conecte-se conosco


Carros

Maxiscooter Honda Forza 750 é apresentada oficialmente

Publicado


source
Honda Forza 750
Divulgação

Honda Forza 750


A Honda apresentou oficialmente nesta semana a maxiscooter Forza 750, modelo que estreia na linha 2021 para ser o maior da família, que conta também com modelos de 350 e 125 cilindradas.


A Honda Forza 750 tem peso em ordem de marcha de 235 kg e traz uma suspensão dianteira com garfo invertido na dianteira e sistema monoshock na traseira, ambos com curso de 120 mm. O motor é o mesmo bicilíndrico de 745 cc usado na Honda X-ADV disponível no mercado brasileiro, porém em uma variação de 58,6 cv preparada para atender às normais de emissões Euro V.

Equipado com um tanque de gasolina de 13,2 litros, a Forza 750 consegue obter médias de consumo de até 27,78 km/h e está equipada com um câmbio de seis marchas e dupla embreagem.


Na parte tecnológica, os destaques do modelo são o painel TFT que permite a conexão com o smartphone do piloto, além de um seletor de modos de condução com quatro opções de calibragem (Standard, Sport, Rain e User), sendo três acertos padrão e o último personalizável, permitindo alterar as respostas do acelerador, freios, e de intervenção do controle de tração.

Veja Também:  Lando Norris se diverte com o McLaren Elva na pista de Silverstone

Forza 350

Honda Forza 350
Divulgação

Honda Forza 350


Apresentada na Tailândia em julho, a Forza 350 começa a ser oferecida também no mercado europeu. Este modelo é o substituto da sccooter Forza 300, que foi mostrada no Brasil durante o Salão Duas Rodas do ano passado e chegou a ser confirmada para chegar este ano no mercado brasileiro.

Além do novo visual, o principal destaque mecânico do Forza 350 em relação ao antecessor é o motor de 350 cc, que desenvolve 29,2 cv. Ou 4,1 cv a mais que o bloco usado na antiga Honda Forza 300.

Fonte: IG CARROS

publicidade

Carros

Veja 5 versões do Ford Focus que não tivemos no Brasil

Publicado


source

O médio Ford Focus foi lançado na Europa em 1998, com a missão nada fácil de substituir o veterano Escort, modelo que chegou ao mercado europeu no final dos anos 1960 e em três décadas ganhou fãs em todo o mundo.

Para isso, o Ford Focus  trazia uma carroceria com exterior e interior de linhas bem ousadas para a época, dentro da linguagem de design lançada poucos anos antes pelo subcompacto Ka . Esse conjunto era combinado a uma mecânica bem afinada, que trazia avanços ao segmento como a suspensão traseira do tipo multilink.

A receita acabou dando certo e o carro segue firme em sua quarta geração no mercado europeu. No Brasil, o Focus chegou em 2000 e foi vendido até 2019, quando a terceira geração deixou de ser produzida na fábrica de General Pacheco (Argentina). Conheça algumas versões que nunca chegaram por aqui.

Veja Também:  Veja 5 itens que mostram com o motor flex evoluiu em quase 10 anos

1 – Perua Focus

Ford Focus SW
Divulgação

Ford Focus SW: a marca não quis apostar na perua no Brasil mesmo na época em que elas ainda vendiam razoavelmente no País


No Brasil, o Ford Focus foi comercializado nas variações sedã e hatch. Mas os europeus contavam ainda com a opção de comprar o modelo médio numa variação station wagon.

Com 4,455 m de comprimento, a perua Focus era quase 8 cm mais longa que o sedã. E tinha uma carroceria com o visual (bem) mais comportado que o do restante da linha.

2 – Focus “USA”

Ford Focus 2ª geração (EUA)
Divulgação

Ford Focus 2ª geração (EUA) não tem linhas tão ousadas e harmônicas quando as da versão vendida na Europa


A Ford adotou estratégias diferentes para os Focus vendidos fora da Europa. Enquanto os europeus ganharam uma 2ª geração do modelo já em 2004, no Brasil tivemos esse novo Focus somente a partir de 2008.

Esse atraso aconteceu também nos Estados Unidos, onde o Focus de segunda geração foi produzido entre 2007 e 2010, mas com um interior exclusivo e a carroceria bem modificada para atender ao gosto local.

Veja Também:  Veja 5 itens que mostram com o motor flex evoluiu em quase 20 anos

3 – Focus Coupé-Cabriolet

Ford Focus CC
Divulgação

Ford Focus CC era fabricado sobre a mesma base do Volvo C70 e com estilo assinado pelo renomado estúdio Pininfarina


Seguindo a moda dos “cupês-cabriolet” (conversíveis de capota rígida) dos anos 2000, que deu origem a carros como o Peugeot 307 CC e o Volkswagen Eos, o Focus oferecido na Europa também teve essa opção.

O Focus Coupé-Cabriolet trazia uma carroceria exclusiva, com projeto e montagem feita pela italiana Pinifarina e que praticamente só compartilhava a dianteira, interior e mecânica dos Focus “comuns”.

 4- Focus ST

Ford Focus ST
Divulgação

Ford Focus ST da mesma geração do Volvo C30, do qual também conta com o motor turbo, de cinco cilindros e 230 cv


Outra variação interessante desse Focus de 2ª geração era a esportiva ST. Revelada em 2005, era baseada na carroceria hatch, com opção de três e cinco portas.

Esse hot hatch trazia sob o capô um motor 2.5 turbo de cinco cilindros e 228 cv. Era basicamente o mesmo conjunto visto no Volvo C30 T5, modelo que inclusive era montado sobre a mesma plataforma do Focus.

5 – Focus RS

Ford Focus RS
Divulgação

Ford Focus RS versão mais potente do hatch médio que o Brasil não viu nem de longe. Pode acelerar de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos


Derradeira oferecida no Brasil, a terceira geração do médio da Ford foi também a última a contar com uma versão esportiva. Reflexos desses tempos de preocupação com as emissões…

A versão RS do Ford Focus “3” era produzida com o motor 2.3 EcoBoost de quatro clindros e 355 cv, que era combinado a um sistema de tração integral. Foguete sobre rodas, acelera de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e ultrapassa os 260 km/h.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

Veja 5 seminovos mais vendidos em site. VW Fox lidera

Publicado


source

O VW Fox aparece como o seminovo mais vendido pela plataforma Instacarro no terceiro trimestre do ano. O modelo da fabricante alemã conseguiu 4,3% do total de negociações e também foi o mais negociado no mês de setembro, com 5,3%. O Citroën C3 ocupa a segunda posição no trimestre, com 4% das negociações no período, e foi o segundo também no levantamento mensal.

Na terceira posição ficou o Renault Sandero , com 3,6%. O Honda Fit e o Hyundai HB20, ambos com 3,4% das vendas, aparecem na quarta e na quinta posições do levantamento no terceiro trimestre de 2020. Na sequência aparecem Ford Fiesta (6º), Fiat Palio (7º), Ford EcoSport (8º e líder entre as SUVs), Ford Ka (9º) e Chevrolet Onix (10º).

1 – VW Fox

VW Fox
Divulgação

VW Fox : ainda tem boa procura entre os modelos seminovos com bom espaço interno e mecânica confiável

Além de ter sido o seminovo mais vendido do terceiro trimestre, o compacto também ficou no topo da lista dos mais vendidos em setembro, com 5,3%, seguido pelo Citroën C3 , com 5,1%. O Ford Fiesta, contudo, foi o terceiro colocado com 3,6%, seguido pelo Honda Fit, quarto com 3,4%, e Fiat Palio, quinto com 3,1%.

Hoje em dia o hatch é vendido apenas com motor 1.6 na linha 2021,mas o carro foi o primeiro da marca a receber o 1.0, de três cilindros, na versão Bluemotion. Além disso, destaca-se pelo espaço interno com encosto do banco traseiro rebatível e boa altura do teto, o facilita levar objetos como vasos de plantas e até bicicletas. Só fuja das versões I-Motion, com câmbio automatizado.

Veja Também:  Governo de SP irá indicar localização de todos os radares de velocidade

2 – Citroën C3 

C3
Divulgação

Citroën C3 também aparece entre os modelos mais vendidos no ranking dos seminovos do Instacarro

O hatch manteve o bom desempenho nas vendas na web a partir de julho. Depois de nem figurar entre os dez primeiros no segundo trimestre, assumiu a vice-liderança em agosto e manteve a segunda colocação do ranking com 4% das vendas no terceiro trimestre.

No Brasil, está prestes a ser substituído pela nova geração, que deverá ser fabricada em Porto Real (RJ) a partir de 2021. Patentes do carro já foram registradas no Brasil, onde o modelo terá pequenas diferenças em relação ao europeu. O visual seguirá o estilo adotado no C4 Cactus, do qual também deverá herdar o motor 1.6 Flex Start, o mesmo do Peugeot 208 feito na Argentina.

3- Renault Sandero

Sandero
Divulgação

Renault Sandero tem bom espaço interno e relação custo-benefício interessante, mas prefira as versões com motores SCe, a partir de 2017

O modelo da marca francesa supera os rivais Honda Fit e Hyundai HB20 por pouco. Destaca-se tanto pela relação entre custo e benefício quanto pelo espaço interno um pouco acima da média da categoria de hatches compactos. Mas acaba de mudar na Europa, onde passou a ficar bem mais sofisticado.

Veja Também:  Hyundai HB20S Diamond Plus: sedã ganha novos itens e detalhes

No Brasil, o modelo também precisa de mudanças para continuar com apelo no mercado e pode adotar pelo menos alguns detalhes adotados no Velho Continente. Por enquanto a dica importante é que vale a pena optar pelas versões equipadas com os novos motores Sce, disponíveis a partir da linha 2017, lançada no final do ano anterior.

4 – Honda Fit

Fit
Divulgação/Honda

Honda Fit já mudou no exterior e espera novidades no Brasil, onde ainda conta com motor 1.5 flex

Ficou empatado com o HB20 no ranking dos seminovos mais vendidos pela Instacarro. É outro modelo que já mudou no exterior e ainda continua uma geração atrás da atual no Brasil. Assim como o VW Fox tem a versatilidade e o espaço interno entre os principais atrativos. Mas continua com o bem conhecido motor 1.5 flex acomplado ao câmbio CVT, que fica devendo mais eficiência.

No Japão, onde a nova geração do Fit já está sendo vendida, o modelo conta com versão híbrida e motores bem mais modernos, como o 1.0, de três cilindros, turbo e direção semiautônoma, capaz de fazer até 23,8 km/l. No Brasil, nos resta aguardar por novidades.

5 – Hyundai HB20

Hb20
Divulgação

OHyundai HB20 da geração anterior à atual tem bom porta-malas e estilo até mais harmônico do que da nova geração

Dos cinco modelos da lista é o que mais recebeu mudanças recentemente. Mas é a geração anterior que está relacionada ao ranking de seminovos. Há quem preferira o estilo do Hyundai HB20 antes de receber as mudanças, principalmente no que se refere à traseira. De qualquer forma, o carro vem com motor 1.0, de três cilindros, que garante bom nível de eficiência.

Nas versões mais equipadas, o sistema multimídia vem até com TV digital. E o porta-malas é um dos maiores da categoria, com 300 litros. Prefira as versões com motores aspirados da antiga geração, já que o turbo não é tão eficiente quanto o da nova.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

Lando Norris se diverte com o McLaren Elva na pista de Silverstone

Publicado


source


mclaren
Divulgação

McLaren Elva na versão com pintura de competição e com uma das cores mais tradicionais da marca inglesa famosa pela equipe de Fórmula 1

Para mostrar o que os 815 cv do McLaren Elva são capazes de fazer nas mãos de um profissional, a marca colocou o piloto de Fórmula 1 Lando Norris para conduzir o superesportivo na pista de Silverstone (Inglaterra).


No vídeo, o piloto recebe a tarefa de memorizar uma série de informações técnicas do modelo para repeti-las ao longo das gravações. É claro que ele se esquece das falas e fica bem evidente a intenção da McLaren de confundi-lo ao volante para tornar a experiência mais divertida.

Um dos destaques do Elva é o sistema Active Air Management System, que em poucas palavras é composto por uma série de defletores ativos na parte frontal da carroceria, que canalizam o ar para evitar a turbulência e melhorar o conforto dos dois ocupantes mesmo com a ausência do para-brisa.


No final das contas, Norris desiste do script e se concentra em tirar o máximo do Elva. Pela sua tranquilidade enquanto faz as manobras com o supercarro, fica até parecendo uma tarefa fácil segurar toda a cavalaria do 4.0 V8 biturbo que equipa o modelo, que é capaz de fazer com que a máquina atinja os 200 km/h em apenas 6,7 segundos.

Veja Também:  Veja 5 seminovos mais vendidos em site. VW Fox lidera

Em fase final de desenvolvimento, o roadster Elva é o mais novo representante dos Ultimate Series da marca britânica e será exclusivíssimo, com uma produção de apenas 149 unidades, que começam a ser entregues aos compradores ainda este ano.

Voltado para os motoristas que gostam de levar o carro para os autódromos, o McLaren Elva não conta com um sistema de som de série. Item que pode ser encomendando como um opcional junto ao fabricante, numa lista de personalização que inclui desde detalhes feitos à mão na pintura de rodas e carroceria até materiais e cores exclusivos de acabamento, passando por pneus Pirelli P Zero Corsa para uso exclusivo em pista.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana