conecte-se conosco


Política MT

CST da Mulher se reúne para organizar próximas ações

Publicado


Presidente Jacy Proença espera que CST se torne órgão permanente na ALMT

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Câmara Setorial Temática (CST) da Mulher se reuniu na manhã desta segunda-feira (22) para organizar as próximas ações a serem realizadas pelo grupo.

A presidente da CST, professora Jacy Proença, fez a distribuição de tarefas. Entre elas está a gravação de vídeos e elaboração de texto para a campanha “Eu digo não ao assédio”. Também foi definido o grupo que vai trabalhar no convite a diferentes instituições para assinatura de um termo de cooperação técnica.

De acordo com Proença, é necessário revisar o termo que foi proposto no ano passado, antes da pandemia. Ela lembra que 11 instituições manifestaram interesse em aderir, porém destaca que o comando da grande maioria desses órgãos foi trocado e por isso a necessidade de retomar o diálogo. Esse item da pauta deverá receber mais atenção após a realização do seminário “Mulheres no espaço público”, marcado para o dia 8 de março.

A maioria das palestras e falas a serem apresentadas no evento será gravada previamente, em medida de prevenção ao novo coronavírus. “As apresentações culturais também serão gravadas e transmitidas na hora”, explica Jacy Proença.

Veja Também:  Botelho assegura apoio para pequenos produtores de Lambari D´Oeste

Ela adiantou que a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Helena Póvoas, vai gravar sua participação. Assim como a deputada estadual Janaina Riva (MDB) e deputado federal Rosa Neide (PT). Já a vereadora de Cuiabá Edna Sampaio (PT) e o juiz Jamilson Haddad Campos falarão no seminário presencialmente. “Com isso, ficaremos dentro do limite de até quatro pessoas na Assembleia”, garante a presidente da CST.

Ainda durante o encontro, feito de forma híbrida (presencial e virtual), Jacy Proença comunicou a marcação de uma agenda com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no próximo dia 3 de março. E também defendeu a divulgação dos trabalhos da Câmara Setorial Temática junto a outras instituições, especialmente a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), que faz reuniões sobre os direitos das mulheres.

A presidente da CST ainda se mostrou otimista com as chances de a câmara temática ser transformada num órgão de funcionamento permanente na Assembleia Legislativa. Segundo ela, o presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM) é favorável à ideia e garantiu que buscará meios para isso acontecer. “Ele inclusive disse que estará presente na abertura do seminário no dia 8 e permitiu que o evento seja feito aqui o dia todo”, destaca.

Veja Também:  Projeto propõe estadualização da estrada Rio dos Couros em Cuiabá
Fonte: ALMT

publicidade

Política MT

Saúde da mulher é bandeira do deputado Dr. Gimenez

Publicado


Foto: Rose Domingues Reis / Gabinete do deputado Dr. Gimenez

Em dois anos de mandato, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) apresentou 10 projetos de lei voltados à saúde, segurança e ao bem-estar da mulher. Também instituiu a Frente Parlamentar da Saúde da Mulher para promover debates com a sociedade a fim de melhorar as políticas públicas voltadas ao público feminino de todas as idades.

Conforme Dr. Gimenez, uma das proposições apresentadas – Projeto de Lei 59/2021 – institui a Política Estadual de Atendimento à Gestante, que precisa ser rápido, humanizado e garantir o bem-estar físico e emocional da mulher. “Temos que resguardar os direitos principalmente às gestantes em vulnerabilidade social e violência doméstica”.

Outra proposição – Projeto de Lei 970/2019 – torna obrigatório o serviço de avaliação psicológica a gestantes na saúde de Mato Grosso, dispositivo importante no momento de pandemia da Covid-19. “O nosso objetivo é que a saúde pública identifique precocemente o problema e já faça os devidos encaminhamentos, vamos evitar o agravamento da doença que traz sérias consequências para a mulher e a família”.

A partir do crescente aumento da violência contra mulher, também sob o efeito da pandemia, o deputado apresentou o Projeto de Lei 978/2020 estabelecendo à rede estadual diretrizes no atendimento das mulheres em situação de violência doméstica. Elas precisam ter acesso a uma série de serviços, de natureza médica, psicológica, jurídica e assistência social, o mais rápido possível.

Veja Também:  Sinfra atende indicações de Faissal e construirá 10 pontes de concreto

“O que vemos hoje é o agravamento da violência até que aconteça um feminicídio, ou seja, até que a mulher mesmo tendo buscado ajuda perca a vida. Em razão disso precisamos melhorar o atendimento para interromper o processo ainda no começo, para salvar essa mulher e a família, porque o impacto social da violência é incalculável”, pontua o deputado.

Na área de saúde, ele apresentou o Projeto de Lei 898/2020 criando o Programa Vida Nova Mulher Mastectomizada, com o objetivo de oferecer apoio às pacientes diagnosticadas com câncer de mama e que precisam recorrer à mastectomia (cirurgia de remoção da mama). Já o PL 899/2020 propõe ao governo estadual a inclusão da Campanha de Prevenção e Combate ao Câncer de Ovário.

“Mais de 70% dos casos hoje são descobertos tardiamente e apenas 43% das mulheres sobrevivem por mais de 5 anos após o diagnóstico, esse quadro poderia ser totalmente diferente com o diagnóstico precoce, mais uma vez, precisamos garantir o direito da mulher em ter acesso à saúde, isso precisa ser prioridade”, acrescenta Dr. Gimenez.

Veja Também:  Deputado realiza treinamento on-line com vereadores da região oeste

Em 2020, o parlamentar realizou algumas ações on-line (lives e vídeos com dicas de saúde) para tratar de temas importantes, como Agosto Dourado levando informações sobre a importância da amamentação, no Setembro Amarelo esteve com especialistas para tratar de saúde mental e educação financeira, temas que vem afetando sobremaneira principalmente o público feminino nos últimos meses. Já no Outubro Rosa, o alerta se direcionou à saúde das mamas.

“A partir da Frente Parlamentar, nós debatemos ainda sobre amamentação, parto humanizado, câncer de mama e saúde mental, o intuito é sempre ouvir as mulheres, suas demandas e mediar soluções por meio de novos projetos de lei, indicações ao poder público e também fazendo esse diálogo com os governos, seja estadual, municipal ou federal, para mim, mulher deve ser prioridade”.

Atuação parlamentar – O deputado Dr. Gimenez apresentou mil proposições até março deste ano, dos quais 656 indicações, 119 projetos de lei, 173 moções, 35 projetos de resolução, 16 requerimentos; também integra as Comissões de Saúde e de Indústria e Comércio como membro titular.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Deputado realiza treinamento on-line com vereadores da região oeste

Publicado


Foto: Ronaldo Mazza

Conhecer os ritos da Casa de Leis, a legislação municipal, estadual e federal, implantar organização administrativa e estratégias de comunicação. Cerca de 40 vereadores da região oeste de Mato Grosso participaram na manhã desta quinta-feira (04) do 1ª Curso “Destaque-se como vereador”, ação promovida pelo gabinete do deputado estadual Dr. Gimenez (PV).

 Para o parlamentar, especialmente àqueles que iniciaram agora sua vida pública, é fundamental a postura de aprendizado constante, tem que ler muito, inteirar-se das regras e leis, mas, acima de tudo, montar uma boa equipe. “Não temos como entender e saber tudo, por isso precisamos nos cercar de bons profissionais”.

No curso, o vereador tem acesso a um conteúdo básico para poder desempenhar o seu papel no parlamento, entendendo conceitos simples sobre a função de cada um dos poderes, por exemplo, no Executivo (prefeito, governador, presidente), Legislativo (vereador, deputado e senador) e Judiciário. Também acessa informações fundamentais nas áreas administrativa e da comunicação.

 “É importante essa bagagem técnica para não apresentar projetos de lei que firam a Constituição ou que precisem ser arquivados por outros motivos técnicos. Outro ponto importante é entender como deve ser o trabalho para não fazer promessas que não podem ser cumpridas ou que extrapolem a função do vereador”, explica o assessor jurídico do gabinete do deputado, José Nilson Vital Júnior.

Veja Também:  Botelho assegura apoio para pequenos produtores de Lambari D´Oeste

 A chefe de gabinete Simone Guedes explica que o curso surgiu da necessidade de fortalecer a parceria com os municípios. “Mesmo com todas as limitações por estarem no interior, queremos que eles tenham uma rotina de trabalho organizada, planejada e que façam um ótimo trabalho, porque isso vai refletir na atuação do deputado e na qualidade de vida da população”.

 Além de participar do treinamento, com duração aproximada de 3 horas, o vereador receberá um certificado de conclusão do curso e um E-book com as principais orientações. Nessa primeira turma, participaram parlamentares de municípios como Pontes e Lacerda, Nova Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Glória D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Figueirópolis D’Oeste, Indiavaí, Lambari D’Oeste e Salto do Céu.

 Também integram a equipe de treinamento e confecção do material para os vereadores a assessora e administradora Fabíola Martinotto, a assessora e engenheira Fernanda Amorim, a jornalista Rose Domingues, e na arte do E-book Mario Okamura.

 Outras informações – fale com a equipe do deputado Dr. Gimenez para obter o calendário de novos cursos, há limite de vagas e regras para participar, contatos (65) 98476-5701 (WhatsApp)/[email protected]

Veja Também:  Projeto propõe estadualização da estrada Rio dos Couros em Cuiabá
 
Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Sinfra atende indicações de Faissal e construirá 10 pontes de concreto

Publicado


Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) atendeu uma série de indicações feitas pelo deputado estadual Faissal Calil (PV). Entre os pedidos feitos pelo parlamentar, está a construção de várias pontes de concreto em substituição a pontes de madeira, no interior do estado, além da recuperação da MT-010, no trecho da estrada que liga os municípios de Sâo José do Rio Claro e Diamantino.

Três destas indicações de construção de pontes de concreto já se encontram, inclusive, em fase de execução da obra. Na MT-206, no trecho entre Paranaíta e Apiacás, sobre o Rio Apiacás, além da MT-206, entre Paranaíta e Apiacás, sobre o Rio Bruno, os trabalhos iniciaram-se em agosto de 2020. Na MT-240, no trecho entre Nortelândia e Comunidade Santo Antônio, sobre o Rio Paraguai, os trabalhos começaram em novembro do último ano.

“Fico feliz que a Sinfra tenha percebido a importância de todas essas obras para a população de Mato Grosso. É importante que o governo do estado tenha essa sensibilidade e ofereça a todos os cidadãos que aqui vivem serviços de qualidade. Essas vias são importantíssimas não apenas para o ir e vir dos moradores dessa região, mas também para o escoamento da produção agrícola de todo Mato Grosso”, afirmou Faissal

Veja Também:  Projeto propõe estadualização da estrada Rio dos Couros em Cuiabá

Outros sete pedidos de construção de pontes de concreto feitos por Faissal junto à Secretaria encontram-se atualmente em fase de elaboração de projeto executivo, com início das obras previsto para o ano de 2021. São obras que contemplam cidades como Apiacás, Brasnorte, São José do Rio Claro, Nova Maringá, Nova Ubiratã, São José do Rio Claro e Tapurah. Para o parlamentar. Além disso, a Sinfra ainda atendeu um pedido de recuperação da MT-010, no trecho da estrada que liga os municípios de Sâo José do Rio Claro e Diamantino.

“A população do estado merece uma melhor infraestrutura, e é meu dever como parlamentar, lutar por essas melhorias para a população. É importante que o Poder Executivo se sensibilize com as necessidades da população e perceba que estradas e pontes de qualidade em Mato Grosso são fundamentais para o desenvolvimento do estado como um todo, o que acaba impactando positivamente na economia do estado e, consequentemente, na arrecadação de impostos. Todos ganham com essas melhorias. Fico muito grato a Sinfra e congratulo o Governo por posturas como essa”, completou.

Veja Também:  Lúdio Cabral alerta que toque de recolher é inapropriado e explica necessidade de quarentena
Fonte: ALMT

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana