conecte-se conosco


Nacional

São Paulo faz jus ao apelido de cidade da garoa nesta terça

Publicado

source
São Paulo arrow-options
Reprodução/CreativeCommons

São Paulo pode ter chuviscos ao longo do dia

A previsão do tempo nesta terça (14) na capital paulista será de dia nublado, com altos índices de umidade e chuviscos ou pancadas de chuva isoladas. 

Leia também: UDN: partido extinto há 54 anos pode voltar em dose dupla

A temperatura mínima em São Paulo é de 19ºC, mas a máxima pode superar os 27ºC, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas ( CGE ).

Fonte: IG Nacional
Veja Também:  Dupla faz ataque a tiros durante jogo de futebol em quadra de escola; assista
publicidade

Nacional

MP vai à Justiça para Cedae apresentar laudos de qualidade da água no Rio

Publicado

source
Torneira arrow-options
Agência Brasil/EBC

Crise hídrica no Rio foi provocada pelo Cedae

O Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA), do Ministério Público do Rio (MP), entrou na Justiça pedindo para que a Cedae apresente laudos que comprove qualidade da água no Rio.

O Gaema pede para que a Cedae disponibilize mais de 70 laudos comprobatórios da qualidade da água disponibilizada à população do Estado do Rio. Segundo o MP a medida é necessária para “comprovar o adequado monitoramento e avaliação da potabilidade da água distribuída aos consumidores”.

Polícia abre inquérito para investigar o superfaturamento de água vendida no Rio

A Delegacia do Consumidor (Decon) acaba de instaurar diversos inquéritos contra comércios e empresas que estão superfaturamento o preço da água no município do Rio após a crise hídrica provocada pela Cedae. Uma das investigações é contra um comerciante de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, que aumentou em mais de 400% o valor cobrando por um litro de água. O homem já foi intimado e deverá prestar esclarecimentos na segunda-feira.

Leia também: Especialistas respondem perguntas de moradores sobre a crise da água no Rio

Também nesta sexta, o delegado Mário Jorge Ribeiro, titular da Decon, entrou em contato com o presidente do Procon estadual, Cássio da Conceição Coelho, solicitando os inquéritos e autuações feitas pela autarquia nos últimos dias de locais que estão com os preços abusivos.

Veja Também:  Supermercado para de pagar tratamento de jovem que perdeu couro cabeludo em kart

“Não justifica esse preço abusivo. A instabilidade hídrica não pode ser um protesto para que os comerciantes e empresários aumentem o preço. Infelizmente, tem comerciantes que estão se valendo desse momento para lucrarem injustamente”, disse Mário Jorge.

O delegado orientou a população a denunciar locais que estejam repassando a água acima do valor.

Aumento na procura por água

A crise no abastecimento de água da Cedae na Região Metropolitana do Rio, com a presença de pelo menos uma substância, identificada como geosmina, tem causado um aumento instantâneo na procura por água mineral. Enquanto nos mercados as prateleiras do produto tem esvaziado acima do comum, o mesmo também acontece onde são distribuídos os galões. Na quarta-feira, pelo menos 38 caminhões parados em frente à fábrica da Cascataí, em Cachoeiras do Macacu, uma das principais fornecedoras do Rio.

O Procon-RJ começou uma operação de fiscalização para verificar denúncias sobre o aumento desproporcional do valor da água mineral devido à crise no abastecimento da Cedae. Uma destas denúncias relata um aumento de 400%.

Veja Também:  Mais uma criança é vítima de bala perdida no Rio de Janeiro

Leia também: Crise da água: Diretor de saneamento da Cedae é afastado

O presidente do órgão, Cássio Coelho, determinou que o setor de Estudos e Pesquisas realize um levantamento dos preços praticados em 2019 e após a crise que se instaurou na cidade. O objetivo da pesquisa é servir de referência quando o consumidor realizar a compra.

Apenas no primeiro dia, o Procon informou que fiscais encontraram aumento de 40,62% no galão de 20 litros (água e vasilhame) em um estabelecimento localizado em Jacarepaguá, na Zona Oeste. O produto era vendido por R$ 32 em dezembro e foi vendido por R$ 45 nesta quarta. Já em uma distribuidora em Botafogo, o galão de 5 litros da marca Passa Quatro aumentou 42,85%.

A água era comercializada por R$ 7 em 2019 e passou para R$ 10. A fiscalização vai continuar atuando para verificar as denúncias recebidas. Após a constatação dos fiscais, foi instaurado um processo administrativo e as empresas poderão ser multadas, com fundamento no Instituto da Lesão e Código de Defesa do Consumidor.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Jovem escalpelada no Recife nega que fez exigências a Grupo Big após acidente

Publicado

source
debora arrow-options
Ed Wanderley

Débora passou por mais de 20 procedimentos cirúrgicos para reconstruir o couro cabeludo

A jovem que foi escalpelada em um acidente de kart no Recife , em Pernambuco, negou as afirmações sobre uma lista que ela teria montado com exigências ao Grupo Big, responsável pelo espaço onde o acidente aconteceu. Débora Dantas perdeu o couro cabeludo e seguia para a segunda etapa do tratamento, em 2020. A estudante e o advogado dela rebateu as informações em uma coletiva de imprensa que aconteceu em Recife, na tarde desta sexta-feira (17). 

Leia mais: Jovem escalpelada em kart pede reparação de 10 milhões de dólares e casa nos EUA

O que teria acontecido segundo Débora foi uma conversa informal com uma funcionária do departamento de Recursos Humanos do Grupo Big . “Foi como um amigo que de diz, na mesa de um bar, ‘diz o que tu quer para tomar tua vida’. E eu, que não tinha advogado, nenhum acompanhamento, fiz uma lista. Ela disse para eu botar em um papel e eu fiz”, esclareceu a jovem durante a coletiva. 

Veja Também:  Menina se afoga em rio, pai some e dois morrem tentando salvá-la em São Paulo

Leia também: Grupo BIG é multado em R$ 5 milhões por caso de jovem escalpelada em kart

Quando questionou sobre a continuidade do tratamento a mesma funcionária do RH do Grupo Big, Débora foi orientada a procurar o departamento jurídico do supermercado. “Eles me ofereceram o tratamento nos Estados Unidos no começo, mas eu não tinha passaporte. Por isso, preferi fazer em Ribeirão Preto, que seria o segundo melhor lugar para os procedimentos. Eu jamais brincaria com minha saúde”. 

Leia ainda: “A fome me preparou para a dor”, diz jovem que perdeu couro cabeludo em kart

Desde dezembro Débora está com o tratamento, que era pago pelo Big, interrompido. O que significa que ela está sem tomar a medicação necessária. Por semana, ela teria que desembolsar R$ 500. Os remédios eram disponibilizados pela rede de supermercados.  “Eu fiquei abismada com toda essa situação. Estive internada por dois meses e não consigo achar valores para meu rosto, meu cabelo, minha saúde”, disse.

Fonte: IG Nacional
Veja Também:  Fraude? Corregedoria da PM investiga prova com 100% dos candidatos aprovados
Continue lendo

Nacional

Especialistas respondem perguntas de moradores sobre a crise da água no Rio

Publicado

source
Mulher com carrinho cheio de garrafas de água mineral, compradas por causa da crise da água no Rio arrow-options
Márcia Foletto / Agência O Globo

População tem feito estoque de água mineral

Duas semanas após o início da crise dá água , moradores da cidade do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense seguem convivendo com a insegurança em relação à qualidade da água fornecida pela estatal.

Leia também: Crise da água: Diretor de saneamento da Cedae é afastado

O jornal O Globo entrevistou moradores de diferentes localidades da Região Metropolitana e listou as principais dúvidas deles. Cinco pesquisadores responderam às 20 perguntas: o químico Rafael Almada, presidente do Conselho Regional de Química do estado do Rio de Janeiro ; o professor Marco Miguel, do Instituto de Microbiologia da UFRJ; a professora Sandra Azevedo, da UFRJ, especialistas em cianobactérias e efeitos de poluição da água na saúde; o professor Gandhi Giordano, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Faculdade de Engenharia da Uerj, e o infectologista Edimilson Migowski, diretor de relações externas da UFRJ.

Nesta sexta-feira (17), chegou ao Rio a primeira das três carretas que transportam partes de um equipamento que vai pulverizar carvão ativado nos reservatórios da Cedae, para neutralizar a geosmina, substância produzidas por algas, que, segundo a companhia, é a responsável pelo gosto e cor de terra na água. A previsão da Cedae é que o equipamento seja instalado na próxima semana. Depois da aplicação do produto, a estimativa é que a água esteja sem gosto e cheiro dentro de 24 horas.

1 – O purificador de água é suficiente para consumir a água?

Sidney Lemos, de 65 anos, consultor de seguros, morador de Copacabana

— Os purificadores de água funcionam, mas cada um tem suas limitações. É preciso seguir as recomendações do fabricante e trocar os elementos filtrantes no período correto. O filtro de barro também funciona, mas exige manutenção específica e muitas vezes o consumidor não sabe fazer. A vela deve ser trocada e não limpa. Também há preocupação com o corpo do filtro, onde a água fica depositada, porque pode formar um limo e, eventualmente, formar algas e fungos (que podem produzir toxinas) — explica o professor Marco Miguel.

2 – Eu vou colocar um piercing e estou com medo de infeccionar se lavar com água. É possível?

Maria Fernandes Villares, de 20 anos, universitária, moradora da Tijuca

— Não há problema. É melhor lavar do que deixar de lavar. Pode tomar banho normalmente e limpar a área do piercing com água e sabão — explica a professora Sandra Azevedo.

3 – O carvão ativado é o suficiente para filtrar a água? O que o filtro de carvão ativado faz?

Sérgio Souza, de 53 anos, representante de vendas, morador da Ilha do Governador

— O filtro de carvão ativado faz o tratamento químico. E é quimicamente que ele filtra também compostos orgânicos dissolvidos na água, como a geosmina — detalha Rafael Almada

4 – Ferver a água é o suficiente?

Sebastião Lúcio Barra, de 63 anos, corretor, morador de Ipanema

Sim. Especialistas ouvidos pelo EXTRA alertam que, enquanto não for descartada a presença de outras substâncias além da geosmina, a água turva e com cheiro deve ser filtrada e fervida para beber, cozinhar, lavar o rosto e escovar os dentes.

5 – O que é a geosmina?

Rhuana Souza, de 28 anos, técnica de informática, moradora de Maria da Graça

— É uma molécula, um organoclorado volátil. Por isso, o cheiro se torna facilmente percebido quando em concentração elevada. É produzida por actinobactérias do solo ou cianobactérias aquáticas; considerada pouco tóxica, não traz risco. Mas pode alterar o cheiro e o gosto da água — explica a professora Sandra Azevedo.

Veja Também:  Mãe arremessa bebê dentro de quiosque para escapar de gás no Baile da Favorita

6 – Por que a água está escura?

Fabrício Gonçalves, de 20 anos, vendedor ambulante, morador de Duque de Caxias

Segundo a professora Sandra Azevedo, a geosmina não é capaz de deixar a água turva. A especialista afirma que a molécula é transparente, incolor, e nada tem a ver com casos de adoecimento dos quais a população se queixa. Para ela, apenas sujeiras são capazes de deixar a água turva e, nessas condições, ela não deveria ser distribuída.

7 – Pode usar essa água para cozinhar?

Ana Beatriz Viter, DE 23 anos, professora de inglês, moradora de Guadalupe

O professor Gandhi Giordano recomenda que use água tratada em casa para lavar alimentos, cozinhar e escovar os dentes. Para os locais que a água não está turva, não há problema de lavar louça, roupa ou tomar banho direto com o líquido que sai das torneiras.

8 – A geosmina só altera o cheiro e o gosto. O que muda a coloração da água?

Rafael Ceia, de 27 anos, economista, morador de Santa Teresa

Para a professora Sandra Azevedo, é a sujeira que deixa a água escura, e a turbidez deve ser investigada. Para o professor Marco Miguel, a água laranja ou vermelha (coloração acentuada) é inadequada, e é importante saber qual substância ou material está provocando a característica, como, por exemplo, solo ou ferro de encanamentos.

9 – A água pode estar contaminada?

Selma Schneider, de 58 anos, aposentada, mora na Tijuca

— Contaminar é fugir do parâmetro de potabilidade. Algumas contaminações são prejudiciais à saúde, outras podem não ser. Então essa é uma questão muito difícil. A água pode estar contaminada biologicamente, com bactérias, por exemplo, ou pode ser contaminada por produtos químicos, como agrotóxicos. É um termo muito genérico. O que a gente exige é que a Cedae dê transparência e analise todos os 70 parâmetros determinados pelo Ministério da Saúde para garantir a qualidade da água — explica a professora Sandra Azevedo.

Leia também: Funcionários da Cedae prestam depoimento à polícia sobre água no Rio de Janeiro

10 – Quando a situação vai se normalizar?

Ronaldo Vieira, de 52 anos, jornaleiro, do Centro

— Ninguém pode prever quando o problema irá acabar porque as algas estão nos reservatórios e continuam se reproduzindo. Isso está acontecendo por causa de alguns fatores, como calor e despejo de esgoto — disse o professor Gandhi Giordano.

11 – Pode tomar banho com essa água?

Francisco Junior, de 27 anos, técnico em enfermagem, morador de Realengo

Infectologistas afirmam que não há problema tomar banho com a água turva e com cheiro, mas é necessário evitar que ela chegue ao rosto. Porém, ferimentos na pele impedem a utilização durante o banho. Segundo o professor Gandhi, quem não notou alterações no aspecto da água pode manter seu uso normal.

12 – O que pode ter ocasionado isso?

Alex de Castro, de 23 anos, estudante de direito,morador de Campo Grande

Segundo a Cedae, foram feitas análises em atendimento às exigências do Ministério da Saúde, conforme as normas legais, colocando a água dentro do padrão de potabilidade. Especialistas desconhecem laboratórios públicos oficiais para detectar geosmina no estado e destacam que, como há floração de cianobactérias, é preciso saber se estão fazendo contagem e análise de cianotoxinas. Ou seja, para pesquisadores, mais testes precisariam ser feitos pela estatal.

Veja Também:  Carro é arrastado por ônibus ao tentar conversão e fica irreconhecível; assista

13 – Qual é a qualidade da água que recebemos e qual tratamento que a Cedae faz no reservatório do Guandu?

Joel Ribeiro, de 59 anos, auxiliar de serviços gerais, morador de Realengo

— O Rio Guandu atual é artificial (o pequeno curso d’água original foi aumentado com a transposição do poluído Paraíba do Sul). Nele chegam rios extremamente poluídos, mortos, sem oxigênio na água, como o Ipiranga e o Queimados. Eles drenam a Baixada Fluminense e recebem todo tipo de esgoto, industrial e doméstico. São puro esgoto. Lançam toda essa sujeira no Guandu, também antes da captação da água para tratamento. Essa água precisa ser extremamente tratada para se tornar potável — explica a professora Sandra Azevedo.

14 – Isso pode ser uma sabotagem com fins políticos?

Márcio Lacerda, de 59 anos, bancário, de Jacarepaguá

Policiais civis estiveram ontem na Estação de Tratamento de Água do Guandu. A Polícia Civil informou que as diligência fazem parte de uma investigação “para apurar eventual responsabilidade penal de funcionários da Cedae ou de terceiros que possam ter contribuído, por ação ou omissão, nas alterações das condições de consumo da água verificada nos últimos dias”.

15 – A informação que a Cedae tem passado é confiável?

Magno Roberto Coentro, de 61 anos, aposentado, de Madureira

— Até que se prove o contrário, sim. Quem deve garantir que os dados da Cedae são confiáveis ou não são os órgãos de vigilância — afirma a professora Sandra.

16 – Esse problema pode chegar em Niterói?

Angélica de Oliveira, de 46 anos, relações públicas, de Itaipu

Em Niterói, a água também é fornecida pela Cedae, mas a captação é feita pelo Sistema Inumana-Laranjal, dos rios Macacu e Guapiaçu, cujas nascentes ficam na Região Serrana.

17 – O filtro da torneira é o suficiente, embora a água esteja com gosto de barro?

Kamila Moraes, de 32 anos, massoterapeuta, do Centro

Geralmente, os filtros de torneira usam o processo de filtragem com areia. Segundo o químico Rafael Almada, o filtro de areia é responsável pelo processo físico de separação, que retém apenas partículas sólidas. O filtro de carvão ativado é mais indicado por filtrar partículas como a geosmina.

18 – Passei mal com a água de casa. Devo dar água mineral para minha cachorra também?

Flávia do Nascimento, de 29 anos, assistente financeira, moradora de Vila Isabel

Segundo Sandra Azevedo, animais estão expostos a doenças de veiculação hídrica assim como os humanos. Se a água estiver turva, não deve ser bebida por nenhum ser vivo.

19 – Só pode beber água mineral?

Weverton da Silva, de 28, vendedor de água mineral, do Centro

— O ideal é que você sempre beba a água fervida e filtrada. Não é obrigatório que só se beba água mineral — explica Edimilson Migowski.

Leia também: Rio de Janeiro terá o primeiro campeonato de ‘apertar baseado’

20 – Posso escovar os dentes com essa água da Cedae?

Júlia Mendes, de 53 anos, professora de português, moradora do Catete

De acordo com o professor Gandhi Giordano, é recomendado que se use água tratada na hora de escovar os dentes.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana