conecte-se conosco


Esportes

Silvana Lima vai representar Brasil na estréia do surfe em Tóquio 2020

Publicado

source

A cearense Silvana Lima carimbou seu passaporte para a Olimpíada de Tóquio 2020, durante a disputa da etapa de Mauí (Havaí), última do Circuito Mundial de Surfe (WCT), neste domingo (1). Ela é a segunda brasileira já classificada para a Olimpíada ano que vem: em outubro, na etapa de Portugal, a gaúcha Tatiana Weston-Webb, radicada no Havaí, foi a primeira a assegurar presença nos jogos olímpicos.

Neste domingo (1), Silvana Lima conquistou a última vaga olímpica do Circuito Mundial. A brasileira perdeu no último duelo para a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore, as oitavas de final de Mauí. No entanto, a cearense, de 35 anos, arrematou a vaga pois sua rival direta no ranking, a neozelandesa Paige Harej, foi eliminada logo na primeira bateria das oitavas.

As outras surfistas já classificadas para a Olimpíada, além das duas brasileiras, são as australianas Sally Fitzgibbons e Sthephanie Gilmore, a francesa Johanne Defay, a costa-riquenha Brisa Hennessy, e as norte-americanas Caroline Marks e Carissa Moore.

Apesar da presença garantida em Tóquio 2020, Silvana Lima terminou a temporada em 12º lugar no ranking, e não vai disputar o Circuito Mundial de Surfe em 2020. A atleta registrou um comentário nas redes sociais deixando claro que está feliz e vive um momento especial.

Veja Também:  Vasco enfrenta o Altos na Copa do Brasil 2020

“Nunca imaginei que um dia iria representar meu país. Depois de tanta luta, hoje estou aqui graças a Deus, pra dizer que meu grande sonho acaba de ser realizado!”

Já no Circuito Mundial masculino, a briga por vagas em Tóquio 2020 segue acirrada. O Brasil terá dois representantes, entre os homens.  A definição dos classificados depende da última etapa: a da praia de Pipeline (Havai), que começa no próximo domingo (8).  Até o momento, três brasileiros competem pelas duas vagas: o potiguar Ítalo Ferreira lidera o ranking, seguido pelo atual campeão Gabriel Medina, e Filipe Toledo, na quarta posição, também tem chances de conquistar um lugar na Olimpíada do Japão.  

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
publicidade

Esportes

Seleção feminina aumenta série invicta e encerra 2019 com vitória

Publicado

source

A seleção brasileira de futebol feminino se despediu com vitória da temporada 2019. Neste domingo (15), na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), o time comandado pela técnica sueca Pia Sundhage superou outra vez o México, agora por 4 a 0, diante de 5.384 torcedores. Na última quinta-feira (12), a equipe canarinho aplicou 6 a 0 nas mesmas rivais, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Para o novo compromisso diante das mexicanas, Pia promoveu quatro mudanças no time titular, com entradas da goleira Luciana, da lateral-direita Isabella, da zagueira Kathleen e da atacante Chú nos lugares de Lelê, Fabi Simões, Bruna Benites e Duda, respectivamente. A técnica, porém, manteve a formação ofensiva da última quinta (12), com duas meias (Luana e Andressinha), duas jogadoras abertas (Chú e Debinha) e duas centroavantes (Cristiane e Bia Zaneratto).

Pressionando a saída de bola e sufocando desde o início o México, o Brasil saiu na frente logo aos 9 minutos, Bia avançou pela esquerda e cruzou na pequena área para Cristiane, que se antecipou a goleira Itzel González e mandou para as redes.

Veja Também:  Experiência brasileira com Copa de 2014 será repassada ao Catar

As brasileiras diminuíram o rítmo, mas seguiam no campo de ataque. Aos 26, após falta cometida em Luana próxima à meia-lua, Debinha bateu no ângulo esquerdo e ampliou.

O terceiro saiu aos 40, em contra-ataque puxado por Debinha, que envolveu Bia e Isabella. A lateral cruzou e Cristiane, de cabeça, marcou o segundo dela na noite.

No segundo tempo, Pia aproveitou para mexer na equipe. Saíram Tamires, Debinha, Cristiane, Andressinha, Chú e Isabella para as entradas de Bruna Calderan, Millene, Gabi Zanotti, Aline Milene, Victória Albuquerque e Giovanna, respectivamente.

Com muitas alterações, inclusive do lado mexicano, o ritmo do jogo caiu, com passes errados de ambos os lados. Mesmo assim, deu tempo para o Brasil fechar o placar. Aos 29, Aline Milene escapou da marcação dentro da área e tocou para Victória Albuquerque chutar de bico, no canto de González.

A vitória foi a sexta sob comando de Pia, que ainda não perdeu em oito jogos dirigindo a Seleção. A equipe foi superada duas vezes em disputas de pênaltis, por Chile e China, em torneios amistosos, mas o resultado oficial das partidas foi o empate. Foram 24 gols marcados e só dois sofridos, com 42 jogadoras convocadas e 38 testadas no período.

Veja Também:  Coluna – Nintendo, o mais querido das desenvolvedoras independentes

A Seleção só volta a jogar em 2020, quando disputará a Olimpíada de Tóquio, no Japão. Antes, terá pela frente três datas-Fifa, com dois jogos em cada, como preparação para a competição em solo asiático. Os rivais e locais das partidas ainda não foram anunciados.

Edição: Verônica Dalcanal

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Grand Finals: Calderano perde nas quartas e se despede do torneio

Publicado

source

Sexto melhor do mundo, o mesatenista brasileiro Hugo Calderano deu adeus ao ITTF Word Tour Grand Finals na madrugada de hoje (14), ao ser derrotado por 4 sets a 1 pelo chinês Fan Zhendong, atual número dois no ranking. A partida, válida pelas quartas de final, foi disputada na cidade de Zhengzhou (China). Com o resultado, Calderano encerrou sua participação no torneio entre os oito primeiros colocados. Somente chineses avançaram às semifinais do individual masculino: Zhendong vai duelar com Lin Gaoyuan (4º no ranking mundial), e o número um Xu Xin terá pela frente Ma Long (3º).

Partida

Calderano começou o duelo impondo seu ritmo de jogo: chegou a abrir vantagem de 9 a 4 no primeiro set, mas se desconcentrou e permitiu a recuperação de Zhendong. O chinês conseguiu empatar e ainda virou o placar, vencendo por 12/10.  Animado, o chinês não deu chances para Calderano na parcial seguinte, e voltou a ganhar, desta vez por 11/5. No início do terceiro set o brasileiro emplacou 2 a 0 de vantagem, mas logo permitiu a virada do chinês, que seguiu liderando o placar até fechar em 11/7.  A reação de Calderano veio no quarto set: com ataque precisos, o brasileiro neutralizou o chinês, fechando na frente, por 11/5, pela primeira vez na partida.  No entanto, no quinto set, Zhendong reassumiu o controle do jogo, fechou a parcial em 11/9, selando a vitória por 4 sets a 1.

Veja Também:  Coluna – Nintendo, o mais querido das desenvolvedoras independentes

O Grand Finals foi o último compromisso internacional de Calderno, já classificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. No final de janeiro de 2020, ele já tem agendada participação no Aberto Platinum da Alemanha, na cidade de Magdeburg.  

 

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Mundial de Clubes: Monterrey bate Al Sadd e terá Liverpool como rival

Publicado

source

Os mexicanos do Monterrey foram os últimos a se classificaram na tarde de hoje (14) para as semifinais do Mundial de Clubes da FIFA. Eles venceram os anfitriões do Al Sadd, por 3 a 2, no estádio Jassim Bin Hamad, em Doha (Catar). O adversário na próxima fase será o Liverpool, da Inglaterra, atual detentor do título da Liga dos Campeões da Europa. O duelo acontece na próxima quarta-feira (18), às 14h30 (horário de Brasília).

O lateral-esquerdo Vangioni abriu o placar para o Monterrey aos 22 minutos, quando recebeu a bola pela esquerda e disparou um belo chute de canhota no ângulo esquerdo do goleiro Al Sheeb. Após o gol, o All Sadd passou a controlar mais a bola e até teve chances de igualar o marcador, mas quem voltou a marcar foram os mexicanos: aos 45 minutos, o atacante Funes Mori não perdoou o vacilo da zaga no recuo de bola e aproveitou para fazer o segundo do Monterrey.

Na volta do intervalo, o Al Sadd botou pressão e conseguiu diminuir a diferença aos 20 minutos, com o atacante Bounedjah, de cabeça. Mas onze minutos depois, Vangioni fez bela jogada pela esquerda e deu de presente para o volante Rodríguez fazer o terceiro da equipe mexicana. O time do Catar, comandado pelo espanhol Xávi Hernández, não se entregou e, de tanto insistir, fez o segundo gol na partida aos 43 minutos da etapa final. E que golaço: o lateral Abdelkarim recebeu pela esquerda e soltou uma bomba no canto esquerdo do goleiro Barovero. Apesar de o time da casa incendiar o finzinho do jogo, o Monterrey conseguiu administrar a vantagem no placar, até o apito final, aos 50 minutos. Vitória do time mexicano por 3 a 2, que sacramentou a classificação para a semifinal. Esta é a segunda vez que o Monterrey avança à semifinal do Mundial de Clubes: em 2012 os mexicanos também se classificaram, mas na fase seguinte perderam por 3 x 1 para os ingleses do Chelsea.

Veja Também:  Em meio à preparação para Mundial Interclubes, Jesus lança biografia

Já o Al Sadd disputa a quinta colocação no Mundial contra o Espérance, da Tunísia, na próxima terça-feira (17), às 11h30 (horário de Brasília), no estádio Khalifa International, na capital do Catar. 

 

FICHA TÉCNICA:

Sábado, 14 de dezembro de 2019

MONTERREY 3 x 1 AL SAAD

Competição: Mundial de Clubes da FIFA

Local: Estádio Jassim Bin Hamad, Doha (Catar)

Monterrey: Barovero; Medina, Montes (Basanta), Sánchez, Vangioni; C.Rodriguez, J.González, Gallardo e Pizarro (Layún); Pabón (Meza) e Funes Mori. T: Antonio Mohamed.

Al Saad: Al-Sheeb (Barsham); Pedro, Salman, Abdelkarim, Khoukhi; Gabi, Al Hajri (Jung Woo-Young), Nam Tae-Hee, Al-Haydos; Bounedjah e Akran Afif. T: Xavi Hernández.

Gols: No 1º tempo: Vangioni (22) e Funes Mori (45).No 2º tempo: Bounedjah (20), C.Rodrígues (31) e Abdelkarim (43).

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana