conecte-se conosco


Agro News

Impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras será tema de Live

Publicado


Defesa Agrícola

Impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras será tema de Live

Pesquisador irá abordar características, disseminação e os prejuízos causados pelo inseto

06/04/2021

Com a cultura do milho em pleno desenvolvimento em Mato Grosso, o produtor rural pode se deparar com um problema: a cigarrinha-do-milho. O inseto provoca doenças conhecidas como enfezamento da planta e virose da risca, ocasionando perda de produtividade. Para tratar do assunto, a equipe técnica de Defesa Agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) vai promover uma Live, na próxima terça-feira (13.04), às 18h, no canal do Youtube Aprosoja MT.

O pesquisador doutor em Entomologia da Embrapa Cerrados, Charles Martins de Oliveira, vai apresentar aos telespectadores quais são as características do inseto-vetor, como se comporta e os impactos causados. “A cigarrinha está amplamente distribuída em todas as regiões produtoras de milho no Brasil. Quando uma lavoura apresenta um grande número de plantas doentes e com alta severidade, os prejuízos na produção de grãos podem ser superiores a 70%”, explicou.

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Vendas reagem neste começo de abril; embarques são recordes

Durante a Live, os produtores poderão esclarecer dúvidas e aprender sobre boas práticas agrícolas de manejo dos enfezamentos. “As técnicas adotadas ajudam a reduzir os prejuízos causados e permitem a convivência com essas doenças, já que dificilmente o produtor conseguirá evitar que a cigarrinha-do-milho apareça em suas lavouras”, pontuou o pesquisador.

A gerente de Defesa Agrícola da Aprosoja, Jerusa Rech, ressaltou que a demanda pela palestra se deu por conta de várias queixas de produtores em decorrência dos danos causados pela cigarrinha. “O nosso produtor rural sempre será assistido pela Aprosoja. Quando identificamos algum problema na lavoura, temos que buscar soluções. A Live com o especialista na área será uma oportunidade para evitarmos maiores danos à lavoura e, consequentemente, prejuízos na produção”, esclareceu.

Fonte: Marcella Lírio

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

publicidade

Agro News

CITROS/CEPEA: Oferta de laranja deve crescer em abril

Publicado


Cepea, 09/04/2021 – A oferta de laranja, especialmente do grupo das precoces, deve continuar aumentando em abril no estado de São Paulo. Do lado da demanda, restrições impostas em muitos municípios, visando conter o avanço do coronavírus, têm limitado a procura pela fruta por parte de importantes canais de escoamento. Nesse cenário, pesquisadores do Cepea indicam que o movimento de alta nos preços da fruta, verificado até março, pode ser interrompido em abril. Em março, a variedade pera teve média de R$ 38,71/cx de 40,8 kg, na árvore, alta de 2,7% em comparação com fevereiro/21. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Vendas reagem neste começo de abril; embarques são recordes
Continue lendo

Agro News

FRANGO/CEPEA: Liquidez interna segue baixa; exportação sobe pelo 2º mês seguido

Publicado


Cepea, 09/04/2021 – Neste começo de abril, os preços da carne de frango recuaram na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, devido à baixa liquidez. Já as exportações brasileiras da carne apresentam bom desempenho, contexto que ajuda a escoar a proteína avícola. Em março, segundo dados da Secex, o Brasil exportou 396,1 mil toneladas de carne de frango, aumento de 13,6% frente a fevereiro e 13,3% maior que o resultado de março de 2020. Pesquisadores do Cepea indicam que o bom desempenho das vendas externas se deve especialmente aos aquecidos embarques à China e também às Filipinas. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Veja Também:  BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês
Continue lendo

Agro News

BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês

Publicado


Cepea, 08/04/2021 – As exportações brasileiras de carne bovina in natura voltaram a somar volume significativo em março, impulsionadas especialmente pelos envios à China. Segundo pesquisadores do Cepea, a forte recuperação das vendas externas em março pode estar atrelada aos novos surtos de Peste Suína Africana (PSA) registrados na China e também ao retorno das compras daquele país, depois do Ano Novo Chinês, comemorado em fevereiro. Segundo dados da Secex, em março, foram embarcadas 133,8 mil toneladas da proteína in natura, 31% a mais que em fevereiro e 6,27% acima da quantidade de março de 2020. Trata-se, também, de volume recorde para um mês de março, considerando-se a série histórica da Secretaria, iniciada em 1997. Assim como as exportações, os preços do boi gordo, do bezerro e da carne também atingiram recordes em março e seguem firmes neste começo de abril. Além da demanda externa aquecida, os valores do Brasil são sustentados pela baixa oferta de animais prontos para o abate. Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

Veja Também:  BOI/CEPEA: Exportação de março é recorde para o mês
Fonte: CEPEA

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana