conecte-se conosco


Mato Grosso

Rondonópolis perde Juary Miranda, Ex-vereador estava internado com covid-19

Publicado

O ex-vereador pelo solidariedade (SD) Juary Miranda que estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis vítima de Covid-19, não resistiu e veio a falecer nesta tarde.

Segundo informações, o quadro clínico do vereador se agravou e o mesmo veio a falecer a poucos minutos, o mesmo estava internado desde o ultimo dia 27 de dezembro .

Grande comoção toma conta das redes sociais com  depoimentos e homenagens ao ex-parlamentar que até a data de 31 de dezembro fazia parte do legislativo municipal. Juary um homem de coração enorme e muito carismático, deixará muita saudades e grandes feitos na cidade de Rondonópolis.

Mais informações nas próximas horas.

O portal noticia em foco MT lamenta a perda e se solidariza aos familiares

Veja Também:  Consórcios Intermunicipais Vale do Arinos e Vale do Juruena são reativados
publicidade

Mato Grosso

Emanuele de Almeida é nomeada e assume a Presidência do Indea-MT

Publicado


A servidora Emanuele Gonçalina de Almeida (39 anos) foi nomeada presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA MT). A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (20.01).

Ela é advogada, concursada e trabalha há sete anos no órgão de defesa, exercendo anteriormente o cargo de diretora administrativa.

A nova presidente tem como objetivo dar continuidade ao trabalho iniciado no Indea na gestão do governador Mauro Mendes, valorizar o servidor do Instituto e trabalhar de forma democrática com a área técnica.

Emanuele também pretende seguir coma implantação das ações administrativas, focando na desburocratização e descentralização do órgão, dando mais agilidade às demandas dos produtores rurais mato-grossenses.

Fonte: GOV MT

Veja Também:  Canarana apresenta proposta para criação de unidade dos Bombeiros no município
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil cumpre prisão de envolvido em roubo de gado, sequestro e cárcere privado

Publicado


A Polícia Civil de Poconé deflagrou na manhã desta quarta-feira (20.01) uma das fases da operação “Boi Bravo” para cumprimento de um mandado de prisão temporária decretado após investigação para apurar um roubo de gado ocorrido no município de Nossa Senhora do Livramento.

O trabalho operacional contou com apoio da Polícia Militar do município e resultou na prisão do suspeito de 40 anos, detido em uma residência no bairro Jurumirim, em Poconé.

O inquérito policial apura o roubo majorado, praticado com restrição de liberdade, concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, além de sequestro e cárcere privado, associação criminosa e receptação.

Os policiais civis vêm investigando o crime praticado no dia 05 de janeiro, em uma propriedade na zona rural de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá), quando funcionários e suas famílias foram rendidos e mantidos como reféns, trancados em um dos cômodos da sede da fazenda por cerca de 19 horas.

Do local foram roubadas 82 cabeças de gado, cada uma avaliada em torno de R$ 2,5 mil,  localizadas e recuperadas pelos policiais civis e militares poucas horas depois do crime. Na ocasião, uma pessoa foi presa em flagrante delito.

Veja Também:  Estado entrega equipamentos para 82 cidades nesta quinta-feira (21)

No decorrer das diligências para esclarecimento do crime, a equipe da Delegacia de Poconé ouviu várias testemunhas e vítimas, bem como foram colhidos indícios e diversos elementos de prova que possibilitaram pela representação do mandado de prisão temporária, cumprido nesta quarta-feira (20).

No momento da abordagem ao suspeito alvo da ordem judicial, a filha do investigado tentou despistar os policiais dizendo que o pai não estava na casa. No entanto, como as equipes vinham realizando vigilância e monitoramento do local era sabido que o procurado estava escondido no endereço.

Em razão do suspeito não acatar o pedido para sair do imóvel, os policiais civis e militares realizaram a entrada tática na casa para cumprimento da prisão. No local também foi apreendido um aparelho celular produto do roubo, que foi formatado.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Poconé, interrogado pelo delegado Maurício Maciel Pereira e posteriormente encaminhado para a Cadeia Pública do município.

As investigações continuam para identificar de outros envolvidos no crime.

Fonte: GOV MT

Veja Também:  Servidor em licença não remunerada pode trabalhar na iniciativa privada, mas não pode assumir outro cargo público

Continue lendo

Mato Grosso

Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa

Publicado


A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) esclareceu o homicídio de José Carlos Ribeiro, 50 anos, ocorrido no dia 25 dezembro, no bairro Altos da Glória, na capital. A pessoa investigada como autora do crime, de 30 anos, foi presa na segunda-feira (18) pela Polícia Militar, no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca da Capital.

A vítima foi encontrada morta na cama, em sua residência, e o corpo apresentava lesões causadas por instrumentos contundente e cortante. Um pedaço de madeira, com um prego na ponta, foi encontrado no local.

Com o início das investigações abertas pela DHPP, a equipe coordenada pelo delegado Caio Fernando Albuquerque coletou informações de que no dia do crime uma pessoa monitorada por tornozeleira eletrônica esteve na residência da vítima.

Após ser identificada, a investigada foi ouvida em depoimento na DHPP e declarou como cometeu o crime. Segunda ela, três meses antes do fato, quando ainda não tinha relacionamento íntimo com José Carlos, estava tomando cerveja com a vítima junto com a sobrinha dela, de 14 anos. Logo após, saiu da casa para comprar e fazer uso de entorpecentes, quando momento depois sua sobrinha a procurou chorando e dizendo que a José Carlos havia tentado violentá-la sexualmente.

Veja Também:  Estado entrega equipamentos para 82 cidades nesta quinta-feira (21)

A investigada retornou então à casa da vítima para tomar satisfação do ocorrido, mas o homem negou o ato de violência, embora a adolescente tenha confirmado o abuso. Após isso, ainda segundo depoimento da investigada, ela decidiu que mataria a vítima e pediu que a adolescente não comentasse a ninguém o ocorrido e que resolveria a situação.

Conforme narrado no depoimento, vendo que a vítima tentava uma aproximação, a investigada começou a ter encontros amorosos com José Carlos e afirmou ao delegado que passou a fazer isso para aproveitar a oportunidade e vingar o que ocorreu com sua sobrinha. Em um dos encontros, após se relacionarem, ela golpeou a vítima com o pedaço de madeira e com uma faca.

“Os elementos de prova colhidos durante as diligências comprovam que não houve homicídio privilegiado – quando a vítima provoca o cometimento do crime pouco antes de sua prática. Mas sim, que o crime foi motivado por vingança, configurando a qualificadora de torpeza na medida em que, premeditadamente, o autor planejou a ação homicida cerca de três meses depois do referido comportamento da vítima. Além disso, ficou configurada a qualificadora de impossibilidade de defesa pois, ao que tudo indica, ao contrário da versão da investigada, a vítima dormia quando foi golpeada”, explicou o delegado Caio Albuquerque.

Veja Também:  Canarana apresenta proposta para criação de unidade dos Bombeiros no município

Com base nos elementos coletados na investigação, o delegado representou à Justiça pela prisão preventiva da investigada. O inquérito segue para conclusão e ela será indiciada por homicídio qualificado.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Links Úteis

Rondonópolis

Policial

Política MT

Entretenimento

Mais Lidas da Semana