conecte-se conosco


Agro News

CITROS/CEPEA: Menor qualidade e redução da colheita impulsionam cotações da laranja

Publicado

Cepea, 8/11/2019 – As chuvas desta semana em São Paulo foram bem recebidas por produtores, já que a seca vinha comprometendo a qualidade das laranjas maduras de 2019/20 desde o mês passado – e citricultores temiam perder as frutas que ainda estão nas árvores. A menor oferta de laranja com qualidade, juntamente com a redução da colheita da pera, segue impulsionando os preços. Na parcial desta semana (segunda a quinta-feira), a média de comercialização da pera foi de R$ 27,92/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 5,5% frente à do período anterior. Para a valência, a média parcial foi de R$ 23,43/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 5,8% no mesmo comparativo. No caso da lima ácida tahiti, segundo colaboradores do Cepea, as chuvas dificultaram as atividades de campo e reduziram ainda mais a oferta. Assim, o valor médio do período foi de R$ 97,27/cx de 27 kg, colhida, estável (-0,4%) frente ao da semana passada. No entanto, conforme colaboradores do Cepea, embora a oferta siga baixa em São Paulo, a entrada de frutas ainda miúdas no mercado pode pressionar os valores nas próximas semanas. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  MILHO/CEPEA: Indicador segue em alta e se aproxima do recorde nominal

Fonte: CEPEA
publicidade

Agro News

AÇÚCAR/CEPEA: Indicador volta a atingir à casa dos R$ 73/sc

Publicado

Cepea, 21/01/2020 – Com mais compradores ativos, a liquidez aumentou na última semana no mercado spot do açúcar cristal, com o produto voltando a ser negociado na casa dos R$ 73 por saca de 50 kg, de acordo com pesquisas do Cepea. A sustentação aos preços internos também reflete a menor oferta do cristal nesse período de entressafra 2019/20, em especial para o tipo de melhor qualidade, como o açúcar Icumsa 150. Além disso, o preço do açúcar demerara negociado na Bolsa de Nova York (ICE Futures), que também influencia o comportamento dos preços domésticos, seguiu em alta, ultrapassando o patamar de 14 centavos de dólar por libra-peso nos últimos dias. De 13 a 17 de janeiro, a média do Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, foi de R$ 73,16/saca de 50 kg, alta de 0,05% em relação à da semana anterior (de 6 a 10 de janeiro), de R$ 73,12/saca de 50 kg. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

 

Fonte: CEPEA
Veja Também:  FRANGO/CEPEA: Volume de exportação em dezembro é o maior de 2019
Continue lendo

Agro News

TRIGO/CEPEA: Posição retraída de vendedores eleva cotações no BR

Publicado

Cepea, 21/01/2020 – As cotações domésticas do trigo em grão estão em alta, impulsionadas pela posição retraída de vendedores consultados pelo Cepea. Apesar de a demanda não estar tão aquecida – muitos moinhos apontam ter estoque para, em média, dois meses –, produtores observam que a oferta interna de trigo de qualidade – PH 78 ou superior – é baixa e o dólar em patamar elevado segue encarecendo as importações. Assim, os preços do trigo no mercado de lotes (negociações entre empresas) e no de balcão (valor pago ao produtor) apresentaram alta. Quanto aos derivados, moinhos começam a repassar os custos do trigo, fator que elevou as cotações das farinhas na semana passada. A demanda, na maior parte dos casos, segue estável, mas a moagem reduzida limita a oferta e, consequentemente, sustenta os preços. Quanto ao farelo, os valores do milho em alta atraíram compradores para o derivado do trigo, fator que impulsionou os preços. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  CITROS/CEPEA: Demanda eleva preços da laranja de qualidade; tahiti recua

Fonte: CEPEA
Continue lendo

Agro News

ETANOL/CEPEA: Demanda é fraca na semana e preços caem

Publicado

Cepea, 21/01/2020 – O mercado de etanol em São Paulo registrou movimento bastante lento ao longo da última semana – somente na quarta-feira, 15, que o ritmo de negócios esteve ligeiramente maior que o dos demais dias, conforme apontam pesquisas do Cepea.  Distribuidoras ainda seguem retirando o produto comprado anteriormente, deixando o mercado com baixa liquidez. Além disso, as vendas de janeiro tendem a ser mais lentas, em função de férias escolares. Do lado das usinas, boa parte consultada pelo Cepea segue bastante firme nos preços de vendas, enquanto outras unidades estão fora do mercado. Entre 13 e 17 de janeiro, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado (preço ao produtor) fechou a R$ 2,0687/litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins), praticamente estável (+0,04%) em relação ao da semana anterior. O Indicador CEPEA/ESALQ do anidro foi de R$ 2,2675/litro (sem PIS/Cofins), ligeiro aumento de 0,5% no mesmo comparativo. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA
Veja Também:  ALFACE/CEPEA: Aumento da área no verão 2019/20 eleva produção de mudas
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana