conecte-se conosco

Entretenimento

Pela primeira vez, Festival João Rock irá unir música e futebol

Publicado

O João Rock Futebol Clube, campeonato futebolístico da 18ª edição do Festival João Rock, acontece nos dias que antecedem o festival. Na quinta (13) e sexta (14) alguma das bandas que se apresentam no festival irão se enfrentar na bola no pé.

Leia também: Pitty retorna ao João Rock e mostra novidades do próximo álbum

CPM 22 participará da primeira edição do João Rock Futebol Clube
Divulgação

CPM 22 participará da primeira edição do João Rock Futebol Clube

A convite da Cervejaria Colordo e do Festival João Rock  , as bandas irão disputar algumas partidas emocionantes de futebol. Os jogos acontecem na quinta-feira (13) com a final marcada para sexta-feira (14), um dia antes do festival.

Essa é a primeira vez que o João Rock recebe um campeonato futebolístico. Os “atletas” que foram escalados tem ligação com a 18ª edição do evento. A partir das 14h, os jogos serão transmitidos pelo site oficial do evento, no canal do YouTube da Colorado e na Rádio 89FM. Os times são:

Leia também: Festival de música e literatura movimenta o interior de São Paulo em julho

Veja Também:  Fabio Assunção dançarino? Ator aparece em vídeo divertido ao lado da filha
João Rock Futebol Clube terá um dos times formados pela banda Maneva
Divulgação

João Rock Futebol Clube terá um dos times formados pela banda Maneva

Natirruts, Braz a e Toni Garrido: Alexandre Carlo (Natiruts), Luís Mauricio (Natiruts), Danilo (Braza), Pedro (Braza), Toni Garrido. Gilson Simões (Empresário Natiruts), Júlio Araújo (Empresário Natiruts), Alexandre (Empresário Toni Garrido  );

CPM22: Badauí, Japinha, Phil, Vavo (guitarrista da banda Fresno) e Kiko Zambianchi. Ale Ramos (empresário do CPM 22);

Maneva: Tales de Polli, Diego Andrade, Felipe Souza, Fernando Gato, Fabinho Araújo, Alisson, Pipeta, Brunão, Gabriel Elias, Charles (empresário do Maneva  );

Scalene: Tomás Bertoni, Gustavo Bertoni, Philipe Mkk, Eduardo Brechó (vocalista da banda Aláfia) e Fred SunWalk;

Big Up: Gabriel Geraissati, Lucas Pierro, Ras Grillo e Pedro Barrionovo (Kilotones), AJ Barrionovo (Kilotones), JP Barrionovo (Kilotones);

Tribo da Periferia: Duckjay, Look, Lerym, Walisson e Radyner, John (Empresário da Tribo);

Fuze: Diogo Novaes, Gui Fonseca, Felipe Novaes, Pedro Novaes e José Lins (empresário da Fuze);

Rádio 89: Os rappers Marcelo D2 e BK, Lobatto (Empresário D2), Lena Papini (Banda Bula), Yuri Danka, Belmiro, Wendell (Rádio 89).

Veja Também:  Resistência a Bolsonaro e “fogo a racistas” marcam shows de rappers no João Rock

Leia também: Festivais de música sofrem com mudanças na Lei de Incentivo à Cultura 

Banda Fuze - vencedora do Concurso de Bandas do festival - participará do João Rock Futebol Clube
Divulgação

Banda Fuze – vencedora do Concurso de Bandas do festival – participará do João Rock Futebol Clube

Os comentários da partida e os repórteres de campo também são celebridades e estão escalados para o jogo o humorista e apresentador Mauricio Meirelles, a atriz Maria Paula e o comediante Daniel Peixoto, o Alfinete com direção de Diego Pignataro.

Um pouco diferente dos jogos tradicionais de futebol,  os times do João Rock Futebol Clube serão compostos por cinco participantes em campo e será permitido duas substituições de jogadores reservas. O atleta substituído tem a possibilidade de voltar a jogar também. Outro ponto importante dos jogos é que caso haja penalidade durante a partida, a cobrança será mais que especial.

“Como já dizia Neném Prancha, um dos ícones da história do futebol: ‘O Pênalti é tão importante que devia ser cobrado pelo presidente do clube’. Por isso, vamos deixar este momento decisivo do jogo para os empresários das bandas que, apesar de, por muitas vezes, serem uma figura desconhecida, têm o papel importante de garantir a visibilidade delas no cenário nacional”, comenta Marcelo Rocci, um dos organizadores do Festival João Rock .

Fonte: IG Gente
publicidade

Entretenimento

Juliana Paes e Marquezine defendem Fernanda Gentil no lugar de Galvão Bueno

Publicado

Desde o primeiro jogo da Copa do Mundo de Futebol Feminino, famosas vem alertando sobre a escassez de mulheres na narração das partidas. A primeira a sugerir Fernanda Gentil no lugar de Galvão Bueno foi a cantora Maria Gadú. Porém, nesta terça (18) Juliana Paes e Bruna Marquezine também aderiram à ideia. 

Leia também: Em dia de Copa feminina, Maria Gadú ironiza escassez de narradoras esportivas

Juliana Paes%2C Fernanda Gentil%2C Marquezine e Galvão
Montagem / Reprodução Instagram

Juliana Paes, Fernanda Gentil, Marquezine e Galvão

Em um perfil de fofocas do Instagram, uma publicação com mais de 200 mil curtidas questionou: “Internautas pedem para que Fernanda Gentil assuma o lugar de Galvão e narre os jogos da seleção feminina. Curte [o post] se você apoia essa ideia”, diz a mensagem, que foi curtida por Juliana Paes e Bruna Marquezine , ambas atrizes da Globo .

Leia também: Juliana Paes surge decotada e interage com os fãs no Instagram

Especulações apontam que a Globo tinha planos de ter uma equipe feminina na transmissão da Copa, mas a ideia foi cancelada quando Glenda Kozlowski se recusou a participar.

Veja Também:  Filho de Datena supera vício em crack e apresentador comemora: “Orgulho”

Leia também: Juliana Paes quer cena “épica” entre Maria da Paz e Jô em “A Dona do Pedaço”

Após o apoio de Juliana Paes , a ideia de ter mulheres narrando os jogos femininos se disseminou mais nas redes sociais. Até o momento Fernanda, nome mais citado na proposta dos internautas, não se posicionou sobre o assunto. 

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Acusação de racismo contra Paulo Betti tumultua eleição já acirrada no Rio

Publicado

Na última segunda-feira (17), Paulo Betti  foi acusado de racismo por Jorge Coutinho e Milton Gonçalves, que integram a chapa concorrente na disputa pela presidência do Sindicato do Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (SATED-RJ). A acusação veio após troca de mensagens no grupo “Profissões Artistas” no último dia 16 de abril.

Paulo Betti é acusado de racismo
Reprodução/Instagram

Paulo Betti é acusado de racismo

“A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves , além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas”, dizia a mensagem de Paulo Betti  .

Tanto Milton como Jorge alegam que a fala do colega possui “insinuações evidentemente maledicentes”. Após essa acusação, Deborah Evelyn e Maria Ribeiro, ex-esposa de Betti,  saíram em defesa do colega em suas redes sociais.

“Ao acusar levianamente um sujeito íntegro como Paulo, esses senhores nao só não estão lutando por um Brasil melhor, como estão, na melhor das hipóteses, confusos sobre seus reais inimigos”, escreveu Maria Ribeiro. “Todo o apoio ao grande artista Paulo. Não caia em fake news. Nunca foi sobre racismo”, declarou Deborah Evelyn.

Veja Também:  Ana Paula Padrão é bloqueada pelo Instagram: “Odeio esse mundo estúpido”

Em nota oficial, a chapa de Betti afirma que “a acusação é baseada em uma interpretação distorcida e equivocada de uma frase em que ele elogia os companheiros Milton Gonçalves e Cosme dos Santos”.

No entanto, os bastidores da eleição à presidência do SATED-RJ tem tido alguns choques desde maio de 2019. Mas afinal, como funciona essa eleição?

Eleição

Para concorrer à presidência do Sindicato, os artistas devem se dividir em chapas. Não podem participar da chapa artistas que estão associados há menos de 12 meses, que foram readmitidos há menos de 12 meses ou que tenha deixado de cumprir com suas obrigações sociais nesse período de tempo. Esses meses são contados com base na data de inscrição da chapa pela qual irá concorrer.

No dia da eleição, os participantes das chapas também poderão acompanhar de perto a votação, tendo um fiscal indicado por cada representante da chapa.

Leia também: Paulo Betti diz que foi expulso da Igreja Universal: “Quase levei porrada”

Veja Também:  Rafael Miguel e seus pais foram atingidos por 13 tiros, aponta laudo

Paulo Betti vs. Milton Gonçalves

Milton Gonçalves e Paulo Betti
Reprodução

Milton Gonçalves e Paulo Betti

A eleição para presidência iria acontecer nos dias 26, 27 e 28 de maio, porém após pedido de inclusão de chapa, a eleição foi suspensa provisioramente. Durante audiência em 28 de maio, foi decidido que as eleições seriam realizadas nos dias 29 e 30 de junho, e 01 de julho tendo duas chapas na disputa, e a posse da Diretoria irá ocorrer em 08 de julho.

O pedido pela inclusão da chapa na disputa foi feito por Gustavo Guenzburger, que faz parte da chapa de Betti “Renovação e Transparência”, e foi feito três dias antes da mensagem de Betti no grupo para Milton e Jorge. A disputa ficaria então entre a  “União e Determinação” de Milton e Jorge, contra a “Renovação e Transparência” de  Paulo Betti .

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Filho de Datena supera vício em crack e apresentador comemora: “Orgulho”

Publicado

Nesta terça-feira (18) José Luiz Datena fez um desabafo sobre drogas e comemorou a conquista do filho, Rafael Vicente, que superou o vício em crack.  O filho do apresentador foi contratado recentemente pela afiliada da Band , em Goiás, para a apresentar o programa “Na Tela”, que ainda não tem data para estrear. 

Leia também: O futuro incerto da Band com Datena candidato: como fica a emissora?

Datena e seu filho
Reprodução Instagram

Datena e seu filho

“Graças a Deus, há mais de 20 anos o meu filho não usa drogas. Foi o maior presente da minha vida. A droga destrói a família. A gente nunca diz que está totalmente recuperado, sempre ficamos em alerta, mas tenho muito orgulho do meu filho, pela vitória pessoal”, disse Datena .

Leia também: “Estou do lado da verdade”, diz repórter que acusa Datena de assédio sexual

“Hoje ele é um extraordinário pai de família e, se Deus quiser, será um bom apresentador também”, completou o apresentador do ” Brasil Urgente “, da Band

Leia também: Repórter que acusou Datena de assédio sofre ataques machistas na web

Veja Também:  Além de Jô: As filhas mais carrascas das novelas da Globo

Datena ainda aproveitou para falar sobre o comércio de drogas no País. “Defendo que o dependente químico seja tratado, mas que o traficante tenha a maior das penas possível. O traficante é canalha pra caramba. Fica um monte de gente aí defendendo a liberação das drogas e sendo contra a liberação das armas. Eu pergunto a você: o que mata mais, arma ou droga?”, questionou. 

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana