerência de Ações Educativas de Trânsito participará do Pedal pela Vida iniciativa da Associação Viva Brasil. A concentração será no estacionamento do Shopping Estação, em Cuiabá, a partir das 19h30, com saída prevista às 20h. 

Dia Mundial em Memória às Vítimas

Todo ano as ações têm como objetivo diminuir o alto índice de acidentes no trânsito. A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou, em 2011, a Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito, com final em 2020. Todos os países participantes firmam o compromisso de buscar medidas de prevenção, afim de diminuir os acidentes no trânsito.

Causas de acidentes

As causas mais frequentes de acidentes no trânsito com vítimas fatais são o excesso de velocidade, o consumo de bebidas alcoólicas, falta de cinto de segurança e de assentos específicos para crianças, falta do capacete em motociclistas e o uso do celular ao dirigir. Brasil e China totalizam 40% das mortes globais de acidentes. (Com supervisão da jornalista Lidiana Cuiabano) 

Fonte: GOV MT
Veja Também:  Seduc supera metas com Muxirum da Alfabetização
Continue lendo

Mato Grosso

Operação prende duas pessoas por embriaguez ao volante

Publicado

A 35ª Operação Lei Seca resultou na prisão de duas pessoas por embriaguez ao volante. A ação ocorreu no final da tarde de domingo (17.11), no Km 434 da rodovia BR-364, em Várzea Grande, e realizou 116 testes de alcoolemia.

O Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro configura como crime conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência. As penas previstas são detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Foram lavrados 37 Autos de Infração de Trânsito (AITs), sendo 15 por motivos diversos. Do restante, 06 AITs foram feitos por dirigir sob efeito de álcool; 12 por dirigir veículo com licenciamento vencido; e quatro por dirigir sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A blitz também resultou na remoção de 20 veículos (18 carros, 01 moto, 01 carreta para barco). A retenção e a remoção do veículo são duas das medidas administrativas previstas pela Lei Nº 9.503/1997, ou seja, o Código de Trânsito Brasileiro. A primeira consiste na imobilização do veículo para sanar alguma irregularidade. Já a remoção prevê o deslocamento do veículo, por meio de guincho, para depósito fixado pela autoridade de trânsito.

Veja Também:  Pagamento dos servidores estaduais será concluído nesta quinta-feira

Após a remoção, o veículo só é restituído ao proprietário depois do pagamento de multas, taxas e despesas com remoção e estadia. Além disso, deve-se fazer o reparo de qualquer componente ou equipamento obrigatório que não esteja em perfeito estado de funcionamento. Algumas das situações que fazem com que o veículo seja removido é conduzi-lo: sem qualquer uma das placas de identificação; sem estar registrado e devidamente licenciado; com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade; entre outros.

Parcelamento de taxas

Vale lembrar que os cidadãos que possuem dívidas de qualquer natureza relativas a veículos automotores já podem fazer o pagamento com uso de cartões de débito ou crédito nos pontos de atendimento da empresa Zapay, disponíveis na sede do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), em Cuiabá, e na 5ª Ciretran de Várzea Grande.

Podem ser parcelados no cartão todos os débitos veiculares como multa, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) – inscrito ou não em dívida ativa, Seguro DPVAT e Taxa de Licenciamento. O pagamento pode ser feito em até 12 vezes com até três cartões de crédito diferentes, independente de ser da titularidade da pessoa que está quitando os débitos, garantindo a integridade da operação mediante senha pessoal e intransferível do titular do cartão.

Veja Também:  Nota MT corresponde expectativa e incrementa arrecadação estadual

A operação Lei Seca é coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-e) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e conta com a participação do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTRAN) da Polícia Militar (PM-MT); Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT); Guarda Municipal de Várzea Grande; Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob); Polícia Rodoviária Federal (PRF); e Sistema Penitenciário.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

PM apreende helicóptero com indício de adulteração em General Carneiro

Publicado

Policiais militares de General Carneiro (a 442 km de Cuiabá) prenderam dois homens na sexta-feira (15.11), em uma área rural da cidade. O suspeito A.M.L. (40 anos), por posse ilegal de arma de fogo e R.S.D. (36),  por adulteração do sinal identificador de um helicóptero.

De acordo com o boletim de ocorrência os policiais foram acionados para averiguar o pouso de um helicóptero em uma fazenda. Quando chegaram no local, os militares viram um veículo Onix prata e a aeronave preta. R. se apresentou como piloto e disse que havia saído de Tangará da Serra quando percebeu instabilidade da aeronave, sendo necessário o pouso no local. Ele acrescentou que conhece A., e sabia que ele estaria na cidade, por isso, solicitou ajuda.

Em vistoria, os policiais encontraram dentro do helicoptero uma placa de outra aeronave. Já no Onix, dirigido por A., estavam 10 munições de calibre 22. Devido as contradições e a confirmação de adulteração por agentes da Politec, ambos foram encaminhados à Policia Federal.

Veja Também:  Pagamento dos servidores estaduais será concluído nesta quinta-feira

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana