conecte-se conosco


Mato Grosso

prefeito entrega títulos, tem crise de fúria ataca líder comunitário e deputados de Rondonópolis

Publicado

Cláudio do Povo – Presidente do bairro fazendo uso da fala

No último dia 05, a prefeitura de Rondonópolis através da secretaria municipal de habitação realizou a entrega de títulos para alguns moradores do residencial Padre Lothar, dentro do programa de regularização fundiária com base na lei federal 13.645/2017 da gratuidade de títulos de imóveis com finalidade social, onde imóveis com até 250 m2 ficam isentos de pagar as custas de cartório, acontece que o prefeito municipal tem se valido no programa para fazer politicagem, aproveitando a falta de informação de parte do cidadão, ele rasga o verbo dizendo para aos presentes que o títulos custam em média R$ 8.000,00 (oito mil reais) e que ele está oferecendo de forma gratuita. Até aí tudo bem, pois a maioria já percebeu que gaguejar e mentir são coisas que o mesmo faz com muita facilidade. O residencial Padre Lothar é um bairro que nasceu a partir de um assentamento onde a prefeitura cortou os lotes e assentou as famílias que fizeram barracos de lona e tiveram que esperar por mais de um ano até a construção das casinhas simples que foram construídas através de fundos perdido do governo federal. Acontece que, depois de muito se arrastar, a prefeitura resolveu titular os moradores, durante a cerimônia ao fazer uso da fala, o presidente do bairro Cláudio Santos, conhecido como (Claudinho do Povo), ao parabenizar os moradores e agradecer a gestão pela entrega dos títulos, aproveitou o momento para pedir ao prefeito municipal que pudesse voltar os olhares a partir de então para aquele bairro pois o mesmo estava abandonado pelo poder público, a fala do líder comunitário se deu devido algumas dificuldades que o mesmo tem enfrentado no tocante as secretarias municipais atenderem as muitas reivindicações de melhorias para a comunidade, uma das queixas do líder é que algumas conquistas importantes para o bairro o gestor desviou e não os atendeu, podendo citar, o campo de futebol gramado que  o prefeito deixou voltar o recurso na ordem de R$ 94.700,00 (noventa e quatro mil e setecentos reais) que estava na conta do município desde dezembro de 2016, e ainda uma academia popular que o líder conseguiu através de indicação de um deputado e o prefeito mandou para outro bairro. Apesar da cobrança e do descontentamento, o líder foi muito respeitoso em sua fala, que ao final fora muito aplaudido pela comunidade, motivo pelo qual provocou uma grande ira no prefeito que resolveu na sequencia fazer uso da fala para tentar reverter a situação a seu favor e para tanto partiu para o ataque ao líder e aos deputados eleitos por Rondonópolis, dando uma de vítima, como é de praxe em seus discursos populista, bradou que estava sozinho e que nenhum deputado estariam o ajudando. Na sequencia dos ataques, acusou o líder de ter apoiado certo deputado para ganhar um extra e que o mesmo não estaria ajudando a cidade, ele se esqueceu de mencionar em seu discurso raivoso que três dos quatro vereadores do seu partido o SD, apoiaram o mesmo deputado, esqueceu também de falar para os presentes que o mesmo deputado foi um dos principais doadores de sua campanha em 2016. O fato é que ele sabia que ali era um evento promovido pela gestão e não um debate onde a outra parte tivesse direito a réplica e, portanto ele poderia atacar e mentir como melhor lhe conviesse.

Veja Também:  Em MT, cadeirante se revolta e constrói rampa de acesso a órgão público.

Ao final, vários moradores sentindo a injustiça que fora cometida ao seu líder, o procuraram para se solidarizar ao mesmo ao que parece, responderão sabiamente em outubro próximo.

Vamos aguardar pra ver…

Veja o vídeo.

Prefeito em sinal de desespero ataca liderança comunitária e acusa deputados de NÃO trabalhar pela cidade.A agressividade e discurso raivoso mostra o destempero, e preocupação desse gestor demagogo e mentiroso quando encontra um líder que sabe exercer sua liderança. Sua prática de se promover com base na desinformação das pessoas não está mais colando e tenta ofender a honra e a dignidade das pessoas.

Posted by Claudinho Santos on Saturday, December 7, 2019

publicidade

Mato Grosso

Incêndio destrói apartamento em Cuiabá

Publicado

Uma sobrecarga elétrica causa por algum equipamento eletrônico resultou em um incêndio que destruiu um apartamento no centro de Cuiabá. O fato ocorreu neste domingo (26).

Conforme informações, o fogo teve início da sala de televisão. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não foi possível identificar qual equipamento causou a sobrecarga.

O fogo se propagou para outros cômodos do apartamento. Móveis e materiais de escritório foram destruídos.

Mesmo os vinhos tentando conter as chamas, não foi possível controlar o incêndio.

Quatro viaturas e 16 bombeiros realizaram o trabalho de combate as chamas.

Os moradores não estavam na casa e ninguém ficou ferido.

Além disso, foram tomadas as medidas de segurança como evacuação, desligamento da energia e gás e controle de pânico.

O apartamento teve que ser isolado para a realização de perícia.

Os moradores do condomínio foram orientados sobre a segurança do apartamento.

Veja Também:  Homem invade casa da ex-namorada e é achado morto na calçada em MT
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende pai que abandonou filho em carro em MT

Publicado

Um pai que abandonou o filho dentro do carro para ir beber em São Félix do Araguaia (1.173 KM de Cuiabá) foi algemado e preso no dia 12 de janeiro deste ano. Os policiais, e membros do conselho tutelar do município, flagraram a criança sozinha dentro do veículo de madrugada, sem cuidados de higiene.

Ela havia defecado em sua roupa. De acordo com informações do registro de ocorrência, a Polícia Militar recebeu uma denúncia de duas conselheiras tutelares da cidade relatando que o homem havia abandonado o filho para ir beber no estabelecimento conhecido como “Breja Choperia”.

Acompanhados das conselheiras tutelares, os policiais se dirigiram até o veículo onde a criança estava, por volta das 2h30 da manhã, e localizaram o menor de idade abandonado dentro do carro. Na sequência eles foram até o pai do garoto, que estava bêbado, e teve que ser algemado.

Ainda segundo o registro de ocorrência os pais da criança foram advertidos pelo conselho tutelar.

Veja Também:  Homem invade casa da ex-namorada e é achado morto na calçada em MT
Continue lendo

Mato Grosso

Em MT, cadeirante se revolta e constrói rampa de acesso a órgão público.

Publicado

 Deficiente físico é morador da cidade de Juína e se disse cansado do descaso. Prefeito disse que tomará providências e pediu desculpa aos cadeirantes

Cadeirante mora na cidade há 31 anos e ficou paraplégico após levar um tiro (Foto: Marcelo Guedes/site Metropolitana FM)

Indignado com a falta de acessibilidade em Juína, cidade a 737 km de Cuiabá, o deficiente físico Samuel Nobile de Oliveira, de 41 anos, decidiu construir por conta própria uma rampa de acesso ao prédio da secretaria municipal de Saúde. Com um balde cheio de massa de cimento, que levou de casa, algumas madeiras e pedras, o morador foi para a frente do órgão, na tarde de segunda-feira (24), e declarou que não quer mais sofrer constrangimentos. “Não aguento mais passar por isso e estou cansado de esperar pelo poder público. Por isso tomei a iniciativa e não quero mais esperar”, disse.

Samuel mora no município há 31 anos, no Bairro Módulo 4, e ficou paraplégico após ser atingido por um tiro, em 2006. Desde então, se viu preso à cadeira de rodas e ressalta que encontra dificuldades diárias pela falta de acessibilidade juntamente com outros amigos cadeirantes. Ele conta que precisa ir constantemente à secretaria de Saúde por conta de documentos que necessita para fazer tratamento médico em Brasília (DF).

Veja Também:  Trabalhador é atacado por abelhas durante limpeza de área em zona rural de Rondonópolis

O cadeirante relatou ainda a situação que passa ao ir no posto de saúde do bairro. “Somos atendidos pelos médicos do lado de fora, na rua, porque não têm rampa de acesso. É muita humilhação não sermos tratados como pessoas comuns”, desabafou.

À reportagem, o prefeito Hermes Bergamim disse que já está tomando providências quanto à falta de acessibilidade e garantiu que providenciará melhorias para os deficientes físicos. Também considerou a atitude do morador importante e pediu desculpas pelos constrangimentos que os cadeirantes da cidade têm sofrido. “Estamos colocando a casa em ordem nesses seis meses de gestão. Peço desculpas a todos os deficientes físicos pelas situações e constrangimentos. Vamos tomar as devidas providências na cidade para que isso não ocorra mais”, afirmou.

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana