conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil indicia madrasta por homicídio qualificado na morte de criança de 11 anos

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) de Cuiabá, concluiu o inquérito da morte da menina Mirella Poliane Chue de Oliveira, 11 anos, e indiciou a madrasta da criança, J.G.A., 42 anos, por homicídio duplamente qualificado, praticado por envenenamento e motivo torpe.

As investigações da Deddica concluíram que a indiciada teria cometido o crime sozinha, sem auxílio de outra pessoa. O inquérito aponta ainda que o pai da vítima não teve envolvimento direto e que ele teria sido induzido a erro pela mulher. A madrasta conduzia e tinha controle de todas as situações na família – financeira, educação, saúde e demais cuidados com a criança.

O trabalho investigativo apontou ainda a suspeita de que a madrasta teria envenenado o avô paterno da vítima, Edson Emanoel. No curso das diligências, a Deddica solicitou exames que constataram a possibilidade da morte do homem ter sido causada por envenenamento – ocorrida em março de 2018. A vítima morava com o avô e, com a morte dele, a menina passou a ficar com a indiciada.

Para confirmar essa suspeita, será necessária a exumação do corpo do avô para coleta de material e exames, que possam apontar vestígios de veneno o que, devido ao tempo, pode não ser possível. A Deddica solicitou à justiça autorização para que uma cópia do inquérito seja encaminhada à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, para investigar a suspeita de envenenamento do avô de Mirella.

Veja Também:  Mulher é presa em flagrante em ponto de droga no centro de Cuiabá

A indiciada teve a prisão temporária convertida em prisão preventiva pela Justiça e permanece em uma unidade penitenciária feminina. O inquérito será remetido ao Ministério Público Estadual.

Crime

Mirella Poliane morreu em junho deste ano, de causa inicialmente indeterminada. A criança deu entrada em um hospital privado de Cuiabá, já em óbito, e como o hospital não quis declarar a morte, foi acionada a DHPP para liberação do corpo, que solicitou perícia por precaução, diante da falta de evidência de morte violenta. Em princípio, houve suspeita de meningite, bem como de abuso sexual, mas exame de necropsia pelo Instituto Médico Legal descartou o abuso.

A Politec coletou materiais para exames complementares e, conforme Pesquisa Toxicológica Geral realizada pelo Laboratório Forense, foram detectadas no sangue da vítima duas substâncias, uma delas um veneno que provoca intoxicação crônica ou aguda e a morte.

O caso foi então remetido à Deddica, que durante as investigações desvendou o plano de envenenamento em virtude de a criança ter recebido uma indenização em decorrência da morte de sua mãe por erro médico, durante parto dela em um hospital de Cuiabá.

A equipe da Deddica concluiu que o crime foi premeditado e praticado em doses diárias, pelo período de dois meses. A indiciada causou a morte da menina usando o veneno, de venda proibida no Brasil, e ministrando gota a gota, entre abril e junho de 2019.

Veja Também:  Operação Carnaval contará com reforço de mais de 6 mil servidores em Mato Grosso

Motivação

As investigações apontaram que a indenização recebida pela criança foi a motivação do plano de envenenamento. A ação indenizatória foi movida pelos avós maternos da criança, que ingressaram na Justiça e neste ano, após 10 anos de tramitação do processo, a família ganhou a causa em última instância, cujo valor foi de R$ 800 mil, incluindo os descontos de honorários advocatícios.

Parte do dinheiro ficaria depositada em uma conta para a menina movimentar somente na idade adulta. A Justiça autorizou que fosse usada uma pequena parte do dinheiro para despesas da criança, mas a maior quantia ficaria em depósito para uso, após atingir a maioridade.  

Até 2018, Mirella era criada pelos avós paternos. Em 2017, a avó morreu e no ano seguinte (2018) o avô também faleceu, passando a garota a ser criada, naquele mesmo ano, pelo pai e madrasta. A partir disso, teve início o plano da mulher para matar a criança com o objetivo de ter acesso ao dinheiro.

A mulher, presa no início de setembro, foi ouvida após a morte da menina e contou que convive com o pai da vítima desde que ela tinha dois anos de idade e que se considerava mãe da criança. Ela declarou que Mirella começou a ficar doente em 17 de abril de 2019, apresentando dor de cabeça, tontura, dor na barriga e vômito.

Fonte: PJC MT
publicidade

Mato Grosso

Acidente grave na Avenida Felinto Muller ao lado da rotatória

Publicado

Grave acidente aconteceu por volta das 23:000 horas da noite desta segunda (24), próximo ao posto Asa Bela, na rotatória ao lado do jardim itororó.

Informações de internautas dão conta de que um motociclista bateu na lateral de um Ford KA, o motociclista ficou caído ao solo desacordado enquanto populares chamaram o SAMU, a guarda municipal esteve no local, porém não conseguiu fazer a identificação da vítima bem como as causas do acidente.

DA REDAÇÃO.

Veja Também:  Polícia Civil leva orientações sobre drogas a funcionários de empresa de segurança
Continue lendo

Política MT

Enquanto prefeito visita bairro fazendo discurso eleitoreiro, Líderes Comunitários gravam vídeos denotando descaso às comunidades.

Publicado

O prefeito Zé do pátio tem adotando uma estratégia extremamente eleitoreira nos últimos dias ao fazer um tour pelos bairros de Rondonópolis, com discursos inflamados que já não cola mais, quem está na ponta e sofre com as mazelas, não engolem as mentiras deslavadas do atual gestor, bairros que ficaram abandonados por praticamente três anos, agora começam a ser visitados pela administração para fazer um verdadeiro marketing eleitoreiro, num simples mutirão, leva toda frota da coder e veículos de várias secretarias municipais para causar impressão nos moradores da comunidade. Essa estratégia tem como finalidade tentar reduzir o índice de rejeição do gestor que está na casa dos 70%, com isto ele subestima a inteligência do cidadão eleitor que já percebeu a artimanha e não cairá no conto do vigário. Tentando atingir as classes mais populares em bairros mais periféricos, ele esquece que as coisas mudaram e hoje as redes sociais trazem muita informação ao cidadão por mais longínquo que esteja. Exemplo disso é as obras de asfaltamento dos bairros Alfredo de castro/Ananias Martins, que sem receber a devida drenagem, tem trazido sérios transtornos aquela comunidade. Ultimamente, vídeos foram postados em várias redes sociais por lideranças dos bairros, Alfredo, Altamirando e Mathias Neves, onde estes mesmos denunciam o descaso da gestão com suas comunidades.

Veja Também:  Polícia Civil recupera carga de óleo lubrificante e prende dois

Continue lendo

Policial

Rondonópolis l Homem é morto em assalto à padaria no bairro Antônio Geraldine

Publicado

Um homem identificado como Fábio José, 38 anos foi morto por na note deste domingo (23), após um assalto numa padaria no residencial Antônio Geraldine, segundo informações colhidas no local após cometer o assalto o bandido tentou fugir numa moto fan 160 cor preta, porém um dos clientes tentou dar um soco do bandido, onde o mesmo efetuou três disparos que acertaram a vítima, o mesmo não resistiu e morreu no local, o bandido,  fugiu a pé deixando a moto caída no local.

Informações dão conta de que em diligencia na região, a polícia conseguiu capturar o suspeito.

Reportagem e vídeo por: Víctor Santos

TV Rondon/SBT

Latrocínio – Homem é baleado após assalto em padaria no Mathias Neves. Óbito da vítima é confirmado.

Posted by SBT- Rondonópolis on Sunday, February 23, 2020

Veja Também:  Delegados da Polícia Civil recebem títulos de Cidadão Mato-grosssense
Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana