conecte-se conosco


Saúde

Qual o momento de usar laxantes? Entenda como o medicamento funciona

Publicado

Quem sofre de problemas intestinais com certeza já se deparou com uma dúvida: qual o momento de recorrer aos laxantes e quando eles podem fazer mal? O medicamento, que promete acelerar o trânsito intestinal, traz um alívio quase imediato para os sintomas da prisão de ventre, mas também pode representar danos sérios a longo prazo. 

Leia mais: Após anos de constipação, jovem de 76 centímetros de intestino retirado

laxantes arrow-options
Getty Images

Laxantes: uso frequente pode gerar sintomas piores do que a constipação

De acordo com a nutricionista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Silvia Ribeiro Messalem, recorrer ao laxante  pode ser muito prejudicial ao intestino e ocasionar danos nas terminações nervosas. “Em um primeiro momento, o intestino só irá funcionar a base dessa substância. Com o uso frequente, porém, surgem problemas nas terminações nervosas intestinais e o órgão começa a não funcionar como antes, necessitando de doses mais altas”, reforça.

Há vários tipos de laxantes disponíveis no mercado brasileiro. Eles variam de acordo com o modo de ação. O laxantes osmóticos atuam mantendo o conteúdo fecal mais úmido. Os emolientes são oleosos e atuam amolecendo as fezes, o que facilita a movimentação e a eliminação pelo reto. Já os laxantes catárticos aumentam o trânsito intestinal. 

Veja Também:  Sobe para 17 o número de casos de intoxicação por cerveja contaminada

Por interferir diretamente na mucosa do intestino, a última categoria é a mais utilizada e também a que merece mais atenção, pois pode causar inflamações no órgão, entre outros problemas após o uso prolongado.

Leia mais: Remédios que curam azia podem casar infecções intestinais 

Os laxantes, todavia, não são proibidos em situações pontuais em que o desconforto torna-se incapacitante, mas é importante estar atento à dosagem: embora seja comum, a automedicação nunca é indicada e apenas um profissional de saúde pode analisar cada caso. 

Independentemente da gravidade do caso, a profissional ainda destaca a importância de uma mudança de hábitos permanente que fará toda a diferença e te ajudará em casos de prisão de ventre .

“Antes de partir para o uso do laxante é preciso realizar uma mudança de hábitos na alimentação, manter-se hidratado, consumir probióticos e inserir atividade física na rotina”, diz.

Dicas caseiras que pode ajudar seu intestino

De acordo com Silvia Ribeiro, “uma dica é tentar estratégias caseiras como sucos laxativos com frequência e tentar educar o intestino para funcionar em um mesmo momento diariamente”, diz. Entre as opções que podem ser inseridas na alimentação, estão alimentos estimulantes e ricos em fibras. Veja algumas dicas de alimentos que devem entrar na sua rotina: 

  • Aveia
Veja Também:  Mulher viciada em comer talco ingere cerca de um frasco por dia há 15 anos

Ideal no café da manhã, a aveia talvez seja a opção mais conhecida entre os cereais ricos em fibras. E se o senso comum diz que ela pode ajudar o intestino preso, não está errado. O indicado, para pessoas com constipação, é comer três porções de grãos integrais por dia. 

  • Feijão

O prato mais tradicional dos brasileiros também pode ser um aliado contra a prisão de ventre. O alimento possui uma combinação de fibras solúveis e insolúveis, que diminuem o ressecamento das fezes e aumentam o volume, facilitando a evacuação. 

  • Brócolis

Além de uma excelente fonte de proteínas e vitaminas, o brócolis – velho conhecido da alimentação saudável – também possui fibras essenciais que auxiliam no trânsito intestinal. 

  • Café 

Se você tem vontade de ir ao banheiro logo após aquela primeira xícara de expresso, não é o único. Já existem estudos que apontam o ação do café como estimulante intestinal, ainda que haja fibras em sua composição. 

Fonte: IG Saúde
publicidade

Saúde

Pneumonia misteriosa na China causa 2ª morte e preocupa população

Publicado

A pneumonia misteriosa que está acontecendo na China tem tido desdobramentos preocupantes. Mias uma morte foi confirmada no país, muitos pacientes continuam infectados e a Tailândia identificou um novo caso.

Pneumonia misteriosa na China ainda está sendo investigada arrow-options
shutterstock

Pneumonia misteriosa na China ainda está sendo investigada


A vítima que chegou a falecer era um chinês de 69 anos, da cidade de Wuhan. A cidade possui 11 milhões de pessoas e foi onde todos os chineses foram infectados, de acordo com a Comissão Municipal de Higiene e Saúde. A primeira vítima de morte  tinha 61 anos. 

A primeira vítima adoeceu no dia 31 de dezembro e piorou cinco dias depois. Pelo menos 41 pacientes foram identificados em Wuhan de acordo com o último balanço. Dentre eles, 12 já receberam alta e cinco estão em estado grave.

Muitas pessoas que foram contaminados trabalhavam em um mercado da cidade especializado em frutos do mar e peixes. No local, já foram feitas operações de desinfecção e análise, mas também foi ordenado o fechamento do espaço.

Sensação de medo

Essa informação preocupa a população, pois 650 pessoas já morreram na China continental e em Hong Kong por conta de uma outra epidemia causada pelo vírus  cepa, em 2002-2003. A doença epidêmica, na época, foi a Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que é altamente contagiosa.

Veja Também:  Aumenta o risco de tramissão de febre amarela nas regiões Sul e Sudeste

O cepa é um novo tipo de coronavírus. Ele faz parte de uma família de vírus muito grande e pode causar desde doenças leves (como gripes e resfriados) quanto mais graves (como a Sars). Entretanto, as autoridades descartaram que se trate de um ressurgimento dele. 

Sobre os casos

De acordo com a Comissão de Saúde de Wuhan, a maioria dos pacientes é do sexo masculino e de idade avançada. 

Leia mais: Sobe para 17 o número de casos de intoxicação por cerveja contaminada

No exterior, foram identificados outros casos dessa pneumonia. Um caso no Japão e dois na Tailândia. Mas segundo as autoridades dos países em questão, essas pessoas foram a Wuhan antes de serem hospitalizadas. 

O segundo caso na Tailândia foi anunciado nesta sexta (17) pelo Ministério da Saúde. Uma viajante chinesa de 74 anos foi hospitalizada após chegar em 13 de janeiro no aeroporto de Bangcoc. 

Outra paciente chinesa foi detectada com a doença em 8 de janeiro após chegar ao mesmo aeroporto, mas já está se recuperando em um hospital da cidade.

Veja Também:  O que são manchas brancas em nossos dentes?

Segundo as autoridades sanitárias da Tailândia, não há motivos para pânico, já que não há a disseminação da doença no país.

Festividades do Ano Novo Lunar

A Tailândia teve que intensificar o controle dos seus aeroportos por conta da proximidade das festividades do Ano Novo Lunar , que ocorre no dia 25 de janeiro.

Esse é um período sensível, pois por conta da grande quantidade de pessoas, o ambiente é mais suscetível à possível propagação do vírus. São centenas de milhões de chineses que tomam ônibus, trens e aviões para viajar com a família.

As autoridades de Hong Kong reforçaram suas medidas de detecção da doença nas fronteiras do território, principalmente com detectores de temperatura corporal. Já a China não anunciou restrições no país. 

Leiam mais: Dor de ouvido no verão? Conheça os riscos e saiba como evitar problemas

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), ainda “há muito a se descobrir sobre o novo coronavírus”. Ainda sobre a pneumonia misteriosa , completam: “Não sabemos o suficiente para tirar conclusões definitivas sobre seu modo de transmissão”.

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Saúde

Dicas e produtos para garantir uma boa higiene bucal para a sua família

Publicado

Ninguém gosta de ir ao dentista, mas todos sabem o quão importante é fazer visitas periódicas ao consultório dentário. No entanto, quem não quer fazer dessas visitas uma rotina precisa ter capricho e rigor com sua higiene bucal.

Leia também: O que são manchas brancas em nossos dentes?

Higiene bucal arrow-options
iStock

Ao acordar, a escovação deve ser feita por um a dois minutos, em todas as faces (superior, inferior, frente e trás) dos dentes

Se você tem que cuidar da higiene bucal de um bebê, é oportuno escolher um  moderdor com massageador de gengiva para menorar as chances de inflamação. Opte por um produto composto por silicone e com tampa protetora. Outra dica é comprar o  massageador escova dental com estojo  que é do tamanho da boca do nenê.

Proteção à gengiva

Se você costuma ter gengivite e aftas, considere adotar o  Creme Dental Gengiva Detox Gentle Whitening , da Oral B. Ele elimina as bactérias, formadoras de placas, de difícil alcance e deixa a gengiva mais saudável. Seus resultados são clinicamente comprovados e o uso deve ser diário.

Outro recurso valioso na luta para proteger a gengiva de inflamações é a escova elétrica. Ela é capaz de eliminar mais placas do que uma escova comum, muito em virtude das rotações possíveis em uma limpeza 2D. Seu uso também previne gengivites e formação de placas.

Veja Também:  Mulher viciada em comer talco ingere cerca de um frasco por dia há 15 anos

O modelo Recarregável Vitality Precision Clean, da Oral B, está à venda na loja virtual da Amazon e pode ser adquirido aqui . Não esqueça de garantir os refis

Não esqueça do enxagante bucal

Fazer uso diário de um exangante bucal ainda é uma das melhores, e mais fáceis, maneiras de prevenir cáries e outros problemas na boca. O  Enxaguante Bucal Colgate Plax Soft Mint 2000ml , além de fórmula exclusiva que ajuda a proteger a boca e melhorar o hálito por 12 horas, rende para toda a família.

Outra boa opção é o  Listerine Antisséptico Bucal Cool Mint . Desenvolvido para manter o hálito fresco, quanto utilizado duas vezes ao dia, pela manhã e pela noite após a escovação e fio dental, promove uma sensação de recrescência. O produto é bastante recomendado pelos dentistas por conta de sua efetividade para matar os germes.

Leia também: Falhas no implante dentário podem estar  relacionadas a certos fatores de saúde

Escovação

escovar os dentes arrow-options
shutterstock

escovar os dentes

Quem deseja uma escovação mais minuciosa precisa usar a  Escova Dental Intertufo Cônica . Ela tem dupla função: para limpeza entre os dentes e dente a dente. O produto auxilia no combate e prevenção à cárie e ao máu hálito.

Veja Também:  O que são manchas brancas em nossos dentes?

Quem tiver disposto a gastar um pouco mais deve adicionar ao ritual de escovação, o irrigador oral , item essencial em consultórios e que começa a invadir os domicílios. Ele deixa a boca incrivelmente fresca e limpa e ajuda na higiene de pessoas que usam aparelho ortodôntico. 

Seu grande trunfo, no entanto, é remover a placa e os detritos entre os dentes e abaixo da linha da gengiva, onde a escovação e o fio dental tradicional não alcançam.

Quem tem dentes sensíveis e já adota hábitos rigorosos com sua higiente bucal não deve abrir mão de uma escova desenvolvida para suas necessidades. É o caso da Escova Dental Sensodyne Gentle , que também pode ser encontrada na loja virtual da Amazon .

Frete gratuito

É possível garantir essa e outras compras com frete grátis assinando o pacote Amazon Prime por R$ 9,90 mensais. Além do frete gratuito e irrestrito para qualquer lugar do Brasil, é possível assistir filmes e séries no streaming Prime Video, ler livros e revistas no Kindle e ouvir músicas no Amazon Music. Clique aqui para assinar !

* O iG pode ganhar comissões sobre as vendas originadas a partir deste artigo

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Saúde

Aumenta o risco de tramissão de febre amarela nas regiões Sul e Sudeste

Publicado

RIO — O Ministério da Saúde divulgou, na manhã desta segunda-feira, um boletim epidemiológico que aponta para o aumento do risco de transmissão de febre amarela nos estados do Sul e do Sudeste ao longo do verão.

Leia mais: A zika voltou: veja o que você pode fazer para evitar o contágio

vacina arrow-options
Valdecir Galor/SMCS

Moradores das regiões Sul e Sufeste devem se atentar para vacina contra febre amarela

Entre julho de 2019 e 8 de janeiro deste ano, foram confirmadas 38 mortes de macacos pela doença em três estados das duas regiões, a maior parte no Paraná.

A circulação do vírus nos primatas aumenta o risco de transmissão em humanos. Ao todo, foram 1.087 notificações mortes suspeitas de macacos em todo o Brasil. Ao todo, foram 34 animais mortos no Paraná, três em São Paulo e um em Santa Catarina.

Leia mais: Repelente ajuda? Vacina é segura? Saiba tudo sobre a febre amarela

A pasta orienta que a população se vacine neste verão, uma vez que as duas regiões concentram grandes populações e baixo índice de vacinação . Dessa maneira, o verão de 2020 pode registrar um novo pico da doença.

Veja Também:  Dor de ouvido no verão? Conheça os riscos e saiba como evitar problemas

Fonte: IG Saúde
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana