conecte-se conosco


Esportes

Da várzea a herói do Flamengo: em 7 anos, Bruno Henrique cumpre profecia do avô

Publicado

Bruno Henrique%2C há 10 anos%2C defendia o Inconfidência arrow-options
Arquivo pessoal

Bruno Henrique, há 10 anos, defendia o Inconfidência

Maracanã, Rio de Janeiro. Bruno Henrique arranca e bate cruzado para marcar o segundo gol do Flamengo contra o Internacional , pelas quartas de final da Copa Libertadores. A 450km dali, o bairro de Concórdia, em Belo Horizonte, também vibra ao ver uma de suas crias brilhando no futebol brasileiro. Foi nos campos de terra da várzea mineira que o camisa 27 deu seus primeiros passos.

Leia também: Bruno Henrique brilha e Flamengo sai na frente do Inter nas quartas da Liberta

Essa história começa em 2009, quando Bruno Henrique era apenas “Bruninho” ou “mosquito”, apelido que ganhou na infância pois passava voando pelos zagueiros. Vindo de uma família humilde, precisou conciliar a rotina de estudos, trabalhos informais e de treinos na equipe de futebol amador do bairro: o Inconfidência Futebol Clube .

“Nessa época, ele já trabalhava como office boy. Ganhava dinheiro durante a semana e jogava aos domingos. Com 16 anos, nós víamos que ele tinha talento quando jogava contra os adultos. Foi no futebol amador que ele teve suas primeiras oportunidades”, conta Ronnie Hudson, de 36 anos, o primeiro técnico do atacante.

Antes do sucesso, Bruninho precisou ouvir diversos “nãos”. No início da carreira, foi recusado em peneiras do Atlético-MG e do América-MG e, por isso, não teve formação em categorias de base. Descoberto por Ronnie, passou a disputar a Copa Itatiaia, torneio promovido por uma rádio do estado, e lá chamou atenção.

Veja Também:  Flamengo assina primeiro contrato de sobrevivente de incêndio no Ninho do Urubu

“Ele entrava e todo mundo já dava para ver que ele era acima da média. Tinha velocidade para conduzir a bola nos campos de terra. Ele foi se destacando, ganhando popularidade”, conta o treinador.

Bruno Henrique marcou os dois gols do Flamengo contra o Inter arrow-options
Libertadores / Twitter / Reprodução

Bruno Henrique marcou os dois gols do Flamengo contra o Inter

Em 2012, o Independência conquistou o título da Copa Itatiaia e Bruno Henrique foi eleito o craque e o artilheiro da competição. Despertou interesse do olheiro do Cruzeiro , que convidou a ele e ao seu irmão Vander Nunes, quatro anos mais velho, para um período de testes na Toca da Raposa.

Foi também onde seu Genésio faria uma profecia para o neto: um dia veria o garoto vestindo a camisa da seleção brasileira – o que se tornará realidade no mês de setembro. Na última sexta-feira,  o atacante foi convocado pela primeira vez pelo técnico Tite para participar de dois amistosos nos Estados Unidos.

“É muito gratificante e prazeroso para todos daqui de Concórdia. Nós que começamos com ele, vimos surgindo no futebol. Não tem felicidade maior que essa. Parece que estamos vivendo um sonho, ele estava aqui com a gente e vai vestir a camisa da seleção brasileira”, completa Ronnie.

Veja Também:  Juventus tropeça em jogo apagado de Cristiano Ronaldo e com Ribéry ovacionado

Junior Neymar, o irmão que era a aposta de craque

Bruno Henrique era uma das promessas do Concórdia, mas quem despertava mais expectativa era o irmão Vander. Na época de Inconfidência, ele era o camisa 10 da equipe e visto como “o mais certo para vingar” pelos treinadores. Não à toa, ganhou o apelido de “Juninho Neymar”.

“Eu me destacava mais, fazia mais gols do que o Bruno Henrique. Bruninho finalizava melhor, era talentoso, mas eu participava mais dos gols”, lembra Vander, ou Juninho, que aos 29 anos ainda atua no futebol amador da cidade.

No título conquistado em 2012, Juninho foi a revelação da competição. O topetinho louro, aliado ao talento com os pés, lhe rendeu o apelido de “Neymar”.

Bruno Henrique no Santos arrow-options
Twitter/Reprodução

Bruno Henrique no Santos

“Ele estava surgindo no Santos e tinha aquele cabelo. Por isso, eu ganhei o apelido aqui na várzea”, brincou.

Assim como o irmão, Juninho seguiu para o Cruzeiro e foi emprestado ao Uberlândia, também de Minas Gerais. No entanto, as diversas lesões atrapalharam a carreira até que ele decidiu voltar para a cidade natal. Hoje, comemora o sucesso do irmão e companheiro.

“Nossa convivencia é boa, a gente conversa todo dia. É uma felicidade imensa, né? Não só para mim, mas para a família toda. É um sonho de qualquer jogador vestir a camisa da seleção brasileira. Eu e todos nós da cidade ficamos orgulhosos com as conquistas dele”

Fonte: IG Esportes
publicidade

Esportes

Sob risco de prisão, Robinho não viaja à Itália para jogo de sua equipe

Publicado

Robinho foi condenado na Itália por envolvimento em suposto estupro arrow-options
Divulgação / Uefa

Robinho foi condenado na Itália por envolvimento em suposto estupro

Robinho não estará em campo na estreia de seu time, o Basaksehir, na Liga Europa, nesta quinta-feira (19). A equipe turca joga contra a Roma, na Itália. E é exatamente o local do duelo que impede a participação do atleta brasileiro. O atacante foi condenado, em 2017, por participar de um suposto estupro coletivo ocorrido no país.

Leia mais: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

Após ter sido julgado em primeira instância, Robinho foi condenado a nove anos de prisão. O jogador nega a participação no crime e está recorrendo da decisão. Mesmo com a condenação não sendo definitiva, o clube turco achou melhor preservar o atleta e não levá-lo para a Itália .

Relembre o episódio

O caso aconteceu em janeiro de 2013, quando Robinho atuava pelo Milan. Na saída de uma boate, uma mulher albanesa teria sido abusada sexualmente por um grupo de seis homens.

Fonte: IG Esportes
Veja Também:  Douglas Costa assume modelo apontada como affair de Neymar, que comenta na web
Continue lendo

Esportes

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela Champions

Publicado

Lance

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela 1ª rodada da Champions arrow-options
Fabio Ferrari/LaPresse/DiaEsportivo/Agência O Globo

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela 1ª rodada da Champions

Atlético de Madrid e Juventus empataram, nesta quarta-feira, em 2 a 2, pela primeira rodada da Liga dos Campeões. A Juve abriu 2 a 0, com Cuadrado (um golaço) e Matuidi. Os Colchoneros, porém, buscaram o empate, na raça, com gols de Savic e, depois, Herrera, nos minutos finais.

Leia também: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

ATLETI MELHOR

O Atlético de Madrid começou a partida com mais profundidade, explorando bem as laterais e saindo com velocidade para o ataque. A marcação também era mais forte, principalmente no meio. João Félix era quem levava mais perigo, com boa saída no contra-ataque e presença de área nas bolas paradas.

JUVE POUCO CRIATIVA

A Juventus tinha pouca criatividade no meio de campo. Matuidi, Pjanic e Khedira não davam a velocidade devida ao ataque. Com o meio engessado, a Velha Senhora passou a explorar as pontas, com Cuadrado e Cristiano Ronaldo. A Juve, porém, seguia sem criatividade. O Atleti, por sua vez, diminuiu o ritmo, mas continuava mais perigoso, principalmente nos contra-ataques.

Veja Também:  Reservas do Inter atropelam o Atlético-MG dentro de Belo Horizonte

Atlético de Madrid x Juventus

Juve fez primeiro tempo abaixo da média (Foto: Reprodução)

GOLAÇO E VANTAGEM

Ao contrário do primeiro tempo, a Juventus aproveitou a chance que teve e abriu o placar logo no início. Em belo contra-ataque, Higuaín encontrou Cuadrado, que bateu sem chances para Oblak. O gol fez com que a Juve crescesse e dominasse os espaços. Em novo contra-ataque, Alex Sandro colocou a bola na cabeça de Matuidi, que não desperdiçou.

ATLETI BUSCA O EMPATE

O Atlético de Madrid se recuperou rápido. Em jogada ensaiada à la Simeone, a bola foi alçada na área, Giménez desviou e Savic completou para diminuir. Após o tento, o Atleti passou a pressionar a Juventus e conseguiu o gol de empate. De novo, em bola parada, Herrera subiu mais que a zaga italiana e empatou nos minutos finais.

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Sem Neymar, PSG derrota Real Madrid por 3 a 0 na estreia na Champions

Publicado

Lance

Di María marca dois e PSG passa por cima do Real na Champions arrow-options
Reprodução

Di María marca dois e PSG passa por cima do Real na Champions

Em casa, o Paris Saint-Germain finalmente mostrou as cartas para ser um candidato ao título da Liga dos Campeões. Nesta quarta, o PSG não deu chances ao Real Madrid, mesmo sem suas principais estrelas, e passeou no Parc des Princes com uma vitória indiscutível por 3 a 0, em um show de Angel Di Maria, autor de dois gols. Meunier completou o placar.

Leia também: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

LEI DO EX

Coube a Di Maria , jogador do Real Madrid entre 2010 e 2014, abrir o placar da partida no Parc des Princes . Aos 14 minutos, em jogada pela ponta esquerda de ataque, o argentino recebeu dentro da área, dominou e soltou um petardo entre a trave e Courtois, que não conseguiu defender e viu a bola estufar as redes.

PINTURA!

Após abrir o placar, o PSG quase levou o empate em cobrança de falta de Bale, mas foi novamente Di María que mexeu no placar de jogo. Na marca de 33 minutos, o argentino novamente chamou a responsabilidade e com um belo chute da entrada da área marcou o segundo do PSG.

Veja Também:  Jogador do Íbis faz golaço e perfil do clube o chama de “desgraçado”

QUER UMA MÃOZINHA?

Logo nos instantes seguintes ao golaço de Di María, o Real Madrid não ficou atrás e logo descontou com um lindo gol de Gareth Bale, que tocou por cobertura e deixou Navas sem reação. No entanto, com auxílio do VAR, o árbitro viu toque de mão do atacante do Real e anulou o gol merengue.

NA PRESSÃO

O Real Madrid não desistiu de buscar o resultado e continuou indo ao ataque para tentar diminuir o prejuízo, mas Benzema, autor das melhores chances, não aproveitou para balançar as redes, e quando balançou, estava em impedimento.

VIROU PASSEIO

Já com a defesa merengue completamente exposta e sem forças para reagir, o PSG aproveitou para dar o último golpe no maior campeão europeu nos acréscimos. Meunier aproveitou presente de Bernat e precisou apenas empurrar para as redes para sacramentar a noite mágica da equipe no Parc des Princes.

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana