RONDONÓPOLIS

Saúde

Brasil ultrapassa 480 mil mortos pela Covid-19 nesta quinta

Publicados

em


source
Brasil já tem mais de 480 mil mortos pela Covid-19
Mortes

Brasil já tem mais de 480 mil mortos pela Covid-19


O Brasil registrou 2.504 mortes pela Covid-19 nesta quinta-feira (10), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o Brasil chegou ao número de 482.019 mortes. Já o número de infectados está em 17.210.969, com 88.092 novos casos confirmados nas últimas 24 horas.

O ranking de estados com mais mortes pela Covid-19 é liderado por São Paulo (116.693), Rio de Janeiro (52.371) e Minas Gerais (42.319). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (1.672), Acre (1.699) e Amapá (1.745).

Em relação aos casos confirmados, São Paulo também lidera, ultrapassando 3,4 milhões de casos. Minas Gerais, com mais de 1,6 milhão, e Paraná, com mais de 1,1 milhão de casos, aparecem na sequência. O estado com menos casos de Covid-19 é o Acre (83.665), seguido por Roraima (105.517) e Amapá (113.549).

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Desde o início de junho do ano passado, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Fonte: IG SAÚDE

Propaganda

Saúde

Sociedades médicas se mobilizam contra procedimentos estéticos ilegais

Publicados

em


source
Sociedades médicas se mobilizam contra procedimentos estéticos ilegais
Foto: Pixabay

Sociedades médicas se mobilizam contra procedimentos estéticos ilegais

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) anunciaram hoje (21) um pacto para atuação contra procedimentos médicos estéticos feitos de forma irregular.

A iniciativa foi tomada diante da divulgação de diversas denúncias de cirurgias e processos estéticos realizados por profissionais sem a formação exigida e desrespeitando as obrigações legais.As associações querem fiscalizar o cumprimento do Ato Médico (Lei 12.842/2013), que restringe aos médicos a “indicação da execução e execução de procedimentos invasivos, sejam diagnósticos, terapêuticos ou estéticos, incluindo os acessos vasculares profundos, as biópsias e as endoscopias”.

As três entidades querem desenvolver iniciativas para sensibilizar a população e diferentes instituições públicas no sentido de valorizar essas obrigações e fiscalizar atitudes que violam tais exigências.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Mauro Enokihara, o tempo de preparação dos médicos para a realização de procedimentos invasivos, inclusive os estéticos, é um fator que traz maior segurança para quem se submete a este tipo de procedimento.

“Outras categorias profissionais não possuem este preparo técnico necessário para ações invasivas, como cirurgias e aplicações. Por exemplo, para ser considerado dermatologista o médico passa por um processo de formação de mais de 9 mil horas. Enquanto que não médicos afirmam estar aptos a fazerem procedimentos com cursos que duram entre 300 e 400 horas”, pondera.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

São Paulo suspende vacinação contra Covid nesta terça-feira por falta de doses

Publicados

em


source
Vacinação
Reprodução

Vacinação

A vacinação, na cidade de São Paulo, contra covid-19 foi suspensa na próxima terça-feira (22), para ambas as doses e em todos os postos de saúde. A medida foi tomada pela falta de doses. Hoje, pelo menos  300 postos de saúde interromperam a vacinação por não terem vacinas. 

O calendário foi alterado e na terça-feira os locais de vacinação serão reabastecidos. Em resposta ao UOL, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, disse que as datas para outras idades serão definidas amanhã. É esperado pela pasta o recebimento de 188 mil doses.

Na próxima quarta-feira (23), apenas pessoas de 49 anos ou mais poderão ser vacinadas. A primeira versão do calendário de fracionamento de doses adotado pela prefeitura contemplava na mesma data pessoas de 48 anos. Agora, elas foram remanejadas para a quinta-feira (26).

A principal justificativa para a falta de doses foi a alta vacinação do público entre 50 e 59 anos. Aproximadamente 90% do público compareceu aos postos e foram imunizado.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

Passa de 300 o número de UBSs sem vacinas contra a Covid-19 em São Paulo

Publicados

em


source
Após receber as denúncias, as reclamações são encaminhadas para uma unidade do Ministério Público para que as providências legais sejam tomadas
Rovena Rosa/Agência Brasil

Após receber as denúncias, as reclamações são encaminhadas para uma unidade do Ministério Público para que as providências legais sejam tomadas


Mais de 300 Unidades Básicas de Saúde (UBS) não tinham mais vacinas contra a Covid-19 na cidade de São Paulo nesta segunda-feira (21) até às 17 horas. Segundo a plataforma “De Olho na Fila” , a falta de doses aumentou ao longo do dia. Às 13h20, eram 155 os locais sem funcionar.

A zona mais afetada foi a Norte, onde o que equivalente a 91% do total de postos estão inoperantes. A segunda região mais afetada é a Sul, com 81% dos locais de vacinação fechados. Já a Leste tem 83 unidades fechadas, o que equivale a 44% do total.

As regiões Oeste e Centro não foram tão afetadas e quase todos os postos por lá estão operando, de acordo com a plataforma da prefeitura. Há, no entanto, um posto fechado na Zona Oeste e dois locais sem vacina na região central.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, este é um problema pontual causado pela alta demanda após a abertura de novos grupos de vacinação. “Para atender a demanda, estão sendo feitos remanejamento/abastecimento de doses entre as unidades vacinadoras do município, para garantir a vacinação nos territórios”, afirmou em nota.

Na última sexta-feira (18), a capital paulista passou a permitir que pessoas com 18 anos ou mais pudessem se inscrever na fila de espera para doses remanescentes — conhecida como “xepa da vacina”. A medida gerou uma corrida para o cadastro e longas filas.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana