conecte-se conosco


Policial

PM prende suspeitas de tráfico de drogas, comprovante de R$ 60 mil e maconha

Publicado

Rondonópolis | PM prende suspeitas de tráfico de drogas, comprovante de R$ 60 mil e maconha
Foto: PMMT

Os Policiais da 14ª Companhia da Força Tática de Rondonópolis prenderam duas mulheres, identificadas como L.S.N., 19, e D.S.F., 24, por tráfico de drogas, nesta terça terça-feira (06.08), no bairro Jardim Sumaré. Elas estavam com porções de maconha, dinheiro e comprovante de depósito de R$ 60 mil.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os policiais receberam denúncia de que uma mulher estaria vendendo drogas na região do bairro Vila Operária. Ainda conforme o relato, a suspeita estaria em um veículo VW Gol branco.

Com as informações, os militares iniciaram patrulhamento pela região e quando alcançaram o bairro Jardim Sumaré avistaram um veículo com as mesmas características apontadas na denúncia. Dentro do Gol estavam as duas mulheres e uma adolescente de 17 anos.

os policiais encontraram uma porção de maconha no bolso de L. e R$ 3.040 em notas com D. A segunda suspeita possui passagens por tráfico de drogas e, durante a revista, o celular dela não parava de tocar, com chamadas de um número sem identificação.

Veja Também:  Polícia Civil realiza trabalho social com 70 idosos em Cuiabá

A mulher teria confessado que o marido é reeducando na Unidade Prisional da Mata Grande, sendo um chefe de facção criminosa, e que seriam dele as ligações.

Os policiais continuaram a vistoria no veículo e encontraram mais porções de maconha em um demonstrativo de depósito bancário no valor de R$ 60,3 mil, em nome de uma terceira pessoa, identificada pelas iniciais I.C.S.

Todo o material apreendido e as suspeitas foram entregues na delegacia para as devidas providências.

publicidade

Policial

Polícia Civil identifica grupo criminoso envolvido em roubos e homicídio em Sinop

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil avança nas investigações contra um grupo criminoso envolvidos em vários cries de roubos a comércios e propriedades rurais no município de Sinop (500 km ao Norte da Capital). O mesmo grupo seria responsável por um homicídio, ocorrido no último dia 07 de dezembro, em que o corpo da vítima foi carbonizado dentro de um veículo.

Os trabalhos resultaram na prisão de Douglas Rodrigo Neves dos Santos, apontado como um dos integrantes de quadrilha. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições e também estava com mandado de prisão em aberto por outro crime.

As investigações iniciaram para apurar diversos roubos realizados em estabelecimentos comerciais e imóveis rurais na região. De acordo com as investigações, os integrantes do grupo são extremamente violentos e utilizam armas de fogo para a prática dos crimes.

Segundo o delegado, Ugo Ângelo Reck Mendonça, o grupo é responsável por pelo menos 4 roubos ocorridos recentemente em Sinop e região.

Veja Também:  Foragido condenado por roubo tem prisão cumprida em ação da Polícia Civil

“Eles praticaram o roubo a uma fazenda na cidade de Feliz Natal, ocorrido no dia 15 de novembro. Na ocasião, os criminosos subtraíram mais R$ 225 mil em produtos agrícolas que haviam chegado à propriedade no dia anterior”, disse o delegado.

Na ocasião, o gerente e um funcionário da fazenda foram rendidos pelos criminosos e obrigados a carregar o veículo com os defensivos. Durante as investigações, vários produtos roubados pelos suspeitos foram recuperados em ações da Polícia Civil e Militar.

Os produtos roubados foram localizados dias depois pela Polícia Militar, em uma casa no bairro Vila Santana, em Sinop, ocasião em que foram apreendidos 27 galões de 20 litros de veneno.

Na quarta-feira (11), os policiais da Delegacia Regional de Sinop realizaram buscas em uma residência, onde apreenderam diversos produtos roubados de propriedades rurais, como máquina de solda, compressores, cabos de energia, ferramentas e uma chave de veículo Landrover.

Homicídio

O grupo também estaria envolvido com o homicídio que vitimou, Augusto Marinho Ferreira, no último dia 07 de dezembro, quando o corpo da vítima foi encontrado dentro de um veículo carbonizado.

Veja Também:  Polícias Civil e Militar cumprem 17 mandados contra facção criminosa em Juína

A suspeita é que a vítima fazia parte do grupo e foi morta após uma discussão pela divisão dos bens. As investigações seguem em andamento pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Sinop. 

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Casal é preso em Diamantino transportando tabletes de maconha e pasta base de cocaína

Publicado

Assessoria | PJC-MT

 

Um casal que fazia o transporte de substâncias entorpecentes, tipo maconha e pasta base de cocaína, foi preso em flagrante em uma ação da Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Diamantino (208 km a Médio-Norte de Cuiabá).

A ação resultou na apreensão de onze tabletes de maconha e uma barra de pasta base de cocaína e na prisão em flagrante de, Elton Martins Gomes e da sua companheira, Carla Taluani Santos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

A prisão do casal foi possível graças a investigações realizadas pela Delegacia de Diamantino que levantou informações de que os suspeitos estavam em um ônibus com destino a São José do Rio Claro, transportando grande quantidade de entorpecentes.

Com base na apuração, os policiais civis solicitaram o apoio da equipe da PRF para realizar a abordagem dos traficantes, na região da BR 364, em Diamantino. Conforme as investigações, o casal foi encontrado no interior do ônibus, com duas sacolas embaixo de suas poltronas, nas quais estavam armazenados os entorpecentes.

Veja Também:  Foragido condenado por roubo tem prisão cumprida em ação da Polícia Civil

Diante das evidências, o casal foi conduzido a Delegacia de Diamantino, onde após ser interrogado pelo delegado, Marcelo Henrique Maidame, foi lavrado o flagrante de tráfico e associação para o tráfico.

 

 

 

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Alegria e confraternização marcam a 14ª edição do Arte e Cultura em Ação

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil realizou na tarde de sexta-feira (13.12), a tradicional comemoração do projeto “Arte e Cultura em ação: revelando talentos”. O evento completa em 2019 a sua 14ª edição, e a cada ano revela talentos de novos servidores, os quais já se dedicam ao trabalho policial.

A 14ª edição do evento aconteceu no auditório da Diretoria Geral da Polícia Civil, em Cuiabá, reunindo servidores e familiares, como revelações de aptidões musicais, artesanato, culinárias e desenhos a lápis. 

Durante a abertura, a diretora de Execução Estratégica, Daniela Silveira Maidel, falou do momento de alegria, o qual intitulou de o “Nosso Natal”, uma vez que o ano inteiro é repleto de tarefas, compromissos, sendo no “Arte cultura em ação” o momento em que nossos profissionais se unem para celebrar.

“Em nome da Diretoria Geral parabenizo todos os envolvimentos neste brilhante evento, em especial a equipe da Gerência de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança (Gadss), pelo esforço em promover a 14ª edição desse projeto cultural que visa proporcionar momentos de integração e confraternização”, enalteceu a diretora Daniela Silveira Maidel.

Veja Também:  Adolescente é embebedada e estuprada em festa

Iniciando as atrações, o Coral Vozes da Polícia Civil contagiou os presentes com suas canções. Em seguida, foi o momento das apresentações musicais cantadas ao vivo, que animaram a plateia.

O delegado geral, Mario Dermeval Aravechia de Resende, foi contagiado pela alegria do evento e subiu ao palco para “dar uma palhinha”, cantando uma música para os presentes. Além do show apresentado pelos artistas da música, o evento também contou os servidores que expuseram os seus trabalhos.

Expondo pela primeira vez no evento, a servidora Gabriela Costa, lotada na Coordenadoria de Gestão de Pessoas, falou da alegria em participar do projeto podendo divulgar os dotes culinários. “Faço doces gourmet como fonte de renda extra e agora para divulgar esse trabalho para todos os meus colegas de serviço”, disse ela.

A esposa do policial civil Benedito Monserat, Irene Marques do Nascimento Almeida, destacou a oportunidade de mostrar os seus produtos, além de expandir o seu negócio. “Esse tipo de espaço é muito importante para nós, pequenos empreendedores, pois com esse apoio conseguimos propagar nosso trabalho”, destacou Irene.

Veja Também:  Foragido condenado por roubo tem prisão cumprida em ação da Polícia Civil

Na ocasião, houve sorteios de brindes e lembranças para os convidados, que encerraram o evento que busca a qualidade de vida, contagiados pela alegria e confraternização de final de ano.

 

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana