conecte-se conosco

Mulher

Quer emagrecer? Essas 5 mudanças de hábito simples vão te ajudar

Publicado

Não tem jeito: se você planeja emagrecer, vai ter que envolver exercícios e dieta. Infelizmente, não existe receita mágica que faz com que os números na balança simplesmente diminuam sem essa combinação.

Leia também: Saiba o que fazer para emagrecer sem precisar fazer ginástica


Mulher olhando geladeira
shutterstock

Organizar a geladeira, deixando alimentos saudáveis mais visíveis é um tipo de atitude que pode ajudar a emagrecer

Mas, tenha calma!  Emagrecer não precisa ser uma tarefa árdua. Existem algumas mudanças de hábito que podem ajudar a chegar no resultado que você deseja de um jeito mais fácil – e o melhor: não têm nada a ver com se privar de comer ou passar o resto do ano trancada em uma academia.

São pequenas transformações sustentáveis, ​​que melhoram o seu relacionamento com seu corpo e com sua alimentação. Ficou curiosa? Então, aqui estão cinco atitudes fáceis de implementar na sua busca pela perda de peso e que vão ter efeito.

1. Reorganize sua geladeira

via GIPHY

Somos visuais: tudo o que vemos, queremos. Por isso, em vez de manter todas as suas guloseimas nas partes mais fáceis de encontrar da geladeira, coloque-as em um só lugar, na área inferior, e deixe todas as frutas e vegetais coloridos para a frente.

Parece uma mudança boba mas, dessa forma, quando você estiver procurando algo para comer, será bombardeada com opções saudáveis ​antes mesmo de pensar no que você realmente quer.

E a dica não fica restrita apenas à sua geladeira. Armários e gavetas – incluindo aquela do trabalho, onde você guarda todos os tipos de tranqueiras possíveis – também podem ser modificados. Colocar as coisas mais calóricas e menos saudáveis em locais de difícil acesso ou mais escondidos te faz pensar bem antes de recorrer a elas, o que pode te ajudar a reconsiderar se você precisa mesmo daquele alimento.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 22 de maio de 2019

Leia também: Mulher revela exercício que a ajudou a emagrecer 44 kg em 8 meses

2. Opte por opções vegetarianas ou veganas em restaurantes

via GIPHY

É difícil manter a dieta balanceada quando se tem o hábito de comer fora, verdade. Mas você não precisa desistir de sair para continuar no caminho da perda de peso. Manter a atenção no que você come, seja em casa ou fora dela, é necessário para quem está querendo emagrecer e uma dica é substituir os pratos por suas versões veganas ou vegetarianas.

Isso porque essas opções tendem a ter menos calorias, já que são refeições à base de plantas e fibras de vegetais – o que te ajuda a ficar saciada por mais tempo. Vale lembrar que nem todo prato de origem vegetal segue essa regra. Batata frita e tempurá, por exemplo, são delícias vegetarianas mas isso não significa que são saudáveis.

3. Adicionais fazem diferença (inclusive na balança)

via GIPHY

Se você acha que está fazendo tudo certo e ainda assim não consegue perder peso , talvez seja hora de começar a observar alguns detalhes que podem estar passando batido – e colaborando para que os números na balança não abaixem.

Repare na sua alimentação: sempre que vai tomar café você o mistura com leite? Não vive sem catchup? Mantém uma gaveta de petiscos no trabalho? Se alguma dessas respostas for “sim”, então é hora de rever seus hábitos com mais cautela.

Comece deixando o leite e veja se você realmente gosta do sabor do café. Se não, por que não mudar para outro tipo de bebida quente ou tentar usar leite desnatado ou de amêndoa no café da manhã?

Veja Também:  Saiba por que a prisão de ventre é mais comum nas mulheres e aprenda a evitá-la

Em relação aos molhos, você pode comprar um catchup diet e trocar maionese por um molho mais leve. Além disso, certifique-se de que todos os seus lanches estão escondidos para que você não esteja constantemente cercada por comida.

4. Cerque-se de gorduras saudáveis

via GIPHY

Se sente com fome o tempo todo? Esqueça todos os alimentos cheios de carboidratos e concentre-se nas chamadas “gorduras boas”, que são aquelas insaturadas, provenientes da natureza.

A gordura é um nutriente absolutamente vital, responsável por todos os tipos de funções, desde o equilíbrio hormonal até a manutenção da saciedade por mais tempo. Por isso, adicionar alimentos ricos nesse tipo de gordura pode ser um bom truque.

Peixes oleosos, linhaça, ovo, abacate e nozes são bons para dar aquela sensação de estofamento extra. 

5. Não tenha medo de sentir fome

via GIPHY

Você precisa se alimentar. Um erro comum cometido por quem está tentando diminuir alguns quilos é evitar comer, mesmo quando se está com fome. Negar a comida que realmente se quer só vai fazer com que sua vontade se acumule e quando você ceder, vai comer por impulso e muito mais do que deveria.

Leia também: Corpo em forma: 4 atitudes que vão te ajudar a emagrecer de vez

Não há nada de errado em se permitir ficar com fome, desde que a comida ingerida seja escolhida com atenção. Sem ignorar sua fome, prefira alimentos que irão te saciar mas que tenham baixo teor calórico. Opções como saladas, oleaginosas, cereais integrais e algumas frutas – banana, melão, melancia e kiwi, por exemplo – podem ser aliadas quando se está tentando emagrecer .

Fonte: IG Delas
publicidade

Mulher

Bebê tem reação emocionante ao usar aparelho auditivo pela primeira vez

Publicado

Por conta de uma perda de audição profunda, Augie passou os três primeiros meses vida sem ouvir absolutamente nada. Até que no dia 10 de maio o bebê testou o seu primeiro par de aparelhos auditivos, causando uma grata surpresa à sua mãe.

Leia também: Em vídeo fofo, bebê tem reação surpreendente após o pai fazer a barba


Bebê sorrindo para mãe
Reprodução/Youtube

Bebê testa aparelho auditivo pela primeira vez e tem reação emocionante ao ouvir a voz da mãe

No dia do teste do dispositivo, a norte-americana Christin Lang registrou o momento em que seu bebê ouviu pela primeira vez. O vídeo foi compartilhado pela mãe no YouTube e viralizou. Afinal, a reação de Augie ao identificar a voz da mãe pela primeira vez é emocionante.

Leia também: Vídeo de criança cadeirante pulando em cama elástica emociona; assista

Ao site “Ktul ABC”, Christin conta como foi o momento. “Eu realmente não esperava que ele reagisse. Como Augie é profundamente surdo , eles não acharam que ele pudesse responder aos aparelhos auditivos. Porém, a primeira vez que colocaram o dispositivo, ele começou a rir”, fala.

Veja Também:  Como Game of Thrones te ensinou a ser uma mulher forte e empoderada

Veja o vídeo :

Leia também: Mãe revela plano hilário de filhos para ganhar um cachorro e viraliza nas redes

A risada de Augie foi como um grande alívio para a Christin e seu marido, já que eles ficaram completamente assustados quando descobriram que o filho era praticamente surdo. Para ajudar na adaptação do bebê , hoje ele frequenta em uma escola equipada e especializada para crianças com problemas de audição. Assim, conseguirá se desenvolver sem muita dificuldade.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

Afinal, a banha de porco faz bem ou mal para a saúde? Tire suas dúvidas

Publicado

Ela é usada no preparo de massas e doces e na comida simples do dia a dia, aquela que tem sabor da casa da vovó. A banha de porco sempre foi um ingrediente tradicional em muitas cozinhas e, agora, voltou com tudo – já tem até versão do produto em lata. Mas, afinal, ela faz bem ou faz mal?


Banha de porco
shutterstock

Banha de porco traz uma série de benefícios, mas deve ser usada com alguns cuidados


Leia também: 5 motivos para não ter mais medo da gordura – até se você quer emagrecer

O protudo divide opiniões. Há quem diga que a banha de porco é muito melhor do que os óleos vegetais, como os de soja, canola e milho, e há quem garanta que o mais recomendado é se livrar dela, para sempre. 

Por que usar banha de porco?

A nutricionista Karine Menezes está do lado dos defensores da banha na dieta. Segundo ela, o item é bm porque “é rico em ácido oleico, que auxilia na diminuição do colesterol ruim”. 

 Ela ainda completa: “Tem menos gordura saturada do que a manteiga e o óleo de coco, resiste a altas temperaturas e é mais econômica, já que é necessária uma quantidade menor em relação às outras gorduras”.

A também nutricionista Fabiane Alheira está na mesma ala que Karine, mas faz algumas ressalvas. “Não existe alimento bom ou ruim, mas com características boas e características ruins”, pondera.

Para a profissional, a banha é uma opção mais saudável para cozinhar em comparação a outros óleos , como o de soja ou de milho, quando é a natural, sem aditivos químicos e que não passa pelo processo de refino. 

Fabiane ainda lembra que, ao contrário do que as pessoas pensam, a banha é rica em ácidos graxos monoinsaturados, como o azeite, e tem outras vantagens.

“Em sua versão natural, ela não deixa cheiro no ambiente nem aquele gosto residual de banha. Ao contrário, realça o sabor dos alimentos e deixa uma textura mais crocante. Portanto, pode ser usada em qualquer tipo de preparação, inclusive doces e peixes.

Por que não usar banha de porco?


Fritura
shutterstock

Banha já foi condenada pela OMS, mas segundo profissionais, o problema está mais na forma que ela é usada

Há também o outro lado da questão. A Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, enfrentou protestos de médicos após recomendar a substituição de manteiga e derivados de animais – como a banha – por óleos vegetais.

Veja Também:  Como Game of Thrones te ensinou a ser uma mulher forte e empoderada

Publicado no site oficial da entidade, o texto “Cinco dicas para uma dieta saudável no ano novo” aconselha que óleos de soja, canola, milho e girassol sejam usados no preparo das refeições, descartando a manteiga e a banha de porco.

O problema está em como usar desse tipo de gordura. Como alerta o cardiologista Serafim Gomes, a banha engorda, tem colesterol e pode fazer mal. “Basta usá-la de forma inadequada e com alimentação errada”, pondera. 

Entretanto, o item também não deve ser demonizado. “No entanto, falar em aparecimento de doenças cardiovasculares e sérios problemas crônicos de saúde como câncer de mama, cólon e ovário é pura falácia e sensacionalismo da indústria”, alerta o cardiologista, que atua com prevenção e reversão de doenças cardiometabólicas.

Então como consumir gordura de maneira segura e saudável?

Além de escolher um produto natural, como indica a nutricionista Fabiane Alheiras, é preciso se atentar à quantidade. Segundo recomendações da American Heart Association, o consumo de gordura deve ser limitado a não mais que de 25% a 35% do total de calorias diárias – cerca de 500 a 700 calorias ou entre 56 e 77 gramas de gordura total por dia em uma dieta de 2 mil calorias diárias.

Seguindo essas indicações, é comprovado que a gordura faz até bem e não deve ser riscada do cardápio . “Já há evidências mais que definidas de que o uso da gordura não causa risco ou morte de origem cardiometabólica ou cardiovasculares entre outros mitos. Incentivamos muito seu uso para fritura dos alimentos”, comenta Gomes.

Ele continua: “A Sociedade Americana de Diabetologia acaba de publicar um estudo que trata do perigo da não utilização da gordura saturada , que é a banha de porco. Nele, afirma que a dieta de baixa gordura só piora os resultados de riscos cardiovasculares”.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 22 de maio de 2019

Banha de porco faz sucesso com chefs


Ragu de javali do chef Henrique Fogaça
Divulgação

Noque com ragu de javali, um clássico do chef Henrique Fogaça, usa banha de porco no preparo

Polêmicas à parte, a banha de porco atinge uma temperatura alta rapidamente, com menores riscos de se oxidar (e fazer mal). Por isso, alguns chefs de cozinha apostam que ela faz menos mal do que manteiga e azeite, além de deixar a comida mais saborosa.

Henrique Fogaça , do Sal Gastronomia, usa o produto no preparo do nhoque com ragu de javali, servido em uma de suas duas casas no Rio.

“Ela serve para assar, refogar ou fritar qualquer alimento”, resume Fogaça. “Criei essa receita há mais de dez anos e trabalhei muito para acertar o ponto ideal tanto do nhoque quanto da carne, que leva pouca gordura”, completa.

No Pici Trattoria, o Canoli Alla Gianduia recebe banha de porco no preparo da massa. Ela também vai na sobremesa, que já é sucesso na casa, recheada de creme de Nutella, finalizada com pralineé e acompanhada de sorvete de avelãs.

“A banha tem sabor suave e não interfere no gosto final da receita. Também é a mais resistente a altas temperaturas, como a fritura do canoli, e não sofre consideráveis alterações. Conseguimos uma massa firme e crocante”, define o chef Elia Schramm.

Versões da banha de porco

Conforme anunciou o colunista Ancelmo Gois no início deste ano, a gordura ganhou até versão enlatada, sem conservantes – caso da “Pig leve”, produzida pela família Velloso, que durante anos comandou a rede de supermercados Casas da Banha.

“A Pig Leve é líquida, rende mais, só precisa colocar pouca quantidade pra cozinhar e não tem conservantes, não precisa ir a geladeira, o que é mais natural. O público está cada vez mais exigindo uma banha de qualidade – garante Juscelino Velloso.

Ele informa que, de 2017 para 2018, o consumo de banha de porco aumentou 27% e que a expectativa é vender 120 toneladas nos primeiros 12 meses no Rio e, em 2020, levar o produto para São Paulo.

Com casas em ambas as cidades, o chef Felipe Bronze provou, aprovou e encomendou 24 latas do produto para o restaurante ORO, seu duas estrelas Michelin. De acordo com ele, “está sendo usado num novo menu, ainda em fase de teste”.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

Noiva surta e não quer filha de 3 anos do marido em casamento: “Pequeno demônio”

Publicado

Uma noiva, que não teve a identidade revelada, causou polêmica em um grupo do Facebook após publicar uma mensagem dizendo que não quer que a filha do seu futuro marido, de apenas três anos, participe da cerimônia. Na publicação, a mulher lista as razões e ainda dá um apelido cruel para a menina.

Leia também: Noiva é chamada de “estúpida” pelo marido e se divorcia minutos após casamento


noiva brava
shutterstock

A noiva não quer que o marido leve a filha, de apenas três anos, em seu casamento e ainda diz que a menina é “carente”

“Como eu digo ao meu noivo que eu não quero sua filha em nosso casamento? Eu escrevi ‘sem crianças’ nos convites, então pensei que ele entenderia o recado, mas ele continua mencionando que ela está lá”, escreve a noiva .

Depois disso, a mulher editou a publicação para “responder as mesmas perguntas idiotas”, conforme ressalta. “Estou me casando com ele e não com aquele pequeno demônio. O erro é dele e não meu. Eu não a quero lá porque ela é carente e quer chamar atenção toda hora”, detalha.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 22 de maio de 2019

Leia também: Noiva vegana proíbe familiares que comem carne em seu casamento: “Assassinos”

Noiva é chamada de “ser humano terrível”

A postagem recebeu mais de mil comentários – e muitas pessoas afirmaram que a noiva está sendo cruel. “Acho que isso é absolutamente repugnante”, diz uma. “Se você não quer estar na vida dessa criança, não se case com o noivo. Quando eu era solteira, tinha uma política rigorosa de não namorar pais por esse motivo”, declara outra.

“Eu não quero filhos, mas essa bridezilla é nojenta”, aponta mais uma. “Por que casar com alguém com filhos se você não gosta de crianças?”, questiona outra. “Claro que ela quer atenção. Tem apenas três anos. É assim que funciona”, ressalta mais uma.

Leia também: Mulher invade casamento do ex vestida de noiva e pede mais uma chance

Outra pessoa ainda diz que “o casamento, se realmente acontecer, irá acabar rápido e será horrível durante todo o tempo.” “Há uma razão muito boa para ninguém ter ter falado nada de bom: você é um ser humano terrível”, comenta outra sobre a atitude da noiva.

Veja Também:  Saiba por que a prisão de ventre é mais comum nas mulheres e aprenda a evitá-la

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana