conecte-se conosco


Nacional

Rachadinha: mulher de Queiroz ajudou a desviar R$ 1,1 milhão da Alerj, diz MP

Publicado


source
queiroz e esposa
Reprodução

Esposa de Queiroz, Márcia Aguiar ajudou a desviar R$ 1,1 milhão do gabinete de Flávio Bolsonaro, segundo o MP

Márcia Aguiar, esposa do ex-assessor Fabrício Queiroz, ajudou a desviar R$ 1,1 milhão da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), por meio do  esquema de rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro e hoje senador, aponta o Ministério Público do Rio de Janeiro em denúncia apresentada à Justiça. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

A Promotoria estima que, do total de R$ 1,1 milhão, a esposa de Queiroz tenha usado R$ 868 mil para abastecer a suposta organização criminosa liderada por Flávio Bolsonaro, no esquema das rachadinhas.

Alvo de prisão preventiva em julho, Márcia Aguiar não foi encontrada pela polícia e ficou 22 dias foragida. Enquanto o marido foi achado em Atibaia, sua esposa só reapareceu após liminar do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, garantir que ela cumpriria prisão domiciliar ao lado do marido, em apartamento de luxo no Rio de Janeiro, na zona oeste da cidade.

Veja Também:  Senado aprova redefinição do crime de denunciação caluniosa

A investigação também já descobriu seis cheques depositados das contas de Márcia em favor da primeira-dama Michelle Bolsonaro . As transações, ocorridas em 2011, somam R$ 17 mil. A denúncia oferecida contra a esposa de Queiroz, no entanto, não cita esses repasses à Michelle.

O MP inclui Márcia no “núcleo executivo” do esquema de rachadinhas, que é composto por funcionários “fantasmas” do gabinete de Flávio Bolsonaro , que recebiam salário sem bater ponto na Assembleia do Rio, ou seja, sem trabalhar. Esse “núcleo executivo” teria desviado R$ 6,1 milhões da Alerj, sendo que R$ 2,079 milhões foram repassados diretamente a Queiroz, segundo a investigação.

De acordo com a Promotoria, o dinheiro foi desviado em 268 pagamentos feitos pela Assembleia divididos entre os 127 meses que a esposa de Queiroz atuou como “assessora fantasma” de Flávio Bolsonaro, entre abril de 2007 a dezembro de 2017. O MP diz que, assim que Márcia recebia o salário, repassava a maior parte ao seu marido.

“O cruzamento de dados entre os débitos na conta de Márcia Aguiar e os créditos na conta de Fabrício Queiroz possibilitou identificar ao menos 63 operações em que os valores sacados pela ‘assessora fantasma’ foram acolhidos na conta do operador da organização criminosa”, disse o MP.

Veja Também:  Pai é preso suspeito de asfixiar e esfaquear o próprio filho de apenas 2 anos

A defesa de Flávio Bolsonaro diz que a acusação é uma “crônica macabra e mal engendrada influenciada por grupos que têm claros interesses políticos”. O advogado de Queiroz, Paulo Emílio Catta Preta, afirma que fará “impugnação das provas acusatórias e produção de contraprovas que demonstrarão a improcedência das acusações e, logo, a sua inocência”.

Encontro entre desembargador do caso e Jair Bolsonaro

Nesta sexta-feira (20), o pai de Flávio, presidente Jair Bolsonaro, se reuniu com Bernardo Moreira Garcez Neto, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e desembargador do caso das rachadinhas, e eles conversaram por cerca de duas horas no Palácio do Planalto.

Integrante do Órgão Especial do TJ-RJ, o desembargador fará parte da decisão de aceitar ou não a denúncia contra Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas. Após encontro com o presidente da República, Garcez Neto não atendeu à imprensa e chegou a se esconder atrás de uma pilastra para não ser abordado pelos jornalistas presentes.

“Não foram tratados assuntos relacionados a processos judiciais” no encontro, de acordo com o TJ. A versão do desembargador é que ele e o presidente falaram sobre “registros de propriedades” por duas horas.

publicidade

Nacional

Empresário ofende manobrista: “O que você ganha em 1 mês, gasto em 1 dia”; veja

Publicado


source
Caso ocorreu no bar Seo Rosa%2C em Campinas%2C no dia 28 de novembro.
Reprodução

Caso ocorreu no bar Seo Rosa, em Campinas, no dia 28 de novembro.

Um vídeo gravado em um bairro de classe alta na cidade de Campinas (SP) mostra um manobrista sendo ofendido e ameaçado por um empresário por causa de uma vaga de estacionamento irregular. O caso aconteceu no último sábado (28) e as imagens foram publicadas na internet recentemente. As informações foram dadas pelo UOL .

O caso ocorreu no estacionamento do bar Seo Rosa, no bairro Gramado. De acordo com o manobrista Jailton Silva do Nascimento, 30, o empresário Tiago Zouain Gonçalves, 40, estava embriagado e estacionou em um local proibido.

“Fiz a minha obrigação: perguntei a ele se podia tirar o veículo da vaga que ele ocupou, e expliquei que era um local irregular e que poderia causar uma multa, algo do tipo. Ele se alterou e começou a me xingar “, disse Jailton.

Veja Também:  Senado aprova Projeto de Lei sobre prioridade de vacinação da Covid-19

No vídeo, é possível ver Tiago Zouain ameaçando e xingando o manobrista. “Dá a chave do carro aqui, vou pegar meu cano [arma] lá. Vou dar um tiro na cabeça desse m**** aqui. Seu m****. Vai ver o tamanho do buraco que sai atrás da sua cabeça, seu b****”.

Jailton não reagiu e o empresário continuou a ofendê-lo. “O que você ganha em um mês, eu gasto em um dia. Seu b****”, disse Tiago.

No fim do vídeo, o empresário faz um sinal de arma com a mão e ameaça : “eu meto um tiro na sua cara”.

O gerente do estabelecimento decidiu colocar o empresário dentro do bar , em uma tentativa de encerrar a situação.

O manobrista conta que ficou apavorado. “Por mais que tentasse manter a calma, tive muito medo. Vai saber se ele não tinha uma arma mesmo”, disse.

A Polícia Militar foi acionada e não encontrou arma no veículo, mas orientou Jailton a registrar um boletim de ocorrência. O BO foi feito na última terça-feira (1) como injúria e ameaça .

Veja Também:  Desgovernado, caminhão de lixo quase atinge mulher e causa destruição; assista

“Ele [Tiago] estava visivelmente embriagado . Eu fiquei em choque com tudo aquilo. Nunca tinha me acontecido na vida. Só tive sangue frio de ficar ouvindo tudo, sem perder a razão”, relatou o manobrista.

Em nota, o bar Seo Rosa afirmou que oferece todo o apoio ao funcionário terceirizado e repudia as agressões verbais e ameaças.

Continue lendo

Nacional

Inédito: STJ aplica Maria da Penha em caso de violência contra doméstica

Publicado


source
violência sexual
Rawpixel / Creative Commons / Imagem ilustrativa

Empregada doméstica foi alvo de violência sexual pelo neto da patroa


O Superior Tribunal e Justiça (STJ) decidiu pela primeira vez na história utilizar a Lei Maria da Penha em favor de uma empregada doméstica vítima de violência sexual e doméstica pelo neto da patroa, em Goiás. O Ministério Público entrou com recurso, que foi acatado na decisão do ministro Sebastião Reis Júnior ao restabelecer condenação do réu. 


Reis Júnior argumentou que ” deve ser considerada a existência de relação hierárquica e a hipossuficiência da vítima, que vivia na mesma residência que o agressor. “Ainda que não haja vínculo de parentesco com a vítima, ela vive agregada ao núcleo familiar, o que justifica o enquadramento do crimes como um caso de violência doméstica contra a mulher “, disse na decisão.

Veja Também:  Inédito: STJ aplica Maria da Penha em caso de violência contra doméstica

Dados do estudo realizado pelo Instituo de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) em parceria com a ONU Mulheres concluiu qua a vulnerabilidade de trabalhadores domésticas aumentou durante a pandemia.

Continue lendo

Nacional

Desgovernado, caminhão de lixo quase atinge mulher e causa destruição; assista

Publicado


source
Caminhão
Reprodução/Facebook

Nas imagens, é possível ver a destruição causada pelo veículo antes de parar

Uma moradora do bairro Vila São Luís, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense , pode dizer que nasceu de novo. Na manhã de quinta-feira (3), por volta das 8h30, um caminhão de lixo desgovernado desceu a Rua 13 de Maio e quase atingiu uma mulher no momento em que ela atravessava para o outro lado da rua.

O vídeo impressionante foi registrado por câmeras de segurança instaladas próximas ao local do incidente. O caminhão ainda atingiu oito carros que estavam estacionados no local antes de parar.

Em outra imagem, é possível ver um dos garis recolhendo e juntando os lixos das casas quando ele percebeu que o caminhão vinha rapidamente pela rua. Ele saiu do caminho, assim como outra moradora que estava próxima a ele.

Veja Também:  Foragido por estupro é preso nos Estados Unidos após três anos fora do Brasil

Confira as imagens do incidente


Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana