conecte-se conosco


Nacional

Cidade do RS registra surto de vômito e diarreia

Publicado


source
Xangri-lá, no litoral norte do Rio Grande do Sul
Acervo Secretaria de Turismo e Meio Ambiente de Xangri-lá

Xangri-lá, no litoral norte do Rio Grande do Sul

Xangri-lá , município gaúcho de 16 mil habitantes passa por um surto de intoxicação alimentar . Desde o último sábado(17) até esta segunda(19), 94 pessoas procuraram atendimento médico, a maioria delas são crianças.

Segundo Luis Antonio Ferreira, secretário de Saúde da cidade, todos os pacientes relataram terem consumido picolé , comprado do mesmo vendedor, ainda não identificado, que passava de carro vermelho pelos bairros.

“A gente tem algumas suspeitas. É uma bactéria que está causando vômitos e diarreia. Pode ser provavelmente de alguma fábrica de picolés que andou circulando aqui na cidade no final de semana. Já conversamos também com as equipes da Corsan para averiguar se está tudo correto com a água, mas nada foi apontado. Em conversa com todos nossos pacientes que estão sendo atendidos com o mesmo sintoma, todos eles compraram picolé”, afirmou o secretário para o Zero Hora.

Veja Também:  Eleições em SP: veja as principais propostas de Covas e Boulos para a saúde

Nenhum dos contaminados teve de ser internado, o procedimento padrão para este caso é fazer o soro e ir para casa, mas segundo Antonio, muitas pessoas tiveram de retornar ao posto de saúde pela persistência dos sintomas.

Amostras do picolé serão enviadas para o Laboratório Central do RS(Lacen) para verificar a suspeita nesta terça (20).

O Secretário, que diz ter “99% de chance de que seja” a causa da contaminação, clamou para a população de Xangri-lá que não consuma ou compre o sorvete.

publicidade

Nacional

TSE garante que sistema eleitoral está seguro e preparado para o segundo turno

Publicado


source
Urna eletrônica e leitor biométrico
Antonio Augusto/Ascom/TSE

Urna eletrônica e leitor biométrico

Tribunal Superior Eleitoral (TSE ) garantiu nesta quinta-feira (26) que o sistema eleitoral está pronto para a realização da votação do segundo turno das eleições 2020.

Em nota, o órgão disse qu e foram realizados testes no computador do TSE e no sistema de totalização dos votos e na divulgação de resultados ao redor do país. No comunicado, a Secretaria de Tecnologia de Informação do TSE diz informa que “o sistema está devidamente preparado para a realização exitosa do segundo turno”.

As ações foram realizadas nos dias 24 e 25 de novembro e tiveram a participação de cartórios eleitorais de 24 estados, com o objetivo de validar o desempenho e eficácia dos sistemas de transmissão e recebimento dos arquivos das urnas eletrônicas, além da totalização e divulgação dos resultados.

Veja Também:  Homem compra tijolos pensando ser maconha: "Não existe mais traficante honesto"

No primeiro turno das eleições municipais,  um componente do sistema do TSE apresentou falhas que culminaram no atraso de mais de duas horas na divulgação dos resultados das eleições.

Continue lendo

Nacional

Bolsonaro diz que nunca chamou Covid-19 de gripezinha; vídeo prova o contrário

Publicado


source
Bolsonaro mentiu dizendo que nunca chamou Covid-19 de gripezinha
Facebook/Reprodução

Bolsonaro mentiu dizendo que nunca chamou Covid-19 de gripezinha

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse hoje (26), durante live no Facebook, que não há vídeo ou áudio em que ele tenha chamado a Covid-19 de “gripezinha”.

“Falei lá atrás que, no meu caso, pelo meu passado de atleta — eu não generalizei — se pegasse o Covid, não sentiria quase nada. Foi o que eu falei. Então, o pessoal da mídia, a grande mídia, falando que eu chamei de ‘gripezinha’ a questão do Covid. Não existe um vídeo ou um áudio meu falando dessa forma. E eu falei pelo meu estado atlético, minha vida pregressa, tá? Que eu sempre cuidei do meu corpo. Sempre gostei de praticar esporte.”

Em 20 de março deste ano, porém, em entrevista no Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou que, depois da facada que sofreu em 2018, durante a campanha eleitoral, não seria uma “gripezinha” que iria derrubá-lo.

Veja Também:  Acidente em Taguaí: sobrevivente nega que ônibus tenha tentado ultrapassagem

“Depois da facada, não vai ser uma gripezinha que vai me derrubar não, tá ok? Se o médico ou o ministro da Saúde me recomendar um novo exame, eu farei. Caso contrário, me comportarei como qualquer um de vocês aqui presentes”

No dia 24 de março, em pronunciamento, Bolsonaro voltou a chamar a doença de “gripezinha”. Veja no vídeo abaixo. (a partir de 3min20s)

“No meu caso particular, pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado com o vírus, não precisaria me preocupar. Nada sentiria ou seria, quando muito, acometido de uma gripezinha ou resfriadinho, como disse aquele famoso médico daquela famosa televisão. Enquanto estou falando, o mundo busca um tratamento para a doença”

Continue lendo

Nacional

Fachin determina que governo do Rio justifique operações policiais em favelas

Publicado


source

Agência Brasil

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin
Nelson Jr./SCO/STF

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), oficiou hoje (26) o governo do Rio de Janeiro para que apresente, no prazo de cinco dias, as justificativas para a realização de operações em favelas, depois de um aumento recente no número de mortes por intervenção policial no estado .

Fachin determinou que o governo fluminense forneça todas justificativas apresentadas pelas autoridades policiais para realizar ao menos nove operações policiais nos últimos meses.

Ele também ordenou que as autoridades estaduais apresentem os ofícios que detalharam os cuidados tomados na realização das diligências.

Em junho, o ministro concedeu uma liminar (decisão provisória) determinando que, enquanto durar a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), as operações policiais em favelas do Rio de Janeiro sejam realizadas somente em situações excepcionais, devendo para isso ser justificadas por escrito junto ao Ministério Público. A decisão foi confirmada e endurecida pelo plenário do Supremo em agosto.

Veja Também:  "Senti na pele as injustiças", diz mãe de Miguel após se matricular em Direito

No despacho desta quinta-feira (26), Fachin determinou ainda que o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) encaminhe ao Supremo, no prazo de cinco dias, o teor das investigações abertas para a apurar todas as mortes decorrentes de intervenções policiais ocorridas desde a concessão da liminar.

A decisão de Fachin ocorre após uma coalizão de partidos e entidades de combate à violência pedirem providências ao Supremo diante do aumento recente no número de mortos por intervenção policial no Rio.

Na petição, são descritas nove operações policiais que ocorreram mesmo com as restrições do Supremo. Numa delas, no complexo da Maré, uma grávida foi baleada e perdeu o bebê .

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro, em julho deste ano, houve 50 mortes por i ntervenção de agentes do Estado , uma queda de 74% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Em setembro, foram 52 mortes, queda de 66%. Em outubro, entretanto, o número subiu para 145 mortes, apenas uma a menos do que no mesmo mês em 2019.

Veja Também:  Acidente em Taguaí: sobrevivente nega que ônibus tenha tentado ultrapassagem

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana