conecte-se conosco

Mato Grosso

Reeducandos de MT se classificam para segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática

Publicado

Noventa e três reeducandos de quatro unidades prisionais de Mato Grosso se classificaram para a segunda fase da 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP). Participaram das provas da primeira fase 850 reeducandos que estudam pela Escola Estadual Nova Chance em unidades de Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande – Penitenciária Central do Estado, Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa e Centros de Ressocialização da capital e de Várzea Grande.

Também fizeram as provas 49 adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas em unidades de Cuiabá e Cáceres.

Entre os reeducandos, foram aprovados para a próxima fase da olimpíada 63 que estão cursando do 6º ao 9ª ano do ensino fundamental e mais 30 do ensino médio.

Fabiana Magalhães, coordenadora do Núcleo de Educação nas Prisões, da Secretaria de Segurança Pública, destaca que a Obmep dá oportunidade aos estudantes, sejam eles privados de liberdade ou não, de praticar o conhecimento aprendido. “No caso dos reeducandos, também os prepara para exames posteriores, como o Enem e Encceja, que são realizados dentro das salas de aula nas unidades prisionais”.

Há salas de aula em atividade em 49 unidades prisionais, que representam para muitos reeducandos a porta de entrada para uma nova oportunidade e a chance de seguir um rumo diferente na vida. As 102 salas de aulas são extensões da Escola estadual Nova Chance, responsável pelo ensino nas unidades prisionais, que tem 2.556 reeducandos matriculados na educação básica. A Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, e a Penitenciária Regional de Rondonópolis, abrigam o maior percentual de estudantes.

Veja Também:  Setasc apoia conferências que discutem violência contra Pessoa Idosa em MT

Orientador pedagógico da Escola Nova Chance, Cidney José de Campos, explica que o planejamento anual da escola, atualmente sob gestão da diretora Conceição Aparecida Bastos, inclui atividades que levem o aluno a refletir sobre sua retomada de consciência. “E essa retomada passa pela importância da escolarização do indivíduo, por isso trabalhamos com foco nos exames externos, pois entendemos que é gratificante para os alunos e educadores verem os resultados satisfatórios. Isso mostra que estamos no caminho certo”, afirma o orientador.

Cidney pontua também as atividades pedagógicas desenvolvidas na Penitenciária Central, em especial o trabalho focado nos exames externos. “Teve bons resultados no Enem de 2018 e agora na Olimpíada de Matemática, em que das 850 provas realizadas e dentro do número de corte proposto pela Obmep, a unidade tirou mais de 50% das médias propostas para nossa escola”, explica o orientador.

Obmep

As provas da segunda fase da Olimpíada de Matemática serão aplicadas no dia 28 de setembro. Os reeducandos e adolescentes realizam as provas nas salas de aula das unidades. O resultado nacional da Obmep será divulgado em 03 dezembro, com premiação dos finalistas.

Veja Também:  Gefron prende homem com 10 quilos de drogas em Pontes e Lacerda

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Aulas na Penitenciária de Rondonópolis

Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a Obmep tem entre os objetivos estimular e promover o estudo da Matemática, contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica e incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional.

O público-alvo da olimpíada é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio. Em 2018, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada.

Fonte: GOV MT
publicidade

Mato Grosso

Polícia prende 2 e encontra quase R$ 5 mil dentro de urso de pelúcia

Publicado

Policiais militares de Campo Novo do Parecis (a 396 quilômetros de Cuiabá) prenderam neste sábado (15.06) dois homens por tráfico de drogas e apreenderam R$ 4.883 em moedas encontradas dentro de um urso de pelúcia.

Os militares estavam em ronda pelo bairro Boa Esperança, quando viram E.C.F. (41) comprando entorpecente de C.C.O. (19). Durante a abordagem foram encontradas com um dos suspeito duas pedras de pasta base de cocaína. O outro homem tentou correu para dentro de uma residência, quando foi dada voz de prisão.

Durante sua abordagem, o suspeito disse que dentro da casa haveria uma grande quantidade de entorpecente. Com o seu auxílio os militares foram descobrindo os lugares onde a droga estava escondida.

Dois pedaços de maconha estavam enterrados em lugares diferentes no quintal. Dois potes cheios de maconha, pronto para comercialização, estavam encontrado dentro da geladeira. No freezer estava uma pedra grande de pasta base de cocaína. Na pia do banheiro foi encontrada a outra pedra grande de pasta base de cocaína e uma menor na janela do banheiro. As moedas foram encontradas dentro de um urso de pelúcia escondido em baixo da cama.

Veja Também:  Polícia prende 2 e encontra quase R$ 5 mil dentro de urso de pelúcia

O haxixe foi encontrado em cima de um armário e mais pedras de pasta base dentro de buracos de tijolos tampados com uma toalha de banho.

Todo material apreendido e os suspeitos foram encaminhados à delegacia para as devidas providências.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Seduc realiza formação sobre censo escolar para escolas privadas de Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) realizou, na quinta-feira e sexta-feira (13 e 14.06), uma formação para representantes de escolas privadas de Cuiabá e Várzea Grande sobre preenchimento de dados do censo escolar 2019. O treinamento, que ocorreu no auditório da Seduc, contou também com a participação de escolas municipais de Várzea Grande.

Segundo Rodrigo Jacob, do Núcleo de Dados e Informações Estatísticas Escolares da Seduc, o curso abordou as alterações do sistema Educacenso, usado para inserir as informações no sistema do censo escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), ligado ao Ministério da Educação (MEC).

“São várias alterações para este ano nos campos das coletas de dados. Essa foi a abordagem principal”, destaca.

Rodrigo Jacob explica que as escolas particulares também precisam enviar os dados do censo escolar, pois é a partir dessas informações que recebem a autorização de seu funcionamento. “Além disso, a escola que participa do censo escolar gera o código do Exame Nacional de Ensino Médio – Enem)”.

Veja Também:  Assessores pedagógicos são capacitados para compra de produtos da alimentação escolar

No entendimento da secretária da Escola Primeiros Passos – Exitus, de Várzea Grande, Evaldete Rondon, o censo é importante para as escolas privadas, uma vez que elas querem contribuir com as informações sobre o aluno. “Todo aluno quer fazer parte do cadastro nacional. Ele precisa aparecer no sistema. E para isso precisamos fazer a inserção correta de dados”, frisa.

Evaldete explica que esta é sua primeira experiência como responsável pelos dados do censo escolar da Escola Primeiros Passos, que atende ensino fundamental e ensino médio. 

O técnico da Seduc Rafael Marcos da Silva, um dos responsáveis pelo curso, ressalta que houveram várias alterações no sistema de envio de dados. “Nosso curso é para tirar as dúvidas quanto esses novos campos de informações”.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

"Se Mato Grosso for ajudado, ajudaremos o Brasil" diz governador para ministro

Publicado

O governador Mauro Mendes afirmou ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes, que Mato Grosso pode ajudar muito o Brasil, se o Governo Federal realizar investimentos em logística no Estado.

“O que for feito em infraestrutura para esse Estado, ele vai devolver em forma de arrecadação, exportação e balança comercial. Nos ajude que nós vamos ajudar o Brasil”, disse o governador, acrescentando que a ampliação da malha ferroviária e a viabilização de rodovias importantes para o Estado irão promover uma revolução para todas as regiões do Estado.

Na cidade de Água Boa, durante audiência pública, realizada no fim da tarde de sexta-feira (14.06), sobre a implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), o governador apresentou números que confirmam que com investimentos por parte do governo federal nas rodovias federais e na malha ferroviária, o Estado poderá contribuir ainda mais para o crescimento da economia brasileira.

Entre as reivindicações apresentadas pelo governador ao ministro, está pavimentação da BR-158, em seu trajeto original. “Como brasileiro, me deixa muito indignado essa história da BR-158. Como é que pode uma estrada que existe a quanto tempo, 50, 60 ou mais de 100 anos e agora, não podemos ter a estrada pavimentada”, disse, lembrando que nesses cinco meses completos como governador já recebeu no Palácio Paiaguás muitas etnias indígenas e todas querem o mesmo que todos os cidadãos do Estado, “educação, saúde, internet e estrada pavimentada”.

Veja Também:  Setasc realiza ações de combate ao trabalho infantil no Estado

“A ligação das outras cidades com a BR-158 é uma responsabilidade nossa, enquanto Estado, e nós vamos fazer as ligações. Mas, não podemos permitir que umas poucas pessoas, ligadas a ONGs internacionais que defendem produtores americanos, que defendem outros interesses e não os nossos, imponham essa derrota ao povo desse Estado”, ressaltou.

Outra reivindicação é relacionada a duplicação das BRs 163 e 364, além da pavimentação da BR-174. 

“Esse tema da logística é um dos mais importantes para Mato Grosso, no momento. Nenhuma região do Brasil, ou melhor, nenhuma região do planeta, tem hoje as condições que esse estado tem de crescer nos próximos anos, produzindo alimentos para alimentar o Brasil e o mundo, e o mais importante, preservando o meio ambiente. Nenhuma região produtora do planeta tem a capacidade de dobrar a produção de alimentos preservando a meio ambiente. Por isso, precisamos de estradas, de logística e que o governo federal reconheça isso e a importância de Mato Grosso para a economia nacional”, destacou.

O ministro Tarcísio afirmou ao governador que Mato Grosso é prioridade para o Governo Bolsonaro, pela pujança e potencial. “A gente quando vem para cá e vê o que viu aqui, é tomado pelo senso de urgência e muitas coisas estão sendo planejadas. Eu acho que é o Estado que vai seguramente receber a maior quantidade de investimentos”, afirmou.

Veja Também:  Carteiras de identidade com nome social são entregues para reeducandas de Cuiabá

Sobre a Fico, o ministro afirmou que no próximo ano a ferrovia irá sair do papel e a obra terá início. “Vamos concluir essa obra até o fim da gestão Bolsonaro”, garantiu. Ele também se comprometeu a realizar um estudo pela viabilidade da concessão da BR-158.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana