conecte-se conosco


Esportes

De verde, Itália vence Grécia por 2 a 0 e garante vaga na Euro 2020

Publicado

Lance

Jogadores comemorando vitória arrow-options
Reprodução/Twitter

Itália garantiu vaga na Euro2020

Após ficar de fora da última Copa do Mundo , a Azzurra está classificada, de forma invicta, para a Eurocopa 2020 . No Olímpico de Roma, e de camisa verde, a Itália venceu a Grécia , por 2 a 0, chegou a sete vitórias em sete jogos e garantiu a vaga no principal torneio europeu de seleções. Jorginho, de pênalti, e Bernardeschi marcaram os gols da partida.

​A primeira chance perigosa da partida foi da Grécia. Em bola esticada para o ataque, Limnios dominou e tentou surpreender Donnarumma, mas o goleiro italiano esticou o braço esquerdo para fazer uma bela defesa para evitar o pior em Roma.

Após a chance inicial da Grécia, a Itália dominou praticamente todas as ações ofensivas e esteve perto de abrir o placar em algumas oportunidades, sempre criadas pelos pés de Lorenzo Insigne.

Já no segundo tempo, a Itália pressionou e quando ia marcar o primeiro gol com Insigne, o zagueiro Bouchalakis esticou o braço e cortou a bola. O árbitro viu, marcou o pênalti, e o ítalo-brasileiro Jorginho, com sua categoria clássica, cobrou com perfeição e colocou a Azzurra em vantagem.

Veja Também:  Com brasileiro na disputa, EUA preparam retomada do circuito de golfe

Com a Grécia entregue após tanto resistir e mesmo assim sofrer o gol, a Itália aproveitou a porteira aberta para marcar o segundo, e com muito estilo. Bernardeschi, em chute de fora da área, confundiu o goleiro Paschalakis, dobrou o placar e decretou a classificação da Itália para a Euro.

Fonte: IG Esportes
publicidade

Esportes

Com brasileiro na disputa, EUA preparam retomada do circuito de golfe

Publicado


.

Paralisados desde março por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os torneios de golfe nos Estados Unidos estão prestes a retornar. As disputas estão previstas para recomeçar com o torneio Korn Ferry Challenge, que acontece entre 11 e 14 de junho na da Flórida.

O Korn Ferry é uma espécie de divisão de acesso ao PGA Tour, principal circuito da modalidade no mundo. O paulista Rodrigo Lee é o único brasileiro no torneio. Ele está em Miami e conversou com a Agência Brasil sobre a sua rotina antes do início da competição: “O Korn Ferry vai ser um dos primeiros circuitos esportivos a retomarem as disputas aqui nos Estados Unidos. Torneio bem importante. E, como a situação no Brasil estava crítica, resolvi vir para cá com bastante antecedência. O que acabou sendo bom também, porque cheguei uma semana antes de o Governo daqui proibir a entrada de brasileiros”.

Ele falou que realiza treinos leves respeitando a recomendação das autoridades locais, segundo a qual os estrangeiros devem seguir uma quarentena de 14 dias ao chegar no país: “Os organizadores do torneio também realizam testes diários de coronavírus, mesmo nos dias de treinos, logo na entrada do clube. Se alguém testar positivo, já não pode participar”.

Veja Também:  Libertadores pode recomeçar com protocolo inspirado no futebol Alemão

Os Estados Unidos são os mais afetados até o momento pela covid-19. Nesta sexta o país registrava mais de 1,7 milhão de casos, com mais de 104 mil óbitos. Lee disse que mesmo com este panorama, as coisas começam a reabrir: “Praticamente tudo está aberto por aqui, mas é obrigatório o uso de máscaras para entrar em qualquer estabelecimento”.

Jogador profissional de golfe, o brasileiro está há três meses sem participar de nenhum campeonato: “Antes de chegar aqui, já eram também dois meses e meio sem nenhum treinamento. No Brasil, todos os clubes estão fechados. Foi péssimo fisicamente e mentalmente. Todos os campos aqui nos Estados Unidos estavam abertos nesse período. Poucos fecharam. Então, acho que quem vive aqui tem certa vantagem para esse torneio. Mas estou me sentindo bem agora e pronto para retomar a temporada”.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Campeonato Espanhol e Copa da Inglaterra retornam em junho

Publicado


.

O futebol já tem data marcada para voltar na Espanha e na Inglaterra após paralisação provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Nesta sexta (29) foi confirmado para o próximo mês o retorno no do Campeonato Espanhol e da Copa da Inglaterra. A La Liga, suspensa há três meses, retoma as partidas no dia 11 de junho com o confronto entre Sevilla e Bétis.

O Campeonato Espanhol está suspenso desde 12 de março e ainda precisa de 11 rodadas para chegar ao fim. O Barcelona lidera a corrida pelo título com 58 pontos, seguido de perto pelo Real Madrid, com 56. Desde o início da pandemia na Espanha, foram registrados mais de 236 mil casos de covid-19 e 27.121 mortes.

Copa da Inglaterra

Um dia após a Premier League anunciar seu reinício em 17 de junho, nesta sexta foi a vez da Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) bater o martelo em relação ao retorno da Copa da Inglaterra: os jogos das quartas de final serão nos dias 27 e 28 de junho, com os jogos das semifinais em 18 e 19 de julho, e a grande final em 1º de agosto.

Outras ligas europeias já retornaram também, mas com portões fechados. O Campeonato Alemão voltou no último dia 16. Já o Português recomeça neste final de semana. Em junho, a partir do dia 20, também haverá jogos pelo Italiano. Já na França, o campeonato nacional foi encerrado com o PSG declarado campeão.

Veja Também:  MP-RJ recomenda a suspensão de possível retorno do Campeonato Carioca

No Japão, a J League terá jogos a partir de 4 de julho com portões fechados, e a partir do dia 11 de julho com público presente nos estádios.

América do Sul

Na América do Sul, o Paraguai anunciou a volta dos treinos para o próximo dia 10 de junho. A previsão é de que os jogos sejam realizados a partir do dia 17. Vizinho do Brasil, o país soma 900 infectados e 11 mortes por covid-19.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Atletismo: Torneio virtual reúne elite paralímpica do Brasil

Publicado


.

Um exemplo de união e superação no período de isolamento social forçado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) vem de Santos (SP). No próximo domingo (31), a partir das 11 horas, mais de 40 corredores brasileiros e de outros nove países participam do 1º Troféu Virtual FW Correndo Sobre Rodas, realizado para comemorar os 15 anos da equipe Fast Wheels, uma das mais vitoriosas do paradesporto nacional. As categorias serão elite (cadeiras de corrida), Handbike (bicicleta de mão) e cadeira de rodas de atividade da vida diária (AVD). Totalmente virtual, a competição será disputada pela plataforma de videoconferência Zoom com transmissão pelo perfil do Facebook da própria Fast Wheels.

Segundos os organizadores, com os atletas em locais diferentes, as cadeiras serão colocadas em esteiras adaptadas, nas quais as rodas giram sobre um rolo simulando a rodagem no solo. O evento será participativo, ou seja, sem a definição de campeões, pois não é possível aferir os sensores e rolos. A distância percorrida será de 10 km.

Veja Também:  Clubes e Confederação cancelam Brasileiro Masculino de Rugby XV

As duas melhores paratletas brasileiras da modalidade estão garantidas. Uma delas é a santista Vanessa Cristina, recordista brasileira na maratona (com a marca de 1h39min46s, obtida em fevereiro em Sevilha, Espanha). “A Fast Wheels é minha equipe. E fazer parte dessa história é algo especial. Estou fazendo o trabalho físico em casa. E, quando fiquei sabendo dessa prova, não perdi tempo. Já corri outras provas virtuais nesse período. A experiência é boa”, declarou a atleta da classe T54, para cadeirantes. A outra é a catarinense Aline Rocha, também da classe T54. “Estamos conseguindo fazer um excelente trabalho nessa pandemia. Mesmo estando dentro de casa estamos bem organizados. Essa prova vai ser boa para termos um parâmetro daquilo que estamos fazendo”, comentou a atleta, que esteve nos Jogos Rio 2016 em três provas.

Outro destaque brasileiro é Ariosvaldo Silva, conhecido como Parré. “Faço o trabalho de pista no CIEF [Centro Integrado de Educação Física] em Brasília. E, como lá é uma escola, está tudo fechado. Venho tentando fazer alguma coisa de esteira em casa. E um pouco de academia aqui em Planaltina [DF], onde moro. Mas está difícil. Sempre que tem alguma chance de estar se movimentando, temos que aproveitar”, disse o tetracampeão parapan-americano da classe T53.

Veja Também:  Atletismo: Torneio virtual reúne elite paralímpica do Brasil

Entre os estrangeiros, o destaque é o americano Daniel Romanchuk, campeão e recordista mundial nas prova dos 5 mil metros em pista, além de vencedor das Maratonas de Boston, Nova York , Chicago e Londres.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana