conecte-se conosco


Esportes

Botafogo vence Avaí e deixa zona do rebaixamento

Publicado

No jogo que encerrou a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro o Botafogo venceu o Avaí por 2 a 0 nesta segunda (11) no estádio Nilton Santos. Com este resultado a equipe carioca deixou a zona do rebaixamento.

O Botafogo abriu o marcador aos 12 minutos graças a um gol contra do zagueiro Ricardo. O meia Cícero levanta na área e o defensor acaba cabeceando, por cobertura, para a meta defendida por Vladimir.

O segundo gol do time carioca saiu apenas aos 42 minutos da etapa final, em cobrança de pênalti de Diego Souza.

Edição: Fábio Lisboa

Veja Também:  Campeonato Francês volta em agosto para temporada 2020/2021
publicidade

Esportes

Paulistão tem data de inscrição ampliada e rebaixamento mantido

Publicado


.

O conselho técnico que reuniu Federação Paulista de Futebol (FPF) e dirigentes dos 16 clubes da primeira divisão (Série A1) do Campeonato Paulista decidiu nesta quinta (9) pela manutenção do regulamento específico prévio da competição, paralisada desde 16 de março por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Segundo a nota divulgada pela FPF, “se fez necessária apenas uma adequação nas datas das partidas, de registro e de inscrição de atletas”.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Com união, prudência e respeito à vida. Nos vemos em 22 de julho. #FutebolPaulista

Uma publicação compartilhada por Paulistão Sicredi 2020 (@paulistao) em 9 de Jul, 2020 às 6:31 PDT

Após liberação do Governo do estado de São Paulo, o torneio será reiniciado em 22 de julho com portões fechados. A nova data limite para registro de atletas é 20 de julho, com a inscrição de novos jogadores até 21 de julho. Com a manutenção do regulamento específico, está confirmado que haverá rebaixamento no Estadual. Se o torneio acabasse hoje, cairiam para a Série A2 (segunda divisão) Ponte Preta e Botafogo de Ribeirão Preto.

Veja Também:  Fluminense supera Flamengo e conquista Taça Rio

O Botafogo, conforme a FPF, foi justamente o único a pedir adiamento do reinício do Estadual e a se manifestar contra a adequação nas datas de registro e inscrição, o que, segundo a nota, o presidente do Conselho de Administração botafoguense, Adalberto Batista, qualificou como “mudança de regulamento”. Até a publicação deste texto, o clube não se pronunciou.

Para autorizar o reinício da primeira divisão, o governo paulista determinou que os jogos fossem disputados somente em municípios situados na terceira das cinco fases de flexibilização da quarentena no estado (a amarela). Até o momento, apenas a cidade de São Paulo e parte da região metropolitana da capital estão neste estágio. As etapas são revistas pelo governo a cada 15 dias, conforme evolução nas ações de contenção da pandemia.

No comunicado, a federação afirmou que “com a constante atualização das cores das regiões, os locais e horários das partidas serão definidos nos próximos dias e comunicados oficialmente”. A entidade também informou que custeará transporte e hospedagem de times que não puderem atuar em suas cidades, se os clubes assim solicitarem. Atualmente, das 17 regiões do estado, 10 estão na fase vermelha (a de maior restrição) e cinco (além de outra parte da região metropolitana da capital) na laranja (segunda etapa de maior restrição).

Veja Também:  Campeonato Francês volta em agosto para temporada 2020/2021

O Paulistão retornará para conclusão das duas últimas rodadas da primeira fase e a disputa do mata-mata. Ao todo, são seis datas e 24 jogos até o término do torneio, previsto para 8 de agosto. No mesmo fim de semana, segundo calendário da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), começam as Séries A, B e C nacionais, que reúnem 10 equipes da Série A1.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

CBF anuncia novo calendário do futebol brasileiro

Publicado


.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta (9) a atualização do calendário das competições administradas pela entidade, que foram suspensas ou adiadas por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Mas, mesmo com as mudanças de datas, os regulamentos foram mantidos. Agora, todas as disputas em nível nacional começarão nos meses de agosto e setembro, e encerrarão somente no ano que vem.

Desta forma, a série A começa em 9 de agosto de 2020, terminando em 24 de fevereiro de 2021. Já a série B inicia em 8 de agosto de 2020 e encerra em 30 de janeiro de 2021. A série C dá o ponta pé inicial em 9 de agosto, com final em 31 de janeiro. Esta temporada marca a estreia do novo sistema de disputa da competição, aprovado por todos os 20 clubes participantes no Conselho Técnico de março deste ano. Por fim, a série D começa em 6 de setembro de 2020 e termina em 7 de fevereiro de 2021.

A Copa do Brasil, que já começou, e foi interrompida na terceira fase, reinicia em 26 de agosto e encerra em 10 de fevereiro.

Veja Também:  Campeonato Francês volta em agosto para temporada 2020/2021

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, diz que as alterações foram necessárias para concluir as competições impactadas pela pandemia: “Este redesenho é a forma que encontramos para entregar o calendário integralmente e garantir o cumprimento dos compromissos assumidos pelos clubes com os detentores de direitos televisivos, patrocinadores e apoiadores”.

Com o calendário apertado por causa do longo período de inatividade das competições gerenciadas pela CBF (entre março e agosto), este ano haverá jogos em datas atípicas no futebol brasileiro. As semifinais da Copa do Brasil serão disputadas em 23 de dezembro e 30 de dezembro. No ano que vem, também haverá novidades, na primeira quinzena de janeiro serão realizadas partidas pelas quatro séries do Campeonato Brasileiro. Este intervalo, geralmente, integram o período de férias e pré-temporada dos jogadores que atuam no Brasil. Porém, o direito constitucional dos atletas foram antecipados para abril, o que permitiu esta alteração no cronograma.

Copa do Nordeste

A competição regional, que foi interrompida em março durante a oitava e última rodada da fase de grupos, retornará em 21 de julho. As finais serão disputadas nos dias 1° e 4 de agosto. Já as quartas e semifinais serão definidas em jogos únicos. Os jogos restantes da competição serão disputados em sede única, no estado da Bahia.

Veja Também:  CBF anuncia novo calendário do futebol brasileiro

Competições internacionais

A Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana ainda não têm datas de retorno. A decisão pela retomada das duas competições é de responsabilidade da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), que ainda não divulgou a atualização do cronograma dos jogos. A entidade internacional completa 104 anos de existência, e a CBF aproveitou para parabenizar a confederação continental.

Eliminatórias da Copa do Mundo

Em nota, a CBF confirmou que a FIFA adiou para setembro as duas primeiras rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, que estavam previstas para março de 2020. A seleção brasileira jogará contra Bolívia, no Maracanã, e contra o Peru, fora de casa. Os dias dos jogos ainda precisam ser definidos.

Em 2020 ainda haverá mais quatro datas para partidas classificatórias, 8 e 13 de outubro e 12 e 17 de novembro.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Ginasta Luís Porto busca ritmo perdido na pandemia: “Recomeço”

Publicado


.

Foram aproximadamente 60 dias afastado do ginásio. Agora, na corrida para Tóquio, o integrante da equipe brasileira campeã do Pan-americano de Lima quer recuperar o tempo perdido.

No dia 13 de maio, o Grêmio Náutico União de Porto Alegre foi um dos primeiros clubes poliesportivos e sociais do Brasil a reabrir as instalações após o fechamento forçado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). A partir daquele dia, cinco modalidades puderam retomar os treinamentos. Uma delas foi a ginástica artística, que tem como um dos maiores expoentes do atual time o campeão pan-americano por equipes e medalhista de bronze no salto na Universíade do ano passado, Luís Porto.

“O Rio Grande do Sul foi um dos primeiros a retomar os trabalhos. E o União, junto com a Sogipa, foi um dos primeiros clubes do país a permitir a voltar aos treinos. As primeiras semanas foram de trabalhos bem leves com a parte técnica ainda bem básica e muito físico. E, agora, aos poucos estamos retomando o trabalho técnico, mas é claro que sem deixar de lado a parte física, pois perdemos muito tempo nessa quarentena”, diz o ginasta gaúcho à Agência Brasil.

Os quase dois meses sem frequentar o ginásio foram difíceis. “Até mesmo nas férias, não ficamos mais do que 20 dias longe. Foi uma experiência nova”, declarou. Até mesmo depois do rompimento do tendão de aquiles da perna direita em 2018, que o afastou do Mundial de Doha, o período de inatividade foi menor. “Com um mês de cirurgia, já conseguia fazer trabalhos físicos de membros superiores. Então, mesmo estando no meio de um ciclo olímpico, posso dizer, sim, que está sendo um recomeço. É preciso conciliar bem tudo isso”.

seleção ginástica seleção ginástica

Porto celebra com a equipe brasileira o ouro no Pan de Lima – Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br/Direitos Reservados

Veja Também:  Interino do Benfica evita comentar possível contratação de Jorge Jesus

Sem a participação do ginasta do Grêmio Náutico União, a equipe brasileira garantiu a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio no Mundial de Stuttgart em outubro do ano passado. Mas, com o adiamento de praticamente todo o calendário de competições por causa da pandemia do novo coronavírus, a definição dos nomes que irão compor a equipe brasileira segue sem uma data para ocorrer. Mas, é claro, que Luís Porto quer uma delas: “Não sei ainda como vai acontecer. Ninguém está garantido. O foco de todos está nos Jogos Olímpicos. Vínhamos trabalhando online durante a pandemia. Vamos ver o que vai acontecer. O que decidirem, acredito que vai ser o melhor, independente se eu estiver dentro ou não”.

Conquistas de 2019

Se o gaúcho não participou do Mundial da Alemanha, ele esteve ao lado do Arthur Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza e Francisco Barretto na campanha que deu o ouro ao Brasil no Pan de Lima, em agosto de 2019. “Foi um momento muito especial. Estar lá após minha lesão e, no meu segundo ano de seleção, ter sido escolhido para estar lá ao lado de medalhistas olímpicos e mundiais foi fundamental para meu crescimento. Eles são alguns dos meus ídolos, e sabem disso. Tinha que fazer o meu, torcer por eles e eles torcerem por mim. Foi incrível”, recorda. Outra vitória muito comemorada foi a conquista da medalha de bronze na Universíade de Nápoles na prova de salto. “Foi minha primeira competição internacional depois da cirurgia. Quando aconteceu a seletiva, não esperava conseguir a vaga. No Brasileiro, competi os seis aparelhos e consegui me classificar para a Universíade no individual geral e no salto. No geral, não fui tão bem, mas no salto tive a felicidade de cravar o meu primeiro depois da cirurgia. Foi uma grande vitória”, conclui.

Veja Também:  Ginasta Luís Porto busca ritmo perdido na pandemia: "Recomeço"

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana