conecte-se conosco


Nacional

Presidente da Fundação Palmares chama movimento negro de ‘escoria maldita’

Publicado


source
Sérgio Camargo
reprodução

Na reunião com funcionários, Camargo reclamou que esquerdistas estavam tentando prejudicá-lo no orgão

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, se referiu ao movimento negro como “escória maldita” em uma reunião privada no dia 30 de abril. As informações foram divulgadas pelo jornal O estado de São Paulo.

Na reunião com funcionários, Camargo também reclamou que esquerdistas estavam tentando prejudicá-lo no orgão e, inclusive, estariam infiltrados na fundação.

Saiba mais:  Covid-19: presidente da Fundação Palmares diz que quarentena é “imbecilidade”

O presidente da Fundação Palmares, que é ligada à Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro, pediu para que seus funcionários apontassem quem eram os esquerdistas infiltrados.

“Se tiver um esquerdista aqui, vocês me digam onde está esse filho da **** que eu quero exonerar ou demitir ou mandar para outro órgão”, disse, em gravação veiculada pelo jornal.

Camargo também reclama que o movimento negro acaba com sua liberdade de expressão ao criticá-lo. “A esquerda acha que é propriedade, o negro é uma propriedade dela. Só pode expressar opinião da cartilha”, disse o presidente da fundação.

Veja Também:  Com Covid-19, Bolsonaro teve contato com ao menos 17 ministros; veja quais

Sérgio Camargo disparou novamente contra o movimento negro, desta vez, ele disse que integrantes do movimento teriam sumido com seu celular corporativo. “Alguém que quer me prejudicar. (…) O movimento negro, os vagabundos do movimento negro. Essa escória maldita”, disse Camargo, segundo o Estadão.

Na reunião, o presidente da Fundação Palmares ainda critica o símbolo da luta anti-escravista, que nomeia a instituição que ele chefia. “Não tenho que admirar Zumbi dos Palmares, que também era um filho da **** que escravizava pretos.”

Leia mais:  Áustria lança projeto que transforma casa de Hitler em delegacia

Por meio de nota, Camargo lamentou “a gravação ilegal de uma reunião interna e privada” e relembrou estar “em sintonia com o governo federal, sob um novo modelo de comando, voltado para a população e não apenas para determinados grupos que, ao se autointitularem representantes de toda a população negra, histórica e deliberadamente se beneficiaram do dinheiro público”, disse Camargo.

publicidade

Nacional

OMS e Opas desejam recuperação rápida a Bolsonaro e pedem por reforço de medidas

Publicado


source
jair bolsonaro com apoiadores em manifestação
Reprodução/redes sociais

Presidente tem causado aglomerações mesmo com medidas de distanciamento social


Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar que está com a Covid-19 , doença transmitida pelo novo coronavírus, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) desejaram que o presidente tenha uma recuperação rápida.


As duas organizações também alertaram que o fato intensifica ainda mais o alerta para a implementação de medidas rígidas para combater a pandemia no Brasil.

Em entrevista, Adhanom alertou novamente que qualquer pessoa pode ser contaminada, até mesmo líderes governamentais, em qualquer lugar do mundo. Bolsonaro é o 4º governante de liderança no mundo a ser acometido pela doença .

“Esperamos que sua excelência, o presidente, esteja bem e se recupere rapidamente”, disse o diretor-geral da OMS . “Espero que os sintomas sejam leves e que sua excelência esteja de volta à ativa o quanto antes para apoiar seu país”, acrescentou.

Veja Também:  OMS e Opas desejam recuperação rápida a Bolsonaro e pedem por reforço de medidas

Adhanom afirmou novamente que a situação das Américas é vista com muita preocupação, com exceção do Canadá, na América do Norte, que tem conseguido conter a pandemia. “As divisões serão uma vantagem para o vírus, não somente no Brasil, mas em toda a América Latina, que não parece bem, e a América do Norte”, afirmou.

“Isso mostra que somos todos vulneráveis”, completou o diretor de Emergência do órgão, Michael Ryan.

Marcos Espinal, Departamento de Doenças Transmissíveis da Opas , Marcos Espinal, afirmou em coletiva de imprensa que o distanciamento social e o uso de máscara são imprescindíveis para contribuir com a diminuição do nível de contágio.

“A mensagem é que o vírus é imprevisível e não respeita raça, classe ou pessoas no poder, apesar da segurança ao redor de qualquer presidente”, afirmou.

Continue lendo

Nacional

Homem decepa patas de cachorro com foice em Minas Gerais; imagem forte

Publicado


source
Cachorro sem pata
Reprodução

Animal foi atacado por dois homens.

Dois homens utilizaram uma foice para decepar as patas traseiras de um  cachorro da raça pitbull que tinha apenas dois anos de idade. O caso aconteceu na última segunda-feira (6) na cidade de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo informações da Polícia Civil, o animal, que era conhecido como Sansão, tinha um comportamento dócil e estava dentro de uma empresa perto de uma rodovia quando foi atacado.

De acordo com o cuidador do cachorro, dois homens invadiram o local, amarraram a boca do cão e deceparam as patas de Sansão. A polícia suspeita que eles tenham sido responsáveis por maltratar o pai de Sansão também.

Depois do crime, o animal foi levado para uma clínica na cidade de Vespasiano, onde segue internado. Seu estado de saúde é grave e os veterinários ainda não descartaram a possibilidade de sacrificar Sansão. A polícia está investigando, mas ainda não prendeu os suspeitos.

Veja Também:  OMS e Opas desejam recuperação rápida a Bolsonaro e pedem por reforço de medidas

Continue lendo

Nacional

Com Covid-19, Bolsonaro teve contato com ao menos 17 ministros; veja quais

Publicado


source
O presidente Bolsonaro e alguns de seus ministros na casa do embaixador americano no Brasil, Todd Chappman
Nóbrega/PR

O presidente Bolsonaro e alguns de seus ministros na casa do embaixador americano no Brasil, Todd Chappman

O presidente Jair Bolsonaro, que afirmou nesta terça-feira (7) estar infectado pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), esteve com ao menos 17 membros do governo na última semana, de acordo com a agenda do Planalto. 

Em algumas ocasiões, Bolsonaro estava  sem máscara, descumprindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Alguns membros do governo já chegaram a realizar o teste para a detecção da Covid-19 , como os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo). Ambos não apresentam sintomas até o momento.

Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil e que participou de almoço no último sábado com membros do governo federal, também informou que se submeteu ao teste.

Veja Também:  Fiscalização acaba com festa de luxo que reunia cerca de 100 pessoas

Veja a lista dos membros do governo que podem ter sido infectados:

  • Braga Netto (Casa Civil);
  • Ernesto Araújo (Relações Exteriores);
  • Fernando Azevedo e Silva (Defesa);
  • Jorge Antonio de Oliveira (Secretaria Geral);
  • Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo);
  • Paulo Guedes (Economia);
  • Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional).
  • Antonio Paulo Vogel (interino da Educação);
  • André Mendonça (Justiça e Segurança Pública);
  • Augusto Heleno (GSI);
  • Fábio Faria (Comunicações);
  • José Levi (AGU);
  • Marcelo Álvaro Antônio (Turismo);
  • Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações);
  • Ricardo Salles (Meio Ambiente);
  • Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura);
  • Wagner Rosário (CGU).

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana