conecte-se conosco


Mato Grosso

Audiência para concessão das Águas Quentes ocorre nesta quarta (05)

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, apresenta nesta quarta-feira (05) a proposta técnica para concessão do Parque Estadual das Águas Quentes, a primeira unidade de conservação criada em Mato Grosso. A audiência ocorrerá em modalidade virtual e para participar, estão disponíveis 200 vagas. A inscrição deve ser feita pelo formulário neste link

A população também poderá acompanhar a audiência que se iniciar às 9h (horário de Mato Grosso) ao vivo no Canal da Sema no Youtube.  As perguntas sobre o projeto podem ser realizadas por meio do canal na opção comentários, ou na sala virtual da audiência para aqueles que se inscreverem.

Com 1,5 mil hectares, o Parque Estadual das Águas Quentes, possui um alto potencial turístico devido às águas termais, que atraem visitantes pelo lazer e saúde. A unidade também tem um papel essencial para a proteção das fontes hidrotermais e outras nascentes da região da serra de São Vicente, no município de Santo Antônio de Leverger.

Em uma área de 1500 hectares. Parque Estadual das Águas Quentes abriga alta biodiversidade (foto: Ariel Rossi) 

No processo de concessão, a Sema, além das atribuições em relação ao plano de manejo, fará a gestão do contrato, tendo como missão verificar se o concessionário está cumprindo com os critérios estabelecidos em contrato.

Veja Também:  Comitê do Fogo orienta produtores rurais para prevenção de incêndios

Os documentos da proposta podem ser consultados aqui.    

Parque Estadual das Águas Quentes abriga fontes hidrotermais muito buscadas por turistas (foto: Juliana Carvalho)

Consulta Pública

Será realizada ainda a Consulta Pública até o dia 31 de agosto para colher contribuições para o aperfeiçoamento dos instrumentos convocatórios da Licitação, na modalidade da concorrência, para seleção de proposta econômica mais vantajosa, para a concessão de serviços públicos precedidas da execução de obra pública para a reforma, manutenção e operações do Parque Estadual Águas Quentes.

Os interessados podem enviar suas contribuições com a identificação do respectivo autor (nome, RG, CPF ou CNPJ, endereço, e-mail e telefone) para o endereço eletrônico [email protected]  As contribuições serão disponibilizadas no portal, objetivando a transparência e lisura no processo licitatório.

Rodada de Reuniões

Também será realizada Rodada de Reuniões (Roadshow) para debater pontos relevantes sobre o projeto de concessão do Parque Estadual de Águas Quentes (MT). As reuniões serão individuais por videoconferência, com duração de 60 minutos para cada grupo inscrito. 

As reuniões podem ser agendadas entre 17.08 a 21.08 no horário das 9h às 11h. Os interessados terão até o dia 14 de agosto de 2020 para se inscrever pelo formulário

Nascentes da região da Serra de São Vicente são protegidas pelo Parque Estadual das Águas Quentes (foto: Juliana Carvalho)

Veja Também:  Ações do Governo de MT beneficiam famílias de Nossa Senhora do Livramento

Compensação ambiental

A gestão do projeto é realizada pela Radar PPP, consultoria na área de parcerias público-privadas, e contará com o auxílio da empresa especializada em projetos de arquitetura e urbanismo de parques e espaços públicos, Natureza Urbana, e do escritório de advocacia Vernalha, Di Lascio, Mesquita.

As empresas foram selecionadas e contratadas pela Sinop Energia que, devido ao significativo impacto ambiental causado pela instalação de Usina Hidrelétrica no rio Teles Pires, no município de Sinop, assumiu compromissos de compensação ambiental. As empresas selecionadas já atuaram em projetos do Parque Nacional Serra da Bodoquena e Parque Nacional do Iguaçu.

Para avaliar o projeto, a Sema conta com o apoio do Instituto Semeia, entidade sem fins lucrativos que visa parcerias para que os brasileiros tenham acesso a parques melhores. A Secretaria Adjunta de Turismo também participa das discussões com objetivo de aliar o desenvolvimento econômico e a conservação das unidades.

Parque Estadual das Águas Quentes possui alto potencial turístico (foto: Juliana Carvalho)

Serviço

Audiência Pública para apresentação de proposta técnica para concessão do Paque Estadual Águas Quentes

Data: 05/08/2020

Horário: 9h às 12h (Horário de Mato Grosso)

Inscrição (200 vagas): https://forms.gle/JXNVwx2JPat3UM3K6 

Transmissão ao vivo pelo Youtube: https://youtu.be/P1nbEOSXxmM 

Envio de sugestões até 31/08 para: [email protected]

Editais e documentos da proposta: http://www.sema.mt.gov.br/index.php?option=com_docman&task=cat_view&gid=1212&Itemid=292 

Fonte: GOV MT

publicidade

Mato Grosso

Ações do Governo de MT beneficiam famílias de Nossa Senhora do Livramento

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso, por meio da campanha Vem Ser Mais Solidário e do programa Aconchego, tem amparado diversos municípios do Estado com doações de cestas básicas e cobertores. 

Na quarta-feira (05.08), famílias carentes assistidas pelas Associações de Pessoa com Deficiência e Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, localizadas no município de Nossa Senhora do Livramento (a 38 km de Cuiabá) foram beneficiadas com a iniciativa.

A ação social é liderada de forma voluntária pela primeira-dama, Virginia Mendes, e executada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). No município, as entregas foram realizadas pelo secretário adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins.

“Estamos percorrendo os municípios, entregando alimentos e cobertores com o compromisso de garantir dignidade às pessoas que tanto precisam e enfrentam momentos difíceis com a pandemia. Esse é o propósito do nosso Governo, estar mais próximo da população mato-grossense com uma mão amiga”, destacou em seu discurso.

Terezinha de Assunção, 64 anos, foi uma das beneficiadas na Associação de Pessoa com Deficiência, onde foram entregues 180 cestas básicas e mesma quantidade em cobertores.

Veja Também:  Ação Social do Governo de MT alcança famílias de Nossa Senhora do Livramento

“Essa doação é uma benção que Deus mandou para o nosso povo que é tão humilde. É uma ajuda em tanto. A gente agradece muito pela colaboração da primeira-dama com todos que estão aqui”, comentou.

Clarindo Romeu dos Santos, 35 anos, é atendido pela Associação devido a uma paralisia infantil. Ele contou que antes da pandemia trabalhava na noite como músico para complementar a renda, mas que agora impossibilitado de cantar, tem enfrentado dificuldades.

“A minha situação está bem difícil. Sou eu que sustento a minha casa e, sem poder trabalhar, estou sobrevivendo apenas com o benefício que recebo. A cesta vai ajudar muito”, relatou.

O presidente da Associação, Rubiley Carlos dos Santos, explicou que na região há muitos moradores idosos com algum tipo de deficiência que se enquadram no grupo de risco e precisam de todo tipo de ajuda.

“A maioria das pessoas aqui são idosos e estão fragilizados com o quadro de pandemia. Agradeço por essa iniciativa do Governo e da primeira-dama que vem fazendo este trabalho muito especial para as pessoas carentes”, pontuou.

Veja Também:  Ações do Governo de MT beneficiam famílias de Nossa Senhora do Livramento

Na Associação de Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, do município, foram distribuídos 100 cestas básicas e cobertores as famílias que se encontram em vulnerabilidade social.

Joanice Honória da Silva, 55 anos, uma das contempladas, disse que a visita trouxe um sentimento de gratidão. “Estou muito feliz porque a nossa comunidade é muito carente e todos precisam de ajuda. Só tenho que agradecer”, agradeceu.

O aposentado José Arcanjo, 70 anos, também beneficiados com as cestas falou que mantimentos chegaram na hora certa. “Eu cuido do meu filho que não pode trabalhar, então nos mantemos só com a minha renda. É muito boa essa ajuda que a primeira-dama mandou para nós”, disse.

A representante da Associação, Maria Graciela, reforçou que a presença do Estado significa respaldo para as reivindicações da comunidade. “É a primeira vez que o Governo atende a nossa comunidade com doações. Não temos transportes para buscar os alimentos e nos sentíamos até esquecidos. Ficamos muito felizes com essa visita”, finalizou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Ação Social do Governo de MT alcança famílias de Nossa Senhora do Livramento

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso, por meio da campanha Vem Ser Mais Solidário e do programa Aconchego, tem amparado diversos municípios do Estado com doações de cestas básicas e cobertores. 

Na quarta-feira (05.08), famílias carentes assistidas pelas Associações de Pessoa com Deficiência e Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, localizadas no município de Nossa Senhora do Livramento (a 38 km de Cuiabá) foram beneficiadas com a iniciativa.

A ação social é liderada de forma voluntária pela primeira-dama, Virginia Mendes, e executada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). No município, as entregas foram realizadas pelo secretário adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins.

“Estamos percorrendo os municípios, entregando alimentos e cobertores com o compromisso de garantir dignidade às pessoas que tanto precisam e enfrentam momentos difíceis com a pandemia. Esse é o propósito do nosso Governo, estar mais próximo da população mato-grossense com uma mão amiga”, destacou em seu discurso.

Terezinha de Assunção, 64 anos, foi uma das beneficiadas na Associação de Pessoa com Deficiência, onde foram entregues 180 cestas básicas e mesma quantidade em cobertores.

Veja Também:  Governo de Mato Grosso distribuiu 21,3 mil testes para a região Nordeste

“Essa doação é uma benção que Deus mandou para o nosso povo que é tão humilde. É uma ajuda em tanto. A gente agradece muito pela colaboração da primeira-dama com todos que estão aqui”, comentou.

Clarindo Romeu dos Santos, 35 anos, é atendido pela Associação devido a uma paralisia infantil. Ele contou que antes da pandemia trabalhava na noite como músico para complementar a renda, mas que agora impossibilitado de cantar, tem enfrentado dificuldades.

“A minha situação está bem difícil. Sou eu que sustento a minha casa e, sem poder trabalhar, estou sobrevivendo apenas com o benefício que recebo. A cesta vai ajudar muito”, relatou.

O presidente da Associação, Rubiley Carlos dos Santos, explicou que na região há muitos moradores idosos com algum tipo de deficiência que se enquadram no grupo de risco e precisam de todo tipo de ajuda.

“A maioria das pessoas aqui são idosos e estão fragilizados com o quadro de pandemia. Agradeço por essa iniciativa do Governo e da primeira-dama que vem fazendo este trabalho muito especial para as pessoas carentes”, pontuou.

Veja Também:  Quinta-feira (06): Mato Grosso registra 60.409 casos e 2.051 óbitos por Covid-19

Na Associação de Produtores Rurais de Moradores e Trabalhadores da comunidade Pai André, do município, foram distribuídos 100 cestas básicas e cobertores as famílias que se encontram em vulnerabilidade social.

Joanice Honória da Silva, 55 anos, uma das contempladas, disse que a visita trouxe um sentimento de gratidão. “Estou muito feliz porque a nossa comunidade é muito carente e todos precisam de ajuda. Só tenho que agradecer”, agradeceu.

O aposentado José Arcanjo, 70 anos, também beneficiados com as cestas falou que mantimentos chegaram na hora certa. “Eu cuido do meu filho que não pode trabalhar, então nos mantemos só com a minha renda. É muito boa essa ajuda que a primeira-dama mandou para nós”, disse.

A representante da Associação, Maria Graciela, reforçou que a presença do Estado significa respaldo para as reivindicações da comunidade. “É a primeira vez que o Governo atende a nossa comunidade com doações. Não temos transportes para buscar os alimentos e nos sentíamos até esquecidos. Ficamos muito felizes com essa visita”, finalizou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Setor de turismo de negócios e eventos discute plano de retomada

Publicado


.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, o setor de turismo de negócios e eventos movimenta mais de 52 segmentos e gera mais de 25 milhões de empregos. Após uma década de crescimento, o conglomerado de entretenimento foi devastado pela pandemia de coronavírus.

O debate sobre os próximos passos desta indústria foi realizado nesta quinta-feira (06.08) durante live do projeto MT Unido para Superar | Turismo. As lives são realizadas às terças e quintas-feiras, sempre às 16h30, pelos canais do Governo de Mato Grosso no YouTube e no Facebook.

A indústria do cinema também foi prejudicada no que diz respeito ao lançamento de novos títulos (muitos filmes que estavam em produção tiveram que interromper as filmagens por tempo indeterminado). Além disso, salas de cinema fecharam as portas.

Dados da Agência Nacional de Cinema (Ancine) mostram que antes da pandemia o setor audiovisual movimentava mais de R$ 16 bilhões por ano. 

‘’O que é produzido no setor cultural ajuda na construção da imagem do ser humano. O audiovisual também atua como um grande veículo de divulgação de um país, a adoção de uma política pública integrada entre as produções de cinema e o turismo são necessárias”, frisou Bruno Bini, diretor de cinema, produtor cultural e presidente do MTCine. 

Veja Também:  Setor de turismo de negócios e eventos discute plano de retomada

Ainda sem previsão de volta às atividades, algumas produtoras pelo Brasil já vêm se moldando ao novo cenário, seja com eventos drive-in ou outros formatos. Um dos casos é o Festival de Inverno Rio, no Rio de Janeiro. 

‘’Para o entretenimento e para música, percebo uma clara aceleração da digitalização dos eventos, o Tomorrowland fez uma edição 100% virtual. Acredito nessa integração daqui para frente, nestas duas possibilidades de experiência. Temos um caminho enorme, é necessário se reinventar”, disse Claudio Miranda Filho, diretor artístico do Rock in Rio e cofundador do Brazil Music Conference. 

Antes da pandemia, o turismo de negócios apresentava crescimento e ganhava um olhar diferenciado dos pesquisadores do ramo. 

“As plataformas digitais vieram para complementar o setor de feiras e congressos, mas algumas feiras e produtos precisam ser sentidos com a experiência. Para isso, precisamos de um planejamento bem elaborado, com um selo de segurança para trazer de volta a confiança dos frequentadores. Queremos e precisamos voltar”, afirmou Fátima Facuri, presidente nacional da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc).

Veja Também:  Coordenadoria de Assistência Social da PM completa 13 anos com 30 mil atendimentos

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) é apoiadora. Na edição mais recente, participaram a mediadora Bruna Fava,Turismóloga Consultora do ICTUS Consultoria e Turismo, e a empresária e especialista em Turismo, Rejane Pasquali.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana