conecte-se conosco


Nacional

Idosa arremessada de ônibus no Rio morre após ficar 10 dias internada

Publicado

source
Glória Maria estava voltando do supermercado na hora do acidente arrow-options
Arquivo pessoal

Glória Maria estava voltando do supermercado na hora do acidente

Após ser arremessada de um ônibus e ficar dez dias internada, a aposentada Glória Maria Pires Silva , de 72 anos, morreu neste sábado. No último dia 31, a idosa estava dentro de um coletivo da linha 781 (Marechal Hermes x Cascadura) que trafegava com as portas abertas.

No momento em que o motorista fez uma curva na Rua Ibirapuitã, em Rocha Miranda, Zona Norte, Glória Maria foi jogada para fora do ônibus e bateu com a cabeça no chão.

A idosa , que estava voltando do supermercado na hora do acidente, ficou internada no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte, mas não resistiu aos ferimentos e morreu neste sábado.

Jorge Carlos Silva Júnior, de 40 anos, filho da vítima, afirma que o ônibus não estava equipado com um dispositivo obrigatório, o qual reduz a aceleração caso a porta permaneça aberta.

“Foram a imprudência do motorista e a negligência da empresa que vitimaram a minha mãe. As empresas não instalam (o dispositivo) em todos os ônibus porque ele é um equipamento caro”, explica o homem, que trabalha como motorista de ônibus.

Veja Também:  INSS vai liberar dinheiro atrasados para segurados da revisão do artigo 29 l Veja se você tem direito

“A minha mãe era uma pessoa muito doce, uma ótima mãe e uma avó maravilhosa. Ela ficou internada, mas infelizmente não resistiu”. Segundo o filho da vítima, Glória Maria também quebrou a clavícula.

Fonte: IG Nacional
publicidade

Nacional

Passageira morre dentro de avião no aeroporto Afonso Pena

Publicado

Uma passageira morreu na noite de domingo (26) dentro de um avião da empresa Azul no aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

O posto médico do aeroporto foi informado às 22h23 que alguém estava passando mal no voo 2852 que seguiria para Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Segundo informações da assessoria de imprensa da companhia aérea, os comissários de bordo prestaram os primeiros socorros antes de chamar a equipe médica da Infraero. No entanto, apesar de todos os esforços, a mulher já não apresentava sinais vitais. O voo seguiu o trajeto para Mato Grosso do Sul.

O motivo da morte não foi divulgado. Nas redes sociais foi ventilado que a vítima poderia estar com coranavírus, doença que matou 80 pessoas na China. No entanto, a informação é falsa. 

DA REDAÇÃO.

Veja Também:  Prefeita troca carnaval por doação de moradias populares e ajuda a famílias carentes
Continue lendo

Nacional

Policial mata esposa e amante após flagrar traição

Publicado

   O Policial chegou mais cedo do trabalho e flagrou a traição

Na tarde do último sábado, 25, um policial assassinou a esposa e o amante, em sua residência, no Condomínio Pacífico I, no Bairro Vicente Fialho-MA.

Segundo informações policiais, o policial Carlos Eduardo havia efetuado vários disparos de arma de fogo quando chegou mais cedo do trabalho e flagrou a esposa, Bruna Lícia e o amante dela, que ainda não teve a identidade revelada.

Ainda de acordo com a polícia, foram aproximadamente 7 tiros. A mulher teria sido atingida por dois disparos e o amante alvejado com cinco tiros no rosto.

Após entregar a arma para o seu tio que é sargento da polícia e ter negociado com o tenente, o policial foi levado para a Superintendência Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Veja Também:  Mulher sem mãos teve benefício negado pelo INSS por não poder assinar o papel
Continue lendo

Nacional

Fibromialgia l Projeto de lei facilita aposentadoria para portadores da doença

Publicado

Chegou, na última quinta-feira (22), à Comissão de Assuntos Sociais do Senado um projeto de lei com objetivo de facilitar a aposentadoria de pessoas que sofrem com fibromialgia.

A proposta, de iniciativa popular e submetida a votação no site do Senado, pretende alterar a Lei nº 8.213/91 para “para incluir a fibromialgia no rol das doenças que asseguram a seus portadores a dispensa do cumprimento de período de carência para usufruir dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez”.

Fibromialgia: o que já se sabe sobre a doença e como se livrar da dor

Ainda não foi definido qual senador fará a relatoria do projeto na Comissão de Assuntos Sociais. Na etapa anterior, na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, o relator, senador Flávio Arns (Rede-PR), recomendou que a legislação atual passe a vigorar da seguinte forma:

“Até que seja elaborada a lista de doenças mencionada no inciso II do art. 26, independe de carência a concessão de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez ao segurado que, após filiar-se ao RGPS [Regime Geral de Previdência Social], for acometido das seguintes doenças: tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, esclerose múltipla, hepatopatia grave, neoplasia maligna, cegueira, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença de Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, estado avançado da doença de Paget (osteíte deformante), síndrome da deficiência imunológica adquirida (aids), contaminação por radiação, ou fibromialgia, com base em conclusão da medicina especializada.”

Veja Também:  Fibromialgia l Projeto de lei facilita aposentadoria para portadores da doença

A ideia proposta prevê ainda um acréscimo de 25% no valor da aposentadoria aos portadores de fibromialgia para que tenham condições de arcar com os custos de cuidadores.

Nesse ponto específico, Arns foi contrário.

“Acerca da demanda por acréscimo de 25% no salário de aposentadoria para os doentes com fibromialgia terem cuidador, entendemos que tal previsão não encontra respaldo na legislação vigente, haja vista que esse benefício não é concedido aos portadores das demais doenças listadas no art. 151 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, muitas delas mais graves ou incapacitantes que a fibromialgia.”

Após ser votado na Comissão de Assuntos Sociais, o projeto pode seguir para outro colegiado ou ir direto para a Comissão de Constituição e Justiça, última etapa antes de ser levado ao plenário. Se passar no Senado, precisará tramitar na Câmara dos Deputados. Uma vez aprovado, será submetido à sanção presidencial.

A fibromialgia é uma doença crônica em que os pacientes sentem dores permanentes pelo corpo.

Veja Também:  Prefeita troca carnaval por doação de moradias populares e ajuda a famílias carentes

Aparelho de pesquisadores da USP consegue zerar dor da fibromialgia

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana