conecte-se conosco


Carros

Renault Kiger é o SUV do Kwid com motor 1.0 turbo

Publicado


source


A filial brasileira da Renault se refere ao Kwid como o “SUV dos compactos”. Mas na Índia, ele é considerado mesmo um hatch subcompacto. Tanto que deu margem para que a marca francesa apresentasse no país asiático o Kiger, um SUV feito sobre uma variação da plataforma do Kwid.


As imagens reveladas pela Renault mostram um SUV conceito, que segundo a empresa já corresponde a 80% do carro que será feito em série. Projetado inicialmente para a Índia, onde chega em 2021, o modelo já foi prometido pela montadora francesa para outros mercados globais.

O visual da carroceria não esconde o parentesco do Renault Kiger com o Nissan Magnite, modelo recém-mostrado na Índia e que está cotado para ser feito também no Brasil, na fábrica de Resende (RJ), ocupando o espaço deixado pelo fim do hatch compacto March. 


Com menos de quatro metros de comprimento, ambos vão compartilhar a mesma carroceria básica, baseada na plataforma CFMA+, uma variação da CMFA do Kwid que já é utilizada também na minivan Renault Triber. Mas o Kiger tem uma dianteira exclusiva, que traz elementos como os faróis de LED com desenho que o subcompacto reestilizado já vendido no exterior.

Veja Também:  Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes

O Renault Kiger será equipado com um motor 1.0 turbo de três cilindros. É o mesmo propulsor oferecido no Nissan Magnite , no qual desenvolve 100 cv de potência e pode ser combinado a um câmbio automático do tipo CVT.

Sem detalhar a lista de equipamentos do Kiger de produção, a Renault se limita a afirmar que o SUV irá contar com diversos sistemas e equipamentos inteligentes, o que pode indicar a presença de equipamentos como chave presencial, controlador automático de velocidade de cruzeiro, carregador de celular por indução e ar-condicionado automático. Todos itens que serão oferecidos no SUV da Nissan.

Fonte: IG CARROS

publicidade

Carros

Conheça o BMW iX, a nova geração de SUV elétrico

Publicado


source
BMW iX
Divulgação

O BMW iX elétrico é um SUV premium de última geração em design, desempenho e autonomia


A BMW revelou o seu SUV elétrico que chega ao mercado em 2021. Chamado BMW iX , a montadora alemã afirma que o modelo representa uma nova geração de utilitário esportivo tanto pelo seu desempenho, com seus 500 cv de potência, como pela autonomia superior a 600 km com uma carga.


O SUV terá uma bateria “gigante” de 100 kWA que vai alimentar dois motores elétricos. O conjunto permitirá uma aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 5,0 segundos. Em termos de capacidade de carga, o BMW iX será capaz de carregar rapidamente em corrente contínua (DC) até 200 kW. A montadora acredita que será capaz de atingir 80% do estado de carga em menos de 40 minutos.

Veja Também:  Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes

Derivado da família de veículos-conceito iNext , o SUV iX tem dimensões comparáveis ao BMW X5 em comprimento e largura, tem altura do X6 e devido ao tamanho de suas rodas assemelha-se ao modelo X7. “O exterior do iX representa uma reformulação distinta das poderosas proporções dos grandes SUVs da nossa marca”, diz o comunicado da empresa.


Externamente, o BMW iX, conforme mostra o modelo apresentado de pré-produção, tem um design muito moderno. Destaca-se a usual grade da marca, mas agora ela está cercado por faróis muito agressivos. O teto, a lateral e traseira apresentam nova formulação de estilo.

Quanto ao design interior do iX, a BMW o descreve como “uma cabine organizada oferecendo um local de relaxamento. A tecnologia é amigável e inteligente no visual e intuitivo ao usar, sem parecer excessivamente complexa”.

Segundo a montadora, “o SUV transmite uma sensação de segurança e familiaridade e cria um novo tipo de vínculo entre os ocupantes e o veículo. Inclui uma série de recursos como o volante em formato hexagonal e uma chave oscilante para a seleção de marcha que trazem uma característica futurística de prazer de dirigir”.

Veja Também:  Projeto quer acabar com multa por radar de velocidade abaixo de 120 km/h

A BMW deve iniciar a produção em série no segundo semestre de 2021. Ela ainda não confirmou o preço, mas deixa claro que será competitivo com os modelos de US$ 40.000 da Tesla .

BMW no Brasil

BMW i3
Divulgação

BMW i3 é um dos modelos elétricos da marca alemã no Brasil disponíveis hoje em dia


No mercado brasileiro, a BMW oferece uma gama de modelos eletrificados. Atualmente estão disponíveis no Brasil os modelos híbridos plug-in BMW 330e, BMW 530e, BMW 745Le, BMW X3 xDrive 30e e BMW X5 xDrive45e, além do BMW i3 que é totalmente elétrico.

Segundo a BMW , a marca investe “em mobilidade elétrica não só por conta das soluções sustentáveis, limpas e renováveis, mas também pelo diferencial econômico envolvido na cadeia de produção de um automóvel”. Por isso ela deseja escrever essa história da mobilidade elétrica também no nosso País. Pena que uma marca premium é para poucos.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

O que há de novo no Android Auto 5.9 atualizado que chega em 2021

Publicado


source
Android
Divulgação

Android Auto atualizado deverá poder ser usado mesmo com o celular bloqueado nas centrais com pareamento sem fio

A versão atualizada do Android Auto 5.9 está prestes a estar disponível no Google Play Store, provavelmente no mês que vem. Não há informações oficiais do que haverá de novidade, mas de acordo com o site Autoevolution , uma das principais mudanças ficará por conta da melhor customização da tela do usuário, que terá opções extras.

Quem for usar aplicativo para navegação de terceiros também deverá notar algumas novidades. A versão atualizada do Android Auto 5.9 exibirá uma notificação de permissão para explicar que suas configurações não afetam a conta do Google ou os Serviços do Google.

Além disso, parece que o Google está trabalhando para permitir que usuários utilizem o Android Auto mesmo quando o celular estiver bloqueado, algo que ajuda bastante, principalmente para sistemas que funcionam com pareamento sem fio.

Veja Também:  Japão deve proibir veículos a combustão a partir de 2030

Ou seja, mesmo com o aparelho no bolso, será possível utilizar o Android Auto, no caso das centrais multimídia com espelhamento que dispensa cabos, algo que ainda está muito no início no Brasil, onde entre os modelos nacionais, pelo menos por enquanto, apenas a picape Fiat Strada tem disponível.

E ainda estamos no início das centrais que contam com conexão com a internet nativa . Entre os modelos nacionais, a GM está um pouco mais adiandada, porém, marcas como FCA e VW deverão apresentar novidades ao longo de 2021.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros

Japão deve proibir veículos a combustão a partir de 2030

Publicado


source

Carro Esporte Clube

Nissan Leaf
Thiago Ventura

Dentro de 10 anos, apenas modelos elétricos como o Nissan Leaf (acima) deverão poder ser vendidos no território japonês

O Japão pode proibir a venda de veículos novos movidos a gasolina em meados da década de 2030 para privilegiar veículos híbridos ou elétricos, informou a emissora pública NHK nesta quinta-feira (3), alinhando-se a outros países e regiões que estão impondo restrições a veículos dependentes de combustíveis fósseis.

Siga o Carro Esporte Clube no Instagram

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

A medida viria na esteira da promessa feita em outubro pelo primeiro-ministro, Yoshihide Suga, de fazer o Japão zerar a emissão de carbono até 2050 e tornar o país a segunda nação do G7, em pouco mais de duas semana, a estabelecer um prazo para eliminar gradualmente os veículos a gasolina.

O Ministério da Indústria japonês delineará um plano até o final do ano, disse o porta-voz chefe do governo, Katsunobu Kato , em entrevista coletiva nessa terça.

Veja Também:  Multa de trânsito será destinada para melhorar acessibilidade de deficientes

A probabilidade de intervenções estatais para reduzir as emissões de carbono está fomentando uma corrida tecnológica entre montadoras de veículos para a construção de carros elétricos e híbridos movidos a gasolina e eletricidade, para atrair motoristas à medida que eles trocam seus modelos a gasolina, particularmente nos dois maiores mercados automobilísticos do mundo, a China e os Estados Unidos.

LEIA TAMBÉM :

IPVA deve ser pago no estado em que o veículo circula, decide STF
Sua carteira venceu? Contran divulga prazo para renovar CNH vencida na pandemia
Seguro DPVAT: motorista pode ficar isento de cobrança nos próximos dois anos

As medidas, já em vigor no Japão, permitem às montadoras locais – especialmente as grandes, como a Toyota Motor Corp, que têm mais recursos para pesquisa e desenvolvimento – usar tecnologia de carros elétricos que já desenvolveram em casa.

No mês passado, o chefe de operações da Nissan Motor Co, Ashwani Gupta, disse à Reuters que sua empresa está disposta a reagir à decisão do Reino Unido, de acelerar uma data de substituição gradual de novos carros e vans a gasolina e diesel em cinco anos, ou para 2030, por isso ser parte de uma tendência global. (Agência Brasil/Reuters)

Veja Também:  Japão deve proibir veículos a combustão a partir de 2030

O post Japão deve proibir veículos a combustão a partir de 2030 apareceu primeiro em Carro Esporte Clube .

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana