conecte-se conosco


Política MT

CST da Engenharia mostra avanço no agronegócio em Mato Grosso

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A segunda reunião ordinária da Câmara Setorial Temática (CST) que debate a estratégia da Agronomia e da Engenharia para crescimento sustentável de Mato Grosso, contou com depoimentos de dois convidados que falaram sobre as pesquisas e avanços do agronegócio no estado.

Para o presidente da CST, engenheiro agrônomo Marcelo Capellotto, as primeiras reuniões são importantes para apresentar aos demais participates os dados que comprovam o rápido crescimento do Estado no setor do agronegócio. “ Mato Grosso, num curto período de sete e anos teve um crescimento absurdo. Devemos estar preparados legislativamente para fazer o Estado executar- do melhor jeito possível -todo esse desenvolvimento da agricultura em Mato Grosso”, afirmou Capellotto.

Durante a reunião dessa quarta-feira (10), o primeiro a falar foi o presidente da Fundação de Amparo e Pesquisa Rural (Fundaper), Carlos Luis Milhomen, que fez uma comparação de como eram realizadas as pesquisas em épocas anteriores com as atuais.

Ele destacou que a entidade presta serviços de capacitação a técnicos, agricultores rurais, lideranças municipais em desenvolvimento e gestão, serviços de consultorias na área agropecuária e em programas regionais de desenvolvimento econômico e social. Também citou que a fundação promove cursos, simpósios, seminários, conferências, estudos e ainda, apoia projetos de desenvolvimento tecnológico e agroindustrial.

Veja Também:  Retomada das obras na MT-020 em Chapada dos Guimarães estão a todo vapor

“Hoje a situação está mais favorável e tranquila para trabalhar nessa área. Entendo que a CST vai colaborar bastante para o desenvolvimento do agronegócio no estado. A Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa Agropecuária e Expansão Rural) faz um trabalho excelente ligado a pesquisas e ainda, na expansão da agricultura familiar”, disse ele.

Na sequência, o representante da Associação dos Engenheiros de Primavera do Leste, Clóvis Albuquerque, falou do avanço das exportações mato-grossenses que atingiram valores recordes em 2018. De acordo com Albuquerque a receita acumulada nos dozes meses de 2017 foi a segunda maior do país.

“Os números mostram que 2018 impõe novo recorde ao mercado externo do agronegócio mato-grossense”, detalhou ele.

De acordo com dados a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em 2017, Mato Grosso faturou com os embarques dos produtos do agro US$ 14,55 bilhões, respondendo por 15,16% do total contabilizado pelo país.

Vale lembrar que no ranking nacional, 2018 teve São Paulo liderando a receita do segmento, com faturamento de US$ 16,40 bilhões, o equivalente a 16,14% do total nacional. Na segunda posição ficou Mato Grosso, seguido pelo Paraná com US$ 14,30 milhões, Rio Grande do Sul US$ 12,23 bilhões e Minas Gerais com US$ 7,94 bilhões.

Veja Também:  Botelho visita novas dependências do Hospital Estadual Santa Casa

“Isso demonstra que o crescimento é algo muito grande em pouco tempo. Já estamos observando isso, como por exemplo, o modal ferroviário chegando, novos projetos de rodovias, empresas se instalando aqui. Então precisamos estar preparados”, avaliou Capellotto.

A CST foi requerida pelo deputado Sebastião Rezende (PSC) e conta com o apoio da Procuradoria-Geral da Assembleia Legislativa e participação de representantes das seguintes instituições: Crea-MT, Aeagro, Aprosmat, Superintendência Federal de Agricultura (DPDAG), Comitê Estratégico Soja Brasil, Univag, Associação dos Engenheiros Agrônomos de Primavera do Leste, Unemat, Empaer-MT, Ampa, Indea-MT, Famato, UFMT, Fundapaer e Aprosoja-MT.

A equipe técnica da CST informou que a próxima reunião da Câmara acontecerá no dia 14 de agosto, as 9 horas na sala 201.

Fonte: ALMT
publicidade

Política MT

Projeto quer combater ilegalidade na renovação automática de produtos e serviços

Publicado

A proposição considera ilegal esse tipo de conduta e, na forma da lei, prevê a aplicação de multa a empresa que praticar esse procedimento.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O Projeto de Lei nº 774/2019 do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), visa  inibir prática abusiva de empresas  fornecedoras de produtos ou prestadoras de serviços por assinatura. Conforme a justificativa do texto, muitas delas oferecem serviço gratuito por um determinado período e caso o consumidor não se manifeste pelo cancelamento,  após o prazo contratado, efetuam cobranças por meio de débito, crédito ou conta corrente.

“Essa prática precisa ser coibida, pois o silêncio desse consumidor, quanto a renovação de um eventual contrato de assinatura, não deve ser interpretada como um consentimento”, justificou o parlamentar.

A proposição considera ilegal esse tipo de conduta e, na forma da lei, prevê a aplicação de multa a empresa que praticar esse procedimento, não criando nenhuma atribuição ao Poder Público, que não esteja dentro das previsões de competência da Superintendência de Defesa do Consumidor (Procom-MT).

Veja Também:  Botelho visita novas dependências do Hospital Estadual Santa Casa

Em Mato Grosso são registrados centenas desses casos e no país existem diversas empresas que sofreram condenações judiciais, por conta de não respeitarem a negativa ou não manifestação de consumidores.

“Há muitos desses casos em nosso estado e as decisões de juizados especiais, na interpretação do Código de Defesa do Consumidor, consideraram tais práticas claramente abusivas. Não podemos deixar o consumidor a mercê de interpretações”, ressaltou o deputado.

Assim como em Mato Grosso, a renovação automática de serviços é uma prática utilizada em larga escala em todo país. Fornecedores acabam renovando automaticamente o contrato de adesão, quando o primeiro se encerra. Feito mesmo sem a autorização do consumidor, essa renovação acaba gerando para ele a responsabilidade de adimplir com o pagamento do serviço, ainda que não tenha sido contratado.

Fonte: ALMT
Continue lendo

Política MT

Com recorde de focos de calor, Faissal propõe compra de aeronave para o combate a incêndios

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual Faissal Calil (PV) propôs, por meio de indicação (nº 2685/2019) ao governo do estado, a aquisição de uma aeronave para  combate a incêndios de grandes proporções. A proposta teve manifestação favorável na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Com um aumento de 57% dos focos de calor, se comparado a 2018, Mato Grosso bateu recorde nos primeiros seis meses do ano, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). De janeiro a junho, foram registrados 5.325 ocorrências dessa natureza.

“É importante destacar que a ineficiência ou o combate tardio do fogo acarretam consequências avassaladoras à saúde da população e ao desenvolvimento econômico do estado, colando vidas, florestas e lavouras em perigo”, ressaltou o deputado.

O emprego desse avião, segundo Faissal, acarretaria no controle eficaz das chamas e daria mais segurança às equipes do Corpo de Bombeiros Militar que desempenham um árduo trabalho e necessitam de equipamentos especiais. Além disso, a aeronave reduziria o tempo de combate ao incêndio, já que o modelo tem capacidade para transportar grandes quantidades de água.

Veja Também:  Escola do Legislativo abre inscrições para MBA em Desenvolvimento Regional Sustentável

Fonte: ALMT
Continue lendo

Política MT

Retomada das obras na MT-020 em Chapada dos Guimarães estão a todo vapor

Publicado

Moradores do distrito Água Fria agradecem o empenho do deputado Delegado Claudinei

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS As obras dos 23 quilômetros tem previsão de término em setembro deste ano

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O processo de implantação e pavimentação asfáltica da MT-020, no distrito de Água Fria, em Chapada dos Guimarães (MT), segue com o processo construtivo avançado nos 23 quilômetros da rodovia. Com previsão de finalização em setembro deste ano, essa obra atende a Indicação nº 183/2019, do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) -que reivindicou no início do mandato parlamentar para a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) de Mato Grosso.

Claudinei ficou satisfeito em saber da retomada da obra, orçada em R$ 9,4 milhões. “Essa obra estava parada, sendo que era para ter concluído uma extensão de 46 quilômetros da rodovia. Agora, falta finalizar o restante, que é de 23 quilômetros. Estou com a expectativa positiva, pois essa região tem um grande potencial turístico que tende a favorecer o desenvolvimento socioeconômico. Agradeço à Sinfra pela atenção e as providências”, destacou o deputado.

Veja Também:  Deputado Elizeu convida o presidente da Unimed Dr. Rubens para fazer parte do DC

O morador Pitágoras Moraes de Andrade conta que tem familiares na região e há cinco anos adquiriu uma chácara próxima à rodovia. “Toda a vida houve a necessidade desta obra, porque aqui sempre foi uma questão de primeira necessidade. Foi sempre uma reivindicação da comunidade e hoje agradecemos ao parlamentar por ter lutado por nós”, agradece.

Fonte: ALMT
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana