conecte-se conosco


Economia

Guedes: “Perdemos apenas 1 milhão de empregos”; IBGE fala em 11,5 milhões

Publicado


source

Brasil Econômico

guedes
Reprodução/CNN

Guedes falou à imprensa em frente ao Ministério da Economia na noite desta sexta (2)

Nesta segunda-feira (19), na conferência virtual da Cúpula da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, o  ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil perdeu  “apenas 1 milhão de empregos durante a crise da pandemia de Covid-19. 

Guedes comparou a situação econômica do país com a norte-americana. “No mesmo período em que os Estados Unidos demitiu 33 milhões de pessoas, o Brasil preservou 11 milhões de empregos, digitalmente registrados, pelo nosso sistema de proteção, e perdemos apenas 1 milhão de empregos. No mês passado já recuperamos 250 mil empregos”, afirmou.

O ministro também citou o auxílio emergencial, dizendo que a renda ajudou a “preservar os sinais vitais da economia”, e econtrou “36 milhões de invisíveis”, falando das pessoas de baixa renda que não estavam nos cadastros do governo. 

Veja Também:  Indústrias do Mercosul e da UE pedem urgência para acordo comercial

Falando sobre emprego, Guedes considerou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e números divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) no dia 30 de setembro, que se referem apenas aos empregos formais, e não ao impacto no mercado informal. 

IBGE afirma que 11,5 milhões de brasileiros perderam emprego

Os últimos dados do Caged mostram que foram contratados 1,239 milhão de formais e demitidos 990 mil em agosto, fazendo saldo positivo de 249.388 de empregados no Brasil.

Nos oito primeiros meses de 2020, as demissões superaram as contratações em 849.387.

Assim, o 1 milhão de desempregados apontados por Guedes fazem referência às vagas perdidas nos meses de maior impacto na pandemia de Covid-19 no Brasil. 

Segundo o IBGE, os índices são diferentes. No período de apenas um trimestre, 7,214 milhões de pessoas ficaram desempregadas. Em um ano, o total de vagas perdidas foi de 11,5 milhões, considerando vagas formas e informais. 

publicidade

Economia

flydubai inaugura operações comerciais regulares entre Israel e Emirados Árabes Unidos

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Gabriel Araújo

flydubai inaugura operações comerciais regulares entre Israel e Emirados Árabes Unidos

A flydubai, companhia aérea emiradense, realizou nesta semana seu primeiro voo entre Dubai (DXB) e Tel Aviv (TLV), marcando assim, a inauguração das operações comerciais regulares entre os Emirados Árabes Unidos e Israel.

Conforme já destacado aqui no Contato Radar, os dois países firmaram um tratado de paz, dando fim às divergências diplomáticas que envolviam há anos as duas nações.

Sobre o voo histórico, Ghaith Al Ghaith, CEO da flydubai, comentou: “O voo inaugural de hoje (26) foi muito importante. A criação dessas ligações aéreas diretas apoiará o desenvolvimento de empreendimentos comerciais em vários setores, ajudando a impulsionar o sucesso e a prosperidade”.

“Estamos ansiosos para dar as boas-vindas aos primeiros passageiros de Israel quando eles vierem explorar os Emirados Árabes Unidos”, finalizou.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Além da flydubai, outras companhias demonstraram interesse em operar na rota. A israelense El Al programou o início das ligações entre os dois países no dia 13 de dezembro, enquanto a emiradense Etihad Airways programou o início das operações para o dia 28 de março de 2021, partindo de Abu Dhabi (AUH).

Veja Também:  Agronegócio quer salvar relação com a China após acusações de Eduardo Bolsonaro

O post flydubai inaugura operações comerciais regulares entre Israel e Emirados Árabes Unidos apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Economia

Bolsonaro: ‘Nosso posto Ipiranga é insubstituível’

Publicado


source
Bolsonaro
Reprodução / iG Minas Gerais

Durante evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro ressaltou a importância do Posto Ipiranga

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que o ministro da Economia, Paulo Guedes , é “insubstituível” e o chamou de “posto Ipiranga”. Ambos participaram de um evento no Palácio do Planalto sobre desburocratização da administração pública.

A fala de Bolsonaro veio após o ministro da Economia ser chamado para falar ao público, mas decidir não subir ao púlpito. Então, depois de assinar os decretos do evento, Bolsonaro, disse que era para todo mundo ficar calmo, que ele não falaria sobre economia no lugar de Guedes.

“Pode ficar tranquilo, que o nosso posto Ipiranga é insubstituível, então não falarei de economia”, disse o presidente.

Na noite de quarta-feira, Guedes respondeu a algumas críticas de que ele estaria desacreditado. O ministro afirmou que a Bolsa de Valores está subindo e citou medidas que o governo tem conseguido avançar, como a lei de falências, a reforma da Previdência e o envio da reforma administrativa e do Pacto Federativo ao Congresso.

Veja Também:  Intenção de consumo das famílias cresce pela terceira vez consecutiva

Questionado sobre a fala do presidente do Banco Central , Roberto Campos Neto, de que o país precisa de um plano para recuperar a credibilidade, Guedes alfinetou e disse que há um plano, e que se Campos Neto tivesse um melhor, que apresentasse. Os dois conversaram nesta manhã e, segundo interlocutores, a relação está “tranquila”.

No mesmo evento, Bolsonaro disse querer “paz, harmonia, tranquilidade e progresso” e comemorou o resultado do Caged , que registrou criação de 394,9 mil vagas em outubro. Segundo ele, os números positivos se devem ao trabalho do governo e do Congresso , citando o senador Jorginho Mello (PL-SC), autor do projeto que criou o Pronampe.

“Se nós acreditarmos nas projeções, nós vamos terminar o ano, mês de dezembro, com mais gente empregada do que em dezembro do ano passado, e isso atravessando uma pandemia. Devemos isso a muitas pessoas que trabalharam nesse sentido no Executivo e no Legislativo “.

Continue lendo

Economia

Procon-SP tem atendimento especial para Black Friday

Publicado


source

Agência Brasil

.
Rovena Rosa/Agência Brasil

Segundo a entidade, a reclamação registrada será enviada imediatamente para o fornecedor, que terá até dez dias para dar uma solução ao consumidor


O Procon de São Paulo (Procon-SP) disponibilizou um espaço em seu site para atender as reclamações referentes a promoções da Black Friday , evento que ocorre nesta sexta-feira (27). Segundo a entidade, a reclamação registrada será enviada imediatamente para o fornecedor, que terá até dez dias para dar uma solução ao consumidor.


“A defesa do consumidor terá prioridade total. Tome cuidado, siga nossas dicas e denuncie. Estamos atentos, e as empresas que tentarem transformar essa data promocional em uma dor de cabeça para o consumidor serão punidas exemplarmente”, destacou o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Ao entrar no site do Procon na internet, o consumidor terá acesso a uma janela específica para fazer a reclamação sobre problemas relacionados à Black Friday . É possível informar queixas como maquiagem de desconto, mudança de preço ao finalizar a compra, pagamento com boleto bancário indisponível e pedido cancelado após a conclusão da compra, além dos casos de não entrega, demora ou produto ou serviço entregue com defeito.

Veja Também:  Bolsonaro: ‘Nosso posto Ipiranga é insubstituível’

Tradicional nos Estados Unidos, a Black Friday (sexta-feira negra) ocorre depois do feriado de Ação de Graças e marca o início da temporada de compras de fim de ano. O comércio aproveita a data para promover liquidações especiais e atrair mais consumidores.

O Procon-SP recomenda que, ao fazer as denúncias e reclamações, o consumidor indique o endereço da loja e apresente os prints das telas demonstrando o que ocorreu de errado com a compra.

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana