conecte-se conosco

Mato Grosso

Museu da Unemat promove exposição de Saberes Indígenas, espeleologia e artes

Publicado

O Museu de Humanidades Alaíde Montecchi da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) receberá visitas agendadas das escolas de Cáceres e região a partir do dia 16 de maio. O Centro de Pesquisa e Museu de Humanidades Alaíde Montecchi, o Núcleo de Assuntos Indígenas (NAI), o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o curso de História do Câmpus Universitário Jane Vanini promovem exposição e oficina durante a décima sétima edição da Semana Nacional do Museu e a primeira Semana de História sob a temática “A transdisciplinaridade na construção do saber histórico: Educação, Arte, Cultura e Cidadania”.
 

A abertura da exposição e oficina “Saberes Indígenas em Mato Grosso: história indígena, espeleologia e arte” ocorreu nesta quinta-feira (16), às 8 horas, no Centro de Pesquisa e Museu localizado na Cidade Universitária do câmpus de Cáceres. Estão a mostra objetos etnográficos dos grupos indígenas Irantxe, Rikbaktsa, Xavante e Bororo e de estudos espeleológicos referentes aos municípios de Cáceres e Curvelândia em conexão com oficinas pedagógicas.

A montagem da exposição foi realizada pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) do curso de História do Câmpus Universitário Jane Vanini.

Veja Também:  “A grande maioria das empresas inova por inovar”, afirma palestrante

“O objetivo das atividades é promover o conhecimento de saberes e artes de grupos indígenas e de Patrimônio Natural, visando à formação de estudantes, professores da educação básica, acadêmicos e comunidade externa sobre a História Indígena, Arte/Cultura e sua influência histórico/cultural para a sociedade mato-grossense e brasileira, além de disponibilizar também, conhecimentos referentes ao Patrimônio Natural com imagens de cavernas da região”, explicou a curadora da exposição Indígena, professora Marli Auxiliadora de Almeida.

Serviço

As escolas devem agendar visitas à exposição e oficina pelo telefone (65) 3224-1438 ou e-mail museu@unemat.br. O horário de visitação é das 7h às 11h; e das 14h às 17h.

Fonte: GOV MT
publicidade

Mato Grosso

Inscrição para vaga de analista de meio ambiente termina quinta-feira (23)

Publicado

As inscrições para o processo seletivo simplificado destinado à seleção e contratação temporária de analistas de Meio Ambiente para a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema/MT) se encerram nesta quinta-feira (23), às 23 horas e 59 minutos.

A inscrição deve ser efetuada somente pela internet (www.unemat.br/seletivos). A taxa de inscrição é no valor de R$ 120, pagável até o dia 24 de maio, em qualquer agência bancária ou internet. São 50 vagas, das quais 45 para ampla concorrência e cinco para pessoas com deficiência, além de formação de cadastro de reserva.

O cargo de analista de Meio Ambiente exige diploma de graduação em Ciências Biológicas, Engenharia Agrícola, Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal, Geografia, Geologia ou Gestão Ambiental. A remuneração é de R$ 7.003,16, para 40 horas semanais de atividades, e atuação no município de Cuiabá.

Envio de documentação

No ato da inscrição, o candidato deverá anexar os arquivos digitais com os documentos pessoais em PDF na seguinte ordem: RG, CPF e Diploma de Graduação (frente e verso). Poderá ser enviado o histórico oficial, caso o diploma ainda não tenha sido expedido.

Veja Também:  Mães servidoras partilham experiências e histórias inspiradoras em palestra

No passo seguinte, os documentos comprobatórios para pontuação na avaliação de títulos deverão ser organizados e anexados em PDF, na seguinte ordem: 1) Documentos comprobatórios da pontuação de titulação; 2) Documentos comprobatórios da pontuação de cursos e 3) Documentos comprobatórios da pontuação de experiências profissionais.

Avaliação

Primeira etapa – avaliação da inscrição: Divulgada em 05 de junho, com caráter eliminatório. Terá a inscrição indeferida o candidato que não atender ao estabelecido no Edital, não anexar os documentos listados, não possuir formação exigida ou anexar documentação incompleta.

Segunda etapa – avaliação de títulos: Os títulos serão avaliados por banca examinadora constituída especialmente para essa finalidade. Somente serão pontuados os itens exigidos na Tabela de Barema (anexo do edital). O resultado da Avaliação de Títulos será divulgado em 07 de junho.

Serão classificados neste processo seletivo somente os candidatos não eliminados, classificados segundo a ordem decrescente da pontuação.  Os aprovados serão contratados por 12 meses, contados a partir do efetivo exercício, podendo ter seus contratos aditivados mediante necessidade comprovada.

Veja Também:  Dia da bandeira haitiana é celebrada na Escola Heliodoro com carnaval e comida típica

O processo seletivo será executado pela Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares da Universidade do Estado de Mato Grosso (Covest/Unemat). Toda publicação deste processo seletivo será divulgada no Diário Oficial do Estado e no endereço eletrônico www.unemat.br/seletivos.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Produtores de algodão pedem mais segurança e vão atuar em parceria com a Sesp

Publicado

Produtores de algodão devem firmar parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para melhorar o monitoramento das propriedades rurais. Eles estiveram, nesta terça-feira (21), reunidos com o titular da pasta, Alexandre Bustamante, conheceram o Centro Integrado de Comando e Controle e o uso da tecnologia para combate ao crime.

Eles pediram agilidade nas investigações sobre roubos de defensivos agrícolas nas propriedades rurais na região Médio-Norte e descobrir quem são os receptadores desses produtos.

“Nós temos ultimamente bastante ataques na região de Deciolândia, Campo Novo do Parecis, Diamantino, Brasnorte, Nova Maringá, Tapurah. Os bandidos chegam e causam um terrorismo muito grande com as famílias dos trabalhadores”, destacou o presidente da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Alexandre Schenkel.

O delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Demerval, vai agendar uma reunião com o diretor de interior e os delegados regionais com os produtores rurais para dar uma resposta mais rápida nas investigações sobre esses tipos de crime.

O produtor rural Eraí Maggi também cobrou que a polícia possa dar uma resposta rápida em prender essas quadrilhas especializadas em roubos nas propriedades rurais.

Veja Também:  Mães servidoras partilham experiências e histórias inspiradoras em palestra

“Espero que o nosso pessoal da segurança possa oferecer uma atenção rápida a tudo isso. Podemos ver alguma parceria com o governo, a partir dessa ferramenta com câmeras, e nas concessões de estradas que estão sendo feitas, para que os produtores rurais possam cuidar dessas estradas. Acredito que podemos nos juntar para maximizar o trabalho”.

O secretário Alexandre Bustamante avaliou que a reunião foi muito positiva e assegurou que há investigações em andamento. Segundo ele, a parceria com os produtores rurais para instalação de câmeras nas propriedades rurais e as imagens geradas para o Centro de Comando e Controle será um grande aliado no combate ao roubo nas fazendas.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Dia da bandeira haitiana é celebrada na Escola Heliodoro com carnaval e comida típica

Publicado

Cerca de 200 pessoas estiveram na Escola Estadual Heliodoro Capistrano, no Parque Cuiabá, na Capital, participando da comemoração do Dia da Bandeira do Haiti – equivalente ao nosso 7 de Setembro. Essa festa é realizada há três anos e visa integrar os alunos imigrantes e suas famílias.

Na programação do evento, houve o canto do hino do Haiti e a apresentação de dança e comida típica. Neste ano, a escola atende 35 alunos imigrantes do país que está localizado na América Central, mas que escolheram Cuiabá para iniciar uma nova vida.

Para a celebração, que ocorreu na noite do dia 17 de maio, houve a participação de estudantes principalmente na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) do ensino noturno. 

Segundo Igrid Cunha Gayva, professora de língua portuguesa para imigrantes, quando o imigrante entre em outro país, ele adquire a cultura da nova pátria e ao mesmo tempo procura espaço para mostrar a cultura que trouxe.

“Essa festa transcorreu de modo até mais agradável do que se esperava. Tivemos ex-alunos que apareceram por lá para participar, tamanha a repercussão. Muitos desses ex-alunos participaram das outras duas festas”, destaca.

Veja Também:  Inscrições para 16ª edição do Fetran seguem até 25 de maio

Na apresentação musical, os alunos haitianos mostraram o carnaval deles, que é um pouco diferente do brasileiro. Mesmo assim, a plateia participou, atendendo o chamado dos “Hermanos”. A professora lembra que, nesse momento, os convidados participam. “E os brasileiros, que são de natureza mais extrovertida, entraram na dança”.

“A comida típica que os estudantes prepararam foi o legumm, um prato à base de legumes, como cenoura, repolho, berinjela, agrião e também carne de porco, que fez muito sucesso. Todos saborearam deixando os anfitriões satisfeitos”, avalia a professora. Igrid acredita que a festa cumpriu seu papel de integração entre brasileiros e haitianos.

A professora explica que, os imigrantes cursam inicialmente língua portuguesa. Assim que obtiver um bom domínio, passam a estudar com os demais alunos da EJA.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana