conecte-se conosco


Esportes

Pouco inspirado, Brasil perde por 1 a 0 para o Peru em amistoso nos EUA

Publicado

Lance

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA arrow-options
Pedro Martins / MoWA Press

Brasil perde para o Peru em amistoso nos EUA

De dar sono. O Brasil entrou em campo na madrugada desta quarta-feira e foi derrotado pelo Peru por 1 a 0 – gol de Abram, no fim. As seleções duelaram em Los Angeles, nos Estados Unidos, em um jogo bem fraco tecnicamente – muito pela falta de disposição dos jogadores de ambos os lados, até por não terem iniciado o amistoso com suas forças máximas. Foi apenas a quinta vitória dos peruanos sobre os brasileiros na história, por sinal. Time de Tite ficou devendo.

Leia também: CR7 faz quatro e Portugal atropela Lituânia pelas eliminatórias da Eurocopa

Vale destacar, inclusive, que este amistoso foi o reencontro de Brasil e Peru após a final da Copa América – conquistada pelos brasileiros. A seleção brasileira volta a campo ainda neste ano para mais amistosos em Datas Fifa. Estão programados dois para outubro, entre os dias 7 e 15, e dois para novembro, entre 11 e 19. Os adversários e locais destas quatro partidas antes do fim de 2019 ainda não foram confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol.

EFEITO HORÁRIO?
O jogo começou à 0h no horário de Brasília. Tudo bem que na hora local, em Los Angeles (EUA), são quatro a menos, mas os jogadores do Brasil e do Peru entraram em campo dormindo, com pouca disposição e criatividade no meio de campo. Talvez o horário não seja forte como argumento para os desempenhos aquém do esperado… Tanto que na parte inicial do primeiro tempo, pouca efetividade pode ser vista. Os peruanos chegaram a tentar com Tapia, enquanto os brasileiros foram ao ataque com David Neres – após jogada louvável de Roberto Firmino, com Advíncula evitando no momento exato.

Veja Também:  Conheça os segredos da grande novidade da Liga dos Campeões

DESPERTADOR FUNCIONA
Na segunda parte do primeiro tempo, os jogadores enfim despertaram e passaram a buscar a bola, alternando a movimentação ofensiva e com a criação funcionando – mesmo que aos poucos. Aos 23, o Peru quase abriu o marcador com Advíncula, mas Ederson caiu bem para fazer a defesa. No lance seguinte, Richarlison tabelou com Firmino e mandou forte, com a bola tirando tinta da trave. Até o intervalo, apenas uma outra chance merece ser destacada – aos 43, com Richarlison novamente, obrigando Gallese a espalmar para fora. A etapa inicial acabou empatada sem gols.

MELHORA COM NEYMAR
Depois de um time alternativo no primeiro tempo, sem Neymar , Tite colocou a estrela do Brasil em campo na etapa final. Existiu uma melhora nítida na formação e qualidade da Seleção, apesar da falta de efetividade seguir prejudicando na hora da chegada ao gol. Allan arriscou aos quatro, Philippe Coutinho aos oito, David Neres aos 17… Com Neymar aos 19, em um bom contra-ataque… Richarlison ainda tentaria na metade do segundo tempo, mas mesmo com esta melhora com a entrada de Neymar, não estava sendo o suficiente. E pagaria caro pouco tempo depois…

Veja Também:  Colômbia, Peru e Equador devem apresentar candidatura tripla pela Copa de 2030

‘REVANCHE’ PERDIDA
Com o desenrolar do amistoso, chegando aos minutos finais, o Peru, que perdeu a final da Copa América deste ano justamente para o Brasil, passou a ser mais efetivo no ataque, aproveitando alguns espaços deixados pelos comandados de Tite, considerando-se como uma “revanche” para eles – que acabaram se dando a melhor. Aos 39 minutos, após cobrança de falta de Yotún, Abram subiu mais alto, em falha de Militão e Ederson, para fazer o gol da vitória peruana – e consequente derrota do Brasil. Peru 1 a 0, placar final, justo pelo apresentado. Nesta sequência de amistosos após Copa América, o Brasil ficou devendo. Ao voltar a campo em outubro, precisa melhorar – e acordar!

Fonte: IG Esportes
publicidade

Esportes

Sob risco de prisão, Robinho não viaja à Itália para jogo de sua equipe

Publicado

Robinho foi condenado na Itália por envolvimento em suposto estupro arrow-options
Divulgação / Uefa

Robinho foi condenado na Itália por envolvimento em suposto estupro

Robinho não estará em campo na estreia de seu time, o Basaksehir, na Liga Europa, nesta quinta-feira (19). A equipe turca joga contra a Roma, na Itália. E é exatamente o local do duelo que impede a participação do atleta brasileiro. O atacante foi condenado, em 2017, por participar de um suposto estupro coletivo ocorrido no país.

Leia mais: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

Após ter sido julgado em primeira instância, Robinho foi condenado a nove anos de prisão. O jogador nega a participação no crime e está recorrendo da decisão. Mesmo com a condenação não sendo definitiva, o clube turco achou melhor preservar o atleta e não levá-lo para a Itália .

Relembre o episódio

O caso aconteceu em janeiro de 2013, quando Robinho atuava pelo Milan. Na saída de uma boate, uma mulher albanesa teria sido abusada sexualmente por um grupo de seis homens.

Fonte: IG Esportes
Veja Também:  Após ser indiciada pela Polícia Civil, Najila é acusada de dois crimes pelo MP
Continue lendo

Esportes

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela Champions

Publicado

Lance

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela 1ª rodada da Champions arrow-options
Fabio Ferrari/LaPresse/DiaEsportivo/Agência O Globo

Atlético de Madrid e Juventus empatam em 2 a 2 pela 1ª rodada da Champions

Atlético de Madrid e Juventus empataram, nesta quarta-feira, em 2 a 2, pela primeira rodada da Liga dos Campeões. A Juve abriu 2 a 0, com Cuadrado (um golaço) e Matuidi. Os Colchoneros, porém, buscaram o empate, na raça, com gols de Savic e, depois, Herrera, nos minutos finais.

Leia também: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

ATLETI MELHOR

O Atlético de Madrid começou a partida com mais profundidade, explorando bem as laterais e saindo com velocidade para o ataque. A marcação também era mais forte, principalmente no meio. João Félix era quem levava mais perigo, com boa saída no contra-ataque e presença de área nas bolas paradas.

JUVE POUCO CRIATIVA

A Juventus tinha pouca criatividade no meio de campo. Matuidi, Pjanic e Khedira não davam a velocidade devida ao ataque. Com o meio engessado, a Velha Senhora passou a explorar as pontas, com Cuadrado e Cristiano Ronaldo. A Juve, porém, seguia sem criatividade. O Atleti, por sua vez, diminuiu o ritmo, mas continuava mais perigoso, principalmente nos contra-ataques.

Veja Também:  Conheça os segredos da grande novidade da Liga dos Campeões

Atlético de Madrid x Juventus

Juve fez primeiro tempo abaixo da média (Foto: Reprodução)

GOLAÇO E VANTAGEM

Ao contrário do primeiro tempo, a Juventus aproveitou a chance que teve e abriu o placar logo no início. Em belo contra-ataque, Higuaín encontrou Cuadrado, que bateu sem chances para Oblak. O gol fez com que a Juve crescesse e dominasse os espaços. Em novo contra-ataque, Alex Sandro colocou a bola na cabeça de Matuidi, que não desperdiçou.

ATLETI BUSCA O EMPATE

O Atlético de Madrid se recuperou rápido. Em jogada ensaiada à la Simeone, a bola foi alçada na área, Giménez desviou e Savic completou para diminuir. Após o tento, o Atleti passou a pressionar a Juventus e conseguiu o gol de empate. De novo, em bola parada, Herrera subiu mais que a zaga italiana e empatou nos minutos finais.

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Sem Neymar, PSG derrota Real Madrid por 3 a 0 na estreia na Champions

Publicado

Lance

Di María marca dois e PSG passa por cima do Real na Champions arrow-options
Reprodução

Di María marca dois e PSG passa por cima do Real na Champions

Em casa, o Paris Saint-Germain finalmente mostrou as cartas para ser um candidato ao título da Liga dos Campeões. Nesta quarta, o PSG não deu chances ao Real Madrid, mesmo sem suas principais estrelas, e passeou no Parc des Princes com uma vitória indiscutível por 3 a 0, em um show de Angel Di Maria, autor de dois gols. Meunier completou o placar.

Leia também: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

LEI DO EX

Coube a Di Maria , jogador do Real Madrid entre 2010 e 2014, abrir o placar da partida no Parc des Princes . Aos 14 minutos, em jogada pela ponta esquerda de ataque, o argentino recebeu dentro da área, dominou e soltou um petardo entre a trave e Courtois, que não conseguiu defender e viu a bola estufar as redes.

PINTURA!

Após abrir o placar, o PSG quase levou o empate em cobrança de falta de Bale, mas foi novamente Di María que mexeu no placar de jogo. Na marca de 33 minutos, o argentino novamente chamou a responsabilidade e com um belo chute da entrada da área marcou o segundo do PSG.

Veja Também:  Atacante Taison sofre convulsão dentro de campo na Europa. A cena é assustadora

QUER UMA MÃOZINHA?

Logo nos instantes seguintes ao golaço de Di María, o Real Madrid não ficou atrás e logo descontou com um lindo gol de Gareth Bale, que tocou por cobertura e deixou Navas sem reação. No entanto, com auxílio do VAR, o árbitro viu toque de mão do atacante do Real e anulou o gol merengue.

NA PRESSÃO

O Real Madrid não desistiu de buscar o resultado e continuou indo ao ataque para tentar diminuir o prejuízo, mas Benzema, autor das melhores chances, não aproveitou para balançar as redes, e quando balançou, estava em impedimento.

VIROU PASSEIO

Já com a defesa merengue completamente exposta e sem forças para reagir, o PSG aproveitou para dar o último golpe no maior campeão europeu nos acréscimos. Meunier aproveitou presente de Bernat e precisou apenas empurrar para as redes para sacramentar a noite mágica da equipe no Parc des Princes.

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana