conecte-se conosco


Agro News

Fim do Vazio Sanitário: produtor deve ter cautela para iniciar o plantio, orienta Aprosoja

Publicado


.

Fim do Vazio Sanitário: produtor deve ter cautela para iniciar o plantio, orienta Aprosoja

A partir de agora os produtores rurais estão autorizados a plantar os grãos

15/09/2020

A partir de amanhã (16.09), produtores rurais estão autorizados a plantar soja em Mato Grosso. É que nesta terça-feira (15.09), termina o Vazio Sanitário da Soja no Estado, após três meses de vigência. Para Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) mesmo com a liberação, produtores precisam ser cautelosos para iniciar o plantio devido as atuais condições climáticas. O período proibitivo existe há 14 anos e é uma das medidas fitossanitárias mais importantes para a prevenção e controle da ferrugem asiática na oleaginosa.

Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antonio Galvan, ressalta a importância de o produtor estar atento ao iniciar o plantio, já que o Estado passa por um longo período de estiagem. Conforme as previsões do Projeto AproClima, as chuvas só devem acontecer na última semana de setembro, em Mato Grosso. Cautela é o melhor caminho, conforme o presidente.

Veja Também:  OVOS/CEPEA: Com valorização de insumos, poder de compra recua

“Se tem uma coisa que o produtor rural tem é otimismo, mas nossa orientação se baseia na cautela, já que meteorologistas falam do período um pouco tardio das chuvas, principalmente este mês de setembro. Não coloque agora as duas culturas em risco (soja e milho), é preciso cautela e esperar a chegada das chuvas”, orientou.

Galvan lembra que a entidade tem lutado e apoia integralmente o Vazio Sanitário da soja. “Incansavelmente temos lutado para manter esse período e o apoiamos, inclusive, livre de qualquer tipo de pesquisa que tenha soja. O defendemos desde a criação em 2006 e continuaremos lutando para que o vazio exista em sua totalidade”, reforçou.

Ferrugem Asiática – A ferrugem asiática da soja ocasiona perdas em torno de 20% ao ano, provocando a desfolha precoce da planta e impedindo a completa formação dos grãos, o que gera redução na produtividade, sendo considerada uma doença de importância econômica.

Vazio Sanitário – O Vazio Sanitário foi instituído pela Instrução Normativa conjunta nº 002/2015, entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT).

Veja Também:  ETANOL/CEPEA: Demanda se aquece e eleva volume negociado

Clima safra 20/21 – De acordo com o professor PhD em Meteorologia pela Universidade de Wisconsin (USA), Luiz Carlos Molion, as chuvas na safra 2020/2021 devem ficar dentro da média. “Produtores rurais não precisam ter pressa para o plantio da safra 2020/2021, embora as chuvas possam atrasar um pouco, pode-se esperar um volume maior de água para o início de 2021, mas no geral estará na média. Não precisa se preocupar com chuvas nessa safra”, pontuou durante palestra online promovida pela Aprosoja.

 

 

Fonte:

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

publicidade

Agro News

TRIGO/CEPEA: Valor médio no PR fica inferior ao do RS

Publicado


.

Cepea, 22/9/2020 – A colheita de trigo avança no Paraná, e as atividades devem começar no Rio Grande do Sul apenas entre outubro e novembro. Com isso, os preços do trigo estão em queda, mas com mais força no estado paranaense, fazendo com que o valor médio nesse estado fique inferior ao observado no Rio Grande do Sul. De acordo com pesquisadores do Cepea, esse cenário é atípico, tendo em vista que, historicamente, os preços no Paraná superam os do Rio Grande do Sul. Na média da parcial de setembro (até o dia 21), o preço médio do trigo no mercado disponível (negociações entre empresas) no Paraná está em R$ 1.156,52/tonelada, queda de 4,5% frente à de agosto. No Rio Grande do Sul, a média está em R$ 1.218,54/t, baixa de 1,3% na mesma comparação. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Veja Também:  ETANOL/CEPEA: Demanda se aquece e eleva volume negociado
Continue lendo

Agro News

AÇÚCAR/CEPEA: Com exportação aquecida, preço segue acima do da safra anterior

Publicado


.

Cepea, 22/9/2020 – Os preços do açúcar cristal seguem firmes no mercado spot paulista nesta atual temporada 2020/21, ainda operando acima dos observados na safra anterior. Segundo pesquisadores do Cepea, embora a produção tenha crescido neste ano, o bom desempenho das exportações brasileiras do adoçante mantém as cotações firmes ou em alta no mercado interno. Na parcial de setembro (até o dia 21), o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar cristal, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, registra média de R$ 85,97/saca 50 kg, acima da registrada em setembro/19, em termos reais – os valores foram deflacionados pelo IGP-DI, base agosto/20. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Veja Também:  FRANGO/CEPEA: Demanda firme mantém preço em alta
Continue lendo

Agro News

ALFACE/CEPEA: Apesar do clima quente, preço recua em SP

Publicado


.

Cepea, 22/9/2020 – Ao contrário do esperado por agentes do mercado de alface, os valores da folhosa recuaram em Mogi das Cruzes e em Ibiúna (SP) entre 14 e 18 de setembro. Segundo colaboradores do Hortifrúti/Cepea, esses agentes esperavam que o calor favorecesse a procura, seguindo o ritmo registrado na semana anterior. No entanto, o escoamento dos pés em ambas as praças paulistas foi levemente inferior, o que levou à redução dos preços por parte de alguns produtores. Em Mogi das Cruzes, as cotações da americana recuaram 11,58% de uma semana para a outra, fechando com média de R$ 12,60/cx com 12 unidades entre 14 e 18 de setembro. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Veja Também:  FRANGO/CEPEA: Demanda firme mantém preço em alta
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana