conecte-se conosco


Política MT

Cáceres recebe o título de Capital Estadual da Pesca Esportiva

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / Secretaria de Comunicação Social

É conhecido como “Princesinha do Paraguai” e também como a “Cidade Portal do Pantanal”.  Mas, a partir de 23 de agosto de 2019, o município de Cáceres passou a ser conhecido também como a Capital Estadual da Pesca Esportiva.

Nesse dia, o governador Mauro Mendes (DEM) sancionou a proposta do ex-deputado estadual e hoje deputado federal Dr. Leonardo (SD), transformando-a na Lei nº 10.933. De acordo com a lei, a intenção do parlamentar é de fortalecer o turismo na região e ampliar as ações socioambientais, gerando emprego e desenvolvimento para toda Cáceres.  De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população é estimada em 94.374 habitantes.

O título é um reconhecimento ao município que há 38 anos realiza o Festival Internacional de Pesca Esportiva (FIPe), atraindo turistas de todas as regiões do Brasil e do exterior. O cenário para a prática esportiva é o rio Paraguai, onde os amantes da pesca esportiva participam da maior competição da pesca embarcada em água doce do mundo.

Por isso não foi à toa que, em 2010, o festival foi registrado no livro dos recordes, o Guinness Book. A entidade o consagrou como a maior competição de canoa a remo do mundo. Além da pesca, o evento serve para divulgar a história da cultura, da gastronomia e das riquezas da fauna e da flora da região. Cáceres está localizado a 214 quilômetros de Cuiabá.

Foto: MARCOS LOPES / ALMT

Técnico da Secretaria Municipal de Turismo de Cáceres, coordenador de pesca do FIPe há 28 anos e guia de turismo, Claudionor Duarte Correa acredita que a nova lei deve potencializar ainda mais o turismo pesqueiro na região e, com isso, ampliar os projetos voltados à sustentabilidade socioambiental em Cáceres. Mas isso, segundo ele, só será viável se o governo empreender a política de gestão de turismo.

Veja Também:  Diário Oficial publica três novas leis propostas por Silviio Fávero

“É o maior potencial turístico de pesca esportiva do mundo. O festival é uma competição consolidada que atrai mais de 150 mil turistas a cada evento. Em oito meses de preparação, o festival gera em torno de 2.500 empregos diretos e indiretos. A cada evento há cerca de 3.600 embarcações competindo. É um festival que gera emprego e renda. Além disso, divulga o potencial turístico da região para o mundo”, destacou Correa.

Para Claudionor Correa, o governo deve investir em políticas de gestão voltadas a ampliar e fortalecer o turismo em Mato Grosso. “O investimento para esse setor é muito alto. O turismo envolve outras áreas, como, por exemplo, o da cultura. O turismo da pesca esportiva de Cáceres é uma vitrine à divulgação da região para todo o país e exterior”, disse.   

A cada ano, Cáceres se prepara mais para receber os turistas e os amantes da pesca esportiva para o tradicional Festival Internacional de Pesca Esportiva (FIPe). Para o próximo ano, de acordo com o coordenador, o FIPe já está sendo preparado, e a 39ª edição do festival, em 2020, deve ser realizada na primeira quinzena do mês de julho.

De acordo com o deputado federal Dr. Leonardo (SD), a lei fortalece o município na luta por mais recursos junto ao governo do estado e ao governo federal para investimentos no turismo e geração de empregos e receitas financeiras da região. Segundo ele, Cáceres é uma cidade que tem vocação para o turismo e, com isso, atrai os amantes da pesca esportiva.  

Veja Também:  Deputado cobra do governo plano de reestruturação e retomada econômica

“Cáceres consagrada como a Capital Estadual da Pesca Esportiva significa fortalecer os projetos de turismo para toda região. Agora, ficará mais fácil captar recursos para financiar obras estruturantes para atrair mais turistas, impulsionando Cáceres ainda mais no cenário do turismo da pesca esportiva em nível internacional”, disse o parlamentar.

Na Câmara dos Deputados, Dr. Leonardo apresentou o Projeto de Lei nº 5883/2019, que transforma Cáceres na Capital Nacional da Pesca Esportiva. A matéria aguarda despacho do presidente Rodrigo Maia (DEM).

Em Brasília, Dr. Leonardo conseguiu articular a liberação de R$ 180 milhões junto à Caixa Econômica Federal e ao Ministério de Desenvolvimento Regional, para investimentos em obras de saneamento básico (água e esgoto) para o município.  

“Hoje, 95% do esgoto produzido na cidade caem sem nenhum tipo de tratamento no rio Paraguai. Vamos mudar essa realidade. A proposta ainda é de universalizar 100% da água tratada no município”, destacou o parlamentar.

Histórico do FIPe – A edição nº 1 do evento aconteceu em 1980. O festival contou com a participação de 42 competidores, todos do sexo masculino. No ano seguinte, houve um incremento de 71,4% nas inscrições, com a presença de 72 pescadores.

No ano de 1992, o FIPe garante o lugar de honra no Guinness Book – o livro dos recordes – como o maior festival de pesca embarcada em água doce do mundo. Na última edição, realizada em julho de 2019, o 38º FIPe teve a participação de 400 embarcações.  

publicidade

Política MT

Deputado cobra do governo plano de reestruturação e retomada econômica

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O avanço do novo coronavírus vem abalando diretamente os mercados ao redor do mundo e, junto com ele, também tem elevado as preocupações em relação a economia de Mato Grosso. Nesse sentido, o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), apresentou na quinta-feira (2), durante a sessão plenária na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei nº 604/2020 que torna obrigatória a implantação de um plano de reestruturação e retomada da econômica nos casos de restrição de atividades no Estado de Mato Grosso em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). 

Conforme o projeto, fica determinada a obrigatoriedade de apresentação por parte do Poder Executivo Estadual, no prazo de 30 dias, de um plano de reestruturação e retomada das atividades econômicas do Estado de Mato Grosso, com a previsão de condicionantes para o início do processo de abertura da economia, após o período crítico dos efeitos e impactos da Covid-19.

“Até o momento, não vimos nenhum plano de reestruturação econômica para o estado. Precisamos nos mobilizar e trabalhar para que a retomada seja feita de forma correta, preservando a saúde de todos os trabalhadores e todos os cidadãos do estado. Com seriedade, essa propositura é a garantia de que a economia volte ao caminho do crescimento, sem descuidar da vida, o nosso bem mais valioso”, defendeu o parlamentar.

Veja Também:  Deputado solicita 40 novos leitos para o Hospital Regional de Cáceres

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Comissão de Saúde aprova mais 16 projetos para combate ao coronavírus

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Nesta semana a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa aprovou pareceres favoráveis a mais 16 projetos apresentados por deputados estaduais para prevenção e combate ao novo coronavírus (Covid-19) em Mato Grosso.

De autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), o Projeto de Lei nº 459/2020 estabelece a realização de testes em massa para Covid-19 em Mato Grosso. Conforme texto do projeto, para realização dos testes serão priorizados os seguintes grupos: profissionais de saúde da rede pública e privada no exercício da profissão, que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus; profissionais da segurança pública que atuam na abordagem direta ao cidadão; idosos, pessoas do grupo de risco, pessoas com doenças respiratórias, crônicas, baixa imunidade ou outro tipo de enfermidade que favorece o contágio; e pessoas com sintomas do Covid-19.

Também apresentado por Botelho, o PL 544/2020 prevê a instalação de lavatórios públicos em áreas de grande circulação, onde deverão ser disponibilizados água e sabão para higienização das mãos.

O PL 489/2020, de autoria do deputado Silvio Fávero (PSL), define requisitos de segurança da saúde para a prestação de serviços essenciais e não-essenciais durante a vigência do estado de calamidade pública decorrente da pandemia causada pelo novo coronavírus. Os requisitos previstos são: utilização de máscaras em tempo integral, disponibilização de álcool em gel 70%, ou equivalente, para fins de higienização de pessoas e objetos e distanciamento mínimo de 1,5 metro entre pessoas nos espaços, ainda que ao ar livre. O texto também proíbe os estabelecimentos de excederem a lotação máxima de 50% da capacidade total prevista.

Veja Também:  Deputado solicita 40 novos leitos para o Hospital Regional de Cáceres

O PL 327/2020, proposto pelo deputado Thiago Silva (MDB), prevê a criação de uma Linha de Apoios aos Profissionais da Saúde (LAPS) devido à situação de calamidade pública em decorrência do coronavírus. A LAPS deverá assegurar sigilo e escuta qualificada e proporcionar, por meio de um profissional especializado em saúde mental, acolhimento, orientação e suporte emocional aos trabalhadores da saúde e seus familiares.

Apresentado pelo deputado João Batista, o PL 471/2020 foi aprovado nos termos do substitutivo integral nº 1 e torna obrigatório a realização de teste de detecção da Covid-19 em todas as amostras de sangue de doadores em Mato Grosso.

O PL 223/2020, de autoria do deputado Valdir Barranco (PT), dispõe sobre a política estadual de Operações de Emergência em Saúde Pública para prevenir e combater a infecção humana pelo novo coronavírus e também foi aprovado nos termos do substitutivo integral nº 1. Conforme a proposta, a política instituída consistirá em disponibilizar permanentemente uma equipe multiprofissional para o plano de contingência de emergência sanitária, com a finalidade de monitoramento de ações de vigilância epidemiológica, assistência e comunicação.

Confira os demais projetos aprovados esta semana:

PL 334/2020 – Institui ao poder público a fornecer e incentivar o uso de máscaras, álcool gel e equipamento de aferição de temperatura em entidades de Organização não Governamentais – ONG’s de assistência social que prestam serviços no enfrentamento ao novo coronavírus, no âmbito do estado de Mato Grosso e dá outras providências.

PL 390/2020 – Reconhece o falecimento, em virtude da COVID-19 contraída por servidor público civil ou militar estadual, como acidente em serviço para fins de pagamento de pensão especial.

Veja Também:  'Não podemos perder a esperança', diz Janaina Riva após aprovação da PEC da Previdência

PL 401/2020 – Institui o “Pit Stop Caminhoneiro contra Coronavírus”, nas rodovias do estado de Mato Grosso, enquanto perdurar o estado de emergência na saúde pública do estado, decorrente do novo coronavírus, vetor da Covid-19 e dá outras providências. 

PL 509/2020 – Reconhece o Interesse público e a essencialidade dos serviços prestados pelas feiras livres na pandemia do Coronavírus e autoriza seu funcionamento, na forma que menciona. PL 461/2020 – Institui o uso de marcadores de distanciamento social no Estado de Mato Grosso. 

PL 436/2020 – Cria o programa estadual de incentivo às doações para a saúde como política de enfrentamento e redução dos impactos provocados pela pandemia do novo coronavírus, durante o estado de calamidade pública reconhecido em âmbito estadual. 

PL 340/2020 – Dispõe sobre a autorização de realização domiciliar de testes laboratoriais pela rede pública ou privada nas pessoas com sintomas de Covid-19, no âmbito do Estado de Mato Grosso, enquanto permanecer o estado de emergência decretado pelo Governo do Estado de Mato Grosso. 

PL 545/2020 – Assegura acesso a ambiente digital nas enfermarias e em espaços de tratamento da pandemia de Covid-19 e dá outras providências. 

PL 398/2020 – Dispõe da prioridade de acesso ao teste de diagnóstico e ao tratamento médico especializado do novo coronavírus (Covid-19) aos profissionais da saúde de mato grosso, durante o período de calamidade pública, reconhecida através do decreto nº 424/2020 de 25/03/2020. 

Projeto de Decreto Legislativo 5/2020 – Susta os efeitos do Decreto Governamental Nº 462, de 22 de abril de 2020.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Termo das obras de ponte sobre o rio das Mortes é assinado

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Dr. Eugênio (PSB) comemorou no final da tarde desta quinta-feira (2), a assinatura do termo de lançamento de serviços das obras da ponte sobre o rio das Mortes, entre as cidades de Nova Nazaré e Cocalinho.

O ato de assinatura do termo de lançamento foi realizado pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), através de videoconferência, com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo de Oliveira.

O deputado lembrou que desde o primeiro dia que colocou os pés no Parlamento do estado, tinha cobrado que o sonho da ponte saísse do papel e se tornasse realidade. 

“Apesar de tudo que estamos passando em relação à saúde, hoje foi um dia muito feliz pra mim e para todos, quero lembrar que a construção da futura ponte sobre o rio das Mortes, na MT-326, é uma antiga luta da sociedade regional, e que passou a ter apoio técnico e político da nossa equipe, a partir do momento que me tornei o deputado do Araguaia”.

Veja Também:  Deputado solicita 40 novos leitos para o Hospital Regional de Cáceres

A construção da ponte sobre o rio das Mortes vai ajudar na melhoria e rapidez do trânsito e no escoamento da gigantesca produção de calcário existente no município de Cocalinho, a ponte fica na “Rodovia do Calcário”. Outra obra lançada na quinta-feira foi à ponte sobre o Córrego Água Suja, em Nova Nazaré. A ponte de madeira existente atualmente no local está interditada, depois que foi incendiada e teve a estrutura parcialmente comprometida.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana