conecte-se conosco


Mato Grosso

‘Golpe do motoboy’ faz vítima em Cuiabá; Procon-MT alerta consumidores

Publicado

Era início de mês quando Aparecido*, 82 anos, morador de Cuiabá, recebeu uma ligação no telefone de casa. Do outro lado da linha, um suposto atendente de banco informou ao idoso que haviam sido identificadas transações suspeitas na conta dele e que, portanto, o cliente deveria entrar em contato com o banco pelo número da central de atendimento – que consta no verso do cartão.

Ao desligar aquela chamada, o aposentado não poderia imaginar que a ligação que faria em seguida para o banco, a fim de resolver o suposto problema com o cartão, poderia ser interceptada por criminosos que se passariam novamente por atendentes do banco. Dessa forma, recolheram informações confidenciais do consumidor, como os dados pessoais, senha e informações da conta.

O “golpe do motoboy” ganhou esse nome porque, após as ligações falseadas, a vítima é informada pelos golpistas que um motoboy contratado pelo banco vai recolher o cartão em sua residência. Em posse da senha, do cartão e com a confiança da vítima – devido ao contato realizado com banco – os criminosos efetuam saques e compras em nome da vítima. No caso Aparecido*, ele tinha acabado de receber sua aposentadoria.

Veja Também:  Em redes sociais, digital influencer ”Carla Bora” mostra hematomas e acusa namorado em Cuiabá

O relato chegou ao Procon estadual em novembro deste ano via reclamação contra um banco que se recusou a anular as compras criminosas registradas na fatura de cartão de crédito. Casos semelhantes vêm sendo registrados no Brasil desde 2018, já com causas judicializadas e com decisões favoráveis às vítimas dos golpes.

A 22ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, por exemplo, condenou este ano um banco a indenizar dois clientes vítimas do “golpe do motoboy”, conforme publicado pelo site Conjur, em outubro de 2019. Por maioria, a Câmara entendeu que as instituições financeiras respondem objetivamente pelos danos causados por fraudes ou delitos praticados por terceiros em seu âmbito de atuação.

Tal entendimento se baseia, entre outras regras, no artigo 6 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que considera como direito básico do consumidor o direito à segurança dos produtos e serviços oferecidos no mercado de consumo.

Conforme a secretária adjunta do órgão de defesa do consumidor, Gisela Simona, no caso do golpe em questão, há falha na prestação do serviço, uma vez que os mecanismos de segurança do banco “não foram capazes de impedir o acesso dos golpistas aos dados privados da vítima”.

Veja Também:  Homem invade casa da ex-namorada e é achado morto na calçada em MT

Dicas para evitar fraudes com cartões bancários: 

– Não acesse suas informações via link recebido por mensagem, e-mail ou redes sociais; 

– Não conceda suas informações e senhas por ligações telefônicas, mensagens, nem compartilhe com outras pessoas; 

– O cartão de crédito é pessoal e intransferível, por isso não entregue-o a outra pessoa;

– Os bancos não fazem recolhimento de cartão;

– Na hora de inutilizar um cartão de banco, corte o chip e a tarja preta que fica no verso do cartão. É no chip e na tarja que estão registradas as informações bancárias; 

* Nome fictício utilizado para proteção do consumidor.

Fonte: GOV MT
publicidade

Mato Grosso

Incêndio destrói apartamento em Cuiabá

Publicado

Uma sobrecarga elétrica causa por algum equipamento eletrônico resultou em um incêndio que destruiu um apartamento no centro de Cuiabá. O fato ocorreu neste domingo (26).

Conforme informações, o fogo teve início da sala de televisão. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não foi possível identificar qual equipamento causou a sobrecarga.

O fogo se propagou para outros cômodos do apartamento. Móveis e materiais de escritório foram destruídos.

Mesmo os vinhos tentando conter as chamas, não foi possível controlar o incêndio.

Quatro viaturas e 16 bombeiros realizaram o trabalho de combate as chamas.

Os moradores não estavam na casa e ninguém ficou ferido.

Além disso, foram tomadas as medidas de segurança como evacuação, desligamento da energia e gás e controle de pânico.

O apartamento teve que ser isolado para a realização de perícia.

Os moradores do condomínio foram orientados sobre a segurança do apartamento.

Veja Também:  PM prende pai que abandonou filho em carro em MT
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende pai que abandonou filho em carro em MT

Publicado

Um pai que abandonou o filho dentro do carro para ir beber em São Félix do Araguaia (1.173 KM de Cuiabá) foi algemado e preso no dia 12 de janeiro deste ano. Os policiais, e membros do conselho tutelar do município, flagraram a criança sozinha dentro do veículo de madrugada, sem cuidados de higiene.

Ela havia defecado em sua roupa. De acordo com informações do registro de ocorrência, a Polícia Militar recebeu uma denúncia de duas conselheiras tutelares da cidade relatando que o homem havia abandonado o filho para ir beber no estabelecimento conhecido como “Breja Choperia”.

Acompanhados das conselheiras tutelares, os policiais se dirigiram até o veículo onde a criança estava, por volta das 2h30 da manhã, e localizaram o menor de idade abandonado dentro do carro. Na sequência eles foram até o pai do garoto, que estava bêbado, e teve que ser algemado.

Ainda segundo o registro de ocorrência os pais da criança foram advertidos pelo conselho tutelar.

Veja Também:  Em MT, cadeirante se revolta e constrói rampa de acesso a órgão público.
Continue lendo

Mato Grosso

Em MT, cadeirante se revolta e constrói rampa de acesso a órgão público.

Publicado

 Deficiente físico é morador da cidade de Juína e se disse cansado do descaso. Prefeito disse que tomará providências e pediu desculpa aos cadeirantes

Cadeirante mora na cidade há 31 anos e ficou paraplégico após levar um tiro (Foto: Marcelo Guedes/site Metropolitana FM)

Indignado com a falta de acessibilidade em Juína, cidade a 737 km de Cuiabá, o deficiente físico Samuel Nobile de Oliveira, de 41 anos, decidiu construir por conta própria uma rampa de acesso ao prédio da secretaria municipal de Saúde. Com um balde cheio de massa de cimento, que levou de casa, algumas madeiras e pedras, o morador foi para a frente do órgão, na tarde de segunda-feira (24), e declarou que não quer mais sofrer constrangimentos. “Não aguento mais passar por isso e estou cansado de esperar pelo poder público. Por isso tomei a iniciativa e não quero mais esperar”, disse.

Samuel mora no município há 31 anos, no Bairro Módulo 4, e ficou paraplégico após ser atingido por um tiro, em 2006. Desde então, se viu preso à cadeira de rodas e ressalta que encontra dificuldades diárias pela falta de acessibilidade juntamente com outros amigos cadeirantes. Ele conta que precisa ir constantemente à secretaria de Saúde por conta de documentos que necessita para fazer tratamento médico em Brasília (DF).

Veja Também:  Incêndio destrói apartamento em Cuiabá

O cadeirante relatou ainda a situação que passa ao ir no posto de saúde do bairro. “Somos atendidos pelos médicos do lado de fora, na rua, porque não têm rampa de acesso. É muita humilhação não sermos tratados como pessoas comuns”, desabafou.

À reportagem, o prefeito Hermes Bergamim disse que já está tomando providências quanto à falta de acessibilidade e garantiu que providenciará melhorias para os deficientes físicos. Também considerou a atitude do morador importante e pediu desculpas pelos constrangimentos que os cadeirantes da cidade têm sofrido. “Estamos colocando a casa em ordem nesses seis meses de gestão. Peço desculpas a todos os deficientes físicos pelas situações e constrangimentos. Vamos tomar as devidas providências na cidade para que isso não ocorra mais”, afirmou.

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana