conecte-se conosco


Mulher

Conheça o conceito de fome emocional e veja como combater ela com Mindful Eating

Publicado


source

João Bidu

Conheça o conceito de fome emocional e veja como combater ela com Mindful Eating
Redação João Bidu

Conheça o conceito de fome emocional e veja como combater ela com Mindful Eating

A ansiedade pode ser manifestada de diversas formas: taquicardia, perda de memória, insônia, agitação mental, tremores, falta de ar, aumento da tensão muscular e até pela vontade de comer – conhecida como f ome emocional .

Essa sensação, porém, não tem relação com as necessidades físicas do corpo; trata-se de um “impulso” que leva o indivíduo a descontar na comida as aflições que atormentam a mente. 

É comum, por exemplo, uma pessoa ansiosa consumir alimentos – calóricos ou não – em grande quantidade, de forma descontrolada e impensada, quando está em meio a uma crise.

Contudo, existe uma maneira de controlar essa situação por meio do Mindful Eating . Ao desenvolver a atenção plena na hora de se alimentar, é possível identificar quais são as necessidades do corpo e como supri-las sem exageros.

Fome emocional x Fome fisiológica

A fome fisiológica é sentida quando o corpo precisa de alimento e, por isso, ela é considerada normal e saudável em todos os seres vivos. Essa sensação de fome é sentida aos poucos, de forma gradual, e você não consegue esquecê-la enquanto faz outra atividade. Você não sente o desejo de um alimento específico, mas de uma refeição equilibrada – a menos que seu organismo esteja precisando de alguma substância em especial.

Após suprir essa necessidade física, é possível sentir satisfação e saciedade.

Já a fome emocional surge de repente e você sente que precisa de um determinado alimento – por exemplo, uma rosquinha doce – com urgência. Porém, é possível esquecer a fome ao distrair a mente com alguma tarefa.

Em geral, esse desejo por um alimento aparece após uma situação estressante, triste ou quando um pensamento acerca de acontecimentos futuros gera ansiedade e medo. Esse comportamento causa aumento de peso de forma não saudável e frustração; já que a pessoa, por vezes, sabe que não é certo consumir o alimento e, quando o ingere, passa a se sentir mal por tal atitude.

Veja Também:  10 receitas para provar que frango com Catupiry® é uma combinação infalível

O ideal é buscar um psicólogo para trabalhar as emoções que estão causando esse descontrole e, em casos mais graves, vale até procurar ajuda de um psiquiatra, que pode receitar medicamentos certos, caso seja necessário.

Junto ao acompanhamento terapeutico, outra saída é desenvolver a atenção plena durante a alimentação para controlar a fome emocional – é aí que entra o Mindful Eating, técnica responsável pela mudança na relação que a pessoa tem com a comida. 

Mindful Eating e o controle da fome emocional

Você viu?

O Mindfulness – ou “atenção plena” – tem ganhado cada vez mais destaque. Essa técnica é o conjunto de práticas que auxiliam na capacidade de manter mente e corpo no momento presente. Isso permite que o piloto automático, ou seja, a sequência mecânica de atitudes rotineiras, seja desligado. 

Ao desacelar o ritmo do dia a dia e realizar uma tarefa por vez, os benefícios sentidos são a diminuição do estresse, da ansiedade e da irritação, além da estimulação de memória, da criatividade e da concentração.

Existem vertentes do Mindfulness que se encaixam em cada área da vida e, para o campo da alimentação, temos o Mindful Eating – ou Comer Consciente -, criado para ajudar no controle da alimentação e na conexão física e mental entre corpo e alimento.

A saúde pode ser beneficiada com essa prática, uma vez que a atenção plena auxilia na escolha consciente dos tipos de comidas, com base na real necessidade do organismo – o objetivo final não é proporcionar o emagrecimento, mas a restauração do bem-estar. Para alcançar esse fim, o Mindful Eating faz uso dos sinais físicos e emocionais do corpo para identificar a fome fisiológica, os desejos, a saciedade e os possíveis gatilhos que despertam a vontade de comer. Com o tempo, até outras necessidades físicas podem ser percebidas com mais exatidão.

Veja Também:  3 simpatias para ter sucesso na carreira profissional

Mindful Eating na prática

Confira um exemplo de atividade do Mindful Eating, com 10 passos que você pode seguir em casa antes e durante as refeições.

Tenha uma cadeira e uma mesa adequadas para ficar confortável durante a refeição;

  • Deixe em outro cômodo todos os dispositivos eletrônicos, como celulares, tablets e computadores. Procure manter inclusive a televisão desligada;
  • Não tenha pressa para comer! Então, não marque um compromisso para meia hora depois da refeição;
  • Respire e observe com atenção plena os alimentos que estão na mesa;
  • Em cada mordida ou garfada, sinta a mistura dos sabores, texturas e aromas;
  • Feche os olhos para sentir com mais intensidade esse momento;
  • Mantenha sua mente focada em coisas boas e evite pensamentos negativos, como a preocupação com o valor calórico do alimento;
  • Desfrute da refeição como se fosse a primeira vez que está consumindo aquele alimento;
  • Quando acabar, reflita sobre sua fome e saciedade: elas foram supridas? Confira se a refeição foi equilibrada para as necessidades fisiológicas do corpo;
  • Agradeça pela refeição, pelo momento e pela sua vida.
  • Se mesmo após a refeição você sentir vontade de comer algo sem necessidade, respire profundamente por três minutos, prestando atenção no fluxo de ar, para diminuir a ansiedade gradualmente. Em seguida, procure ocupar a mente com uma tarefa prazerosa e calma. Reduza o fluxo de pensamentos e mantenha sua atenção no momento presente. Se possível tome um banho e faça uma meditação, enquanto ouve uma música tranquila.

Outra saída é manter uma garrafa de água gelada próxima de você. Sempre que sentir vontade de compensar os sentimentos na comida, beba lentamente a água, sentindo o trajeto que ela faz pelo seu corpo. Assim, além de se manter hidratado(a), você diminui a ansiedade e, consequentemente, a fome emocional.

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

publicidade

Mulher

Horóscopo do dia: previsões para 12 de maio de 2021

Publicado


source
Mandala
Marcelo Dalla

A mandala é desenhada pelo astrólogo Marcelo Dalla


ÁRIES

A Lua nova ingressa em Gêmeos, favorecendo estudos, leituras e intercâmbios. Esteja aberto para trocar e aprender coisas novas. Você pode atualizar informações, mas cuidado para não exagerar na dose ao defender suas ideias e provocar conflitos. O céu favorece a leveza e a flexibilidade. Marte se combina com Urano inspirando novas ideias e mudanças, continue a eliminar o que não deseja mais para sua vida e renovar as energias. Fique atento, situações surgem para mostrar o que está antiquado e estancado dentro e fora de você. 


TOURO 

Marte e Urano seguem juntos em harmonia, favorecendo uma atitude inovadora, original e independente. Procure dar espaço para si mesmo e os outros, respeitando a liberdade e a individualidade. Deixe de lado as ideias extremistas, radicais e egocêntricas. Doses de leveza e bom humor são importantes. A Lua segue agora em Gêmeos e encontra Vênus, indicando que a curiosidade está ampliada. As conversas podem ser agradáveis e prazerosas. Novos estudos estão favorecidos. O que tem feito para incorporar novidades em sua vida? 

GÊMEOS 

Você segue em pleno final de ciclo solar, mais sonhador e sensível. A Lua ingressa em seu signo, inspirando a sede por novidades e inovações de todo tipo. Porém, evite grandes desgastes. Ganhe tempo para buscar clareza, antes de emitir opiniões. É bom fazer tudo com calma e respeitar seus limites energéticos. Mercúrio segue em harmonia com Saturno para favorecer planejamentos. Bom para fazer uma lista de prioridades e ativar contatos profissionais. Algo novo está em plena gestação! Fique atento para boas ideias que possam surgir.

CÂNCER 

Ideias inspiradoras, intuições e insights estão em pauta. A Lua segue em Gêmeos, enquanto Marte se combina com Urano: o interesse por novidades se acentua. Novas amizades e atividades inusitadas estão favorecidas. Criatividade, ousadia e originalidade são qualidades que ganham destaque. Um aprendizado inovador é bem-vindo. Aproveite para trocar ideias, buscar informações, investir em tecnologia ou divulgação nas redes sociais. Atenção: evite cobranças e controle, a independência deve ser respeitada. 

Veja Também:  No Limite: Qual o perfil astrológico de cada participante e quem tem mais chance de vencer o programa

LEÃO 

Atividades que permitam criatividade, independência e autonomia estão favorecidas pela harmonia de Marte e Urano. Com a Lua em Gêmeos, todos ficam mais curiosos e falantes, procurando uma postura diplomática e atenciosa ao esclarecer dúvidas. Bom para abrir a mente, conectar-se com correntes vanguardistas, atualizar notícias em bate-papos informais. Conte com mais inspiração, esteja aberto para novas amizades e para a expansão de sua rede de contatos. É importante também cultivar gratidão pelo que a vida lhe oferece.

VIRGEM 

Você viu?

Conte com mais objetividade para ativar novas metas. Mercúrio se combina com Saturno para ajudá-lo a estruturar suas ideias e colocar em prática seus projetos. Enquanto isso, a Lua segue no inquieto e curioso Gêmeos, todos ficam mais dispostos a conversar. Bom período para novas amizades, novos aprendizados e intercâmbios. Além disso, a Lua encontra Vênus para favorecer boas conversas, que ganham um tom de sedução. Invista em contatos produtivos, na cordialidade, no bom humor e na descontração.

LIBRA 

Você pode programar uma atividade inovadora, incorporar novos estudos e tecnologias. Marte e Urano seguem em harmonia, abrindo espaço para surpresas e novidades. Estabeleça metas, procure cultivar maturidade e disciplina para que possa atingir seus objetivos. A Lua encontra Vênus em Gêmeos: Vale investir no seu lado mais eclético, buscar formas alternativas de ganhos. Vale também investir nas redes sociais, renovar o perfil, ativar contatos, iniciar um novo curso, fazer marketing pessoal ou de um produto.

ESCORPIÃO 

Procure refletir sobre o que já não faz mais sentido, o que deve ser corrigido e o que deseja eliminar em sua vida. É tempo de olhar para o futuro, quebrar velhos padrões, sair da estagnação e criar novas soluções. Você pode também refletir sobre suas metas, fazer planejamentos mais sólidos e consistentes, comprometer-se com seu crescimento. Com a Lua em Gêmeos, o clima é de mais comunicação e sociabilidade. Bom momento também para inteirar-se das novidades tecnológicas do mercado. 

Veja Também:  Entenda qual é a sua missão de vida com base na numerologia

SAGITÁRIO 

É importante que esteja disposto a dialogar, planejar e alinhar interesses, sem radicalismos e exageros. A Lua desafia Júpiter: cuidado para não acumular compromissos demais, ou envolver-se em muitos assuntos ao mesmo tempo. Marte segue em harmonia com Urano, atitudes ousadas e ideias criativas podem ser cultivadas com mais sabedoria. Reveja seus planos para perceber os novos ingredientes que pode adicionar em seus projetos. É importante também que esteja disposto a aperfeiçoar o que for necessário.

CAPRICÓRNIO 

A Lua nova segue agora em Gêmeos: estudos, intercâmbios e atividades ligadas à comunicação ganham destaque. Aproveite o dia para fazer bons contatos, aprender coisas novas e arejar a mente com conversas inspiradoras. Em conversas descontraídas podem surgir boas ideias. Mas é bom deixar de lado as opiniões radicais, a liberdade de pensamento deve ser respeitada. Ainda bem que Mercúrio se combina com Saturno para ajudá-lo a estruturar as ideias e promover planejamentos. Contatos profissionais estão favorecidos.

AQUÁRIO 

Suas antenas ficam ainda mais ligadas com a harmonia entre Marte e Urano. É mais fácil cultivar inteligência, criatividade e visão para boas conversas, atividades criativas e novos aprendizados. Ideias e oportunidades de crescimento podem surgir. Você pode ampliar seu olhar e cultivar sua própria verdade, ao mesmo tempo em que respeita a verdade alheia. Pode também ser mais autêntico, afastar-se de pessoas, situações, atividades e interesses que não fazem sentido e não mais ressoam em você.

PEIXES 

Comunicação em alta, você pode investir em divulgações, trocas de informação e intercâmbios em geral. Mas evite disputas e radicalismos ao trocar ideias, invista na leveza e na liberdade. Aproveite para buscar assuntos mais elevados, ao expandir sua consciência e ampliar a visão, tudo pode fluir melhor. Marte e Urano favorecem mudanças e renovações. Vale refletir: Como buscar segurança em sua vida? Com o mero materialismo e o acúmulo de bens? Ou com a busca de uma conexão mais profunda com a Natureza e as Leis Universais?

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Os 10 vestidos de noiva mais icônicos de todos os tempos

Publicado


source

Alto Astral

Os 10 vestidos de noiva mais icônicos de todos os tempos
Reprodução: Alto Astral

Os 10 vestidos de noiva mais icônicos de todos os tempos

Quando o assunto é casamento, na maioria das vezes, a grande expectativa das pessoas é mais com o vestido da noiva do que com a cerimônia em si. “Será que ele vai ser clássico?” ou “mais ousado, talvez?” são algumas das muitas perguntas que permiam a mente das pessoas diante do anúncio de um casório .

Mas a curiosidade é compreensível e pode ser perdoada. Afinal, verdade seja dita: ver vestidos de casamento é uma delícia, seja você noiva, alguém que sonha em se casar ou então alguém que simplemente gosta de ver looks de casamento.

Sendo assim, mergulhamos fundo no clima de “mês das noivas” e separamos alguns dos 10 vestidos mais icônicos de todos os tempos para você se inspirar, reviver memórias ou então se divertir! Confira:

Rainha Vitória (1840)

Rainha Victória
Rainha Vitória e príncipe Albert./ Reprodução.

Ok. Talvez se casar em um vestido semelhante ao usado pela rainha Vitória durante a união com o príncipe Albert, no século 19, não esteja nos seus planos. Mas nós não poderíamos deixar de abrir esta lista com outro modelito senão o da monarca britânica, uma vez que foi após a união do casal, na Catedral de Westminster, em Londres, que a cor branca começou a se popularizar entre as noivas.

Grace Kelly (1956)

Grace Kelly
Grace Kelly e Rainier III./ Reprodução.

Até os dias de hoje, diversos estilistas consideram a peça usada pela ex-estrela de Hollywood em seu casamento com Rainier III, príncipe de Mônaco, como um dos vestidos mais icônicos do mundo, especialmente em termos de elegância e beleza.

Veja Também:  10 receitas para provar que frango com Catupiry® é uma combinação infalível

A responsável pela obra foi Helen Rose, na época, figurinista da MGM Studios, onde Kelly trabalhava. Feito com rendas francesas, seda e pérolas, o vestido levou 6 semanas para ser produzido e contou com a mão de 36 costureiras. Atualmente, a peça está em exposição no Museu de Arte da Filadélfia, nos Estados Unidos.

Brigitte Bardot (1959)

Brigitte
Brigitte Bardot e Jacques Charrier./ Reprodução.

Em seu segundo casamento, dessa vez com o também ator Jacques Charrier, Bardot se apropriou de uma estampa coringa dos itens domésticos, como toalhas de mesa, para ousar em seu vestido de noiva rosa e branco: o xadrez.

Após a cerimônia, a atriz francesa foi capa de diversos jornais e revsitas vestindo a criação do estilista Jacques Esterel.

Yoko Ono (1969)

Yoko
Yoko Ono e John Lennon./ Reprodução.

Para o seu casamento com o ex-Beatle, John Lennon, Yoko Ono optou por um conjuto de minissaia e blusa branca, meia três quartos, tênis, um chapéu e óculos de Sol para lá de ousados.

Indo na contramão de diversas tradições, a cerimônia durou 10 minutos e, após o casório, o casal seguiu para Paris e, depois, Amsterdã, onde realizou um famoso ato, conhecido como Na Cama Pela Paz, contra a Guerra do Vietnã.

Lady Di (1981)

Diana
Lady Di./ Reprodução.

Também chamado de “o vestido do século”, o modelo usado pela princesa Diana em seu casamento com o príncipe Charles, na Catedral de São Paulo, em Londres, arranca suspiros até hoje.

Você viu?

Criado pelo casal de estilistas Elizabeth e David Emanuel, o vestido foi confeccionado com seda e bordados de renda. E olha só: além de ter sido ornado com mais de 10 mil pérolas, o comprimento de sua causa era de 7,72 metros!

Carrie Bradshaw (2008)

Veja Também:  Os anos 1970 voltaram: o cabelo esvoaçante faz sucesso nas redes sociais
Carrie
Carrie Bradshaw./ Reprodução.

Quando o assunto é cinema, como não lembrar do volumoso vestido de noiva de Carrie Bradshaw, personagem v ivida por Sarah Jessica Parker, no filme “Sex And The City”?

Apelidada de Cloud, a peça fez sua estreia na coleção Gold Label, da marca Vivienne Westwood, mas foi redesenhada pela própria Westwood para a personagem de Parker.

Kate Middleton (2011)

Kate
William e Kate./ Reprodução

Advinha só? A inspiração para o vestido de casamento da atual duquesa de Cambridge foi ninguém menos do que Grace Kelly!

Criação de Sarah Burton, estilista da grife Alexandre McQueen, o vestido de Kate é feito de seda marfim e cetim branco e coberto por renda bordada à mão; além disso, conta com uma cauda de 2,70 metros de comprimento.

Isabella Swan (2011)

Bella
Edward e Bella./ Reprodução.

Uma coisa é fato: a personagem de Kristen Stewart na saga Crepúsculo arrasou ao escolher o vestido de casamento.

O modelo, desenhada pela estilista Carolina Herrera em conjunto com a autora Stephanie Meyer, foi feito excluivamente para o penúltimo filme da franquia, “Amanhecer: Parte 1”.

Anastasia Steele (2018)

Anastasia
Anastasia Steele./ Reprodução.

Em 2008, a personagem vivida por Dakota Johnson, no filme “50 Tons de Liberdade”, da trilogia 50 Tons, arrancou suspiros e ganhou uma avalanche de fãs fieis ao modelito.

A criação, de Monique Lhuillier, é pura renda e foi feita exclusivamente para Johnson usar no longa.

Angelina Jolie (2014)

Angelina Jolie
Angelina Jolie./ Reprodução.

A união entre Jolie e Brad Pitt acabou faz tempo, mas ainda está liberado babar no vestido de casamento, certo?

Apesar de simples, o ponto alto do modelo, elaborado pela italiana Donatella Versace, são os desenhos presentes no véu e na cauda do vestido: todos obras dos filhos do casal. Mais fofo, impossível!

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

A queda dos fios se intensificou no outono? Descubra tudo sobre o assunto!

Publicado


source

Alto Astral

A queda dos fios se intensificou no outono? Descubra tudo sobre o assunto!
Reprodução: Alto Astral

A queda dos fios se intensificou no outono? Descubra tudo sobre o assunto!

Com dias mais frescos e menos ensolarados, o clima ameno de outono é amado por uns e odiado por outros. É nessa estação que também ocorre a diminuição da umidade relativa do ar e aumento de nevoeiros. E os dados estatísticos comprovam: o outono traz consigo uma maior incidência de queda dos cabelos , além de fios mais secos e sem brilho .

O porquê disso acontecer ainda não está totalmente elucidado, mas especialistas acreditam as essas alterações climáticas contribuem, sim, para que a problemática ocorra.

Como o sistema capilar identifica as alterações sazonais?

Heloisa Olivan, bioquímica e cosmetologista, explica que o couro cabeludo é uma estrutura viva e extremamente sensível a variações de luz e temperatura.

“A região possui receptores de luminosidade que estimulam a produção de melanina, uma das responsáveis por determinar o ritmo de crescimento e pigmentação dos fios”, Olivan comenta. Ou seja: dias menos ensolarados alteram a dinâmica desse ciclo, favorecendo o crescimento em marcha lenta ou até mesmo a queda capilar, como esclarece a bioquímica.

Olivan explica também que outros estudos sugerem que a queda capilar no outono se deve a um mecanismo de proteção do corpo contra a radiação, favorecendo um número maior de cabelos em fase de crescimento durante os meses mais quentes. Com o fim do verão , esse mecanismo é reduzido, levando os fios à queda no outono.

Veja Também:  No Limite: Qual o perfil astrológico de cada participante e quem tem mais chance de vencer o programa

Quando você deve se preocupar?

Os cabelos crescem, em média, um centímetro ao mês e, em geral, perdem uma média de 100 fios ao dia. Essa quantidade pode ser maior ou menor, dependendo das condições de saúde de cada pessoa, além dos cuidados capilares com os produtos adequados para cada tipo de madeixas e couro cabeludo.

Shutterstock

Você viu?

“No outono, esse número de queda pode ser até 10% maior, mas é uma fase passageira com rápida reposição do que se perdeu”, diz a expert no assunto. Olivan afirma ainda que se o cenário for esse, não há razão para se preocupar. “Essa queda sazonal geralmente é difusa, ou seja, afeta todo o couro cabeludo, ao invés de áreas específicas”, comenta.

É importante lembrar que o sistema capilar tem seu equilíbrio alterado com muita facilidade, então, falta de lavagem, fatores climáticos – como poluição e radiação solar -, procedimentos químicos, além de alterações hormonais, nutricionais ou emocionais, podem influenciar diretamente na bioquímica do couro cabeludo, mudando toda sua estabilidade.

Veja Também:  Os anos 1970 voltaram: o cabelo esvoaçante faz sucesso nas redes sociais

Como manter os cabelos fortes nessa época do ano?

Para minimizar a queda de cabelo no outono, primeiramente é necessário cuidar da saúde do couro cabeludo. Olivan afirma que a conquista de fios saudáveis depende do equilíbrio da microbiota dessa região.

“Banhos muito quentes, abuso do secador e diminuição na frequência da lavagem podem abalar esse equilíbrio, deixando os fios mais susceptíveis à queda”, ela explica.

Quais outros fatores podem agravar a queda de cabelo?

Além dos cuidados diários, tanto com o couro cabeludo quanto com os fios, o estado nutricional é outro fator de extrema relevância para manter cabelos fortes, equilibrados e saudáveis. “Vitaminas, especialmente as do complexo B, aminoácidos, em especial a cisteína e a cistina, e os minerais, como o ferro, o zinco, o cobre e o silício, estão entre os protagonistas para ter cabelos saudáveis e bonitos”, informa a profissional.

Outro ponto que agrava a queda de cabelo, de acordo com Olivan, é a ansiedade e o estresse : “em situações de desequilíbrio emocional, alguns pacientes fazem do cabelo uma válvula de escape contra os acessos de tensão”. O comum hábito de puxar os cabelos é um comportamento chamado de tricotilomania, e está associado à ansiedade, depressão ou obsessões, e que pode danificar as madeixas.

Consultoria: Heloisa Olivan, bioquímica e cosmetologista do Instituto Olivan.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana