conecte-se conosco


Cidades

BOMBA! MPE pede bloqueio de R$ 848 mil do prefeito de Rondonópolis José Carlos do Pátio

Publicado

José Carlos do Pátio é acusado de autorizar compra superfaturada de equipamentos médicos. Investigação vê indícios de que empresa seja mera fachada.

O Ministério Público Estadual (MPE) requereu a Justiça no dia 8 deste mês o bloqueio de patrimônio do prefeito de Rondonópolis (225 km ao Sul de Cuiabá), José Carlos do Pátio (Solidariedade) na ordem de R$ 848 mil diante da suspeita de superfaturamentos na compra de equipamentos-médicos hospitalares destinados a pacientes diagnosticados com coronavírus (Covid-19).

O pedido está concluso para decisão no gabinete do juiz da 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Rondonópolis, Francisco Rogério Barros.

Também foram denunciados por improbidade administrativa a ex-Secretária Municipal de Saúde, Izalba Diva de Albuquerque, a gerente do Departamento de Administração e Finanças da Secretaria Municipal de Saúde, Vanessa Barbosa Machado Alves, o empresário Danilo Aparecido Daguano Ferreira da Silva e a pessoa jurídica Casa Hospitalar Ibiporã Eireli-ME.

A ação civil pública por improbidade administrativa assinada pelo promotor de Justiça Wagner Antônio Camilo narra que o prefeito José Carlos do Pátio assinou o contrato 347/2020 com a Casa Hospitalar Ibiporã Eireli-ME, sem licitação, para a compra de aspirador de secreção, câmara de hemoderivados, cardioversor, desfibrilador, detector de batimento cardíaco-fetal, ultrassom, ventilador pulmonar mecânico e volumétrico, ventilômetro, microscópio laboratorial, monitores multiparâmetro, e cardiotacógrafo.

Veja Também:  Secretário de Agricultura Familiar participa de reunião na ALMT

Os equipamentos, adquiridos pelo valor de R$ 2,529 milhões, foram destinados aos leitos hospitalares abertos em caráter emergencial para atender a saúde pública e abrigar pacientes diagnosticados com Covid-19.

Chama a atenção que o município autorizou uma ordem de pagamento à empresa no valor de R$ 2,409 milhões um dia após o contrato ser formalmente celebrado.

As investigações ainda apontaram a suspeita de que a empresa fornecedora seja de mera fachada. Uma inspeção in loco foi feita no município de Ibiporã, interior do Paraná, e identificou total falta de estrutura da empresa.

“O local trata-se de um mero imóvel permanentemente fechado, com caixas jogadas e espalhadas pelo chão, como visto pelo lado de fora pela servidora ministerial que cumpriu a diligência, e sem nenhum letreiro ou mesmo fachada real de um comércio! Quem passa pelo local não tem nenhum conhecimento de que ali se encontra sediada uma empresa que contratou mais de R$ 2 milhões de reais de fornecimento de equipamentos médico-hospitalares em plena pandemia de Covid-19!!”, diz um dos trechos.

Veja Também:  Secretário presta informações à Comissão de Agropecuária da ALMT

Outro lado

A reportagem do LIVRE tentou contato com a Prefeitura de Rondonópolis, mas até o momento não obteve sucesso.

Fonte O LIVRE

Publicado em: 12 de abril de 2021 11:45

DA REDAÇÃO

publicidade

Mato Grosso

SAÚDE I Deputado Claudinei articula reunião entre representantes do Coress e APOR

Publicado

Os representantes da Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis apresentaram os projetos e resultados obtidos pela instituição

 

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) já iniciou as devidas articulações para fortalecer as parcerias com a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (APOR) que atende a população das regiões sul e sudeste de Mato Grosso. O primeiro passo foi dado, na tarde desta segunda-feira (10), com a reunião junto ao prefeito de Poxoréo, Nelson Paim (PDT), que preside o Consórcio Regional de Saúde Sul de Mato Grosso (Coress) – triênio 2021/2023 – e os representantes da instituição.

 

O vice-presidente Adevaldo Narciso da Costa e as gestoras Silvana Faustino Santana e Marleide Narciso da APOR mostraram os trabalhos desenvolvidos, projetos a serem executados e os resultados obtidos até o momento pela unidade. Inicialmente, eles apresentaram o projeto executivo para a construção de uma nova Casa de Apoio para abrigar 60 pessoas, em terreno doado de cerca de 1 mil m², com o valor estimado de R$ 1,6 milhões.

A APOR apresentou o projeto da Casa de Apoio com 60 lugares para abrigar pacientes

A Associação possui uma Casa de Apoio que abriga no máximo 23 pacientes e familiares, sendo necessário ampliar o espaço. “A APOR existe há 12 anos e atende as regiões sul e sudeste de Mato Grosso. Ela surgiu através da ideia de Casa de Apoio para o pessoal que ia fazer quimioterapia, em Rondonópolis, e não tinha onde ficar. Foi aí que começou, até acontecer a fundação de uma Associação para poder receber doações”, ressalva Adevaldo.

Veja Também:  Deputado articula derrubada de veto para garantir vacinação de professores

 

De acordo com a gestora Marleide, a instituição foi ganhando credibilidade com o passar do tempo pelos serviços oferecidos, baseados na excelência e segurança do paciente. “Eu trabalhava na Santa Casa, em 2006, quando o hospital começou a atender casos de pacientes com câncer. Nesta época, não tinha credenciamento de nada”, lembra.

 

Indicadores

 

Ela apresentou os principais indicadores dos serviços prestados pela APOR, desde a sua criação, sendo que já realizou 17 mil consultas, 28 mil mamografias, pagamentos de mais de mil incentivos aos médicos para cirurgias oncológicas e atingiu acima de 50 mil atendimentos. “Os momentos que a Santa Casa enfrentava uma crise financeira, a APOR começou a ajudar com o pagamento dos cirurgiões”, detalha Marleide.

 

A entidade é sem fins lucrativos, de caráter beneficente e assistencial, cujo custeio da Associação é de uma média de R$ 150 mil, sendo que com a pandemia da Covid-19 houve uma redução na arrecadação de recursos. “Não pudemos fazer eventos para ajudar a levantar recursos. Temos funcionários, médicos, não podemos mexer com este dinheiro. Todos os municípios das regiões sul e sudeste passaram por nós. Quando o município não tem condições, a gente faz cortesia”, comenta a gestora.

 

O presidente Nelson acertou em visitar a sede da APOR para conhecer a estrutura de perto e sugeriu que os integrantes da instituição levem também informações sobre os serviços prestados aos prefeitos e secretários de saúde dos municípios atendidos. “Conheço já o trabalho da APOR. O deputado Claudinei veio estes dias aqui, dando a ideia de criar uma Casa de Apoio. É importante avaliar a legalidade de transferência de recursos. Da minha parte, como presidente do Consórcio, não vejo problema em colaborar, só precisamos ver a parte jurídica. Vou levar essa ideia para todos os prefeitos do Consórcio”, posiciona Paim.

Veja Também:  Secretário presta informações à Comissão de Agropecuária da ALMT

 

O deputado Claudinei adiantou que vai conversar, nesta terça-feira (11), com o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), para ver a possibilidade de colaborar com Associação por meio de recursos oriundos do duodécimo da Casa de Leis.

 

Estrutura – A APOR busca acolher e atender de forma humanizada os pacientes e possui Centros de Imagens para a realização de mamografias e de Prevenção com fisioterapia, nutricionistas e psicólogos. Desde 2012, atua em parceira com a Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis.

 

Entidade – A Associação foi fundada em 2009 e é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). Alguns projetos voluntários desenvolvidos pela instituição são os “Doutores da Alegria”, distribuição de cestas básicas, doação de cabelos para a produção perucas, prótese de silicone que são inseridos em sutiãs, lenços para a cabeça, entre outras iniciativas que visam contribuir com a auto-estima das mulheres.

Informações:

Samantha dos Anjos – Assessoria de Imprensa

(65) 99639 9715

DA REDAÇÃO

Continue lendo

Política MT

Deputado Nininho apresenta indicações nas áreas de infraestrutura e telefonia para Rodovia do Peixe, em Rondonópolis

Publicado

“As melhorias apontadas são relevantes, especialmente para o fomento das atividades comerciais ligadas ao turismo”, asseverou o deputado estadual Nininho.

 

De acordo com o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, as demandas acerca de Infraestrutura e telefonia móvel foram entregues pelo presidente da Associação dos Pequenos produtores Rurais da Gleba Selva de Pedra e Gleba São José da Boa Esperança, Alcimar Borges, que recentemente esteve no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), com apontamentos importantes para a população que reside às margens da MT-471, denominada Rodovia do Peixe. A reunião também foi acompanhada por Silvana Maria, membro da Associação.

 

Conforme a indicação nº 2893/2021, o deputado solicitou à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SINFRA), estudos com a finalidade de viabilizar a implantação de uma ciclovia ao longo da Rodovia do Peixe. “Temos pontos relevantes para a implantação da ciclovia, primeiro porque vai atender a população local  com o trânsito de bicicletas na via com segurança, e segundo, porque vai promover o turismo e o laser  com os passeios”, justificou o deputado.

Veja Também:  Comissão de Segurança da ALMT apresenta moção de aplausos à Polícia Civil do RJ

 

Já a indicação nº 2895/2021, também à SINFRA, diz respeito à duplicação do início da pavimentação asfáltica da Rodovia do Peixe. Para Nininho, a solicitação é um anseio de toda a população. “Nós precisamos melhorar o fluxo de trânsito e, promover a segurança aos condutores e pedestres, a duplicação vai evitar acidentes, especialmente no início da Rodovia até o final da Avenida Daniel Clemente, no perímetro urbano de Rondonópolis”, explicou o parlamentar.

 

Sobre a telefonia móvel e internet ao longo da MT-471, Alcimar Borges, destacou a necessidade de instalação de uma torre de expansão. Sob a indicação nº 2894/2021, ao Governo do Estado e Diretores Regionais de telefonia móvel Vivo, Oi, Claro e Tim. “Nós temos na região as comunidades PA Rio Vermelho, PA Pau D’Alho (Gleba São João), que precisam do acesso com frequência, e ainda temos o comércio local e demais comunidades rurais. Nós temos nesta região aproximadamente 900 pessoas permanentes e, este número se multiplica nos finais de semana”, observou Nininho.

 

O representante da região pontuou que as demandas têm a finalidade de dar qualidade de vida para todos que moram na região, bem como, receber os visitantes com mais conforto. “A Rodovia do Peixe é um lugar admirado por todos que passam por ali, mas é como falamos com o deputado, é preciso pensar nas melhorias para que possamos atender a população e, atrair mais turistas. Acreditamos na gestão do deputado pelas demandas e, desde já agradecemos toda sua atenção conosco”, ratificou Alcimar Borges.

Veja Também:  Secretário presta informações à Comissão de Agropecuária da ALMT

Fonte: Assessoria

DA REDAÇÃO

Continue lendo

Política MT

Zé do Pátio deverá lançar Paulo José para Câmara Federal e abandonar Leonardo e Aylon

Publicado

O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, deverá apresentar para seu eleitorado uma nova opção para a câmara federal nas próximas eleições.

Será Paulo José, ex-secretário de Habitação e hoje chefe do Escritório de Representação do município em Brasília. Paulo José que goza de muita confiança junto ao chefe do executivo municipal, tem grande influência junto ao empresariado, é tipo mineirinho, de fala mansa e compassada, inclusive era a carta na manga que pátio guardava como seu vice na última eleição, que culminou na indicação de Aylon Arruda.  Segundo fontes que não quer se identificar, ao menos nesse momento, Paulo poderá inclusive lançar sua candidatura pelo Partido Progressista (PP), que tem hoje o vereador Ozeas Reis, que pertence a base do prefeito e que inclusive recebeu incentivo do Ex-secretário e seu chefe, Paulo José inclusive seria o responsável por negociar a adesão de ex dirigentes do PRTB local, como integrantes da nova executiva do partido no município, e tudo com vistas à aglutinar apoio ao seu projeto À câmara federal.  Segundo informações, o Ex-secretário de esportes do município Jailton Nogueira e o empresário Carlos César que integravam o PRTB, na condição de presidente e tesoureiro respectivamente, hoje fazem parte da executiva do PP no município através de um acordo junto ao futuro federal de pátio. O apoio do prefeito tem relevância e peso político porque, de certa forma, consegue atrair para a candidatura a militância, chamada de massa popular, responsável por mantê-lo no poder há décadas.

Veja Também:  Governador sanciona lei que reconhece atividades escolares como essenciais

A opção do prefeito pelo apoio ao aliado expõe o racha dentro do SD com o deputado federal Leonardo Albuquerque, que buscará a reeleição e, desta vez, sem Pátio como principal cabo eleitoral, noutra vertente, a adesão de pátio ao projeto de seu aliado de primeira hora, poderá causar outro grande conflito em sua base, pois nesse momento também se ventila a possibilidade de seu vice-prefeito disputar uma vaga também a Câmara federal, pelo PSD de Nininho e Fávaro seus principais apoiadores na campanha para reeleição.

É aguardar para ver o desfecho desse jogo.

 

DA REDAÇÃO

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana