conecte-se conosco

Policia Federal

Operação Madoff investiga atividade ilegal de investimentos em criptomoedas

Publicado

Vila Velha/ES – A Polícia Federal cumpriu hoje (15/5) cinco mandados de busca e apreensão, em decorrência de investigação que visa apurar a atividade ilegal de administração de investimentos em criptomoedas, exercida por empresa sediada no Espírito Santo.

Os mandados foram cumpridos no Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Acre, contando com a participação de 43 policiais.Além dos mandados de busca, a Justiça Federal determinou a suspensão das atividades da empresa, incluindo a remoção de páginas na internet, e o bloqueio de seus ativos, como contas bancárias, carros e imóveis, tendo o juiz determinado, ainda, o bloqueio das criptomoedas existentes em exchanges.

A Justiça também autorizou a apreensão de criptomoedas em carteiras, físicas ou digitais, que estavam com os investigados durante as buscas, sendo que esse procedimento foi o primeiro desse tipo no Brasil.

Os investigados poderão vir a responder pelos crimes previstos no art. 4º (gestão fraudulenta), no art. 7º, II e IV (negociação de valores mobiliários sem autorização ou registro prévio), art. 16 (fazer funcionar instituição financeira sem autorização legal), todos da Lei 7.492/86, e art. 288 do Código Penal (associação criminosa).

Veja Também:  PF combate corrupção na secretaria municipal de saúde de Barbacena/MG

Haverá entrevista coletiva hoje,  às 14h, na Superintendência da Polícia Federal, em São Torquato – Vila Velha/ES.

Fonte: Polícia Federal
publicidade

Policia Federal

Operação 386 de repressão aos crime de descaminho e roubo de cargas

Publicado

Maringá/PR – A Polícia Federal, na manhã de hoje (22/5), deflagrou a Operação 386, visando desbaratar grupos criminosos voltados à prática dos crimes de descaminho, roubo agravado e sequestro.

Ao todo estão sendo cumpridos 8 mandados de busca e apreensão nas cidades de Umuarama/PR, Altônia/PR e São Bernardo do Campo/SP. Cerca de 30 policiais federais participam da ação.

A Operação de hoje busca colher novos elementos de prova dos referidos crimes, a partir da prisão em flagrante realizada meses atrás pela Polícia Militar do Paraná em Cianorte/PR. Na ocasião, foi detido um homem que conduzia um caminhão carregado com grande quantidade de produtos eletrônicos de alto valor agregado, dissimulada sob uma carga de farinha, que havia sido roubado minutos antes da prisão.

Os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, descaminho, roubo agravado e sequestro.

 

 

Fonte: Polícia Federal
Veja Também:  PF, em conjunto com a PCAL e PMAL, desarticula organização criminosa em Alagoas
Continue lendo

Policia Federal

PF investiga irregularidades em concessão de medida cautelar de tribunal paraibano

Publicado

Cabedelo/PB – A Polícia Federal deflagrou hoje (22/5) a Operação Xeque-Mate 4, com objetivo de combater supostos atos de corrupção passiva na administração pública e atuação irregular de ONG sediada na Cidade de Campina Grande/PB.

A operação contou com a participação de 30 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de 5 mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados (municípios de João Pessoa e Campina Grande), bem como no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. As ordens judiciais foram expedidas pelo Superior Tribunal de Justiça –STJ.

 

ENTENDA O CASO

A quarta fase da operação investiga a possível cooptação de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba para, em benefício de um empresário, impedir a construção de um empreendimento comercial, no município de Cabedelo/PB.

Nesse contexto, as medidas hoje cumpridas possuem o escopo angariar elementos de prova relacionados à possível prática ilícita de concessão de medida cautelar, pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, no intuito de impedir a construção do empreendimento.

Veja Também:  PF combate corrupção na secretaria municipal de saúde de Barbacena/MG

 

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Policia Federal

PF deflagra operação para apurar desvio de recursos públicos no município de Goiatins/TO

Publicado

 Araguaína/TO – A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (22/5) a Operação Reiterates, quinta fase da Operação Bagration, com vistas a apurar desvios de recursos públicos promovidos por ex-gestores da prefeitura municipal de Goiatins/TO.

 Mais de 30 policiais federais cumprem sete mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal de Araguaína/TO, nos municípios tocantinenses de Araguaína, Goiatins e Itacajá.

 A investigação teve início após análise de documentos e mídias apreendidos no interesse da Operação Bagration, em 27/07/2016, sendo constatadas diversas irregularidades relacionadas a licitações na área da educação do município de Goiatins/TO. Dentre as irregularidades, destacam-se a utilização de “vales-combustível” manuscritos para distribuição a particulares, aquisição ilícita de pneus e peças automotivas e o superfaturamento de preços.

Com o aprofundamento da investigação, a partir da análise das movimentações financeiras dos envolvidos, foram descobertas diversas transferências de valores das empresas e responsáveis contratados em favor dos ex-gestores das Prefeitura de Goiatins, com fortes indícios de Desvio de Recursos Públicos e Corrupção Passiva.

Veja Também:  Operação Egypto investiga instituição financeira ilegal que atua com investimentos em criptomoeda

*Não haverá coletiva de imprensa.

 

 

***O nome da Operação remete à reincidência criminosa do grupo investigado.

 

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana