conecte-se conosco


Rondonópolis

Covid-19, Conselho de Entidades de Rondonópolis promovem ação de enfrentamento com triagem em vários pontos da cidade

Publicado

       Ponto de triagem e base de apoio Praça Brasil

O lançamento aconteceu nesta quarta-feira (08), às 8h15, na Praça Brasil. Com o objetivo de informar a população Rondonopolitana sobre o projeto “Missão Cidadão”.

Sobre o Projeto

“Missão Cidadão” é um projeto instituído pelo recém-formado Conselho de Entidades de Rondonópolis, composto por representantes dos diversos setores da economia e sociedade civil organizada, com o objetivo de promover ações de prevenção e diagnóstico da Covid-19 voltadas, principalmente, às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social.

O projeto terá início nesta terça-feira (7) e segue até o dia 21 de agosto. Durante esse período, pontos de atendimento serão instalados em locais estratégicos da cidade e contarão com profissionais de enfermagem que farão atendimento presencial aos cidadãos, oferecendo orientação para esclarecer as principais dúvidas. Todos passarão por uma triagem e, dependendo dos sintomas, serão encaminhados para a Central de Cuidados Médicos (CCM), clínica médica instalada, a princípio, na Praça Brasil, onde a pessoa já sairá com os remédios receitados por um médico, quando necessário. Uma frota de táxi estará à disposição para o transporte, sem custo ou despesa para o paciente.

 Base instalada nas dependencias da pároquia são João Bosco na Vila Rica

O projeto também terá condições de fazer um mapeamento mais ágil da população contaminada (por bairro ou região onde mora), trabalhar na redução da velocidade de contágio e proteger grupos de risco.

Veja Também:  Com 541 mortes em 24 horas, Brasil tem 94 mil óbitos por Covid-19

Os membros do Conselho de Entidades de Rondonópolis consideram o projeto fundamental para reduzir os danos causados pela Covid-19 em nossa cidade.

RECURSOS PRÓPRIOS – Todas as despesas com estrutura física, contratação de profissionais e convênio com empresa de transporte, serão assumidas pelo Conselho de Entidades de Rondonópolis, através da união dos membros.

 

publicidade

Rondonópolis

Eleições 2020 I Edineia do Alfredo de Castro é pré-candidata pelo PDT e deverá apoiar Zé do Pátio.

Publicado

   Líder comunitária Edineia Oliveira e Deputado Alan Kardec

A Ex-presidente do bairro Alfredo de Castro e atualmente presidente da associação clube de mães e amigos com sede no Alfredo de Castro, parece mesmo está decidida a mais uma vez ir para a disputa eleitoral nas eleições deste ano, segundo fontes, Edineia que está filiada ao partido PDT, teria recebido convite do presidente regional da sigla deputado Alan Kardec, que atualmente responde pela pasta de cultura e esportes no estado. A mesma tem estreita relação com o deputado e inclusive teria o apoiado na última eleição, apesar de ter recebido o convite de vários pré-candidatos para este pleito, Edineia confessou a nossa reportagem estaria resolvendo apenas algumas pendências para definir sua pré-candidatura e acredita que terá chances reais de conquistar uma cadeira pela sigla, ainda segundo Edineia, uma das exigências é que para sair candidata ela teria que está livre para apoiar o atual prefeito Zé Carlos do pátio devido às muitas melhorias que o mesmo estaria levando para sua comunidade . Edineia foi candidata em 2016 pelo PPS de Percival Muniz e obteve 211 votos, segundo a mesma, a maior dificuldade foi conquistar votos numa comunidade onde a população é predominantemente eleitor de Zé do pátio e desta vez ela pretende fazer caminho inverso, com vários serviços prestados na comunidade e fiel defensora do Zé na atualidade ela espera com isto sair com resultado satisfatório caso de fato vem confirmar sua candidatura. Nos próximos dia, a Líder comunitária deverá se reunir com Alan Kardec que virá a Rondonópolis e segundo ela poderá em seguida anunciar sua pré-candidatura.

Veja Também:  Até quando será preciso usar máscara contra a Covid-19? Infectologista responde

 

DA REDAÇÃO

Continue lendo

Rondonópolis

PÁTIO MANDA PROJETO À CÂMARA PARA USAR MAIS DE 15 MILHÕES DO CORONAVÍRUS EM OBRAS INACABADAS

Publicado

Como se já não bastasse toda lambança feita pelo atual gestor de Rondonópolis e que em maioria das vezes contou com a omissão, negligência e prevaricação por parte do legislativo municipal, como por exemplo o projeto que a câmara aprovou a pedido do executivo para que o mesmo torrasse 220.000,000 (duzentos e vinte milhões) como quisesse e sem ter que passar pela câmara, agora o prefeito tenta mais uma vez fazer uso do dinheiro público para continuar seu projeto de reeleição, que aliás é o único foco do mesmo.

Na última semana o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (SD), encaminhou um projeto à Câmara do município , pedindo a autorização para gastar até R$ 15,2 milhões do recurso vindo do Governo Federal para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, para terminar algumas obras inacabadas e para o custeio da máquina pública.

Segundo informações, o projeto enviado à câmara o mesmo pede aos vereadores que o autorizem a usar R$ 15. 204.946,45 do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para pagar dívidas como de obras de saneamento e de pavimentação em ruas do município, além de custear os gastos de algumas secretarias.

Veja Também:  Até quando será preciso usar máscara contra a Covid-19? Infectologista responde

Os vereadores da oposição classificaram o pedido do Executivo como absurdo e prometem fazer um esforço para não aprovarem a proposta, com a justificativa de que o recurso milionário deve ser usado para ajudar diretamente o cidadão e não para fazer política como entregas de obras.

“O prefeito quer pegar o dinheiro enviado pelo governo federal para medidas de enfrentamento ao COVID-19 e enfiar mais de R$15.000.000,00 na politicagem de obras inacabadas e no sumidouro de gastos do custeio da máquina pública”. Questionou o Subtenente Guinâncio, vereador oposicionista em suas redes sociais.

Pátio que terá seu mandato finalizado em dezembro deste ano pretende tentar se reeleger na eleição que irá acontecer no mês de novembro.

Vale lembrar que no mês de junho, a secretaria de Saúde do município, principal pasta no combate a pandemia, foi alvo de uma operação da Polícia Civil pela suspeita de superfaturamento e outras irregularidades na aquisição de materiais de consumo para o combate ao Covid -19.

Na ocasião, a ex-secretária da pasta, Izalba Diva de Albuquerque Oliveira, chegou a ser afastada do cargo por ordem da justiça e consequentemente exonerada pelo prefeito.

Veja Também:  Eleições 2020 I Edineia do Alfredo de Castro é pré-candidata pelo PDT e deverá apoiar Zé do Pátio.

A Câmara Municipal deve colocar o projeto do Poder Executivo para votação já nas próximas sessões.

 

Fonte: Olho Vivo Mato Grosso

DA REDAÇÃO

Continue lendo

Rondonópolis

Presidente do Conselho de Comunidades da região Oeste de Rondonópolis faz reivindicações ao deputado Claudinei

Publicado

Pastor Marcos Ribeiro, Dep. Claudinei e Cláudio do Povo

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) se reuniu nesta segunda-feira (28) com representantes do Conselho de Comunidades da região oeste de Rondonópolis (Coreo), no bairro Padre Lothar. Na oportunidade, foram apresentadas várias reivindicações, entre elas, na área de Educação e Infraestrutura para beneficiar, pelo menos, 20 mil moradores da região. Quem participou da reunião também foi o pastor da igreja Quadrangular, Marcos Ribeiro.

Desde 2013, os moradores solicitam a construção de uma escola estadual para atender as comunidades locais, já que não há nenhuma unidade escolar do estado para atender os bairros Residencial Padre Lothar, Vila Rica, João Morais, Mathias Neves I, II e II, Paiaguás I, II, III e IV, Antônio Geraldine, e ainda os novos residenciais – Dona Newma e Melquíades Figueiredo I, II e III.

“Essa é uma solicitação antiga, pois nossa região é afastada da região central da cidade e, sem escola estadual, muitos estudantes que cursam as séries da grade curricular do Ensino Médio e boa parte do ensino fundamental acabam sendo obrigados a se deslocar para as mais variadas regiões da cidade em busca de uma vaga que os atenda. Hoje, temos uma área disponível em Padre Lothar, com tamanho de oito mil metros quadrados para a construção da unidade”, afirmou o presidente do Coreo e presidente do bairro Padre Lothar, Cláudio dos Santos.

Veja Também:  Covid-19: África do Sul supera 500 mil casos e já é 5º mais atingido no mundo

Já na área de infraestrutura, o conselho das comunidades pedem alterações no projeto de prolongamento da Avenida Rio Branco no perímetro central do residencial Padre Lothar. Esta via dá acesso a diversos bairros, como Residencial Padre Lothar, Vila Rica, João Morais, Mathias Neves I, II e II, Paiaguás I, II, III e IV, Antônio Geraldine, e ainda os novos residenciais dona Newma e Melquíades Figueiredo I, II e III.

“Esta mesma avenida hoje se torna a principal via de acesso da cidade ligando o anel viário Conrado Salles Brito a Lions Internacional. O problema é que essa obra teve várias falhas de execução e planejamento, sendo as mais graves, a falta de sinalização no percurso entre Padre Lothar e Mathias Neves e a ausência de rotatórias e contornos em pontos estratégicos”, explicou Cláudio.

Nesse sentido, os moradores querem um contorno sentido centro bairro, antes do córrego Queixada; rotatória no cruzamento da Avenida Contorno Sul com a Avenida Rio Branco; ponto de escoamento da água represada nas imediações da rua São João Del Rey; correção da rotatória entre os bairros Padre Lothar, Vila Rica, Mathias Neves e Antônio Geraldine; sinalização em todo percursos com placas de identificação e limites de velocidade, além de uma faixa de pedestre em frente à igreja Nossa Senhora de Fátima, bem a implantação de uma lombada eletrônica ou redutor de velocidade nos trechos mais críticos.

Veja Também:  Até quando será preciso usar máscara contra a Covid-19? Infectologista responde

Após ouvir as demandas, o deputado Delegado Claudinei vai fazer indicações das solicitações junto ao Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado de Infraestrutura e Educação. “É uma região que carece muito da nossa atenção, compreendido por 16 bairros. São problemas na questão de infraestrutura e também a necessidade de uma escola estadual, pois estudantes se deslocam para várias regiões a fim de conseguirem estudar, inclusive, para a zona rural na gleba Rio Vermelho. Vamos encaminhar essas indicações na Assembleia Legislativa”, finalizou Delegado Claudinei.

 

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana