conecte-se conosco


Mulher

Crianças brasileiras sofrerão mais com dengue e poluição no futuro, diz estudo

Publicado

source

Uma criança nascida nesta quinta-feira viverá, em média, até 2090. Mas, se os efeitos do aquecimento global não forem contidos, a população infantil estará cada vez mais exposta a doenças respiratórias e epidêmicas, incluindo a dengue, por conta do aumento das temperaturas, da poluição de gases poluentes e de queimadas. O alerta é do relatório anual sobre mudanças climáticas da revista científica britânica The Lancet .

Leia também: Cinco dicas para evitar doenças respiratórias no verão

criança olhando pela janela arrow-options
shutterstock

Estudo aponta que crianças brasileiras sofrerão mais com dengue e poluição no futuro

O The Lancet Countdown on Health and Climate Change , que avalia anualmente o cumprimento das metas firmadas pelo Acordo de Paris, está na sua terceira edição. É a primeira vez que o documento se dedica exclusivamente aos impactos à infância. No ano passado, o relatório destacou, entre outros fatores, o impacto das mudanças climáticas na infraestrutura e economia de países e cidades.

O estudo, assinado por 69 acadêmicos de diferentes instituições ao redor do mundo, projeta os impactos na saúde humana em dois cenários — um no caso de sucesso dos compromissos firmados no Acordo de Paris, que pretende reduzir as emissões de gases poluentes e restringir o aumento dos termômetros globais ao limiar de 2°C até o fim do século, e outro onde as metas não foram atingidas.

Segundo o editor-executivo do relatório, Nick Watts, uma criança nascida nos tempos atuais viverá, em média, até 2090. Se o cenário das emissões de gases do efeito de estufa não for revertido, os termômetros podem subir até 4°C, e as consequências seriam inimagináveis. Oito dos dez anos mais quentes registrados na história ocorreram nesta década.

“Nós mal sabemos o que isso representaria em uma perspectiva climática, e não temos ideia do que significaria para a saúde pública . Mas temos certeza que os efeitos seriam catastróficos’, alerta Watts.

Leia também: Como usar repelente em crianças? Veja quais cuidados você deve tomar

Veja Também:  São Paulo e sua gastronomia. Confira 14 restaurantes pela cidade!

Dengue

mosquito da dengue arrow-options
undefined

Crianças são mais suscetíveis aos efeitos mais severos do vírus transmitido pelo Aedes aegypt

Entre os principais riscos elencados pelo estudo, o relatório alerta para os riscos da disseminação dos mosquitos vetores com o aumento nas temperaturas globais, envolvendo inclusive outros males sensíveis ao clima, como a malária. Crianças também são mais suscetíveis aos efeitos mais severos do vírus transmitido pelo Aedes aegypt , como a diarreia, o que amplia os riscos infantis.

O ano de 2017, por exemplo, registrou o segundo maior índice de infecções da dengue desde 1950. Nos últimos 70 anos, a capacidade de transmissão da doença aumentou 5%. Na série dos dez anos mais suscetíveis à disseminação da dengue, nove ocorreram desde 2000. As estatísticas mais alarmantes de mortes pela doença no período entre 1990 e 2017 se concentram no Sudeste Asiático, segundo números da Organização Mundial da Saúde (OMS). O continente americano também registrou um aumento no índice de óbitos, embora menos expressivo.

Além disso, na hipótese de fracasso dos compromissos do Acordo de Paris , haveria um aumento considerável de problemas de saúde envolvendo a piora da poluição do ar.

“A cada grau acrescido nos termômetros, uma criança nascida nos dias de hoje encara um futuro no qual sua saúde e seu bem-estar será gradualmente afetado pela realidade e pelo perigo de um mundo mais quente”, explica Renee Salas, instrutora clínica de medicina de emergência na Escola Médica da Universidade de Harvard, que participou do estudo.

Ainda segundo Renee, os problemas podem surgir ainda durante a gravidez: “As mudanças climáticas e a poluição do ar com origem em combustíveis fósseis ameaçam a saúde das crianças ainda no útero da mãe, e se acumulam a partir daí”.

A vulnerabilidade na infância se explica, em parte, pelas próprias características físicas. Crianças acabam absorvendo mais poluição no organismo do que adultos expostos ao mesmo ambiente, em razão do tamanho de seus corpos, além de outras variáveis.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 11 de dezembro de 2019

“O coração das crianças bate mais rápido do que o dos adultos, e a frequência de respiração também é maior”, diz Mona Sarfaty, diretora do programa de clima e saúde no Centro de Comunicação das Mudanças Climáticas na Universidade George Mason.

De acordo com o relatório, somente em 2016, a poluição aérea foi responsável pela morte de sete milhões de pessoas ao redor do mundo. A queima de combustíveis fósseis como carvão e gás libera um tipo de poluição muito fina, chamada de PM 2.5, que pode prejudicar o coração e os pulmões quando inalados.

A exposição ao poluente também está ligada à subnutrição no momento do nascimento e ao desenvolvimento de doenças respiratórias crônicas, como a asma.

Leia também: Quando é hora de levar a criança ao psicólogo?

Queimadas

queimada arrow-options
Fernando Martinho/Repórter Brasil

A saúde mental das crianças também será afetada

O relatório publicado na The Lancet aponta, ainda, para outra ameaça à saúde pública que já se tornou realidade para quem vive na região amazônica: os incêndios florestais. Embora as queimadas da Amazôni a tenham sido promovidas por ações criminosas, o agravamento das mudanças climáticas, a exemplo do clima seco que ajudou a disseminar o fogo no Pantanal, contribui para o aumento no número de incêndios ao redor do mundo, como no estado americano da Califórnia.

Desde 2015, o número de pessoas expostas à fumaça provocada pelo fogo em florestas cresceu 77%, a maior parte na Índia e na China. No Brasil, durante o auge das queimadas na Amazônia, os efeitos foram sentidos pela população de diversos estados. No Pantanal, houve um aumento de 2.025% na ocorrência de incêndios em outubro deste ano, comparado ao mesmo período de 2018.

Os cientistas apontam, ainda, prejuízos à saúde mental dessas crianças.

“Muitas crianças que escaparam dos incêndios serão, na prática, afetadas pelo resto da vida. Há problemas de saúde mental se desenvolvendo em decorrência de eventos climáticos como incêndios e enchentes que crianças nunca enfrentaram na frequência e intensidade como nos dias atuais”, avalia Gina McCarthy, ex-diretora da Agência de Proteção Ambiental americana.

Fonte: IG Delas
publicidade

Mulher

Mãe fica furiosa com convidado em primeiro aniversário da filha

Publicado

source

O relato furioso de uma mãe dividiu opiniões em um fórum sobre maternidade. Na publicação, a indiana Reshni Ratnam explica sobre o aniversário de um ano da sua primeira filha , Isla. De acordo com ela, a menina comeu o bolo de aniversário da festa “sem a sua permissão”, o que configura uma situação de desrespeito por parte de quem ofereceu.

Leia mais: Mãe tira foto de filhos sem perceber cobra venenosa a metros das crianças

bebe arrow-options
Reprodução/Arquivo pessoal

Furiosa, a mãe reforça que apenas ela e o marido pode escolher o que a filha pode ou não comer

“Nós acompanhamos a alimentação da nossa filha de perto e evitamos ao máximo produtos industrializados. Também não adicionamos sal à comida caseira”, conta Reshni, que viu a filha nascer prematura e pesando apenas 1,2kg, o que rendeu à pequena o apelido de “bebê-milagre”.

Para elan – especialmente considerando os riscos que a filha correu ao nascer – o corpo de Isla ainda não estava pronto para uma “bomba de açúcar” e ficou seriamente doente após a festa de aniversário. 

Veja Também:  Mãe desabafa sobre a realidade de receber visitas no hospital logo após o parto

Leia mais: Veja 10 erros na alimentação dos filhos e saiba como evitá-los

A mãe também desabafou sobre os comentários de julgamento que recebeu dos outros convidados após a situação. De acorodo com ela, muitas pessoas questionaram o seu comportamento. “As pessoas dizem que é ‘só bolo’ e questionam o motivo de ela não poder comê-lo no próprio aniversário ”. 

“Ela vomitou bastante no final da festa e teve uma dor de barriga que durou dias, o que é uma das evidências de que não estava preparada para o que comeu”, relembra Reshni. Apesar disso, a mãe reconhece que “as fotos do aniversário certamente ficaram ótimas e nós vamos nos divertir quando ela melhorar”, diz. 

Por último Reshni tranquiliza as pessoas que enxergam uma postura autoritária em sua irritação, comentando que, quando tiver mais idade, a filha obviamente poderá ampliar a dieta, mas por enquanto essa decisão cabe apenas aos pais da criança. “Você não decide o que a minha filha pode ou não comer. Eu decido”, finaliza. 

Veja Também:  O que é libido? Delas responde a pergunta mais buscada no Google em 2019

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

Mãe causa polêmica ao usar vestido de noiva no casamento da filha: “Egoísta”

Publicado

source

Uma mãe está dando o que falar nas redes sociais por ter usado um vestido de noiva no dia do casamento da filha. A polêmica surgiu depois que uma foto foi compartilhada em um grupo no Facebook. Na imagem é possível ver duas mulheres com vestidos brancos e outros convidados.  A noiva é a que está no meio, entre a mãe e o marido.

Leia também: Mulher pede para suas convidadas do casamento usarem o vestido de noiva delas

foto do casamento com a mãe, a noiva e convidados arrow-options
Reprodução/Facebook/canva

A mãe usou um vestido de noiva no dia do casamento da filha e a escolha causou polêmica nas redes sociais

A escolha da mãe de usar um vestido de noiva  no casamento da filha não agradou os internautas. Eles comentaram que ficaram “confusos” com a roupa, já que é difícil identificar quem realmente é a pessoa que se casou. Outros também acharam que a peça chamou mais atenção do que a que a noiva estava usando em seu “grande dia”. 

“Parece que o noivo casou com as duas”, escreveu uma pessoa nos comentários da postagem. “Eu honestamente pensei que a mãe era a noiva. Que atitude péssima. Você já teve o seu dia, Karen, desista!”, comentou outra.

Veja Também:  O que é libido? Delas responde a pergunta mais buscada no Google em 2019

Leia também: Vestido de casamento dá o que falar e web pede para noiva “queimar” a roupa

“A noiva está escondida em seu próprio casamento. Eu iria surtar, com certeza, porque ela fez parecer que é um casamento duplo com esse vestido de noiva “, afirmou uma terceira. Alguns internautas ainda culparam o fotógrafo, que não pediu que a mãe desse um “passinho para o lado” e deixasse a noiva ter seu momento de brilhar. E você, leitora, o que acha? 


Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

O batom cremoso está de volta! Veja como apostar nessa tendência

Publicado

source

Um clássico da maquiagem, o batom cremoso é aquele item que não pode faltar na nécessaire. Popular nas décadas de 80 e 90, ele passou os últimos anos “esquecido” e foi substituído pelo batom matte – aquele que dá um acabamento bem sequinho à boca -, mas, agora, a moda retrô trouxe de volta essa tendência de lábios brilhantes e hidratados. 

Leia também: 6 truques de beleza que são simples para evitar ficar com os lábios ressecados

batom cremoos arrow-options
shutterstock

O batom cremoso é um item que não pode faltar na sua nécessarie, especialmente porque combina com qualquer visual

“O batom cremoso dá um brilho de lábio hidratado e uma luminosidade, o que ajuda a dar um efeito de lábios mais carnudos, mais cheios, mais volumosos”, comenta a maquiadora Vanessa Rozam, embaixadora de beleza da Vult, ao Delas

Segundo ela, esse efeito, somado à inovações tecnológicas que aumentam a durabilidade dos batons, por exemplo, são alguns motivos pelos quais esse item de maquiagem continua fazendo sucesso, mesmo depois de tantas idas e vindas. “Esse encontro super proveitoso de duração e conforto é o que todas nós queremos ter no dia a dia.”

Além disso, é um efeito que combina com qualquer ocasião, principalmente quando a ideia é dar destaque aos lábios usando maquiagem

Batom cremoso com “efeito vinil” é tendência para 2020

Assim como o retorno de várias tendências de maquiagem e moda, os batons cremosos vieram repaginados, como comenta Lili Garcia, maquiadora do VISS Cabeleireiros Visagistas. “Aposta de gigantes da moda, como Louis Vuitton e Sies Marjan, o efeito brilhante, vinil ou molhado é a maior tendência para os lábios em 2020”.

Veja Também:  Renove os ambientes! Confira tendências de cores para decoração da casa em 2020

Algumas cores vão estar com tudo quando o assunto é colocar esse “efeito vinil” em prática. A maquiadora dá as indicações: tons cítricos que transitam do vermelho cereja, vermelho nú, e rosa quente. Outra dica é deixar o delineado dos lábios mais visível do que o batom – seguindo uma inspiração que veio diretamente dos anos 90.

Leia também: Batom em pó, líquido e em barra: qual a diferença entre esses tipos de produto?

4 perguntas sobre como usar batom cremoso respondidas

batom cremoso arrow-options
shutterstock

Existem alguns truques de beleza que podem te ajudar na hora de usar um batom cremoso, como aumentar a durabilidade

Quer apostar no batom cremoso no seu dia a dia? Confira alguns truques de maquiagem

1. Como usar batom cremoso para ter um “bocão”?

O segredo, segundo Lili, é não se basear (apenas) nas maquiagens das influenciadoras. A dica da maquiadora é aplicar um pouco de cor aos lábios usando a ponta dos dedos e usar um lápis de boca que seja da cor do batom – ou um tom próximo – para desenhar o contorno, mas sem sair da linha natual dos seus lábios. 

“Finalizar com um gloss transparente apenas no centro da boca já dá um efeito ‘bocão’. Escolha um gloss de textura firme e consistente, que não escorra”, recomenda. Ela também diz que seguir a linha natural dos seus lábios na hora de fazer o contorno também evita que o gloss espalhe. 

Veja Também:  Ninfoplastia: Conheça como e qual é a cirurgia plástica íntima para as mulheres

2. Como fazer o batom cremoso durar mais tempo?

“Aplicar um pó HD incolor por toda a boca fará com que o batom se prenda e resista por muito mais tempo”, indica a maquiadora do VISS Cabeleireiros Visagistas. Além dessa sugestão, ela indica manter os lábios sempre hidratados e o batom cremoso longe do calor para conservar a textura. Ambas dicas podem ajudar a aumentar a durabilidade. 

3. Como escolher a melhor cor para mim?

Mesmo sabendo qual é a cor tendência do momento, Vanessa afirma que não existe um “tom certo” para cada pessoa. “Acho que estamos cada vez mais saindo de um lugar de poucas cores da temporada para as cores que você quer usar, com looks diferentes de beleza que realçam cada biotipo, sem tentar encaixar uma cor a uma pessoa”, diz. 

“O diferencial sempre será: descubra as cores que transmitam a sua personalidade e momento e divirta-se! Afinal, autenticidade e estilo próprio nunca saem de moda”, completa Lili. 

4. Dá para fugir do clássico usando batom cremoso?

Quer fugir da maneira clássica de passar batom cremoso ? Lili indica usá-los para criar um efeito molhado para boca, bochechas e olhos.

“Esse tipo de batom se mistura bem à pele e, por isso, pode aplicar nos lábios e bochechas, dando um efeito de rubor natural, mas sem tirar o aspecto viçoso da pele, que é indispensável no verão. Se a idéia é ousar no estilo ultrabrilhante nos lábios, bochechas e olhos, pegue leve, pois dar leves batidinhas de gloss com o dedo são suficientes para o efeito molhado”, finaliza. 

Leia também: Vídeos hilários de “técnica” para comer sem borrar o batom viralizam na web

Veja os tipos de batons que dão esse feito brilhante aos lábios: 


Fonte: IG Delas
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana