conecte-se conosco


Mulher

Mulher adepta do poliamor que vive relação a três afirma: “Não é apenas sexual”

Publicado

source

O técnico Cody Kurkowski, de 28 anos, e a professora de dança Kayla, de 27, são namorados desde o Ensino Médio e possuem três filhos. Em 2016, Kayla começou a conversar pelo Facebook com Katherine Zepernick, de 27, e logo de imediato sentiu uma conexão entre elas. Em pouco tempo, os três se tornariam adeptos do poliamor.

Leia também: Tatuadora vive poliamor e prova que é possível reatar com ex-namorado

poliamor arrow-options
Reprodução/Instagram/thektribe_

Eles são adeptos do poliamor e mostram que é possível viver um relacionamento a três; juntos, cuidam de três crianças

Depois do primeiro contato entre as mulheres, elas marcaram um encontro em um café e convidaram Kurkowski para participar. Os três se deram bem e, no ano seguinte, se tornaram oficialmente praticantes do poliamor . Katherine se mudou para a casa do casal e todos se tornaram uma só família. 

Naquela época, Kayla deu à luz seu terceiro filho, o primeiro que chegou já com a relação do trisal . As outras crianças, na qual a mais velha tem cinco anos, sabem sobre a natureza de seu relacionamento. Cody, Kayla e Katherine, que planejam se casar em 2022, também querem mais filhos. 

Veja Também:  Infidelidade: quem tem mais de 50 anos está traindo mais; veja motivos

“Tivemos muitos aprendizados no caminho, como qualquer relacionamento, mas sempre fazemos o possível para fazer a nossa família funcionar”, diz Katherine, de acordo com o metro.co.uk . “Foi amor à primeira vista para todos nós. Havia um sentimento que sabíamos que significava que tinha algo de especial”, destaca.

Leia também: “Não há nada de errado nisso”, diz mulher que vive relação com mais duas pessoas

“Para nós, o poliamor oferece a capacidade de construir a estrutura de relacionamento que realmente funciona para você. Uma formação de tríade é o que está funcionando para nós agora. Não temos planos de mudar isso no futuro, mas também não somos contra a expansão de nossa tribo no futuro. Mas estamos felizes como estamos agora”, continua.

poliamor arrow-options
Reprodução/Instagram/thektribe_

“Foi amor à primeira vista”, diz Katherine, que ainda declara que sabia que havia um sentimento especial entre eles

Em janeiro de 2019, Cody e Kayla propuseram oficial Katherine, com velas, flores e balões, em um gesto romântico e especial, para deixá-la surpresa quando chegasse em casa do trabalho. Antes da proposta, o casal escreveu uma carta conjunta aos pais de Katherine detalhando seus planos de receber suas bênçãos. 

Veja Também:  Unhas decoradas com pedras são a nova tendência de nail art entre as famosas

“Nós três fazemos o possível para sermos abertos e honestos, demonstrando que nenhum relacionamento é perfeito, mas com bastante trabalho e dedicação, fazemos com que durasse”, pontua Katherine. Sobre ciúmes, ela diz que é preciso lidar com isso e comunicar os parceiros sobre esse sentimento para não fazer acusações. 

Trisal recebe críticas

poliamor arrow-options
Reprodução/Instagram/thektribe_

Trisal passou a expor o relacionamento nas redes sociais e, por conta disso, passaram a receber diversas críticas de usuários

Desde que passaram a divulgar o relacionamento nas redes sociais, os três recebem diversas críticas. “Sabemos que o poliamor não é para todos, mas achamos que mais pessoas devem saber que é uma opção se você achar que é certo para você”, explica Katherine. “Não é apenas uma coisa sexual. Essa é uma das primeiras perguntas que recebemos”, continua. 

Leia também: Família de 3 pais e 2 filhos diz que viver como “trisal” fortalece relação

Ela ainda ainda diz que recebe muitos olhares confusos de pessoas estranhas. “Nós só queremos que as pessoas saibam que o poliamor não é uma ameaça à monogamia”, diz. “Somos todos feministas e estamos criando nossos filhos para serem pessoas inclusivas e abertas e estamos muito orgulhosos disso”, finaliza.

Fonte: IG Delas
publicidade

Mulher

Parou de menstruar? Saiba o que é menopausa precoce e como tratar esse problema

Publicado

source

Women's Health

Muito se fala sobre a menopausa na vida das mulheres, porém pouco se aborda sobre a menopausa precoce que como o próprio nome já diz, acontece antes da idade considerada comum.

menstruação arrow-options
shutterstock

Ausência de menstruação é um dos sinais da menopausa precoce

Leia também: 10 mitos e verdades sobre menstruação para você não ter mais dúvidas

Fernanda Nassar, formada em Medicina pela Universidade Lusíada com especialização em Ginecologia e Obstetrícia e pós-graduação em Estética Intima Ginecológica, reúne os principais pontos sobre o assunto:

O que é menopausa precoce

A menopausa precoce é o quadro clínico que se apresenta quando a mulher entra na menopausa antes dos 32 anos, ou seja, período em que ela fica um ano ou mais sem menstruar com sintomas específicos.

A menopausa precoce não é um distúrbio hormonal, mas a falência ovariana em uma mulher jovem, que por sua vez representa a perda temporária ou definitiva da função gonadal (de produzir hormônios) que acontece após a menarca (primeira menstruação) e antes dos 40 anos de idade. Ela é caracterizada pela diminuição do número de folículos ovulatórios (óvulos) e é exatamente essa condição que vai gerar alteração hormonal.

A diferença para a menopausa comum

A diferença básica é a idade em que ela ocorre, visto que o período em média da chegada da menopausa na mulher brasileira é por volta dos 50 anos. Nesse momento, quando não há mais ovulação e cessa a menstruação, a chegada da menopausa pode ser decretada.

Durante a menopausa, a mulher experimenta uma série de mudanças físicas, psicológicas e sociais importantes que começam no climatério . Porém, para algumas mulheres, a menopausa chega com, pelo menos, 15 anos de antecedência, bem no período em que a maioria ainda pode ter filhos. Quando isso acontece, ela pode estar entrando em um quadro de menopausa precoce.

Leia também: Reposição de hormônios na menopausa pode melhorar qualidade de vida

Como prevenir e detectar a menopausa precoce

Não existe uma causa determinante para o surgimento do problema. A menopausa precoce pode ocorrer por vários fatores, como o histórico familiar, por exemplo. Na verdade, a idade da menopausa não está relacionada à época da primeira menstruação, mas, sim, quando a mãe e as irmãs da paciente entraram em menopausa e o histórico familiar não se pode prevenir.

É possível detectar através dos sintomas que a paciente se refere, além de apresentar irregularidades menstruais, com intervalos entre os ciclos mais extensos.

Existem trabalhos científicos que mostram interligação das idades da mãe com a da filha, porém esta não é a regra geral. Há também fatores externos que podem antecipar a menopausa, como a remoção dos ovários ou de grande parte deles e os tratamentos contra o câncer, por exemplo.

A radioterapia e a quimioterapia têm como objetivo impedir o crescimento celular. Porém, estes tratamentos não atingem apenas as células malignas, mas as que estão sadias também. Por isso, dentre outros efeitos colaterais, os tratamentos contra o câncer podem levar a uma falência prematura dos ovários.

Como tratar a menopausa precoce

Confirmado o diagnóstico, a regra para tratamento é a Modulação Hormonal e assim conseguirmos amenizar os efeitos colaterais da ausência hormonal.

Leia também: Mitos e verdades sobre reposição hormonal

O uso desta Modulação é imprescindível nos casos de menopausa de origem cirúrgica ou provocada por quimioterapia, em virtude da intensidade dos sintomas como: ondas de calor, irritabilidade, diminuição da libido, secura vaginal, queda de cabelo, dificuldade para dormir, dificuldade para perder peso, entre outros.

Além disto, a menopausa precoce precisa da Modulação Hormonal porque essas mulheres apresentam risco quatro vezes maior de desenvolver doenças cardíacas e sete vezes maior de desenvolver osteoporose.

*Fernanda Nassar é formada em Medicina pela Universidade Lusíada com especialização em Ginecologia e Obstetrícia e pós-graduação em Estética Intima Ginecológica.

Fonte: IG Delas
Veja Também:  Homem flagra cena chocante durante despedida de solteiro e não sabe como lidar
Continue lendo

Mulher

Mãe dá à luz 2 pares de gêmeos seguidos e celebra: “Família é uma em um milhão”

Publicado

source

Essa família é a prova de que um raio cai, sim, duas vezes no mesmo lugar. E duas vezes seguidas. Gina Shelton, de 30 anos, e Olie Lloyd, de 33 anos, desafiaram as probabilidades e conseguiram o feito de ter um par de gêmeos seguido de outro.

Leia também: Mãe revela truque incrível para fazer bebê parar de chorar em segundos

gêmeos arrow-options
Reprodução/Metro.co.uk

Primeiro vieram as gêmeas Niamh e Esme, e depois os gêmeos Arlo e Alby; a mãe revelou surpresa, mas celebra caso raro

A primogênita do casal é Phoebe, de seis anos. Logo depois, Gina deu à luz gêmeas, Niamh e Esme. Três anos depois, a mãe ficou grávida de novo e teve os gêmeos Arlo e Alby, o que é considerado muito raro.

Segundo reportagem do portal britânico Metro , a probabilidade de ter dois pares de gêmeos, um seguido do outro, é de cerca de 700.000 para um, e os britânicos foram “premiados”. Gina destaca que nunca pensou que teria gêmeos, ainda mais dois seguidos.

Veja Também:  Jovem de 21 anos é flagrada traindo marido, de 74, com homem de 60

“Quando eu estava grávida das meninas, eu trabalhava em um berçário e estava cansada o tempo todo. Todo mundo ao meu redor sempre dizia que eu ia ter gêmeos. Na sala de espera no hospital, Olie e eu estávamos olhando carros, e Olie brincou: ‘Esquece, vamos precisar de um ônibus’”, relembra a mulher ao site.

“Eu acho que, quando descobrimos, estávamos chorando de felicidade e pânico, porque vivíamos em um apartamento de dois quartos e Olie estava no processo de construir nossa casa. Um ano depois, descobrimos que estávamos tendo outro par de gêmeos”, diz a mãe . “Não podíamos acreditar, e nossa família ou nossos médicos também não”, completa.

Leia também: Gêmeos fazem tatuagem de henna e ficam com queimaduras e bolhas no braço

Para tornar a situação ainda mais inesperada, nem a família de Gina nem a do pai têm histórico de gêmeos.

gêmeos arrow-options
Reprodução/Metro.co.uk

A mãe disse se preocupar que Phoebe se sentisse “deslocada”, mas garante que a menina é bem unida à família

Gina conta também que chegou a ficar preocupada que Phoebe, a primeira filha do casal , se sentisse “deslocada” por ter apenas irmãos gêmeos. Mas a chegada dos demais membros só aproximou mais a família. 

Veja Também:  Homem flagra cena chocante durante despedida de solteiro e não sabe como lidar

“Phoebe e eu sempre teremos uma a outra porque não entendemos o vínculo deles [dos gêmeos ]. Niamh e Esme conversam uma com a outra e caem em gargalhadas histéricas enquanto Olie e eu estamos tentando entender do que elas estão rindo”, destaca Gina. “Elas são incrivelmente próximas e tenho certeza que os meninos serão assim também”, acrescenta.

Leia também: Mulher de 61 anos dá à luz bebê e realiza sonho de ser mãe no Paraná

Apesar de ser um caso bem raro, a mãe diz que está feliz e grata com a família. “É louco, trabalhoso e barulhento ter cinco filhos, mas eu não mudaria isso por nada no mundo. Já trocamos milhares de fraldas e tivemos que comprar um carro de sete lugares, mas minha família é uma em um milhão”, celebra ela.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

8 coisas que toda a casa precisa e a gente só lembra na hora H

Publicado

source

Cuidar de uma casa não é fácil e muitas vezes nos esquecemos de coisas simples e só nos lembramos delas quando precisamos.

Leia também: Ventilador ou ar condicionado? Prepare-se para o verão com a calculadora

casa arrow-options
shutterstock

energia positiva para casa

Quem nunca sentiu falta de ter uma extensão na hora que compra um novo aparelho para a sala ou de ter um recipiente mais adequado para colocar uma salada? É justamente para ajudar a prevenir situações assim que o iG Delas elaborou a lista com coisas que toda a casa precisa e a gente só lembra na hora H.

Abridor de lata

Esse é um item que costuma ser bastante negligenciado, até porque não é todo dia que se precisa abrir uma lata em casa. Há tipos para todos os gostos e bolsos, do mais  sofisticado ao simples , passando até pelo geek .

Cesto

Ter um cesto , ou até mais de um , em casa é muito útil. Pode ser para roupa suja, mas também para alocar aquela bagunça que não dá para arrumar no momento.

Veja Também:  Jovem chamada de “vagabunda” é estuprada pelo ex ao recusar perder a virgindade

Varal de roupa

Mesmo quem mora em uma casa com boa área externa é válido ter um varal para colocar em uma copa ou qualquer outra área interna. Isso porque em dias de chuva ou com risco de chuva é possível secar a roupa sem surpresas desagradáveis. Há até a opção de instalar um varal retrátil .

Bolsa térmica

Esse é um clássico. Quase ninguém imagina que uma bolsa térmica seja um artigo essencial, mas seja para levar a marmita para o trabalho ou para levar as sobras daquele evento de família para casa, esse item se prova essencial.

Leia também: Não sabe cozinhar? Veja como montar uma cozinha amigável

Saladeira

É muito comum servirmos saladas em potes, fôrmas e afins, mas ter uma saladeira pode ser providencial. Ao optar pelo recipiente apropriado para servir uma salada, é possível usar os demais utensílios para fins mais específicos.

Extensão elétrica

Comprou um novo aparelho e não tem mais tomada no cômodo? Acontece com todo mundo. Por isso a importância de sempre ter uma  extensão elétrica ali, na reserva, sempre pronta para ser usada .

Jogo americano

Quem não costuma servir a mesa acaba improvisando papel toalha ou pano de prato para evitar colocar o prato direto na mesa. Um jogo americano é a solução barata e prática para esse problema.

Porta Frios

Nada de comprar frios e deixar na embalagem que veio do mercado. Ter um porta frios , além de ser mais higiênico, aumenta a durabilidade desses alimentos.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana