conecte-se conosco

Rondonópolis

Por incompetência e Ingerência, Prefeitura trava liberação de alvará e revolta empresários.

Publicado

A ingerência e ineficiência do município de Rondonópolis, mas precisamente o setor de alvarás da prefeitura, tem deixado empresários de vários ramos de atuação e representantes do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso – CRC/MT revoltados com o descaso pois há cerca de 15 dias simplesmente não é possível conseguir a liberação e mesmo a renovação dos alvarás de funcionamento no Município de Rondonópolis.

O documento, responsável por permitir e legalizar a operação de uma empresa, é uma oficialização do Poder Público que aquela atividade referida pelo empreendedor tem liberação de ocorrer no endereço requisitado, o que atende a diversas exigências legais, de proteção e organização social.

Não tê-lo em mãos, simplesmente inviabiliza o negócio daqueles que empregam e fazem a diferença na economia local, além de criar outros riscos individuais e coletivos. Vários empresários ouvidos pela reportagem afirmaram estarem com o início das atividades congelado ou outros com pessoas trabalhando sem carteira assinada por este imbróglio.

Segundo o que apuramos, desde a demissão de um responsável pela emissão e renovação de alvarás, simplesmente ninguém ainda foi contratado no lugar e o serviço indispensável está pendente em detrimento dos contribuintes. Aliás, um dos erros constantes desta administração, tanto do ponto de vista interno quanto externo, é exatamente o de centralizar ações em um só “chefe” de setores fundamentais e na sua eventual falta não haver ninguém preparado para substituí-lo.

Veja Também:  PSD Rondonópolis oficializa Diretório Municipal e está apto a formar chapa para eleições 2020

O Conselho Regional de Contabilidade aguarda o desfecho da situação e ameaça lançar nota de repúdio pela situação.

publicidade

Rondonópolis

PSD Rondonópolis oficializa Diretório Municipal e está apto a formar chapa para eleições 2020

Publicado

Milton Mutum, Vice-Presidente Municipal PSD

Numa cerimônia que contou com a presença do Deputado Nininho eleito pela sigla, o PSD reuniu na tarde deste sábado no auditório do colégio sagrado Coração no Centro de Rondonópolis, alguns de seus filiados para formalizar seu diretório municipal conforme determina as novas regras eleitorais, no ato, o deputado Nininho teve seu nome referendado para a presidência do partido no município, tendo como vice-presidente o Ex-vereador e atual secretário de desenvolvimento de Rondonópolis, (Milton Muntum), o Ex-vereador Olímpio Alves assumiu a secretaria geral do partido. O ato contou com a presença de alguns pré-candidatos a vereador, podendo citar os comunitários Cláudio do Povo e Almir Araújo, Pedro Aguiar e outros. Novas filiações também marcaram o evento entre elas, a filiação de Roberto Nunes (Robertinho do jornal a tribuna), e o empresário Tião do Gás, em sua fala, o deputado Nininho ressaltou a importância e o compromisso em fortalecer o partido em Rondonópolis com novos nomes, e garante que o partido estará dando condição de novos candidatos disputarem com igualdade, sendo que para as próximas eleições o partido não contará com nenhum figurão da política, e que hoje o único vereador pela sigla, não concorrerá mais ao pleito de 2020. Segundo Nininho, Dr. Hélio Pichioni não será mais candidato à reeleição, Olímpio Alves e Milton Muntum respectivamente, Ex-vereadores pela sigla, também garantiram que apenas darão suporte para os novos candidatos afim de que a sigla venha se fortalecer. Estiveram prestigiando o evento os empresários Osvaldo Pasqualotto e Israel Borges, (Israel Rolamentos), além da diretora do Secitec Neiva de Col.

Veja Também:  PSD Rondonópolis oficializa Diretório Municipal e está apto a formar chapa para eleições 2020

Continue lendo

Rondonópolis

Aeroporto Municipal: Deficiências e segurança dos voos ameaçada

Publicado

Aeroporto de Rondonópolis continua apresentando problemas que comprometem a segurança dos voos – Foto: jornal a tribuna,

Ainda sob o comando da Prefeitura de Rondonópolis, até que a iniciativa privada tome posse, o Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco continua apresentando muitos problemas. Desta a vez, a reportagem do A TRIBUNA recebeu a denúncia de que o recinto corre o risco de ser fechado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) devido a problemas de segurança. Até uma anta dentro do espaço aeroportuário estaria colocando em risco a vida dos passageiros durante pousos e decolagens.

Conforme apurado pela reportagem, nesta semana, representantes do poder público municipal estiveram reunidos com representantes da Polícia Federal para pedir apoio dos federais para a segurança do Aeroporto. O sistema de monitoramento eletrônico do recinto está desativado e em grande parte do dia e da noite não existe segurança armada no local.

O mais preocupante é que existe a informação de que uma empresa de transporte de valores faz uso de um voo comercial, o que coloca em risco os valores transportados e a segurança dos passageiros. Durante a reunião, teria ficado decidido que toda situação seria comunidade à Anac, que, consequentemente, tomaria providências.

Veja Também:  PSD Rondonópolis oficializa Diretório Municipal e está apto a formar chapa para eleições 2020

Outro problema enfrentado é que existe uma anta dentro do perímetro do Aeroporto, inclusive com acesso à pista de pouso e decolagem, situação que coloca as aeronaves de passageiros em risco. Hoje (16), está prevista uma força tarefa no local para a localização e retirada do animal do local.

Segundo o secretário municipal de Transporte e Trânsito, Rodrigo Metello, em horários de chegada de voos, policiais civis estão fazendo a segurança do local. Quanto à existência de uma anta nas dependências do Aeroporto, o secretário confirmou a força tarefa para a retirada do animal do local. Outras deficiências no local não foram confirmadas pelo secretário.

Continue lendo

Rondonópolis

Homem morre após receber descarga elétrica em Rondonópolis

Publicado

Um trabalhador morreu após receber uma descarga elétrica, nessa terça-feira (16).

Leandro Carlos Lopes, de 42 anos, a vítima sofreu uma descarga elétrica durante a realização de serviço em uma empresa. A equipe do corpo de bombeiros tiveram que descer a vítima até o solo pois a mesma se encontrava pendurada aproximadamente 6m de altura. para uma distribuidora de materiais de construção.

As causas do acidente devem ser apontadas em um laudo que será feito pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Conforme o Corpo de Bombeiros, o trabalhador estava calçado adequadamente e com o cinto anti-queda.

No país, a cada 3,5 dias é registrada a morte de um trabalhador durante a jornada. O uso de equipamentos de proteção individual poderia evitar a maior parte desses acidentes e perdas de vidas.

Veja Também:  PSD Rondonópolis oficializa Diretório Municipal e está apto a formar chapa para eleições 2020
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana