conecte-se conosco


Nacional

Bolsonaro ataca manifestações contra cortes na educação: “Idiotas úteis”

Publicado

Bolsonaro
Carolina Antunes/PR

Bolsonaro criticou os manifestantes que protestam contra os cortes na educação

O presidente Jair Bolsonaro desembarcou nesta quarta-feira (15) no aeroporto internacional Forth Worth, em Dallas, no Texas, para uma visita oficial de dois dias.  Logo após a chegada ao hotel, o presidente aproveitou para criticar os manifestantes que convocaram protestos contra os cortes na educação.

Leia também: “O que está por vir, pode derrubar o Capitão” eleito, alerta Carlos Bolsonaro

“É natural, é natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, disse Bolsonaro .

Novamente, o presidente negou que o governo está fazendo “cortes” e disse que, na verdade, se trata de “contingenciamentos”. “Na verdade não existe corte. O que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente também, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento, e se não tiver esse contingenciamento eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal. Então não tem jeito, tem que contingenciar. Mas eu gostaria nada, em especial na educação”, explicou o presidente.

Veja Também:  São Paulo: acusado de agressão, empresário humilha e chama PM de "lixo"; assista

Leia também: Alunos e professores de 17 estados e do DF protestam contra cortes do MEC; veja

Até o fim da manhã de hoje, ao menos 17 estados e o Distrito Federal já tinham atos registrado. Ainda em São Paulo, estudantes secundaristas também fizeram uma manifestação pela manhã, no bairro de Higienópolis, nobre da região central da capital. No litoral e no interior do estado, também foram registrados protestos.

Essa é a segunda vez que Bolsonaro viaja aos Estados Unidos em cinco meses de governo. No dia 19 de março, ele se reuniu com o presidente Donald Trump na Casa Branca, em Washington.

Fonte: IG Nacional
publicidade

Nacional

São Paulo: acusado de agressão, empresário humilha e chama PM de “lixo”; assista

Publicado


source
Alphaville
Reprodução

No vídeo, gravado por um dos agentes, Ivan aparece xingando e pedindo ajuda enquanto fala ao celular

Uma denúncia de violência doméstica acabou em confusão na cidade de Alphaville, na grande São Paulo, na tarde deste sábado. O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais quando imagens do empresário Ivan Storel, de 49 anos, humilhando os agentes da PM que foram até a sua casa.

Leia também: Bolsonaro ataca imprensa e fala em “negociar bilhões” para acabar com fake news

No vídeo, o empresário aparece falando ao celular e pedindo ajuda a uma pessoa identificada apenas como Marinho após a chegada dos dois policiais militares, um homem e uma mulher, para apurar a denúncia feita pela mulher dele, com quem Storel teria brigado e, possivelmente, agredido. Ao ver que um dos agentes começa a se aproximar, ele inicia uma série de agressões verbais.

“Tem um filho da p… querendo invadir minha casa. Esse m… tá achando que ele é o que? Não pise na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara. Você é um lixo, seu m… Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um b… aqui é Alphaville , mano!”, dispara Storel.

Veja Também:  São Paulo: acusado de agressão, empresário humilha e chama PM de "lixo"; assista

Na sequência, o empresário diz que ganha R$ 300 mil e o PM apenas R$ 1 mil enquanto, em uma tentativa de humilhar o agente, que permanece sem esboçar reações. Por fim, Storel afirma que o PM não o conhece e que vai processá-lo.

Leia também: Madrugada de fogo e fúria: protestos nos EUA deixam mortos e rastro de destruição

Após a chegada de outras viaturas, o empresário foi algemado e encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher de Alphaville, mas liberado pouco depois após assinar termo circunstanciado. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, a mulher dele não quis dar continuidade à denúncia de ameaça e injúria. Em depoimento, ele negou que tenha ameaçado ou agredido a esposa e que não se lembra de ter ofendido os agentes.

Nas redes sociais, muitos elogiaram a calma do PM envolvido, mas outros apontaram a diferença de postura em situações semelhantes e questionaram se o agente teria agido da mesma forma se a cena se passasse na periferia .

Leia também: Com máscaras e tochas, grupo “300 do Brasil” protesta em frente ao STF; assista

Veja Também:  Para renomado cientista, Brasil está caminhando contra a ciência

“imagine que fosse um PROFESSOR revindicando melhores condições de trabalho?”, disse um perfil no Twitter. “E se fosse na periferia? Consegue enxergar a diferença de tratamento? E se fosse um homem Negro?”, apontou outro usuário.

Continue lendo

Nacional

Bebê de seis meses morre vítima da Covid-19 em Santos

Publicado


source

A Prefeitura de Santos divulgou um boletim no último sábado (30) com o número atualizado de óbitos da cidade, que fica no litoral de São Paulo. Segundo o A Tribuna , o município já registra 149 óbitos e, entre as seis novas vítimas que entraram para essa estatística, está um bebê de apenas seis meses. Ele tinha um histórico de malformação congênita e acabou não resistindo a Covid-19.

Leia também: OMS diz que Covid-19 não é doença somente de idosos

UTI neonatal
Reprodução

Bebê de seis meses não resistiu a Covid-19 em Santos


Leia também: Com 28.834 mortes por novo coronavírus, Brasil ultrapassa França

Além do bebê, duas mulheres, sendo uma de 56 anos e outra de 83 anos, e três homens, com idades entre 69 e 85 anos, são as demais vítimas da doença. Santos ainda aguarda o resultado de outras 24 mortes que podem ter sido causadas pela Covid-19 .

Leia também: Pesquisadora alerta que Covid-19 é apenas “ponta do iceberg”

A cidade possui mais de 3,5 mil casos confirmados da doença e, no sábado, a Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) recebeu mais 77 notificações. Santos está recebendo pacientes de cidades vizinhas para internação e taxa de leitos de UTI ocupados diminuiu de 76% para 70% na rede pública.

Veja Também:  Bebê de seis meses morre vítima da Covid-19 em Santos

Continue lendo

Nacional

Com máscaras e tochas, grupo “300 do Brasil” protesta em frente ao STF; assista

Publicado


source
300
Reprodução/Instagram

Grupo, que contava com a presença da ativista Sara Winter, usava máscaras e carregava tochas

Na madrugada deste domingo (31), o grupo autointitulado “300 do Brasil”, que apoia o presidente Jair Bolsonaro e conta com a participação da ativista Sara Winter , fez um protesto em frente ao STF. Entoando palavras de ordem, eles atacaram a instituição e fizeram referências diretas ao ministro Alexandre de Moraes , responsável pela investigação da PF contra as fake news e que tem a própria Winter como um dos principais alvos.

Leia também: Bolsonaro ataca imprensa e fala em “negociar bilhões” para acabar com fake news

Nas imagens, que foram compartilhadas pelo grupo ” 300 do Brasil ” e por Winter nas redes sociais, eles gritavam “viemos cobrar, o STF não vai nos calar” e “Careca togado, Alexandre descarado” enquanto realizavam uma performance ao som de uma música. As frases eram intercaladas por gritos de “ahu”, expressão que remete ao filme 300, que dá nome ao grupo e conta a história de soldados espartanos.

O grupo, que está acampado na Esplanada dos Ministérios, é investigado pela Procuradoria-Geral da República por suposta “formação de mílicia”, apontada em denúncia de partidos da oposição. Entre os membros, há muitos defensores do fechamento do Congresso e do STF , além do ódio compartilhado pela “esquerda” do Brasil.

Leia também: Madrugada de fúria: protestos nos EUA deixam mortos e rastro de destruição

Na postagem, Sara Winter definiu o ministro Alexandre de Moraes como alvo principal e o chamou de “Deus do Olimpo”, afirmando que ele particou atos de “atrocidade com violação à integridade física, dignidade, liberdade de expressão, liberdade individual, privacidade, intimidade, segurança, reunião pacífica sem armas em locais abertos e públicos, trabalho lícito, principalmente de jornalistas investigativos e cidadãos de bem em busca da verdade, e direito à propriedade com invasão domiciliar com apreensão de instrumentos de trabalho”.

View this post on Instagram

AÇÃO CONTRA ALEXANDRE DE MORAES Em função de todas atrocidades praticadas pelo Deus do Olimpo, ALEXANDRE DE MIRAES, com violação à integridade física, dignidade, liberdade de expressão, liberdade individual, privacidade, intimidade, segurança, reunião pacífica sem armas em locais abertos e públicos, trabalho lícito, principalmente de jornalistas investigativos e cidadãos de bem em busca da verdade, e direito à propriedade com invasão domiciliar com apreensão de instrumentos de trabalho, o ACAMPAMENTO OS 300, liderado pela ativista conservadora Sara Winter e apoiadora do presidente Bolsonaro, nos reunimos HOJE à partir das 23:00 hs, em frente ao Soviético Tribunal Federal, vulgo STF. Diferentemente dos Black blocks e ANTIFA de Guilherme Boulos, com guerrilha armada, treinada e preparada para matar, depredar patrimônios públicos e culturais, e gerar o caos por onde passa — o ACAMPAMENTO OS 300 apenas mostra que veio para ficar e defender a soberania da nossa pátria amada, óh mãe gentil, e apoiar DE GRAÇA o presidente Bolsonaro. NINGUÉM NOS CALARÁ!

A post shared by Sara Winter (@_sarawinter) on May 30, 2020 at 9:24pm PDT

“Diferentemente dos Black blocks e ANTIFA de Guilherme Boulos, com guerrilha armada, treinada e preparada para matar, depredar patrimônios públicos e culturais, e gerar o caos por onde passa — o ACAMPAMENTO OS 300 apenas mostra que veio para ficar e defender a soberania da nossa pátria amada, óh mãe gentil, e apoiar DE GRAÇA o presidente Bolsonaro . NINGUÉM NOS CALARÁ!”, finalizou Winter.

Veja Também:  Bebê de seis meses morre vítima da Covid-19 em Santos
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana