RONDONÓPOLIS

Carros

Multivan T7: VW revela mundialmente a nova Kombi híbrida plug-in

Publicados

em


source


VW Multivan T7 nada mais é do que a evolução da velha Kombi na Europa e que foi vendida no Brasil até o fim de 2013
Divulgação

VW Multivan T7 nada mais é do que a evolução da velha Kombi na Europa e que foi vendida no Brasil até o fim de 2013

A Volkswagen  mostra a nova Kombi , ou Multivan T7 , como é conhecida na Europa, porém durante a apresentação, curiosamente a marca não citou o nome T7 , considerando que para o mercado europeu, os veículos utilitário sempre eram batizados com o T (Transporter) e o 7 , por exemplo, referindo-se a sétima geração .

De qualquer forma, uma das maiores mudanças da Multivan T7 em relação à geração anterior, o Transporter T6.1 ), ocorreu na nova plataforma global adotada, a MQB , a qual, por sinal, é a mesma empregada na maioria dos modelos da marca alemã e, no argentino e recém-lançado ao Brasil, o Taos , além dos mexicanos Jetta  e  Tiguan Allspace.

Quanto ao design icônico, este passou por um desenvolvimento evolutivo e conta com a assinatura do designer-chefe Albert Kirzinger. Futuramente, a linha Bulli será composta por três configurações: a nova Multivan, o Transporter 6.1 , que continuará em produção para atender o público comercial e o 100% elétrico ID.BUZZ , que será lançado só no ano que vem. Veja abaixo o vídeo sobre as gerações anteriores da Kombi.

A nova Multivan T7 terá capacidade para até sete lugares e adotará, pela primeira vez na história de veículos comerciais da marca o novo sistema híbrido plug-in ‘eHybrid’. O motor 1.4 TSI conta 150 cv e o elétrico, 115 cv, entregando 215 cv de potência combinada associado ao câmbio DSG de seis marchas . Quando à autonomia declarada, é de 132 km .

Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros

BMW testa veículos com célula a combustível de hidrogênio

Publicados

em


source


BMW i Hydrogen Next ainda está na fase de protótipo, mas seu sistema logo passará a ser produzido em série
Divulgação

BMW i Hydrogen Next ainda está na fase de protótipo, mas seu sistema logo passará a ser produzido em série

A BMW deu início aos testes do sistema de propulsão alimentado por célula de combustível de hidrogênio, em veículos próximos ao estágio final de desenvolvimento, ou seja, unidades de pré-produção.

Sem qualquer emissão de CO2, os protótipos puramente elétricos BMW i Hydrogen NEXT examinarão o comportamento na vida real dos chassis de cada modelo, sistemas de tecnologia e eletrônica embarcada, simulando condições da vida real, quando equipados com essa nova propulsão.

A energia é gerada na célula a combustível como resultado de uma reação química entre o hidrogênio transportado pelo veículo e o oxigênio do ar. Isso oferece uma potência elétrica de 125kW/ 170 cv. Um conversor elétrico localizado abaixo da célula de combustível ajusta sua voltagem para a do motor elétrico, que alimenta o sistema.

BMW iX3 i Hydrogen NEXT tem uma 374 cv que corresponde ao mais potente motor a gasolina de seis cilindros em linha
Divulgação

BMW iX3 i Hydrogen NEXT tem uma 374 cv que corresponde ao mais potente motor a gasolina de seis cilindros em linha


O recurso de propulsão completo combina a tecnologia de célula de combustível de hidrogênio com a tecnologia BMW eDrive de quinta geração – que já pode ser experimentada no iX3 e, em breve, no iX e i4.  A energia armazenada na bateria também é usada para manobras de aceleração dinâmica e pequenas explosões de velocidade para ultrapassagens. Como resultado, o sistema oferece uma potência de 275kW/ 374 cv que corresponde exatamente à do mais potente motor a gasolina de seis cilindros em linha atualmente usado nos modelos BMW.

A tecnologia tem potencial de longo prazo para complementar os motores de combustão interna, sistemas híbridos plug-in e veículos elétricos a bateria e poderá ser uma alternativa aos veículos elétricos a bateria. Como o tanque de combustível de um modelo de motor de combustão convencional, o tanque de hidrogênio do BMW i Hydrogen NEXT pode ser abastecido entre três e quatro minutos, garantindo uma autonomia de várias centenas de quilômetros em todas as condições climáticas.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

Linha 2022 do Subaru Impreza segue no Japão sem grandes alterações

Publicados

em


source


Nova cor azul escuro (Sapphire Blue Pearl) é a única novidade da linha Subaru Impreza 2022
Divulgação

Nova cor azul escuro (Sapphire Blue Pearl) é a única novidade da linha Subaru Impreza 2022

A Subaru anuncia a linha 2022 do Impreza, modelo tradicional da marca e que segue sem grandes mudanças. Nos EUA, por exemplo, o modelo parte de US$ 19.720 (R$ 99.000) para o modelo básico, cujo valor segue sem alteração, assim como o nível de equipamentos incluindo a câmera de ré e Apple CarPlay e Android Auto.

Pelo menos a boa notícia é que o modelo básico continua sendo oferecido com o aclamado câmbio manual, de 5 marchas, para a alegria dos mais puristas. Junto a ele está o também tradicional motor boxer , de 2,0 litros que produz 152 cavalos de potência e 20,8 kgfm de torque.

No caso dos modelos equipados com câmbio automático CVT terão a tecnologia de assistência ao motorista EyeSight da Subaru, que inclui frenagem automática , manutenção de faixa, avisos de saída de faixa e alertas de partida de veículo principal.

Para 2022, o Subaru está introduzindo uma nova cor, um azul escuro chamado Sapphire Blue Pearl, que provavelmente substituirá o atual Dark Blue Pearl , que está disponível nas configurações com quatro ou cinco portas.

A linha Impreza consiste em quatro níveis de acabamento – Base, Premium, Sport e Limited – embora o acabamento Limited agora seja oferecido exclusivamente como um modelo de cinco portas e não mais no sedã, com quatro portas.

No Brasil, o Impreza é oferecido apenas em duas versões. A primeira é o crossover XV e a outra o sedã esportivo WRX. Porém, ainda não previsão de quando chegarão ambas as versões renovadas. Além delas, a Subaru conta apenas com o SUV Forester no país.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

Harley-Davidson lança mundialmente nova “Custom 1250” no mês que vem

Publicados

em


source


Harley Davidson por enquanto é conhecida como
Divulgação

Harley Davidson por enquanto é conhecida como “Custom 1250”. Nome será revelado no evento de apresentação do modelo

Chega de tanto esperar! Finalmente a marca tradicionalíssima Harley-Davidson  anunciou que sua próxima nova moto está a caminho. Com data de apresentação oficial marcada para o dia 13 de julho, às 16 h, a nova moto, que até agora só é conhecida pelo nome de protótipo “1250 Custom”.

Ela será revelada em um vídeo que envolve a liderança da marca , além de designers de produto e, sem dúvida, alguns tipos de influenciadores da moda também.

O projeto da moto intitulado  “From Evolution to Revolution”  revelará muito sobre a moto e onde ela será posicionada e durante a sua apresentação, contará com as principais mudanças e evoluções ao longo da trajetória da marca e especial dos modelos Sportster, fabricadas desde 1957 e descontinuada na Europa em 2020, por conta da legislação de emissões.

No caso da nova ” 1250 Custom” , ela vai compartilhar o mesmo motor V2 Revolution Max V-twin refrigerado a água de 1250 cc de 60 graus que estreou no recente modelo Pan America.

Os indícios são de que a Harley tenha modificado o motor para dar mais torque e potência acima de 100 cv , talvez até 120 cv , o que seria um salto considerável em relação aos divertidos, mas pouco potentes modelos  Sportster.

A maior questão de todas provavelmente será o preço. A Pan America chocou muita gente quando estreou por seu preço competitivo e espera-se que a Harley Davidson possa repetir a mesma estratégia com a nova moto.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana