conecte-se conosco


Esportes

Fluminense reencontra torcida após dois jogos fora de casa

Publicado

O Fluminense terá a semana inteira de preparação para enfrenar o Atlético-MG, no próximo sábado (16), no Maracanã. O jogo marca o retorno do Tricolor carioca ao Rio, após vitória sobre o São Paulo e derrota domingo (10) para o Internacional, por 2 a1, em Porto Alegre

“Momento chave em que todos estão procurando pontuar e a gente busca uma regularidade. Jogamos contra equipes que lutam pelo G-4, mas saímos daqui (RS) com a sensação de que podíamos ter levado mais pontos para o Rio”, analisou o treinador Marcão.

A diretoria do Fluminense já avisou que vai protestar contra a arbitragem do jogo no Rio Grande do Sul. Para os tricolores, o juiz paranaense Rodolpho Toski Marques não anotou o toque de mão de Victor Cuesta, que acabou originando o segundo gol do Inter, mesmo após consulta ao VAR.

“Se o Inter teve vantagem, a infração deveria ser marcada”, defende Marcão.

Ouça na Rádio Nacional

O técnico também explicou porque deixou Paulo Henrique Ganso no banco. “Foi uma questão física e por isto a opção pelo Nenê”.

Veja Também:  Comitê de Clubes prepara edital para novembro, mas não adianta valor

Além do Galo, o Flu  terá ainda pela frente CSA, Palmeiras, Avaí, Fortaleza e Corinthians até o fim do Brasileirão.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

publicidade

Esportes

Adhemar Ferreira da Silva é homenageado pela World Athletics

Publicado


.

O bicampeão olímpico Adhemar Ferreira da Silva será o único atleta da América do Sul a receber a placa de Patrimônio Mundial da World Athletics, homenagem criada pelo Departamento de Legado da entidade que administra a modalidade.

“Em 2018, essa homenagem foi criada para celebrar os que fizeram a história do atletismo em todo o mundo, e o Brasil é o único país da América do Sul a ganhar essa honraria”, disse à Agência Brasil o presidente da Consuldatle (Confederação Sul-Americana de Atletismo) e integrante do Conselho da World Athletics, Helio Gesta.

Adyel Silva, filha do bicampeão olímpico, celebra a homenagem da World Athletics e lamenta a falta de respeito dos brasileiros pelo legado do pai, que faleceu em 2001. “É sempre bom que, no meu caso, o meu pai, no caso do meu filho, o avô dele seja homenageado. Mesmo vindo de fora do Brasil, esses gestos de respeito e carinho são importantes demais. Ficamos felizes mesmo sabendo que o Brasil não respeita a história de meu pai. Conquistar tudo o que ele conseguiu em uma época em que, para ser atleta olímpico, tinha que ser amador, uma vida praticamente espartana, é um feito admirável”, declarou à Agência Brasil.

Veja Também:  City carimba faixa de campeão do Liverpool no Campeonato Inglês

Segundo Helio Gesta, a placa em homenagem ao brasileiro medalhista de ouro nos Jogos de 1952, em Helsinque (Finlândia), e de 1956, em Melbourne (Austrália), no salto triplo deve ser instalada no Centro Esportivo Tietê, em São Paulo, em dezembro desse ano. Nesse local funcionava o Clube Tietê, no qual Adhemar alcançou o primeiro dos cinco recordes mundiais da carreira. Em três de dezembro de 1950, o ex-atleta saltou 16 metros cravados (igualando a distância saltada pelo japonês Naoto Tajima).

“Na última reunião presencial da World Athletics, em março, recebi a incumbência de trazer a placa, que já estava pronta. Ela está comigo na minha residência em Manaus. A ideia era instalá-la em março mesmo, após as Assembleias da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) e da Consuldatle, mas a pandemia da covid-19 acabou mudando tudo. E agora nosso plano é formalizar a homenagem no final desse ano”, explicou Helio Gesta.

Além de Patrimônio Mundial da World Athletics, o triplista será consagrado esse ano ao entrar no Hall da Fama do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Veja Também:  Comitê de Clubes prepara edital para novembro, mas não adianta valor

Atletas históricos como Jesse Owens, Emil Zatopk, Paavo Nurmi, Fanny Blankers-Koen e Abebe Bikila, e competições como a Maratona de Boston, Penn Relays e o Memorial Van Damme, já integram a lista de condecorados pela entidade máxima do atletismo.

Técnico alemão também é homenageado

O alemão Dietrich Gerner, técnico e grande orientador do bicampeão olímpico, também vai ser homenageado. Ele foi escolhido por ser considerado a “primeira lenda” entre os treinadores da América do Sul.

A tradicional Corrida Internacional de São Silvestre também será homenageada por sua importância histórica. A disputa, criada em 1925, chega a contar com 30 mil participantes e tem 15km de distância. O prêmio será entregue à Fundação Cásper Líbero, dona dos direitos do evento.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Fluminense avança e Vasco é eliminado da Taça Rio

Publicado


.

Fluminense e Volta Redonda conseguiram na noite desta quinta (2) chegar às semifinais da Taça Rio. Com situação mais cômoda na tabela, o Fluminense foi o primeiro a entrar em campo, em Bacaxá (Saquarema, na Região dos Lagos), diante do Macaé. Depois da derrota por 3 a 0 para o Volta Redonda na última rodada, a torcida aguardava uma reação, mas o time voltou a jogar mal e empatou por 0 a 0. Apesar da má atuação, inclusive do artilheiro Fred, a equipe de Odair Hellmann garantiu a liderança do Grupo B, com 10 pontos ganhos. O Botafogo, vice-líder do grupo A, será o adversário da próxima fase.

Já o Vasco precisava de uma combinação de resultados para arrancar a classificação. O primeiro passo era superar o Madureira dentro de casa. O gol da vitória só veio aos 38 minutos do segundo tempo, com o argentino Gérman Cano. Apesar do esforço do elenco cruzmaltino em São Januário, o Volta Redonda venceu por 2 a 1 o Resende e ficou com a segunda vaga. Seu adversário será o Flamengo.

As semifinais da Taça Rio serão no próximo final de semana, mas ainda estão sendo aguardadas as confirmações de datas pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), que lançou nota afirmando estar surpresa pela rescisão de contrato da TV Globo. A decisão da emissora foi motivada pela transmissão do Flamengo, pelas redes sociais, do jogo contra o Boavista na última quarta. Nesta quinta o Vasco fez o mesmo. Os clubes estão amparados pela MP 984, que confere poderes exclusivos aos mandantes dos jogos para negociar os direitos de transmissão.

Edição: Fábio Lisboa

Veja Também:  Por eleições municipais, Tour de France brasileiro vai para dezembro

Continue lendo

Esportes

Comitê de Clubes prepara edital para novembro, mas não adianta valor

Publicado


.

O Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) pretende lançar, em novembro, um edital para financiar a compra de equipamentos e materiais para atender projetos de formação esportiva com vistas ao próximo ciclo olímpico e paralímpico (2021 a 2024). Podem participar as instituições filiadas à entidade – ou seja, certificadas pela Secretaria Especial do Esporte (vinculada ao Ministério da Cidadania), com certidões regulares e aprovadas no processo de analise de capacidade técnica e operacional do CBC. O montante a ser oferecido no edital ainda não foi definido.

Os recursos da entidade são provenientes das loterias da Caixa Econômica Federal. A lei 12.395, de 2011, que modificou a Lei Pelé (9.615/98), incluiu o CBC como beneficiário de 0,5% dessa arrecadação, com destinação “única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos”. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) também deve pesar no valor do aporte financeiro do edital de novembro.

“É mais um impacto da pandemia. Tivemos uma queda na arrecadação das loterias. Evidentemente, as pessoas passam a ter outras prioridades. Esperamos que isso se recupere nos próximos meses. Vamos avaliar a quantidade de recursos e, junto de clubes e confederações, determinaremos as premissas [do edital]”, explicou vice-presidente de Formação de Atletas da entidade, Fernando Cruz, à Agência Brasil.

Segundo o vice-presidente, as diretrizes do chamamento das instituições interessadas a participar do edital serão acertadas durante o Seminário Nacional de Formação Esportivo. O encontro faz parte da programação do Congresso Brasileiro de Clubes, inicialmente marcado para o período de 30 de outubro a 2 de novembro deste ano, em Campinas (SP).

Veja Também:  City carimba faixa de campeão do Liverpool no Campeonato Inglês

Em maio, o CBC antecipou a publicação de outro edital, no valor de R$ 130 milhões, direcionado à contratação e manutenção de profissionais e recursos humanos, também visando o ciclo dos Jogos de Paris (França), em 2024. A medida pretendia auxiliar clubes impactados pela redução de investimentos no esporte, causada pela crise pós-pandemia. Segundo Cruz, 36 instituições filiadas ao CBC participaram do chamamento. O edital também disponibilizou um acréscimo de 15%, sobre valores já executados nos esportes olímpicos, a clubes que estimulem o paradesporto.

“Esse recurso será alcançado pelos clubes ainda em 2020, em parcela única, para o próximo ciclo, de 2021 a 2024”, afirmou o vice-presidente. “Além de profissionais como preparador físico, auxiliar técnico ou fisioterapeuta, incluímos a possibilidade do clube contratar um técnico de desempenho, que auxiliará no acompanhamento dos resultados”, completou.

Competições

Além da compra de equipamentos esportivos e contratação de profissionais, o CBC financia a realização de competições nacionais interclubes, em parceria com ligas e confederações. Caso, por exemplo, da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), que é promovida em parceria com a Liga Nacional de Basquete (LNB). Para 2020, a expectativa era que 38 modalidades fossem contempladas. A pandemia da covid-19, porém, fez com que a maior parte dos campeonatos fosse cancelada neste ano. 

Pinheiros - LDB - basquete Pinheiros - LDB - basquete

Time da base do Pinheiros comemora o título conquistado ano passado na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), promovida pelo CBC – Fotojump/ NBB/Direitos reservados

Veja Também:  Por eleições municipais, Tour de France brasileiro vai para dezembro

 

A instabilidade no controle da disseminação do vírus no país alterou os planos da entidade, que pretendia retomar, a partir de setembro, parte dos torneios. “Os diretores [do CBC] estão se reunindo diretamente com cada confederação pra definir o melhor momento do retorno, de acordo com especificidades de cada esporte”, informou o assessor de comunicação da entidade, Fernando Cruz. E acrescentou ainda que o CBC está  “cumprindo os protocolos e obedecendo às orientações do Ministério da Saúde; trabalhamos com a hipótese de executar, pelo menos, algo próximo da metade do objetivo inicial, de cerca de 270 eventos previstos [para o ano]”.

Uma das reuniões foi do CBC foi com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), no último dia 24. Segundo nota publicada no site do Comitê, a videoconferência tratou da “retomada do calendário do Campeonato [Brasileiro Interclubes] ainda neste ano (…), de forma segura e benéfica a todos, obedecendo as definições oficiais de cada estado e município”.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana