conecte-se conosco


Economia

Operação de ‘guerra’ e agências vazias no segundo dia de saques do FGTS

Publicado

source
Governo quer aquecer economia com liberação do FGTS arrow-options
Gabriel Guedes/Brasil Econômico

Governo quer aquecer economia com liberação

RIO — Os clientes interessados no  saque emergencial do  Fundo de Garantia do Tempo de Serviço  ( FGTS ) encontraram os bancos vazios neste sábado chuvoso no Rio. Para atender o público, a  Caixa Econômica Federal decidiu abrir, extraordinariamente, todas as suas agências na cidade, com esquema especial definido de acordo com o volume de depósitos em cada uma delas. Porém, o clima foi de tranquilidade.

Leia também: Saiba como retirar o FGTS: Caixa divulga calendário para saques

“A gente se preparou para a guerra. Se viesse uma multidão, estávamos prontos para atender todo mundo”, comentou o superintendente regional da Caixa para a Zona Norte do Rio, Cláudio Martins, especulando que o baixo movimento se deva ao nível de informação dos clientes. “Não aparece gente querendo se informar se tem ou não direito ao saque. Todo mundo já sabe, acompanha tudo pelo aplicativo .”

A reportagem do GLOBO percorreu cinco agências na parte da manhã, espalhadas por três bairros. Em todas, com exceção de uma em Bonsucesso, era possível contar nos dedos o número de clientes. Segundo Martins, apenas em Bonsucesso, Bangu e Queimados houve bastante procura por saques do FGTS e informações sobre o programa do governo federal de incentivo ao consumo.

Veja Também:  Beneficiários do auxílio emergencial podem comprar gás com cartão virtual

Leia também: Devedor de pensão alimentícia não poderá fazer saque emergencial do FGTS

Leonardo Ferreira esteve numa agência da Caixa em Bonsucesso, uma das mais movimentadas da cidade neste sábado

Leonardo Ferreira, de 32 anos, que trabalha há dez anos numa empresa de montagem industrial, usou o telefone para se assegurar que tinha direito a receber R$ 500 do seu FGTS, e foi neste sábado a uma agência em Bonsucesso para efetuar o saque. Mas em vez de gastar com compras, como esperava o governo, ele vai usar o dinheiro para pagar dívidas com o IPVA .

“Esse dinheiro dá uma ajuda a quem estava com dívidas, como eu, mas podia ser uma quantia maior”, reclamou Ferreira.

O garçom Antônio Bezerra Mourão, de 54 anos, fez críticas ao programa do governo, mas, como tem direito ao saque, vai usar o dinheiro para quitar dívidas e pagar contas.

A calculadora usa como base o saldo do trabalhador na data da simulação. O valor ficará sujeito a novos depósitos mensais, que serão feitos pelo empregador até a data do saque, e à correção de 3% mais Taxa Referencial (TR) ao ano.

Veja Também:  Após prorrogação da suspensão de corte, botijão de gás vai subir 10% em SP

 “Eu não queria que o dinheiro fosse retirado do meu FGTS, mas o depósito é automático”, criticou Mourão, cearense de Nova Russas que se mudou para o Rio quando tinha 19 anos e trabalha, desde então, num restaurante árabe. “O Michel Temer tentou e não deu em nada. Está todo mundo desempregado.”

Por causa do baixo valor a que tinha direito, Rogério Volponi, de 48 anos, foi a uma agência neste sábado para conferir o depósito, mas não fez saques: preferiu deixar o dinheiro na conta para gastos do dia a dia. Trabalhador informal há três anos, Volponi tinha uma pequena quantia numa conta inativa do FGTS, referente a um breve período que trabalhou com carteira assinada.

“Se eu coloco o dinheiro no bolso, não durava uma semana”, brincou Volponi. “A gente vive uma recessão. Essa medida é paliativa , não vai movimentar muito a economia. O consumo não vai voltar ao nível que a gente via há alguns anos.”

Os saques emergenciais do FGTS, limitados a R$ 500 por cada conta vinculada no fundo, começaram nesta sexta-feira. Nesta primeira leva, apenas pessoas nascidas entre janeiro e abril, com poupança ou conta-corrente na Caixa, estão aptos a receber.

Fonte: IG Economia
publicidade

Economia

Auxílio emergencial: 200 mil foram pagos neste sábado, apenas 14% dos pedidos

Publicado


source
Tatiana Thomé
Reprodução YouTube

Tatiana Thomé, vice-presidente de Governo da Caixa explica depósitos deste sábado (6)

De 1,4 milhão de pedidos de auxílio emergencial feitos ao governo federal nos últimos dias, apenas 200 mil foram aprovados para receberem o benefício. O crédito foi depositado neste sábado (6). 

Leia mais: 

Auxílio emergencial: governo estuda mais duas parcelas de R$ 300
Caixa explica como será o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial
Governo divulga lista de beneficiários do auxílio emergencial

A informação foi dada pela vice-presidente de governo da Caixa, Tatiana Thomé, neste sábado (6), durante entrevista coletiva. “Duzentas mil famílias tiveram o crédito feito hoje (sábado) pela Caixa. De 1,4 milhão de registros, em torno de 200 mil foram considerados elegíveis, então foram feitos os créditos para essas pessoas na data de hoje”, afirmou Tatiana. 

A diretora do banco estatal também informou que  58,6 milhões de pessoas já receberam duas parcelas do auxílio emergencial e 108,5 milhões pelo menos uma das parcelas. O valor total pago até o momento, segundo a Caixa  já chega a R$ 76,6 bilhões. 

Veja Também:  Pagamento de 13º para Bolsa Família deve custar até R$ 2,6 bilhões

Explicação

A Caixa tem reiterado em suas entrevistas coletivas que não é responsável pelo processo de aprovação dos pedidos de auxílio emergencial . Neste sábado, a vice-presidente de governo da Caixa foi questionada por uma solicitante.

Ela leu a pegunta: “Caixa, estou desde 7 de abril aguardando meu auxílio já fiz duas correções e a últuma foi há 10 dias e (meu pedido) ainda está em análise, com quem eu falo, o que eu faço?”.

“A Caixa faz papel de agente pagador, não somos responsáveis pela análise do seu cadastro, pela elegibilidade, pela cruzamento das bases. O caso está em análise pela Dataprev . Pode direcionar sua questão para o Ministério da Cidadania ou aguardar mais um pouco”, respondeu.



Continue lendo

Economia

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 2,5 milhões neste sábado

Publicado


source
bilhete mega-sena
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 2,5 milhões neste sábado (6)

A Mega-Sena sorteia neste sábado (6) um prêmio estimado em R$ 2,5 milhões. As seis dezenas do concurso 2.268 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Leia também:

Aposta única acerta as seis dezenas e leva R$ 45,5 milhões nesta quarta (3)

Dinheiro da aposta não serve só para premiar: quem ganha com recurso da loteria?

Bolão vale a pena? Matemático dá dicas para ter mais chances na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país, e também pela internet, sem sair de casa. O bilhete simples da Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

No concurso 2.267, realizado na última quarta-feira (3), as dezenas sorteadas foram: 20-32-33-48-49-53, e um sortudo, com bilhete registrado por meio de canal eletrônico, ou seja, uma aposta online, levou a bolada de R$ 45.553.191,42. Por isso, neste sábado, o prêmio é menor, de R$ 2,5 milhões .

Veja Também:  Governo divulga lista de beneficiários do auxílio emergencial

Como apostar de casa e tentar repetir o último vencedor

Para concorrer ao prêmio sem sair de casa, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa , o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Uma aposta com 7 números, e não 6, que te dá mais chance de ganhar, custa R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são uma boa opção.

Como funciona a Mega-Sena

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Veja Também:  Nordeste vai ao STF pedir volta de recursos do Bolsa Família

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Continue lendo

Economia

Governo divulga lista de beneficiários do auxílio emergencial

Publicado


source
auxílio
Agência Senado / Divulgação

Governo tinha prometido divulgação como forma de transparência depois de casos de fraude

Anunciado na semana passada, o governo divulgou nesta sexta-feira (5) a lista de beneficiários do auxílio emergencial  no Portal da Transparência do Governo Federal, em que se pode verificar recebedores dos pagamentos e as parcelas.

Leia:
“Temos só 25% do esperado de fraudes”, diz presidente da Caixa
TCU vê risco de 8,1 milhões de pessoas de pessoas terem recebido auxílio indevidamente

Na página estão disponíveis os nomes de  53 milhões de pessoas beneficiadas, com filtros por estado, município e mês. O total de beneficiários, no entanto, passou de 59 milhões segundo dados da Caixa Econômica Federal.

É possível acessar um beneficiário específico por nome, CPF e Número de Identificação Social (NIS) – no caso do Bolsa Família. Também se pode consultar as informações a partir de dados de familiares.

Há uma divisão na forma de consulta, de acordo com as regras definidas na legislação. São três grupos: Bolsa Família, Inscritos no Cadastro Único e Não Inscritos no Cadastro Único.

Veja Também:  Refazer o pedido do auxílio emergencial aumenta chance de conseguir benefício

Os dados sobre o auxílio emergencial serão atualizados mensalmente no Portal da Transparência. As informações já disponíveis detalham o valor de R$ 38,1 bilhões em recursos do governo federal. A ação visa dar transparência ao processo de recebimento do benefício, depois da divulgação sobre  fraudes no auxílio emergencial.

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana