conecte-se conosco


Esportes

Na noite desta sexta (4), Ponte Preta enfrenta o Paraná para vencer e colar no G4

Publicado


A Ponte Preta entra em campo às 21h30 desta sexta (4), no Majestoso, para enfrentar o Paraná em busca de uma vitória importante no Majestoso. Com 37 pontos na competição e a quatro dos primeiros colocados, a Macaca precisa dos três pontos para se manter colada na zona de acesso, na qual quer entrar o quanto antes. “Precisamos de vitórias , para que possamos chegar ao topo da tabela”, diz o técnico Marcelo Oliveira.

O adversário de hoje está na 16ª posição, com 29 pontos, e vem de uma sequência negativa de cinco jogos. A crise do oponente, porém, não faz com que a Ponte subestime o adversário. “”Jogo fácil nunca vai ter. Veja o Oeste, que veio pra cá como último colocado e dificultou nosso jogo, mas vencemos. Porém, na sequência eles ganharam de três a zero do Avaí. Então não podemos subestimar o Paraná por estar em uma série de derrotas, eles vem aqui para vencer e vão dificultar”, alerta o volante Neto Moura.

Para o jogo de logo mais, o treinador não tem atletas suspensos por cartão. Porém, três jogadores são dúvida: o lateral Apodi e os meias Camilo e Luan Dias. Os atletas sentiram na rodada passada e passarão por avaliação ainda hoje, para ver se estão livres de dor (nas costas, no caso de Luan, e na perna nos outros dois) e se poderão atuar.

  Chapecoense vence o CRB e reassume a vice – liderança na Série B

Veja Também:  Figueirense derrota Brasil de Pelotas por 3 a 0

A partida desta noite tem transmissão televisiva apenas por pay-per-view e cobertura de rádio em FM (99,1) e AM (870, 1170 e 1240). Também  é possível conferir o lance a lance no twitter oficial da Macaca, bem como nas webrádios que cobrem as partidas da Ponte Preta.

publicidade

Esportes

Com um jogador a menos Vasco é superado pelo Coritiba

Publicado


Com um a menos desde os 30 minutos do primeiro tempo, o Vasco foi superado pelo Coritiba, no sábado (16/01)  pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo permanece na 15ª posição, com 32 pontos. O próximo compromisso do Gigante da Colina, será diante do Bragantino na próxima quarta-feira (20), às 21h30, no Estádio Nabi Abi Chedid.

A partida começou bem equilibrada, com as duas equipes se estudando muito. A primeira boa chegada do Vasco veio aos 11 minutos, Léo Matos avançou pela direita, achou um belo cruzamento na entrada da pequena área, procurando Talles Magno. Antes do camisa 11 chegar a zaga adversária cortou e por pouco não sobrou para Germán Cano, que antes de chegar na bola a zaga adversária conseguiu afastar novamente. Aos 14, Yago Pikachu achou um belo lançamento para Germán Cano, que dominou invadiu a área e acabou sendo travado pela defesa adversária na hora do chute.

A partida ficou paralisada por três minutos, para uma análise no VAR. O árbitro da partida foi chamado para checar uma possível cotovelada do lateral vascaíno Henrique, no meia do Coritiba Sarrafiore. No final, o árbitro optou por expulsar o lateral. O Vasco voltou a incomodar a defesa adversária aos 35, Germán Cano recebeu pela direita, invadiu área e quase sem ângulo chutou sob a meta adversária. Aos 43, o Coritiba abriu o placar com um chute de longa distância de Hugo Moura: Coritiba 1 a 0. Aos 48 minutos, Léo Gil cobrou a falta na entrada da pequena área e achou Germán Cano livre, o argentino testou firme e acabou parando na boa defesa do goleiro Wilson.

  Léo Mattos, treina por conta e se apresenta ao Vasco nesta segunda

Veja Também:  Fora de casa, Confiança vence Oeste e alcança 45 pontos

O Vasco começou a segunda etapa, tentando incomodar a zaga adversária e com uma postura mais ofensiva. A primeira boa investida vascaína veio aos 21 minutos, Léo Matos recebeu pela direita, cortou para o meio e engatilhou um forte chute, que acabou parando na defesa do goleiro adversário. Aos 28, Léo Matos recebeu, levantou a cabeça e achou Martin Benítez na entrada da área, o camisa 10 chegou batendo de primeira e mandou para fora.

Tentando um último suspiro aos 50 minutos, Werley levantou para a área na direção de Leandro Castan, o zagueiro desviou para trás e achou Germán Cano livre, o argentino dominou, encheu o pé e parou na boa defesa do goleiro Wilson.

Continue lendo

Esportes

CSA e Avaí empatam em jogo com arbitragem polêmica

Publicado


CSA e Avaí empataram em 1 a 1, na tarde de sábado (16/01), em disputa válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2020. Em tarde de muito calor, e de arbitragem confusa, o Avaí apresentou um bom futebol, apesar do resultado de empate fora de casa.

Em busca da vitória, e de manter a aproximação do G4, o Avaí acabou por sofrer um gol logo aos 17 minutos, quando a arbitragem assinalou um pênalti inexistente na opinião do comentarista de arbitragem da detentora da transmissão da partida. Aos 13, em cobrança de escanteio, a bola foi colocada na ária. Betão subiu com Cleberson na disputa de bola. Ela, a bola, bateu no peito de Betão, com o braço colado. O juiz não viu, mas marcou a penalidade após o assiste Frederico Soares VIlarinho levantar a bandeira e correr para a linha de fundo, assinalando a marcação da penalidade. Depois de minutos de discussão, apito de reinicio de jogo, cobrança da penalidade e gol de Paulo Sérgio. CSA-AL 1×0 Avaí no estádio Rei Pelé.

  Cruzeiro vence o Botafogo – SP de 1 a 0 na 20ª rodada da Série B

Veja Também:  Árbitro Marcelo de Lima Henrique comanda o jogo contra Ceará e Bragantino

Mesmo atrás no placar, melhor no jogo, o Avaí não deixou de criar boas oportunidades para igualar ou mesmo virar no placar. Valdívia, Pedro Castro e Alemão tiveram as melhores chances na etapa inicial.

O primeiro grande lance foi nos pés de Valdívia, aos 36 minutos de jogo. Ele recebeu no meio e de longa distância disparou uma bomba. A bola tinha endereço certo, mas o goleiro adversário voou nela e tirou o que seria um golaço.

Na seqüência, aos 36, foi a vez de Pedro Castro quase marcar. A bola foi cruzada pela esquerda. Na área, ele finalizou para mais uma difícil defesa do goleiro.

Ainda no primeiro tempo, Alemão teve na cabeça a bola do gol de empate. Em jogada pela direita, a bola foi colocada na área. Alemão subiu, cabeceou, mas a bola foi pela linha de fundo.

No intervalo de jogo, Claudinei Oliveira teve que substituir Valdívia, após notificação da CBF sobre o resultado do exame de Covid-19 realizado no sábado (15/01), visando o jogo da próxima terça feira (19/01).

  Figueirense vence o Náutico no encerramento da 26ª rodada da Série B

Veja Também:  Com um jogador a menos Vasco é superado pelo Coritiba

Na etapa final, o Avaí chegou ao empate logo no segundo minuto de jogo. Renato, que entrou no intervalo, aproveitou cruzamento na área, após a bola passar por todo mundo. Sozinho, chutou e colocou no placar CSA 1×1 Avaí.

Buscando o gol da vitória, o Avaí apresentou durante o jogo 21 finalizações, 7 escanteios e 13 desarmes, conforme a SofaScore. Placar final CSA-AL 1×1 Avaí.

NA HISTÓRIA
De acordo com o pesquisador e Presidente do Conselho Deliberativo do Avaí, Spyros Apóstolo Diamantaras, Avaí e CSA se enfrentaram seis vezes. Foram quatro empates, uma vitória do Avaí e uma vitória do CSA-AL. O Avaí marcou quatro gols e sofreu cinco gols.

Continue lendo

Esportes

Fora de casa, Confiança vence Oeste e alcança 45 pontos

Publicado


Na noite de sábado (16), o Confiança venceu o Oeste por 1 a 0 na Arena Barueri. Com isso, o clube proletário é o 13º colocado e alcançou os 45 pontos, ficando ainda mais próximo de garantir a permanência.

O Dragão entrou em campo com um objetivo: a vitória. Aos 15 minutos, a bola sobrou com Bruno Paraíba, que dentro da área, chutou e o goleiro afastou. O clube azulino teve outra chance com Reis aos 26 minutos. O artilheiro carregou a bola, chutou de fora da área e o goleiro colocou para escanteio. Thiago Ennes levantou na área, aos 29 minutos, na medida para Guilherme Castilho cabecear e o goleiro afastou. No lance seguinte, Nirley aproveitou o lançamento de Guilherme Castilho e cabeceou para mais uma defesa do goleiro.

Aos 38 minutos, Reis recebeu passe, invadiu a área, limpou a jogada, chutou e o goleiro afastou. No minuto seguinte, o árbitro assinalou um pênalti a favor do Confiança. Na cobrança, o artilheiro mandou no canto direito, converteu e abriu o placar para o Dragão. Buscando mais, Guilherme Castilho cobrou falta direto para o gol, aos 46 minutos, e o goleiro defendeu.

  América vence o Paraná e mantém-se forte pelo acesso

Veja Também:  Fora de casa, Grêmio empata em 1 a 1 com o Palmeiras

No segundo tempo, em jogada ensaiada aos sete minutos, Guilherme Castilho cobrou falta rasteira e cruzada para Reis mandar para o gol, mas a bola saiu pelo lado esquerdo da trave. O artilheiro teve outra oportunidade no minuto seguinte, quando carregou a bola em velocidade e chutou da entrada da área, mas o goleiro pegou. Aos 25 minutos, Serginho cruzou pelo alto, Caíque cabeceou e a bola acertou o travessão.

Seis minutos depois, Djalma Silva cobrou lateral, Reis ajeitou de calcanhar, Caíque chutou com força e o goleiro afastou. O Dragão ainda teve mais duas boas oportunidades. A primeira aos 34 minutos, quando Reis marcou gol, mas o árbitro assinalou impedimento. No minuto seguinte, Djalma Silva chutou de fora da área e a bola acertou a rede do lado de fora. Fim de jogo: 1 a 0 para o clube azulino.

O Confiança retorna para Aracaju e inicia a preparação para a partida contra o Sampaio Corrêa na próxima terça-feira (19), às 19h15, na Arena Batistão.

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana